Professor é preso suspeito de estuprar alunos em escola de futebol na cidade de Cedro

ABUSO SEXUAL

Professor é preso suspeito de estuprar alunos em escola de futebol

A polícia chegou até o suspeito após denúncias de uma das vítimas; o abuso teria acontecido há cerca de quatro meses

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

21 de novembro de 2018 às 07:00

Há 8 meses
O professor foi preso na segunda-feira (20) (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

O professor foi preso na segunda-feira (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

Um professor de futebol foi preso suspeito de abusar sexualmente de crianças na cidade de Cedro, interior do Ceará.

A polícia chegou até ele após denúncias feitas por uma das vítimas. O ato teria acontecido há cerca de quatro meses no local onde ocorriam as aulas. A prisão foi registrada na segunda-feira (19).

O suspeito dava aula particular na escolinha de futebol do Cedro Tênis Clube e é acusado de ter estuprado uma criança de 10 anos. A mãe da vítima notou que o filho estava com um comportamento estranho e, ao questioná-lo, o garoto confirmou a prática.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Caio Tomasini, o professor foi ouvido em outubro e não foi preso por falta de provas, mesmo confirmando que aliciou a vítima. “Ele foi ouvido no dia, foi tudo registrado, inclusive assumiu que praticou o ato, mas que não teve maldade, praticou por curiosidade no depoimento dele”.

A polícia ainda aguarda o laudo que confirma o abuso sexual sofrido pelo garoto, porém, em primeira análise, os médicos do Hospital Municipal de Cedro alegaram que a criança pode ter contraído uma doença sexualmente transmissível.

Outros quatro alunos entre 8 e 10 anos também podem ter sido vítimas do suspeito. “A partir do momento que a gente passou a investigar esse caso, conseguiu chegar a outras duas crianças. Elas foram ouvidas e apontaram possíveis outros dois menores”, afirmou o delegado.

O Conselho Tutelar de Cedro está acompanhando o caso. Conforme a Conselheira Olga Maria, algumas crianças, que tinha aulas de futebol com o professor, relataram que também eram aliciadas por ele.

Confira matéria de Roberta Almeida, da Rede Jangadeiro FM: 

Publicidade

Dê sua opinião

ABUSO SEXUAL

Professor é preso suspeito de estuprar alunos em escola de futebol

A polícia chegou até o suspeito após denúncias de uma das vítimas; o abuso teria acontecido há cerca de quatro meses

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

21 de novembro de 2018 às 07:00

Há 8 meses
O professor foi preso na segunda-feira (20) (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

O professor foi preso na segunda-feira (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

Um professor de futebol foi preso suspeito de abusar sexualmente de crianças na cidade de Cedro, interior do Ceará.

A polícia chegou até ele após denúncias feitas por uma das vítimas. O ato teria acontecido há cerca de quatro meses no local onde ocorriam as aulas. A prisão foi registrada na segunda-feira (19).

O suspeito dava aula particular na escolinha de futebol do Cedro Tênis Clube e é acusado de ter estuprado uma criança de 10 anos. A mãe da vítima notou que o filho estava com um comportamento estranho e, ao questioná-lo, o garoto confirmou a prática.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Caio Tomasini, o professor foi ouvido em outubro e não foi preso por falta de provas, mesmo confirmando que aliciou a vítima. “Ele foi ouvido no dia, foi tudo registrado, inclusive assumiu que praticou o ato, mas que não teve maldade, praticou por curiosidade no depoimento dele”.

A polícia ainda aguarda o laudo que confirma o abuso sexual sofrido pelo garoto, porém, em primeira análise, os médicos do Hospital Municipal de Cedro alegaram que a criança pode ter contraído uma doença sexualmente transmissível.

Outros quatro alunos entre 8 e 10 anos também podem ter sido vítimas do suspeito. “A partir do momento que a gente passou a investigar esse caso, conseguiu chegar a outras duas crianças. Elas foram ouvidas e apontaram possíveis outros dois menores”, afirmou o delegado.

O Conselho Tutelar de Cedro está acompanhando o caso. Conforme a Conselheira Olga Maria, algumas crianças, que tinha aulas de futebol com o professor, relataram que também eram aliciadas por ele.

Confira matéria de Roberta Almeida, da Rede Jangadeiro FM: