"Não vamos arredar nenhum milímetro", repete Camilo após Polícia matar 3 bandidos em atentado a Sejus

TROCA DE TIROS

“Não vamos arredar um milímetro”, repete Camilo após Polícia matar 3 bandidos em atentado a Sejus

A Inteligência da SSPDS soube que o prédio da Secretaria de Justiça seria atacado, e montou uma recepção surpresa

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

24 de março de 2018 às 17:05

Há 2 anos
Três bandidos acabaram mortos pela Polícia Militar na troca de tiros (FOTO: Reprodução Whatsapp)

Três bandidos acabaram mortos pela Polícia Militar na troca de tiros (FOTO: Reprodução Whatsapp)

O governador Camilo Santana (PT) declarou neste sábado (24) que o padrão de resposta da Polícia Militar contra ameaças de facções criminosas ao Estado será o que foi dado ao grupo armado que tentou fazer um atentado durante esta madrugada contra o prédio da Secretaria de Justiça do Estado (Sejus), em Fortaleza.

O departamento de inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSPDS) tomou conhecimento de que ocorreria um ataque ao prédio, localizado no bairro Aldeota, então homens da PM receberam a missão de fazer uma recepção surpresa aos criminosos. Três bandidos acabaram mortos na troca de tiros.

“Nem a Polícia e nem o Estado vão aceitar qualquer afronta de criminosos. Nossa resposta será sempre essa, como foi dada fortemente pela Polícia”, prometeu Camilo Santana. “Não vamos arredar um milímetro, para garantir mais tranquilidade ao povo de Fortaleza e do Ceará”, reafirmou o que tem dito em coletivas. 

Ofensiva de facções

Em pouco mais de 24 horas, foi o segundo ataque promovido por criminosos. Na noite de quinta-feira (22) para sexta, bandidos tentaram atear fogo a uma agência dos Correios no bairro Antônio Bezerra. Sem sucesso, abandonaram na Rua Gois Monteiro cartas com ameaças de ataque a prédios públicos e privados.

Bandidos mostravam desaprovação contra a instalação de bloqueadores de sinal telefônico nos presídios cearenses. Apesar de prometer uma forte resposta a facções criminosas, Camilo não respondeu se vai cumprir a determinação judicial, anunciada no início do mês, com um prazo de 180 dias para adoção da medida.

Campana contra o ataque

De acordo com o secretário de Segurança Pública, André Costa, a Inteligência sabia da ameaça de atentado ao prédio da Sejus, e por isso ele determinou que policiais ficassem de campana, “para estancar o ataque”. “Sempre que a gente prever, vamos para cima”, prometeu o secretário.

(Colaborou Igor Silveira, da Rádio Tribuna Band News FM)

Publicidade

Dê sua opinião

TROCA DE TIROS

“Não vamos arredar um milímetro”, repete Camilo após Polícia matar 3 bandidos em atentado a Sejus

A Inteligência da SSPDS soube que o prédio da Secretaria de Justiça seria atacado, e montou uma recepção surpresa

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

24 de março de 2018 às 17:05

Há 2 anos
Três bandidos acabaram mortos pela Polícia Militar na troca de tiros (FOTO: Reprodução Whatsapp)

Três bandidos acabaram mortos pela Polícia Militar na troca de tiros (FOTO: Reprodução Whatsapp)

O governador Camilo Santana (PT) declarou neste sábado (24) que o padrão de resposta da Polícia Militar contra ameaças de facções criminosas ao Estado será o que foi dado ao grupo armado que tentou fazer um atentado durante esta madrugada contra o prédio da Secretaria de Justiça do Estado (Sejus), em Fortaleza.

O departamento de inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSPDS) tomou conhecimento de que ocorreria um ataque ao prédio, localizado no bairro Aldeota, então homens da PM receberam a missão de fazer uma recepção surpresa aos criminosos. Três bandidos acabaram mortos na troca de tiros.

“Nem a Polícia e nem o Estado vão aceitar qualquer afronta de criminosos. Nossa resposta será sempre essa, como foi dada fortemente pela Polícia”, prometeu Camilo Santana. “Não vamos arredar um milímetro, para garantir mais tranquilidade ao povo de Fortaleza e do Ceará”, reafirmou o que tem dito em coletivas. 

Ofensiva de facções

Em pouco mais de 24 horas, foi o segundo ataque promovido por criminosos. Na noite de quinta-feira (22) para sexta, bandidos tentaram atear fogo a uma agência dos Correios no bairro Antônio Bezerra. Sem sucesso, abandonaram na Rua Gois Monteiro cartas com ameaças de ataque a prédios públicos e privados.

Bandidos mostravam desaprovação contra a instalação de bloqueadores de sinal telefônico nos presídios cearenses. Apesar de prometer uma forte resposta a facções criminosas, Camilo não respondeu se vai cumprir a determinação judicial, anunciada no início do mês, com um prazo de 180 dias para adoção da medida.

Campana contra o ataque

De acordo com o secretário de Segurança Pública, André Costa, a Inteligência sabia da ameaça de atentado ao prédio da Sejus, e por isso ele determinou que policiais ficassem de campana, “para estancar o ataque”. “Sempre que a gente prever, vamos para cima”, prometeu o secretário.

(Colaborou Igor Silveira, da Rádio Tribuna Band News FM)