Mãe aponta certeza de abuso sexual de criança em escola após conversa com médico do IML

INVESTIGAÇÃO

Mãe aponta certeza de abuso sexual de criança em escola após conversa com médico do IML

Ela relatou a violência sexual que o filho teria sofrido na escola onde estudava, no dia 6 de junho

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

14 de junho de 2016 às 18:05

Há 3 anos
Mãe prestou depoimento nesta terça-feira (14) (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Mãe prestou depoimento nesta terça-feira (14) (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

A Polícia Civil começou a ouvir, nesta terça-feira (14), os depoimentos sobre a denúncia de violência contra uma criança de 9 anos, em uma escola municipal, no Bairro Presidente Keneddy. Os acusados são cinco crianças que estudam na mesma escola.

O primeiro depoimento foi da mãe da criança. Ela relatou a violência sexual que o filho teria sofrido na escola onde estudava, no dia 6 de junho. Apesar de não ter acesso ao laudo do IML, a dona de casa está certa que a abuso aconteceu.

“No dia que fui fazer o exame no IML, no dia 6, o médico disse que não eram crianças [que tinham feito isso], eram monstros. Não era uma escola, era um reformatório. Então para mim foi uma confirmação”, declarou a mãe.

Em seguida, a delegada titular ouviu o pai da criança. Os dois depoimentos demoraram aproximadamente uma hora e meia. Enquanto os pais eram ouvidos, a criança que teria sido vítima de abuso foi acompanhada por um psicólogo.

A Delegacia da Criança e do Adolescente ainda vai ouvir outros envolvidos no caso, como a direção da escola e os pais das cinco crianças acusadas. Mas não informou quando isso vai acontecer. O menino já foi transferido da escola e a família espera que os responsáveis sejam punidos.

Confira a matéria da TV Jangadeiro:

http://mais.uol.com.br/view/15895767

Publicidade

Dê sua opinião

INVESTIGAÇÃO

Mãe aponta certeza de abuso sexual de criança em escola após conversa com médico do IML

Ela relatou a violência sexual que o filho teria sofrido na escola onde estudava, no dia 6 de junho

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

14 de junho de 2016 às 18:05

Há 3 anos
Mãe prestou depoimento nesta terça-feira (14) (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Mãe prestou depoimento nesta terça-feira (14) (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

A Polícia Civil começou a ouvir, nesta terça-feira (14), os depoimentos sobre a denúncia de violência contra uma criança de 9 anos, em uma escola municipal, no Bairro Presidente Keneddy. Os acusados são cinco crianças que estudam na mesma escola.

O primeiro depoimento foi da mãe da criança. Ela relatou a violência sexual que o filho teria sofrido na escola onde estudava, no dia 6 de junho. Apesar de não ter acesso ao laudo do IML, a dona de casa está certa que a abuso aconteceu.

“No dia que fui fazer o exame no IML, no dia 6, o médico disse que não eram crianças [que tinham feito isso], eram monstros. Não era uma escola, era um reformatório. Então para mim foi uma confirmação”, declarou a mãe.

Em seguida, a delegada titular ouviu o pai da criança. Os dois depoimentos demoraram aproximadamente uma hora e meia. Enquanto os pais eram ouvidos, a criança que teria sido vítima de abuso foi acompanhada por um psicólogo.

A Delegacia da Criança e do Adolescente ainda vai ouvir outros envolvidos no caso, como a direção da escola e os pais das cinco crianças acusadas. Mas não informou quando isso vai acontecer. O menino já foi transferido da escola e a família espera que os responsáveis sejam punidos.

Confira a matéria da TV Jangadeiro:

http://mais.uol.com.br/view/15895767