Onda de ataques contra delegacias, viaturas e ônibus atinge 5ª noite seguida em Fortaleza

VIOLÊNCIA DESENFREADA

Onda de ataques contra delegacias, viaturas e ônibus atinge 5ª noite seguida em Fortaleza

Para se proteger dos ataques de bandidos, policiais militares estão rodando em comboios de viaturas durante a noite

Por Jéssica Welma em Segurança Pública

18 de julho de 2016 às 10:48

Há 3 anos
barra-onibus

Ônibus da linha “Parangaba/Cuca Barra” foi incendiado na avenida Francisco Sá. (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

Novos atentados contra policiais, ônibus incendiados e fuga em presídios foram registrados na noite de domingo (17) para esta segunda-feira (18). É o quinto dia consecutivo de violência em Fortaleza e na Região Metropolitana. A partir de agora, Polícia Militar fará patrulhamento em comboio para tentar coibir ataques.

O comandante do policiamento da Capital, coronel Francisco Souto, informou que cinco ônibus foram alvos de ataque durante a noite. Um deles na Avenida Dioguinho, na Praia do Futuro; um no Ancuri, um na Barra do Ceará e dois em Pacajus, na Região Metropolitana. Os veículos incendiados em Pacajus e no Ancuri tiveram perda total.

Na Barra do Ceará, o ônibus da linha 070 – Cuca Barra/Parangaba foi atacado na Avenida Francisco Sá na madrugada desta segunda-feira (18). Extintores de incêndio foram utilizados para controlar o fogo. Não houve feridos. De acordo com reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, os motoristas recolheram todos os ônibus para os terminais com receio de novos ataques durante a madrugada.

Policiais

No Conjunto Prefeito José Walter, um policial militar foi baleado e levado para o Instituto José Frota, no Centro. O sargento Geraldo Borges da Silva Júnior estaria na companhia de outra pessoa em uma motocicleta quando foi abordado por um carro de cor preta.

O ataque aconteceu na avenida Presidente Costa e Silva, conhecida como Perimetral, próximo à UPA do José Walter. Conforme o programa Barra Pesada, o sargento foi atingido por três tiros que atingiram o braço e o abdômen, mas passa bem.

Em Morada Nova, foi baleado o sargento Sobrinho da Polícia Militar. Três suspeitos foram presos, um deles acusado de ter matado um PM em Pacajus.

Fuga

Durante a madrugada, também teria acontecido nova fuga de presos na Unidade Prisional Desembargador Adalberto de Oliveira Barros Leal, conhecida como Carrapicho, em Caucaia. A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) ainda não confirmou a fuga.

Comboios

O coronel Francisco Souto afirma que a Polícia Militar iniciou patrulhamento em comboio de duas ou três viaturas para tentar coibir os ataques. Ele ressalta que a Polícia já tem relatório sobre os pontos críticos na cidade e vai reforçar as ações para evitar novos ataques a delegacias, ônibus e profissionais de segurança.

Desde a quinta-feira (14), já houve ataques a cinco delegacias e à sede da Guarda Municipal de Fortaleza, oito ônibus fora incendiados total ou parcialmente, duas viaturas da PM foram alvejadas, um policial foi morto em Caucaia e outros quatro ficaram feridos. No sábado (16), o governador Camilo Santana anunciou a criação de uma delegacia especializada no combate ao crime organizado.

Em supostos bilhetes deixados pelos bandidos nos locais de ataques, eles pedem ao governador que os presos tenham liberdade no interior dos presídios. “Se não houver rendimento por parte do governo, vamos tornar o Ceará um verdadeiro caos”, diria uma das cartas.

Ataque
1/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
2/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
3/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
4/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
5/5

Ataque

Delegacia atacada (FOTO: Reprodução)

Relembre os ataques dos últimos cinco dias

Quinta-feira (14/7) – 23º Distrito Policial (DP), no Conjunto Nova Metrópole, em Caucaia, foi atingido por tiros. Um carro foi alvejado em frente à delegacia.

Sede da Guarda Municipal foi metralhada durante a madrugada.

Dois carros foram incendiados no 27° Distrito Policial, no bairro João XXIII, em Fortaleza.

Delegacia da Mulher, em Sobral, foi alvo de tiros.

Ônibus foi incendiado em Itaitinga.

Sexta-feira (15/7) – Prédio da Guarda Municipal de Fortaleza foi alvo de novo ataque e tentativa de incêndio.

Ônibus foi incendiado na avenida Coronel Carvalho, na Barra do Ceará.

Dois policiais militares foram baleados na Avenida Mister Hull, no bairro Antônio Bezerra

Um policial foi morto em Caucaia, após reagir a um assalto.

Sábado (16/7) – 3° Distrito Policial, no bairro Otávio Bonfim, foi alvejado, e 11 presos fugiram do local.

Ônibus da empresa Gertaxi foi incendiado no bairro Cambeba

Ônibus foi incendiado no bairro Jardim Guanabara.

Policial foi baleado na Avenida Mister Hull, quando esperava ônibus

Domingo (17/7) – Viatura do Ronda do Quarteirão da Polícia Militar foi alvejada no bairro Panamericano

17º Distrito Policial, localizado no Conjunto Vila Velha, foi atacado durante a madrugada

Segunda-feira (18/7) – Dois policiais militares foram baleados, um em Morada Nova, outro no bairro José Walter, em Fortaleza.

Cinco ônibus foram atacados durante a madrugada.

Publicidade

Dê sua opinião

VIOLÊNCIA DESENFREADA

Onda de ataques contra delegacias, viaturas e ônibus atinge 5ª noite seguida em Fortaleza

Para se proteger dos ataques de bandidos, policiais militares estão rodando em comboios de viaturas durante a noite

Por Jéssica Welma em Segurança Pública

18 de julho de 2016 às 10:48

Há 3 anos
barra-onibus

Ônibus da linha “Parangaba/Cuca Barra” foi incendiado na avenida Francisco Sá. (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

Novos atentados contra policiais, ônibus incendiados e fuga em presídios foram registrados na noite de domingo (17) para esta segunda-feira (18). É o quinto dia consecutivo de violência em Fortaleza e na Região Metropolitana. A partir de agora, Polícia Militar fará patrulhamento em comboio para tentar coibir ataques.

O comandante do policiamento da Capital, coronel Francisco Souto, informou que cinco ônibus foram alvos de ataque durante a noite. Um deles na Avenida Dioguinho, na Praia do Futuro; um no Ancuri, um na Barra do Ceará e dois em Pacajus, na Região Metropolitana. Os veículos incendiados em Pacajus e no Ancuri tiveram perda total.

Na Barra do Ceará, o ônibus da linha 070 – Cuca Barra/Parangaba foi atacado na Avenida Francisco Sá na madrugada desta segunda-feira (18). Extintores de incêndio foram utilizados para controlar o fogo. Não houve feridos. De acordo com reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, os motoristas recolheram todos os ônibus para os terminais com receio de novos ataques durante a madrugada.

Policiais

No Conjunto Prefeito José Walter, um policial militar foi baleado e levado para o Instituto José Frota, no Centro. O sargento Geraldo Borges da Silva Júnior estaria na companhia de outra pessoa em uma motocicleta quando foi abordado por um carro de cor preta.

O ataque aconteceu na avenida Presidente Costa e Silva, conhecida como Perimetral, próximo à UPA do José Walter. Conforme o programa Barra Pesada, o sargento foi atingido por três tiros que atingiram o braço e o abdômen, mas passa bem.

Em Morada Nova, foi baleado o sargento Sobrinho da Polícia Militar. Três suspeitos foram presos, um deles acusado de ter matado um PM em Pacajus.

Fuga

Durante a madrugada, também teria acontecido nova fuga de presos na Unidade Prisional Desembargador Adalberto de Oliveira Barros Leal, conhecida como Carrapicho, em Caucaia. A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) ainda não confirmou a fuga.

Comboios

O coronel Francisco Souto afirma que a Polícia Militar iniciou patrulhamento em comboio de duas ou três viaturas para tentar coibir os ataques. Ele ressalta que a Polícia já tem relatório sobre os pontos críticos na cidade e vai reforçar as ações para evitar novos ataques a delegacias, ônibus e profissionais de segurança.

Desde a quinta-feira (14), já houve ataques a cinco delegacias e à sede da Guarda Municipal de Fortaleza, oito ônibus fora incendiados total ou parcialmente, duas viaturas da PM foram alvejadas, um policial foi morto em Caucaia e outros quatro ficaram feridos. No sábado (16), o governador Camilo Santana anunciou a criação de uma delegacia especializada no combate ao crime organizado.

Em supostos bilhetes deixados pelos bandidos nos locais de ataques, eles pedem ao governador que os presos tenham liberdade no interior dos presídios. “Se não houver rendimento por parte do governo, vamos tornar o Ceará um verdadeiro caos”, diria uma das cartas.

Ataque
1/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
2/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
3/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
4/5

Ataque

Viatura atacada (FOTO: Reprodução)

Ataque
5/5

Ataque

Delegacia atacada (FOTO: Reprodução)

Relembre os ataques dos últimos cinco dias

Quinta-feira (14/7) – 23º Distrito Policial (DP), no Conjunto Nova Metrópole, em Caucaia, foi atingido por tiros. Um carro foi alvejado em frente à delegacia.

Sede da Guarda Municipal foi metralhada durante a madrugada.

Dois carros foram incendiados no 27° Distrito Policial, no bairro João XXIII, em Fortaleza.

Delegacia da Mulher, em Sobral, foi alvo de tiros.

Ônibus foi incendiado em Itaitinga.

Sexta-feira (15/7) – Prédio da Guarda Municipal de Fortaleza foi alvo de novo ataque e tentativa de incêndio.

Ônibus foi incendiado na avenida Coronel Carvalho, na Barra do Ceará.

Dois policiais militares foram baleados na Avenida Mister Hull, no bairro Antônio Bezerra

Um policial foi morto em Caucaia, após reagir a um assalto.

Sábado (16/7) – 3° Distrito Policial, no bairro Otávio Bonfim, foi alvejado, e 11 presos fugiram do local.

Ônibus da empresa Gertaxi foi incendiado no bairro Cambeba

Ônibus foi incendiado no bairro Jardim Guanabara.

Policial foi baleado na Avenida Mister Hull, quando esperava ônibus

Domingo (17/7) – Viatura do Ronda do Quarteirão da Polícia Militar foi alvejada no bairro Panamericano

17º Distrito Policial, localizado no Conjunto Vila Velha, foi atacado durante a madrugada

Segunda-feira (18/7) – Dois policiais militares foram baleados, um em Morada Nova, outro no bairro José Walter, em Fortaleza.

Cinco ônibus foram atacados durante a madrugada.