Polícia acredita que "gangue da marcha a pé" rouba lojas para trocar produtos por drogas

VIROU MODA NO CENTRO

Polícia acredita que “gangue da marcha ré” rouba lojas para trocar produtos por drogas

Na noite dessa quarta-feira (27), o grupo tentou invadir outro estabelecimento no Centro, mas as barras de contenção impediram a ação da quadrilha

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

28 de fevereiro de 2019 às 11:31

Há 6 meses
Lojas são saqueadas no Centro

Os crimes têm acontecido durante as madrugadas (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

Atualizado às 12h18

As lojas do Centro de Fortaleza têm sofrido ataques de um grupo de criminosos. O grupo utiliza carros para saquear os estabelecimentos. Os assaltantes dão a ré nos veículos para invadir as lojas e roubar os produtos. Segundo a Polícia, os criminosos devem trocar os artigos roubados por entorpecentes. As informações são do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

A última ação do grupo aconteceu na noite dessa terça-feira (26). O grupo tentou invadir o interior de loja utilizando um veículo. Entretanto, as barras de metal colocadas na fachadas impediram que a loja fosse roubada. Apenas uma barra de contenção ficou no local.

Na última semana, outra ação foi registrada no Centro, mas a Polícia chegou no momento do roubo. Um dos suspeitos foi preso. De acordo com a Polícia, os criminosos devem trocar os produtos roubados para serem trocados por drogas em pontos de venda, no Centro. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o 34º Distrito Policial (DP) está investigando os casos de assaltos contra os estabelecimentos comerciais. As imagens estão sendo analisadas pelos agentes para identificar os envolvidos.

A pasta acrescentou que, no último dia 21, nove pessoas foram presas. A Polícia encontrou também dois simulacros de arma de fogo. Segundo o órgão, a polícia conseguiu recuperar televisores, notebooks, celulares e aparelhos de som. “A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos de investigação. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para os telefones (85) 3101.4926 / 3101.4927, do 34º DP. O sigilo e o anonimato são garantidos”, ressalta a nota do órgão.

Publicidade

Dê sua opinião

VIROU MODA NO CENTRO

Polícia acredita que “gangue da marcha ré” rouba lojas para trocar produtos por drogas

Na noite dessa quarta-feira (27), o grupo tentou invadir outro estabelecimento no Centro, mas as barras de contenção impediram a ação da quadrilha

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

28 de fevereiro de 2019 às 11:31

Há 6 meses
Lojas são saqueadas no Centro

Os crimes têm acontecido durante as madrugadas (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

Atualizado às 12h18

As lojas do Centro de Fortaleza têm sofrido ataques de um grupo de criminosos. O grupo utiliza carros para saquear os estabelecimentos. Os assaltantes dão a ré nos veículos para invadir as lojas e roubar os produtos. Segundo a Polícia, os criminosos devem trocar os artigos roubados por entorpecentes. As informações são do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

A última ação do grupo aconteceu na noite dessa terça-feira (26). O grupo tentou invadir o interior de loja utilizando um veículo. Entretanto, as barras de metal colocadas na fachadas impediram que a loja fosse roubada. Apenas uma barra de contenção ficou no local.

Na última semana, outra ação foi registrada no Centro, mas a Polícia chegou no momento do roubo. Um dos suspeitos foi preso. De acordo com a Polícia, os criminosos devem trocar os produtos roubados para serem trocados por drogas em pontos de venda, no Centro. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o 34º Distrito Policial (DP) está investigando os casos de assaltos contra os estabelecimentos comerciais. As imagens estão sendo analisadas pelos agentes para identificar os envolvidos.

A pasta acrescentou que, no último dia 21, nove pessoas foram presas. A Polícia encontrou também dois simulacros de arma de fogo. Segundo o órgão, a polícia conseguiu recuperar televisores, notebooks, celulares e aparelhos de som. “A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos de investigação. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para os telefones (85) 3101.4926 / 3101.4927, do 34º DP. O sigilo e o anonimato são garantidos”, ressalta a nota do órgão.