Jovem de 22 anos é presa com fuzil de uso restrito das forças armadas

APREENSÃO

Jovem de 22 anos é presa com fuzil de uso restrito das forças armadas

A mulher foi presa nesta quinta-feira, em Maracanaú. O fuzil é de uso registro da Marinha Brasileira

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

2 de agosto de 2018 às 18:39

Há 11 meses
Armas em referência a Mulher é presa com fuzil de uso registro das forças armadas

O fuzil era de uso da Marinha Brasileira (FOTO: Reprodução/ Whatsapp)

Uma mulher foi presa com um fuzil e uma carabina na tarde desta quinta-feira (2). A prisão foi efetuada em sua casa em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza.

No momento da prisão, Samira Cavalcante Pinheiro, de 22 anos, afirmou que não sabia de quem eram as armas, mas – ao chegar à delegacia – foi descoberto que eram de seu companheiro, Paulo Romário, que está preso por homicídio e tráfico de drogas.

A polícia acredita que Samira estaria guardando as armas e gerenciando supostos ataques a carros fortes e instituições financeiras.

O fuzil é de uso registro das forças armadas, Marinha Brasileira. A mulher não tinha passagem pela polícia.

Com informações do repórter do Barra Pesada, Gilson Sales.

Publicidade

Dê sua opinião

APREENSÃO

Jovem de 22 anos é presa com fuzil de uso restrito das forças armadas

A mulher foi presa nesta quinta-feira, em Maracanaú. O fuzil é de uso registro da Marinha Brasileira

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

2 de agosto de 2018 às 18:39

Há 11 meses
Armas em referência a Mulher é presa com fuzil de uso registro das forças armadas

O fuzil era de uso da Marinha Brasileira (FOTO: Reprodução/ Whatsapp)

Uma mulher foi presa com um fuzil e uma carabina na tarde desta quinta-feira (2). A prisão foi efetuada em sua casa em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza.

No momento da prisão, Samira Cavalcante Pinheiro, de 22 anos, afirmou que não sabia de quem eram as armas, mas – ao chegar à delegacia – foi descoberto que eram de seu companheiro, Paulo Romário, que está preso por homicídio e tráfico de drogas.

A polícia acredita que Samira estaria guardando as armas e gerenciando supostos ataques a carros fortes e instituições financeiras.

O fuzil é de uso registro das forças armadas, Marinha Brasileira. A mulher não tinha passagem pela polícia.

Com informações do repórter do Barra Pesada, Gilson Sales.