Polícia prende homem que proibia companheira de sair de casa sob ameaças de morte

LEI MARIA DA PENHA

Polícia prende homem que proibia companheira de sair de casa sob ameaças de morte

Após a denúncia da mãe da vítima, a polícia chegou até o local e constatou que, apesar de a mulher não estar presa, o companheiro a proibia de sair de casa

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

20 de fevereiro de 2019 às 15:53

Há 6 meses
O caso foi denunciado pela mãe da vítima (FOTO: Freepik)

O caso foi denunciado pela mãe da vítima (FOTO: Freepik)

Um jovem foi preso em flagrante por ameaçar a companheira de morte caso saísse de casa. A denúncia partiu da mãe da vítima, que registrou Boletim de Ocorrência em uma delegacia em Fortaleza.

Em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro, a titular da Delegacia da Mulher, Rebeca Cruz, relatou que, quando a equipe chegou ao local, na segunda-feira (18), a vítima de 25 anos não estava trancada na residência. De acordo com levantamentos da polícia, o homem de 27 anos não permitia que a companheira saísse de casa e a ameaçava de morte caso ela desobedecesse a ordem.

“Os policiais civis seguiram até o endereço, onde a vítima era mantida pelo companheiro, e foram recebidos pela própria mulher. Ao ser questionada se o suspeito estava em casa, ela informou que não. Quando a Polícia Civil entrou no local, foi verificado que a mulher estava com a filha e chorou quando a equipe perguntou sobre a denúncia de maus-tratos“, informa em nota a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Segundo a delegada Rebeca Cruz, “era uma situação que já vinha acontecendo”, acrescentou a titular. O suspeito, que já responde criminalmente por receptação e roubo, apareceu na residência, perguntando do que se tratava a movimentação no local. “Ele recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante pelo crime de constrangimento ilegal”, diz a SSPDS.

Ainda foi informado que a vítima não chegou a sofrer violência física, mas violência psicológica desde o início do relacionamento. “Eles já tinham um período de relacionamento considerável. Ele não a deixava ir para local nenhum, só se fosse acompanhada por ele e era ameaçada todo tempo”, diz a delegada.

Ela ainda explica que a jovem está sob medidas protetivas de urgência e que qualquer vítima pode pedir o mesmo em casos que se enquadram na Lei Maria da Penha. “Para quando ele for solto, porque é uma prisão provisória, não poder entrar em contato, nem se aproximar. Temos 10 dias para concluir e mandar para justiça, para que ele seja processado”.

Denúncia

A Delegacia de Defesa da Mulher ressalta a importância da denúncia para solucionar casos de mulheres que sofrem abusos físicos ou psicológicos, no âmbito doméstico. A informação pode ser repassada, em Fortaleza, para a sede da DDM na capital cearense, no telefone (85) 3108.2950; ou para a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, no número 180. Confira os telefones das Delegacias de Defesa da Mulher na Região Metropolitana e no interior do Ceará.

Veja entrevista concedida pela titular da Delegacia de Defesa da Mulher para o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro: 

http://mais.uol.com.br/view/16613526

Publicidade

Dê sua opinião

LEI MARIA DA PENHA

Polícia prende homem que proibia companheira de sair de casa sob ameaças de morte

Após a denúncia da mãe da vítima, a polícia chegou até o local e constatou que, apesar de a mulher não estar presa, o companheiro a proibia de sair de casa

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

20 de fevereiro de 2019 às 15:53

Há 6 meses
O caso foi denunciado pela mãe da vítima (FOTO: Freepik)

O caso foi denunciado pela mãe da vítima (FOTO: Freepik)

Um jovem foi preso em flagrante por ameaçar a companheira de morte caso saísse de casa. A denúncia partiu da mãe da vítima, que registrou Boletim de Ocorrência em uma delegacia em Fortaleza.

Em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro, a titular da Delegacia da Mulher, Rebeca Cruz, relatou que, quando a equipe chegou ao local, na segunda-feira (18), a vítima de 25 anos não estava trancada na residência. De acordo com levantamentos da polícia, o homem de 27 anos não permitia que a companheira saísse de casa e a ameaçava de morte caso ela desobedecesse a ordem.

“Os policiais civis seguiram até o endereço, onde a vítima era mantida pelo companheiro, e foram recebidos pela própria mulher. Ao ser questionada se o suspeito estava em casa, ela informou que não. Quando a Polícia Civil entrou no local, foi verificado que a mulher estava com a filha e chorou quando a equipe perguntou sobre a denúncia de maus-tratos“, informa em nota a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Segundo a delegada Rebeca Cruz, “era uma situação que já vinha acontecendo”, acrescentou a titular. O suspeito, que já responde criminalmente por receptação e roubo, apareceu na residência, perguntando do que se tratava a movimentação no local. “Ele recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante pelo crime de constrangimento ilegal”, diz a SSPDS.

Ainda foi informado que a vítima não chegou a sofrer violência física, mas violência psicológica desde o início do relacionamento. “Eles já tinham um período de relacionamento considerável. Ele não a deixava ir para local nenhum, só se fosse acompanhada por ele e era ameaçada todo tempo”, diz a delegada.

Ela ainda explica que a jovem está sob medidas protetivas de urgência e que qualquer vítima pode pedir o mesmo em casos que se enquadram na Lei Maria da Penha. “Para quando ele for solto, porque é uma prisão provisória, não poder entrar em contato, nem se aproximar. Temos 10 dias para concluir e mandar para justiça, para que ele seja processado”.

Denúncia

A Delegacia de Defesa da Mulher ressalta a importância da denúncia para solucionar casos de mulheres que sofrem abusos físicos ou psicológicos, no âmbito doméstico. A informação pode ser repassada, em Fortaleza, para a sede da DDM na capital cearense, no telefone (85) 3108.2950; ou para a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, no número 180. Confira os telefones das Delegacias de Defesa da Mulher na Região Metropolitana e no interior do Ceará.

Veja entrevista concedida pela titular da Delegacia de Defesa da Mulher para o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro: 

http://mais.uol.com.br/view/16613526