Independente do resultado da reconstituição, delegado promete relatar inquérito ao MP


Caso subtenente: delegado promete concluir inquérito nos próximos dias

Cerca de 20 pessoas manifestam-se a favor do subtenente Francilewdo, durante a 2ª reconstituição do crime; ele e a ex-esposa se acusam da morte do filho de 9 anos

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

8 de abril de 2015 às 10:12

Há 4 anos

Selo SubtenenteO delegado Wilder Brito prometeu relatar o inquérito do caso “Caso Subtenente” ao Ministério Público do Ceará nos próximos dias, independente do resultado da reconstituição que ocorre nesta quarta-feira (8).

segunda reconstituição do crime de morte por envenenamento de Lewdo Ricardo, de 9 anos, acontece cinco meses após o caso. Suspeitos, o subtenente Francilewdo Bezerra e a ex-esposa Cristiane Coelho ficarão frente a frente na antiga residência do casal, no Conjunto Napoleão Viana, Bairro Dias Macedo, em Fortaleza.

Ao lado de familiares e do advogado Walmir Medeiros, Francilewdo Bezerra entrou pela porta da frente do 16º Distrito Policial, por volta das 9h30, e abraçou colegas que estavam do lado de fora da delegacia. Com faixas e cartazes, eles pediam a resolução das investigações e a prisão da ex-esposa. Já Cristiane teve acesso à porta dos fundos da delegacia, dentro do carro, junto ao advogado Paulo Quezado.

Ambos se acusam do crime. Na delegacia, ficaram em salas separadas por cerca de duas horas. O teor da conversa no local não foi divulgado. Após a chegada dos policiais do Comando Tático Motorizado (Cotam), o casal saiu do local em direção à antiga residência, onde ocorre o procedimento complementar solicitado pela perícia.

De acordo com o advogado do militar, não há necessidade para a realização de uma nova reconstituição. “Está mais do que esclarecido. Mas é bom que tenha, porque são mais provas para o caso (…) O Fracilewdo foi vítima de uma tentativa de homicídio. Está faltando pouca coisa para esse fato ser esclarecido”, disse.

Antes da ‘simulação’ do crime, Francilewdo afirmou estar ansioso para ter contato com o filho mais novo, Lucas. Segundo havia dito ao Tribuna do Ceará, desde o dia 11 de novembro o militar não tem acesso ao garoto, que atualmente mora com a mãe em Recife. “Tentei ligar, mas não me deixaram falar com ele. Não vejo a hora de ter o Lucas nos meus braços novamente. Ela cometeu esse crime para ficar bem na vida, enriquecer”. Cristiane e o advogado não deram entrevista à imprensa antes da reconstituição.

Manifestação

Do lado de fora do 16º DP e da residência do casal, colegas e familiares do militar protestam com faixas, cartazes e palavras de ordem. De acordo com Raquel Leitão, amiga de Francilewdo, o subtenente é inocente. “Estamos aqui em busca de justiça. O Francilewdo é uma pessoa séria”, diz.

CASO SUBTENENTE
1/6

CASO SUBTENENTE

Manifestação marca 2ª reconstituição do “Caso Subtenente” (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
2/6

CASO SUBTENENTE

Manifestação marca 2ª reconstituição do “Caso Subtenente” (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
3/6

CASO SUBTENENTE

Manifestação marca 2ª reconstituição do “Caso Subtenente” (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
4/6

CASO SUBTENENTE

Francilewdo Bezerra falou com a imprensa antes da reconstituição complementar solicitada pela perícia (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
5/6

CASO SUBTENENTE

Cristiane Coelho saiu pela porta dos fundos do 16º Distrito Policial (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
6/6

CASO SUBTENENTE

Francilewdo Bezerra falou com a imprensa antes da reconstituição complementar solicitada pela perícia (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

O procedimento seria feito em 27 de março, mas não aconteceu em razão da ausência da mãe do garoto que, por meio de petição, informou estar com tendinite [inflamação no tendão] e impossibilitada de participar do evento.

Em 11 de abril, o crime completará cinco meses. De acordo com o delegado Wilder Brito, a reconstituição complementar foi solicitada por peritos que participaram do primeiro procedimento, realizado em dezembro de 2014. “Sem entrar no mérito, despachei o documento ao Ministério Público. Eu não sei pontuar o porquê desse pedido, eu desconheço. Até pra mim isso é um fato interessante”, explicou. A residência onde morava o casal já está ocupada por outra família.

Com informações da repórter Roberta Tavares

Relembre o caso:

12 de novembro – Subtenente é suspeito de matar filho autista, agredir esposa e anunciar crimes no Facebook

13 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho e agredir esposa continua em estado grave no hospital

15 de novembro – Polícia quer ouvir mulher de subtenente do Exército suspeito de matar o filho envenenado

19 de novembro – Filho autista de subtenente do Exército ingeriu “chumbinho”, aponta laudo

19 de novembro – Esposa de militar do Exército suspeito de matar o filho nega traição que seria estopim do caso

21 de novembro – Militar suspeito de matar filho sai do coma, mas ainda não tem condições de prestar depoimento

21 de novembro – Delegado quer saber quem comprou chumbinho usado para matar o filho de militar do Exército

24 de novembro – Amigo duvida que subtenente tenha sido o autor da morte do filho autista

24 de novembro – Com melhora de subtenente, delegado aguarda depoimento até o fim da semana

25 de novembro – Subtenente fica chocado ao acordar do coma e saber que é acusado do assassinato do filho

26 de novembro – Delegado estuda fazer reconstituição do caso de subtenente acusado pela mulher de matar o filho

27 de novembro – Delegado desconfia que uma terceira pessoa tenha assassinado filho de subtenente do Exército

28 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho será ouvido pela polícia mesmo na UTI

29 de novembro – Subtenente nega acusações e seu advogado acusa esposa de assassinar o filho para culpar militar

2 de dezembro – Delegado considera esposa de subtenente uma “suspeita em potencial” da morte do filho

3 de dezembro – Subtenente vai de vilão a mocinho após 3 semanas de investigação por morte de filho envenenado

3 de dezembro – Subtenente suspeito de matar o filho tem prisão preventiva revogada pela Justiça

4 de dezembro – Caso Subtenente: pai e mãe ficarão frente a frente pela 1ª vez após morte do filho envenenado

4 de dezembro – Em 1ª entrevista após sair de UTI, subtenente revela que tem tatuagem com nome de filho morto

8 de dezembro – Esposa de subtenente suspeita de matar o filho contrata um dos juristas mais conhecidos do Ceará

11 de dezembro – Um mês após crime, vizinha diz que nunca acreditou na versão de que subtenente matou o filho

11 de dezembro – Polícia revela áudio que indica desespero da esposa de subtenente após crime

12 de dezembro – Sobrinha será investigada por acionar a polícia quando militar já havia sido socorrido

13 de dezembro – Subtenente recebe alta médica e deseja acareação com esposa sobre morte de filho envenenado

15 de dezembro – Subtenente e esposa participarão de acareação e reconstituição de crime até a próxima semana

16 de dezembro – Caso Subtenente: esposa e militar fazem acareação na próxima segunda-feira

22 de dezembro – Em acareação, subtenente e esposa se encontram pela primeira vez após morte do filho

22 de dezembro – Subtenente acusa publicamente sua mulher de matar filho e agora teme pela vida do mais novo

23 de dezembro – Subtenente tem seguro de vida que pagaria R$ 153 mil a esposa em caso de morte

23 de dezembro – Polícia investiga denúncia de que depósito teria vendido chumbinho a esposa de subtenente

24 de dezembro – Esposa de subtenente admitiu ao marido que tem um amante, no reencontro do casal em acareação

25 de dezembro – Confira o bilhete de brincadeira suspeita entre subtenente e esposa que intriga a polícia

26 de dezembro – Laudo aponta que esposa de subtenente teve lesões mais leves do que em fotos entregues à polícia

27 de dezembro – Polícia quer saber se amante teve participação na morte de filho de subtenente

29 de dezembro – Frieza de mulher de subtenente teria chamado a atenção de presentes em reconstituição de crime

1º de janeiro – Mensagem editada no Facebook de subtenente teve alteração no nome do amante da esposa

7 de janeiro – Amante de esposa do subtenente deve prestar depoimento à polícia na próxima semana

12 de janeiro – Em entrevista exclusiva, subtenente revela que veneno estava em mamadeira do filho

11 de fevereiro – Três meses após morte de filho de subtenente por envenenamento, caso segue sem respostas

25 de fevereiro – Delegado revela que cena do crime de morte do filho de subtenente foi alterada

11 de março – Quatro meses depois, polícia não sabe quando concluirá investigação do “Caso Subtenente”

26 de março – Após mais de 4 meses do crime, polícia marca nova reconstituição do Caso Subtenente

27 de março – Quatro meses após morte de filho, subtenente revela que esposa dificulta contato com caçula

27 de março – Ex-mulher do subtenente falta, e reconstituição da morte do filho do casal é cancelada

28 de março – Polícia cogita pedir prisão preventiva de esposa de subtenente por atrapalhar investigação

7 de abril – Após ausência de mãe, reconstituição da morte de filho do subtenente será feita nesta quarta

Publicidade

Dê sua opinião

Caso subtenente: delegado promete concluir inquérito nos próximos dias

Cerca de 20 pessoas manifestam-se a favor do subtenente Francilewdo, durante a 2ª reconstituição do crime; ele e a ex-esposa se acusam da morte do filho de 9 anos

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

8 de abril de 2015 às 10:12

Há 4 anos

Selo SubtenenteO delegado Wilder Brito prometeu relatar o inquérito do caso “Caso Subtenente” ao Ministério Público do Ceará nos próximos dias, independente do resultado da reconstituição que ocorre nesta quarta-feira (8).

segunda reconstituição do crime de morte por envenenamento de Lewdo Ricardo, de 9 anos, acontece cinco meses após o caso. Suspeitos, o subtenente Francilewdo Bezerra e a ex-esposa Cristiane Coelho ficarão frente a frente na antiga residência do casal, no Conjunto Napoleão Viana, Bairro Dias Macedo, em Fortaleza.

Ao lado de familiares e do advogado Walmir Medeiros, Francilewdo Bezerra entrou pela porta da frente do 16º Distrito Policial, por volta das 9h30, e abraçou colegas que estavam do lado de fora da delegacia. Com faixas e cartazes, eles pediam a resolução das investigações e a prisão da ex-esposa. Já Cristiane teve acesso à porta dos fundos da delegacia, dentro do carro, junto ao advogado Paulo Quezado.

Ambos se acusam do crime. Na delegacia, ficaram em salas separadas por cerca de duas horas. O teor da conversa no local não foi divulgado. Após a chegada dos policiais do Comando Tático Motorizado (Cotam), o casal saiu do local em direção à antiga residência, onde ocorre o procedimento complementar solicitado pela perícia.

De acordo com o advogado do militar, não há necessidade para a realização de uma nova reconstituição. “Está mais do que esclarecido. Mas é bom que tenha, porque são mais provas para o caso (…) O Fracilewdo foi vítima de uma tentativa de homicídio. Está faltando pouca coisa para esse fato ser esclarecido”, disse.

Antes da ‘simulação’ do crime, Francilewdo afirmou estar ansioso para ter contato com o filho mais novo, Lucas. Segundo havia dito ao Tribuna do Ceará, desde o dia 11 de novembro o militar não tem acesso ao garoto, que atualmente mora com a mãe em Recife. “Tentei ligar, mas não me deixaram falar com ele. Não vejo a hora de ter o Lucas nos meus braços novamente. Ela cometeu esse crime para ficar bem na vida, enriquecer”. Cristiane e o advogado não deram entrevista à imprensa antes da reconstituição.

Manifestação

Do lado de fora do 16º DP e da residência do casal, colegas e familiares do militar protestam com faixas, cartazes e palavras de ordem. De acordo com Raquel Leitão, amiga de Francilewdo, o subtenente é inocente. “Estamos aqui em busca de justiça. O Francilewdo é uma pessoa séria”, diz.

CASO SUBTENENTE
1/6

CASO SUBTENENTE

Manifestação marca 2ª reconstituição do “Caso Subtenente” (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
2/6

CASO SUBTENENTE

Manifestação marca 2ª reconstituição do “Caso Subtenente” (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
3/6

CASO SUBTENENTE

Manifestação marca 2ª reconstituição do “Caso Subtenente” (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
4/6

CASO SUBTENENTE

Francilewdo Bezerra falou com a imprensa antes da reconstituição complementar solicitada pela perícia (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
5/6

CASO SUBTENENTE

Cristiane Coelho saiu pela porta dos fundos do 16º Distrito Policial (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

CASO SUBTENENTE
6/6

CASO SUBTENENTE

Francilewdo Bezerra falou com a imprensa antes da reconstituição complementar solicitada pela perícia (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

O procedimento seria feito em 27 de março, mas não aconteceu em razão da ausência da mãe do garoto que, por meio de petição, informou estar com tendinite [inflamação no tendão] e impossibilitada de participar do evento.

Em 11 de abril, o crime completará cinco meses. De acordo com o delegado Wilder Brito, a reconstituição complementar foi solicitada por peritos que participaram do primeiro procedimento, realizado em dezembro de 2014. “Sem entrar no mérito, despachei o documento ao Ministério Público. Eu não sei pontuar o porquê desse pedido, eu desconheço. Até pra mim isso é um fato interessante”, explicou. A residência onde morava o casal já está ocupada por outra família.

Com informações da repórter Roberta Tavares

Relembre o caso:

12 de novembro – Subtenente é suspeito de matar filho autista, agredir esposa e anunciar crimes no Facebook

13 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho e agredir esposa continua em estado grave no hospital

15 de novembro – Polícia quer ouvir mulher de subtenente do Exército suspeito de matar o filho envenenado

19 de novembro – Filho autista de subtenente do Exército ingeriu “chumbinho”, aponta laudo

19 de novembro – Esposa de militar do Exército suspeito de matar o filho nega traição que seria estopim do caso

21 de novembro – Militar suspeito de matar filho sai do coma, mas ainda não tem condições de prestar depoimento

21 de novembro – Delegado quer saber quem comprou chumbinho usado para matar o filho de militar do Exército

24 de novembro – Amigo duvida que subtenente tenha sido o autor da morte do filho autista

24 de novembro – Com melhora de subtenente, delegado aguarda depoimento até o fim da semana

25 de novembro – Subtenente fica chocado ao acordar do coma e saber que é acusado do assassinato do filho

26 de novembro – Delegado estuda fazer reconstituição do caso de subtenente acusado pela mulher de matar o filho

27 de novembro – Delegado desconfia que uma terceira pessoa tenha assassinado filho de subtenente do Exército

28 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho será ouvido pela polícia mesmo na UTI

29 de novembro – Subtenente nega acusações e seu advogado acusa esposa de assassinar o filho para culpar militar

2 de dezembro – Delegado considera esposa de subtenente uma “suspeita em potencial” da morte do filho

3 de dezembro – Subtenente vai de vilão a mocinho após 3 semanas de investigação por morte de filho envenenado

3 de dezembro – Subtenente suspeito de matar o filho tem prisão preventiva revogada pela Justiça

4 de dezembro – Caso Subtenente: pai e mãe ficarão frente a frente pela 1ª vez após morte do filho envenenado

4 de dezembro – Em 1ª entrevista após sair de UTI, subtenente revela que tem tatuagem com nome de filho morto

8 de dezembro – Esposa de subtenente suspeita de matar o filho contrata um dos juristas mais conhecidos do Ceará

11 de dezembro – Um mês após crime, vizinha diz que nunca acreditou na versão de que subtenente matou o filho

11 de dezembro – Polícia revela áudio que indica desespero da esposa de subtenente após crime

12 de dezembro – Sobrinha será investigada por acionar a polícia quando militar já havia sido socorrido

13 de dezembro – Subtenente recebe alta médica e deseja acareação com esposa sobre morte de filho envenenado

15 de dezembro – Subtenente e esposa participarão de acareação e reconstituição de crime até a próxima semana

16 de dezembro – Caso Subtenente: esposa e militar fazem acareação na próxima segunda-feira

22 de dezembro – Em acareação, subtenente e esposa se encontram pela primeira vez após morte do filho

22 de dezembro – Subtenente acusa publicamente sua mulher de matar filho e agora teme pela vida do mais novo

23 de dezembro – Subtenente tem seguro de vida que pagaria R$ 153 mil a esposa em caso de morte

23 de dezembro – Polícia investiga denúncia de que depósito teria vendido chumbinho a esposa de subtenente

24 de dezembro – Esposa de subtenente admitiu ao marido que tem um amante, no reencontro do casal em acareação

25 de dezembro – Confira o bilhete de brincadeira suspeita entre subtenente e esposa que intriga a polícia

26 de dezembro – Laudo aponta que esposa de subtenente teve lesões mais leves do que em fotos entregues à polícia

27 de dezembro – Polícia quer saber se amante teve participação na morte de filho de subtenente

29 de dezembro – Frieza de mulher de subtenente teria chamado a atenção de presentes em reconstituição de crime

1º de janeiro – Mensagem editada no Facebook de subtenente teve alteração no nome do amante da esposa

7 de janeiro – Amante de esposa do subtenente deve prestar depoimento à polícia na próxima semana

12 de janeiro – Em entrevista exclusiva, subtenente revela que veneno estava em mamadeira do filho

11 de fevereiro – Três meses após morte de filho de subtenente por envenenamento, caso segue sem respostas

25 de fevereiro – Delegado revela que cena do crime de morte do filho de subtenente foi alterada

11 de março – Quatro meses depois, polícia não sabe quando concluirá investigação do “Caso Subtenente”

26 de março – Após mais de 4 meses do crime, polícia marca nova reconstituição do Caso Subtenente

27 de março – Quatro meses após morte de filho, subtenente revela que esposa dificulta contato com caçula

27 de março – Ex-mulher do subtenente falta, e reconstituição da morte do filho do casal é cancelada

28 de março – Polícia cogita pedir prisão preventiva de esposa de subtenente por atrapalhar investigação

7 de abril – Após ausência de mãe, reconstituição da morte de filho do subtenente será feita nesta quarta