Justiça aceita denúncia do MP contra ex-namorado de universitária morta por overdose

MORFINA

Justiça aceita denúncia do MP contra ex-namorado de universitária morta por overdose

De acordo com o MP, o réu tinha conhecimento dos danos que a substância podia gerar e, mesmo assim, assumiu o risco quando a aplicou na vítima

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

8 de julho de 2017 às 11:37

Há 2 anos
A universitária foi encontrada morta em maio de 2016 (FOTO: Reprodução/Facebook)

A universitária foi encontrada morta em maio de 2016 (FOTO: Reprodução/Facebook)

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) recebeu, na sexta-feira (7), denúncia contra o empresário Gregório Donizeti Freire Neto. Ele é acusado de homicídio por dolo eventual (quando o agente assume o risco de produzir o resultado), cometido contra a universitária Yrna de Souza Castro Lemos, em 2016.

O rapaz foi denunciado na última quarta-feira (5), pelo Ministério Público Estadual do Ceará (MP-CE). A denúncia aconteceu pouco mais de um ano após a morte da jovem. A denúncia foi recebida pela juíza titular da 1ª Vara do Júri de Fortaleza, Danielle Pontes de Arruda Pinheiro.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE), Gregório e Yrna tinham um relacionamento amoroso e, no dia 1º de maio de 2016, por volta das 3 horas, estavam no apartamento dele, no bairro Dionísio Torres, onde fizeram uso de substância entorpecente (morfina) injetável.

Ainda conforme a denúncia, ao perceber que, após o uso da droga, a vítima estava sem sinais vitais, o réu a carregou para o seu automóvel. No entanto, apesar de ter conduzido o carro até o hospital mais próximo, chegando ao local, permaneceu dentro do veículo estacionado. Depois de algum tempo, seguiu com a vítima, tendo transferido o corpo para o porta-malas do carro.

Horas depois, ele foi à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa para relatar o ocorrido e informar onde estava o corpo.

De acordo com o MP, o réu tinha conhecimento dos danos que a substância podia gerar e, mesmo assim, assumiu o risco de produzir o resultado, quando a aplicou na vítima. Além disso, apesar de ter se deslocado até o hospital, não prosseguiu com o amparo, tendo, ao contrário, colocado o corpo no porta-malas do carro e circulado com ele por diversas vias da cidade.

Ao receber a denúncia, a juíza considerou haver indícios da autoria e provas da materialidade penal. A magistrada determinou a citação do acusado para, no prazo de dez dias, apresentar defesa.

Acompanhe a cobertura do caso feita por Tribuna do Ceará:

20 de janeiro de 2017 — MP cobra que Polícia conclua investigação de jovem encontrada morta no porta-malas do namorado

13 de setembro de 2016 – Polícia cogita realizar reconstituição do crime de universitária encontrada morta no porta-malas

14 de maio de 2016– Marcas de seringa no braço direito contradizem versão do namorado de jovem achada morta

13 de maio de 2016– Polícia pede exumação do corpo de universitária achada morta no carro de namorado

11 de maio de 2016– Advogado quer o indiciamento do namorado de jovem encontrada morta no carro dele

10 de maio de 2016 – Polícia pede novo exame para detectar uso de morfina em universitária

7 de maio de 2016 – Moradores do entorno da Praça da Gentilândia denunciam livre comércio de drogas na região

6 de maio de 2016 – Pai de empresário atribui às drogas a culpa da morte da namorada do filho

6 de maio de 2016 – Desviada de hospitais, morfina é negociada de forma escancarada na internet

6 de maio de 2016 – Pai de empresário já havia pedido à Justiça a interdição do filho, devido ao vício em drogas

5 de maio de 2016 – Para advogado, internação de namorado de universitária morta é para atrapalhar a polícia

5 de maio de 2016 – Campanha no Facebook questiona hematomas no corpo de jovem achada morta em porta-malas

4 de maio de 2016 – Perito e delegada afirmam que não viram hematomas no corpo de universitária

4 de maio de 2016 – Amigas de universitária achada morta em porta-malas cobram maior investigação

4 de maio de 2016 – “Ela nunca falou sobre drogas”, diz amiga íntima de universitária achada morta em porta-malas

3 de maio de 2016 – Namorado diz à Polícia que tentou se matar após ver universitária morta no carro

3 de maio de 2016 – Familiares apontam hematomas no corpo de universitária encontrada morta em porta-malas

3 de maio de 2016 – Universitária encontrada em porta-malas do carro do namorado teria injetado morfina

2 de maio de 2016 – Universitária é encontrada morta no porta-malas do carro do namorado

Publicidade

Dê sua opinião

MORFINA

Justiça aceita denúncia do MP contra ex-namorado de universitária morta por overdose

De acordo com o MP, o réu tinha conhecimento dos danos que a substância podia gerar e, mesmo assim, assumiu o risco quando a aplicou na vítima

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

8 de julho de 2017 às 11:37

Há 2 anos
A universitária foi encontrada morta em maio de 2016 (FOTO: Reprodução/Facebook)

A universitária foi encontrada morta em maio de 2016 (FOTO: Reprodução/Facebook)

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) recebeu, na sexta-feira (7), denúncia contra o empresário Gregório Donizeti Freire Neto. Ele é acusado de homicídio por dolo eventual (quando o agente assume o risco de produzir o resultado), cometido contra a universitária Yrna de Souza Castro Lemos, em 2016.

O rapaz foi denunciado na última quarta-feira (5), pelo Ministério Público Estadual do Ceará (MP-CE). A denúncia aconteceu pouco mais de um ano após a morte da jovem. A denúncia foi recebida pela juíza titular da 1ª Vara do Júri de Fortaleza, Danielle Pontes de Arruda Pinheiro.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE), Gregório e Yrna tinham um relacionamento amoroso e, no dia 1º de maio de 2016, por volta das 3 horas, estavam no apartamento dele, no bairro Dionísio Torres, onde fizeram uso de substância entorpecente (morfina) injetável.

Ainda conforme a denúncia, ao perceber que, após o uso da droga, a vítima estava sem sinais vitais, o réu a carregou para o seu automóvel. No entanto, apesar de ter conduzido o carro até o hospital mais próximo, chegando ao local, permaneceu dentro do veículo estacionado. Depois de algum tempo, seguiu com a vítima, tendo transferido o corpo para o porta-malas do carro.

Horas depois, ele foi à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa para relatar o ocorrido e informar onde estava o corpo.

De acordo com o MP, o réu tinha conhecimento dos danos que a substância podia gerar e, mesmo assim, assumiu o risco de produzir o resultado, quando a aplicou na vítima. Além disso, apesar de ter se deslocado até o hospital, não prosseguiu com o amparo, tendo, ao contrário, colocado o corpo no porta-malas do carro e circulado com ele por diversas vias da cidade.

Ao receber a denúncia, a juíza considerou haver indícios da autoria e provas da materialidade penal. A magistrada determinou a citação do acusado para, no prazo de dez dias, apresentar defesa.

Acompanhe a cobertura do caso feita por Tribuna do Ceará:

20 de janeiro de 2017 — MP cobra que Polícia conclua investigação de jovem encontrada morta no porta-malas do namorado

13 de setembro de 2016 – Polícia cogita realizar reconstituição do crime de universitária encontrada morta no porta-malas

14 de maio de 2016– Marcas de seringa no braço direito contradizem versão do namorado de jovem achada morta

13 de maio de 2016– Polícia pede exumação do corpo de universitária achada morta no carro de namorado

11 de maio de 2016– Advogado quer o indiciamento do namorado de jovem encontrada morta no carro dele

10 de maio de 2016 – Polícia pede novo exame para detectar uso de morfina em universitária

7 de maio de 2016 – Moradores do entorno da Praça da Gentilândia denunciam livre comércio de drogas na região

6 de maio de 2016 – Pai de empresário atribui às drogas a culpa da morte da namorada do filho

6 de maio de 2016 – Desviada de hospitais, morfina é negociada de forma escancarada na internet

6 de maio de 2016 – Pai de empresário já havia pedido à Justiça a interdição do filho, devido ao vício em drogas

5 de maio de 2016 – Para advogado, internação de namorado de universitária morta é para atrapalhar a polícia

5 de maio de 2016 – Campanha no Facebook questiona hematomas no corpo de jovem achada morta em porta-malas

4 de maio de 2016 – Perito e delegada afirmam que não viram hematomas no corpo de universitária

4 de maio de 2016 – Amigas de universitária achada morta em porta-malas cobram maior investigação

4 de maio de 2016 – “Ela nunca falou sobre drogas”, diz amiga íntima de universitária achada morta em porta-malas

3 de maio de 2016 – Namorado diz à Polícia que tentou se matar após ver universitária morta no carro

3 de maio de 2016 – Familiares apontam hematomas no corpo de universitária encontrada morta em porta-malas

3 de maio de 2016 – Universitária encontrada em porta-malas do carro do namorado teria injetado morfina

2 de maio de 2016 – Universitária é encontrada morta no porta-malas do carro do namorado