Italiano de 71 anos e brasileira de 29 são presos pela PF por declaração falsa de união estável

IMIGRAÇÃO

Italiano de 71 anos e brasileira de 29 são presos pela PF por declaração falsa de união estável

A dupla tentava obter o visto de autorização de residência, quando a PF constatou que seus documentos continham informações inverídicas

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

12 de junho de 2019 às 09:17

Há 1 mês

Suspeitos foram encaminhados à custódia da Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará (FOTO: Reprodução)

A Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante um homem e uma mulher suspeitos de prestar declarações falsas à Delegacia de Polícia de Imigração. O italiano de 71 anos de idade e a piauiense de 29 foram capturados na última segunda-feira (10). Agora, devem responder pelo crime de falsidade ideológica.

A dupla tentava obter o visto de autorização de residência, quando agentes da PF constataram que informações inverídicas eram apresentadas nas declarações de união estável, locação de imóvel e endereço.

A pena de reclusão prevista para esse crime é de um a cinco anos de reclusão. Ambos foram encaminhados à custódia da Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

Outra ocorrência semelhante foi registrada na última quarta-feira (5). Um homem de 35 anos, natural de Guiné Bissau, e uma cearense, de 26 anos, também foram presos por crime de falsidade ideológica.

Publicidade

Dê sua opinião

IMIGRAÇÃO

Italiano de 71 anos e brasileira de 29 são presos pela PF por declaração falsa de união estável

A dupla tentava obter o visto de autorização de residência, quando a PF constatou que seus documentos continham informações inverídicas

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

12 de junho de 2019 às 09:17

Há 1 mês

Suspeitos foram encaminhados à custódia da Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará (FOTO: Reprodução)

A Polícia Federal (PF) prendeu em flagrante um homem e uma mulher suspeitos de prestar declarações falsas à Delegacia de Polícia de Imigração. O italiano de 71 anos de idade e a piauiense de 29 foram capturados na última segunda-feira (10). Agora, devem responder pelo crime de falsidade ideológica.

A dupla tentava obter o visto de autorização de residência, quando agentes da PF constataram que informações inverídicas eram apresentadas nas declarações de união estável, locação de imóvel e endereço.

A pena de reclusão prevista para esse crime é de um a cinco anos de reclusão. Ambos foram encaminhados à custódia da Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

Outra ocorrência semelhante foi registrada na última quarta-feira (5). Um homem de 35 anos, natural de Guiné Bissau, e uma cearense, de 26 anos, também foram presos por crime de falsidade ideológica.