Filha de mulher assassinada em Paracuru “pergunta o tempo todo pela mãe e irmãzinha”


Filha de mulher assassinada em Paracuru “pergunta o tempo todo pela mãe e irmãzinha”

Garota de 7 anos segue sob cuidados dos avós maternos e é acompanhada de perto por uma equipe de médicos e psicólogos

Por Juliana Teófilo em Segurança Pública

28 de agosto de 2015 às 14:26

Há 4 anos
Filha mais velha do casal já sabe da morte da mãe e da irmã (FOTO: Reprodução/Facebook)

Filha mais velha do casal já sabe da morte da mãe e da irmã (FOTO: Reprodução/Facebook)

A filha mais velha da mulher que foi assassinada em casa de praia em Paracuru “pergunta o tempo todo pela mãe e irmãzinha, e diz que sente saudade“. Adriana Moraes, de 39 anos, e Jade Carvalho, bebê de apenas 8 meses, foram encontradas mortas no quarto da residência, com ferimentos a bala.

Durante sessão de depoimentos realizados na tarde desta quinta-feira (27), a irmã de Adriana, Ana Paula Ramalho, informou que a filha mais velha do casal, de 7 anos, tem sentido saudade da família. “Ela sabe que a irmã e a mãe morreram, nós não escondemos isso dela, mas não sabe que foi o pai que matou as duas”, afirma.

 

Ana Paula contou que a menina tem sido acompanhada de perto por uma equipe de médicos e psicólogos. “Ela pergunta o tempo todo pela mãe e pela irmãzinha, diz que sente saudade”, completa.

Segundo o relato da irmã da vítima, a família segue muito abalada. “Estamos todos muito abalados, nunca imaginamos que algo assim pudesse acontecer”, falou emocionada. O pai, a mãe e o irmão de Adriana também prestaram depoimento à delegada Socorro Portela, titular da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ainda durante a tarde e a noite de depoimentos, o advogado da família, Leandro Vasques, fez revelações chocantes. O representante afirmou que Marcelo Barberena, marido de Adriana e suspeito do crime, havia tido um caso extraconjugal há três meses, o que teria abalado sua relação com a esposa. Marcelo teria se dito arrependido e o casal estaria tentando recomeçar.

Relembre o caso

O crime ocorreu na madrugada de domingo (23), na casa de praia da família, em Paracuru. Adriana Moraes e Jade Carvalho foram encontradas mortas dentro do quarto, com ferimentos a bala. Marcelo Barberena, marido da vítima, assumiu a autoria do crime em meio a lágrimas e pedidos de perdão durante perícia complementar.

Segundo a delegada Socorro Portela, em depoimento, o suspeito informou que o crime teria acontecido após uma discussão banal com a esposa. Ela teria dormido, mas ele ficou acordado a noite toda. Nas primeiras horas da manhã, portando uma arma que estava em um dos armários da casa, Marcelo atirou contra a mulher e depois contra a criança. A motivação do crime ainda permanece desconhecida.

CRIME PARACURU
1/9

CRIME PARACURU

Foi encontrado um revólver, de calibre 38, dentro do bebê conforto. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
2/9

CRIME PARACURU

Foi encontrado um revólver, de calibre 38, dentro do bebê conforto. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
3/9

CRIME PARACURU

A família mora em Fortaleza passava o fim de semana na casa de praia do pai da vítima. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
4/9

CRIME PARACURU

A família mora em Fortaleza passava o fim de semana na casa de praia do pai da vítima. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
5/9

CRIME PARACURU

Rafael Barberena, irmão de Marcelo, e sua esposa Ana Carolina Vilas Boas também estavam na casa e foram levados para fazer exames residuográficos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
6/9

CRIME PARACURU

Marcelo Barberena de Moraes confessou que tinha ciúmes da esposa. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
7/9

CRIME PARACURU

Marcelo Barberena de Moraes confessou que tinha ciúmes da esposa. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
8/9

CRIME PARACURU

No apartamento do suspeito, localizado no Bairro Cocó, foram encontradas oito armas, de vários calibres e munição. (FOTO: Polícia Civil)

CRIME PARACURU
9/9

CRIME PARACURU

No apartamento do suspeito, localizado no Bairro Cocó, foram encontradas oito armas, de vários calibres e munição. (FOTO: Polícia Civil)

Confira as matérias:

23 de agosto – Mãe e filha são encontradas mortas em casa de praia

24 de agosto – Pai confessa ter matado esposa e filha de oito meses

25 de agosto – Babá de criança assassinada afirma que “casal vivia bem” e “esposa era apaixonada por marido”

26 de agosto – Inquérito do crime em Paracuru deve ser concluído em até 10 dias

26 de agosto – “Ele não come, não dorme e chora bastante”, afirma delegada sobre suspeito de matar esposa e filha

27 de agosto – Pai teve relação extraconjugal e acusação aponta crime premeditado em Paracuru

Publicidade

Dê sua opinião

Filha de mulher assassinada em Paracuru “pergunta o tempo todo pela mãe e irmãzinha”

Garota de 7 anos segue sob cuidados dos avós maternos e é acompanhada de perto por uma equipe de médicos e psicólogos

Por Juliana Teófilo em Segurança Pública

28 de agosto de 2015 às 14:26

Há 4 anos
Filha mais velha do casal já sabe da morte da mãe e da irmã (FOTO: Reprodução/Facebook)

Filha mais velha do casal já sabe da morte da mãe e da irmã (FOTO: Reprodução/Facebook)

A filha mais velha da mulher que foi assassinada em casa de praia em Paracuru “pergunta o tempo todo pela mãe e irmãzinha, e diz que sente saudade“. Adriana Moraes, de 39 anos, e Jade Carvalho, bebê de apenas 8 meses, foram encontradas mortas no quarto da residência, com ferimentos a bala.

Durante sessão de depoimentos realizados na tarde desta quinta-feira (27), a irmã de Adriana, Ana Paula Ramalho, informou que a filha mais velha do casal, de 7 anos, tem sentido saudade da família. “Ela sabe que a irmã e a mãe morreram, nós não escondemos isso dela, mas não sabe que foi o pai que matou as duas”, afirma.

 

Ana Paula contou que a menina tem sido acompanhada de perto por uma equipe de médicos e psicólogos. “Ela pergunta o tempo todo pela mãe e pela irmãzinha, diz que sente saudade”, completa.

Segundo o relato da irmã da vítima, a família segue muito abalada. “Estamos todos muito abalados, nunca imaginamos que algo assim pudesse acontecer”, falou emocionada. O pai, a mãe e o irmão de Adriana também prestaram depoimento à delegada Socorro Portela, titular da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ainda durante a tarde e a noite de depoimentos, o advogado da família, Leandro Vasques, fez revelações chocantes. O representante afirmou que Marcelo Barberena, marido de Adriana e suspeito do crime, havia tido um caso extraconjugal há três meses, o que teria abalado sua relação com a esposa. Marcelo teria se dito arrependido e o casal estaria tentando recomeçar.

Relembre o caso

O crime ocorreu na madrugada de domingo (23), na casa de praia da família, em Paracuru. Adriana Moraes e Jade Carvalho foram encontradas mortas dentro do quarto, com ferimentos a bala. Marcelo Barberena, marido da vítima, assumiu a autoria do crime em meio a lágrimas e pedidos de perdão durante perícia complementar.

Segundo a delegada Socorro Portela, em depoimento, o suspeito informou que o crime teria acontecido após uma discussão banal com a esposa. Ela teria dormido, mas ele ficou acordado a noite toda. Nas primeiras horas da manhã, portando uma arma que estava em um dos armários da casa, Marcelo atirou contra a mulher e depois contra a criança. A motivação do crime ainda permanece desconhecida.

CRIME PARACURU
1/9

CRIME PARACURU

Foi encontrado um revólver, de calibre 38, dentro do bebê conforto. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
2/9

CRIME PARACURU

Foi encontrado um revólver, de calibre 38, dentro do bebê conforto. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
3/9

CRIME PARACURU

A família mora em Fortaleza passava o fim de semana na casa de praia do pai da vítima. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
4/9

CRIME PARACURU

A família mora em Fortaleza passava o fim de semana na casa de praia do pai da vítima. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
5/9

CRIME PARACURU

Rafael Barberena, irmão de Marcelo, e sua esposa Ana Carolina Vilas Boas também estavam na casa e foram levados para fazer exames residuográficos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
6/9

CRIME PARACURU

Marcelo Barberena de Moraes confessou que tinha ciúmes da esposa. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
7/9

CRIME PARACURU

Marcelo Barberena de Moraes confessou que tinha ciúmes da esposa. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

CRIME PARACURU
8/9

CRIME PARACURU

No apartamento do suspeito, localizado no Bairro Cocó, foram encontradas oito armas, de vários calibres e munição. (FOTO: Polícia Civil)

CRIME PARACURU
9/9

CRIME PARACURU

No apartamento do suspeito, localizado no Bairro Cocó, foram encontradas oito armas, de vários calibres e munição. (FOTO: Polícia Civil)

Confira as matérias:

23 de agosto – Mãe e filha são encontradas mortas em casa de praia

24 de agosto – Pai confessa ter matado esposa e filha de oito meses

25 de agosto – Babá de criança assassinada afirma que “casal vivia bem” e “esposa era apaixonada por marido”

26 de agosto – Inquérito do crime em Paracuru deve ser concluído em até 10 dias

26 de agosto – “Ele não come, não dorme e chora bastante”, afirma delegada sobre suspeito de matar esposa e filha

27 de agosto – Pai teve relação extraconjugal e acusação aponta crime premeditado em Paracuru