Promotor diz que investigação do "Caso Subtenente" foi uma das mais difíceis da carreira


Promotor diz que investigação do “Caso Subtenente” foi uma das mais difíceis da carreira

Para o Ministério Público, não existem dúvidas de que Cristiane Coelho tenha idealizado e executado o envenenamento do filho e do marido

Por Rosana Romão em Segurança Pública

12 de novembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos

O promotor de justiça Humberto Ibiapina, com 22 anos de carreira no Ministério Público, relata ao Tribuna do Ceará que o “caso subtenente” foi um dos mais difíceis que já trabalhou. “Eu costumo dizer que nós nos surpreendemos a cada inquérito policial, mas esse foi um dos que nos causou muita surpresa porque nós nunca pensamos que uma mãe seria capaz de provocar a morte de um filho, como ela está acusada”, disse.

Com base no inquérito policial e nos laudos periciais, o Ministério Público acusou Cristiane Coelho de matar o filho e envenenar o marido. De acordo com a denúncia, realizada em maio deste ano, Cristiane teria planejado o crime com antecedência. Com isso, a ex-esposa do subtenente deixou de ser suspeita e passou oficialmente a ser acusada de homicídio do filho e da tentativa de assassinato do marido.

Cristiane foi denunciada por homicídios triplamente qualificados (um consumado e outro tentado). Em ambos os casos, as qualificadoras são motivo fútil, emprego de meio cruel (veneno) e utilização de recurso que impossibilitou defesa da vítima. Depois da decisão do Ministério Público, o caso foi levado ao poder judiciário, que determinou a ré ser levada à júri popular.

Por sua experiência, o promotor Humberto Ibiapina acredita que Cristiane pode pegar entre 15 a 18 anos de prisão. (FOTO: Tribuna do Ceará/ Rosana Romão)

Por sua experiência, o promotor Humberto Ibiapina acredita que Cristiane pode pegar entre 15 a 18 anos de prisão. (FOTO: Tribuna do Ceará/ Rosana Romão)

“O conjunto de informações prestadas pelas testemunhas e pela vítima sobrevivente, portanto, afigura-se apto a diluir e fragilizar a versão apresentada pela acusada e a acender sobre ela os holofotes da autoria delitiva, cujos indícios, também encontrados na prova pericial, consoante inicialmente analisado, afiguram-se suficientes para enviar a ré ao julgamento pelo Tribunal Popular do Júri”, explicou a juíza Daniela Lima da Rocha, da 3ª vara do júri de Fortaleza.

De acordo com o promotor Humberto Ibiapina, a defesa de Cristiane entrou com recurso em sentido estrito e aguarda intimação do Ministério Público para apresentação das contra razões. De acordo com o advogado Paulo Quezado, que a defende, “ela não precisa ir à júri popular porque vai ser inocentada antes disso”. Caso o recurso seja aceito, o processo terá que aguardar a decisão dos tribunais superiores, de Justiça ou Federal.

Apesar dessa tentativa da defesa, o MP não acredita que a sentença seja totalmente modificada ou que Cristiane seja considerada inocente no crime. “Do ponto de vista do que foi apurado no inquérito policial e nas perícias, não existe a menor dúvida de que tenha sido ela a pessoa que idealizou e executou o crime. Até o momento nós não encontramos nenhuma evidência de que teria tido a participação de alguém, nem do ponto de vista material nem do ponto de vista intelectual”, complementa Humberto Ibiapina.

Não existe a menor dúvida de que tenha sido ela a pessoa que idealizou e executou o crime. (Promotor de Justiça, Humberto Ibiapina)

Julgamento

O júri popular é o juízo natural de todo crime tentado tentado ou consumado contra a vida. Ele leva à condenação ou absolvição. O julgamento ainda depende dos tramites da Justiça, mas o MP acredita que ele deverá ocorrer em 2016. “Se for rápido, até a metade do próximo ano já tenhamos uma decisão de ela ser levada à júri popular ou não”, indica Humberto Ibiapina. Por sua experiência, ele acredita que Cristiane pode ter uma pena de 15 a 18 anos no crime consumado e dois terços desse período no crime tentado.

Ao todo, foram ouvidas mais de oito testemunhas de acusação, mas ainda faltam algumas testemunhas de defesa prestarem depoimento, como o Edilson Barros, apontado como amante da ré. Já os motivos dos crimes são claros para o Ministério Público. “O que se apurou durante o inquérito e a instrução criminal é que isso se deu por conta de um seguro e do desejo dela de separar-se do subtenente Francilewdo”, afirma. “Esse caso nos causou indignação. Vamos aguardar o julgamento definitivo para ver o que a sociedade de Fortaleza tem a dizer a respeito deste fato”, finaliza.

Relembre as matérias do caso:

12 de novembro – Subtenente é suspeito de matar filho autista, agredir esposa e anunciar crimes no Facebook

13 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho e agredir esposa continua em estado grave no hospital

15 de novembro – Polícia quer ouvir mulher de subtenente do Exército suspeito de matar o filho envenenado

19 de novembro – Filho autista de subtenente do Exército ingeriu “chumbinho”, aponta laudo

19 de novembro – Esposa de militar do Exército suspeito de matar o filho nega traição que seria estopim do caso

21 de novembro – Militar suspeito de matar filho sai do coma, mas ainda não tem condições de prestar depoimento

21 de novembro – Delegado quer saber quem comprou chumbinho usado para matar o filho de militar do Exército

24 de novembro – Amigo duvida que subtenente tenha sido o autor da morte do filho autista

24 de novembro – Com melhora de subtenente, delegado aguarda depoimento até o fim da semana

25 de novembro – Subtenente fica chocado ao acordar do coma e saber que é acusado do assassinato do filho

26 de novembro – Delegado estuda fazer reconstituição do caso de subtenente acusado pela mulher de matar o filho

27 de novembro – Delegado desconfia que uma terceira pessoa tenha assassinado filho de subtenente do Exército

28 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho será ouvido pela polícia mesmo na UTI

29 de novembro – Subtenente nega acusações e seu advogado acusa esposa de assassinar o filho para culpar militar

2 de dezembro – Delegado considera esposa de subtenente uma “suspeita em potencial” da morte do filho

3 de dezembro – Subtenente vai de vilão a mocinho após 3 semanas de investigação por morte de filho envenenado

3 de dezembro – Subtenente suspeito de matar o filho tem prisão preventiva revogada pela Justiça

4 de dezembro – Caso Subtenente: pai e mãe ficarão frente a frente pela 1ª vez após morte do filho envenenado

4 de dezembro – Em 1ª entrevista após sair de UTI, subtenente revela que tem tatuagem com nome de filho morto

8 de dezembro – Esposa de subtenente suspeita de matar o filho contrata um dos juristas mais conhecidos do Ceará

11 de dezembro – Um mês após crime, vizinha diz que nunca acreditou na versão de que subtenente matou o filho

11 de dezembro – Polícia revela áudio que indica desespero da esposa de subtenente após crime

12 de dezembro – Sobrinha será investigada por acionar a polícia quando militar já havia sido socorrido

13 de dezembro – Subtenente recebe alta médica e deseja acareação com esposa sobre morte de filho envenenado

15 de dezembro – Subtenente e esposa participarão de acareação e reconstituição de crime até a próxima semana

16 de dezembro – Caso Subtenente: esposa e militar fazem acareação na próxima segunda-feira

22 de dezembro – Em acareação, subtenente e esposa se encontram pela primeira vez após morte do filho

22 de dezembro – Subtenente acusa publicamente sua mulher de matar filho e agora teme pela vida do mais novo

23 de dezembro – Subtenente tem seguro de vida que pagaria R$ 153 mil a esposa em caso de morte

23 de dezembro – Polícia investiga denúncia de que depósito teria vendido chumbinho a esposa de subtenente

24 de dezembro – Esposa de subtenente admitiu ao marido que tem um amante, no reencontro do casal em acareação

25 de dezembro – Confira o bilhete de brincadeira suspeita entre subtenente e esposa que intriga a polícia

26 de dezembro – Laudo aponta que esposa de subtenente teve lesões mais leves do que em fotos entregues à polícia

27 de dezembro – Polícia quer saber se amante teve participação na morte de filho de subtenente

29 de dezembro – Frieza de mulher de subtenente teria chamado a atenção de presentes em reconstituição de crime

1º de janeiro – Mensagem editada no Facebook de subtenente teve alteração no nome do amante da esposa

7 de janeiro – Amante de esposa do subtenente deve prestar depoimento à polícia na próxima semana

12 de janeiro – Em entrevista exclusiva, subtenente revela que veneno estava em mamadeira do filho

11 de fevereiro – Três meses após morte de filho de subtenente por envenenamento, caso segue sem respostas

25 de fevereiro – Delegado revela que cena do crime de morte do filho de subtenente foi alterada

11 de março – Quatro meses depois, polícia não sabe quando concluirá investigação do “Caso Subtenente”

26 de março – Após mais de 4 meses do crime, polícia marca nova reconstituição do Caso Subtenente

27 de março – Quatro meses após morte de filho, subtenente revela que esposa dificulta contato com caçula

8 de abril – Após ausência de mãe, reconstituição da morte de filho do subtenente será feita nesta quarta

8 de abril – Caso subtenente: delegado promete concluir inquérito nos próximos dias

8 de abril – Ex- esposa de subtenente lamenta ser alvo de “linchamento cibernético” após morte de filho

8 de abril – Amigos e parentes de subtenente fazem manifestação pedindo prisão de ex-esposa

9 de abril – Vizinhos negam versão de ex-esposa de subtenente de que pediu ajuda após o crime

14 de abril – Subtenente acusa família de ex-esposa de colocar “sangue nas mãos” ao defendê-la

15 de abril – Ex-mulher de subtenente é indiciada por morte do filho por envenenamento

15 de abril – Ex-esposa de subtenente pesquisou no Google “como envenenar uma pessoa com chumbinho”

16 de abril – Delegado teme que ex-esposa de subtenente venha a fugir após indiciamento por morte de filho

16 de abril – Guarda de filho mais novo de subtenente será solicitada à Justiça nesta quinta-feira

16 de abril – Delegado pedirá prisão preventiva de ex-mulher de subtenente até esta sexta-feira

16 de abril – Veja as pesquisas que a ex-mulher de subtenente fez antes de envenenar o filho e o marido com chumbinho

17 de abril – Subtenente ainda não sabe como dará a notícia da morte de filho ao irmão autista

17 de abril – Polícia cogita indiciar amante da ex-mulher de subtenente por participação em crime

18 de abril – Em perfil psicológico, Polícia descreve ex-mulher de subtenente como “dissimulada e inteligente”

19 de abril – Polícia pedirá a quebra de sigilo de perfil falso no Facebook da ex-esposa de subtenente

20 de abril – Em Recife, vizinhos suspeitam que ex-esposa de subtenente indiciada por homicídio tenha fugido

21 de abril – Advogado da ex-esposa de subtenente nega que a acusada tenha fugido após indiciamento

24 de abril – Subtenente conquista guarda judicial de filho mais novo após indiciamento da ex-esposa

27 de abril – Após conquistar guarda, subtenente vai nesta segunda ao Recife buscar o filho mais novo

28 de abril – Após conquistar guarda judicial, subtenente reencontra filho mais novo depois de 5 meses

4 de maio – Caso subtenente: Ministério Público ingressa com denúncia contra ex-esposa do militar

5 de maio – Ministério Público denuncia Cristiane Coelho por matar o filho e envenenar o marido

7 de maio – Time de futebol americano aguarda volta de subtenente, recuperado de envenenamento

7 de maio – Justiça aceita denúncia, e ex-esposa de subtenente tem 10 dias para apresentar defesa

7 de maio – Justiça determina prisão preventiva de ex-esposa de subtenente por envenenamento do filho

8 de maio – Delegado já considera ex-esposa de subtenente foragida da Justiça

8 de maio – Ex-mulher de subtenente se entrega à Polícia Civil, mas detentas rejeitam dividir cela

11 de maio – Ex-mulher de subtenente não deve ser transferida para presídio, determina a Justiça

12 de maio – Governo garante que ex-esposa de subtenente está segura em presídio superlotado

5 de junho – Amante de Cristiane Coelho será ouvido, e Justiça decide se ela vai a júri popular

16 de junho – Justiça ouve 12 testemunhas para decidir se ex-mulher de subtenente vai a júri popular

17 de junho – Amante de Cristiane Coelho corre risco de ser acusado como cúmplice em caso de subtenente

9 de julho – Ex-mulher de subtenente tem liberdade provisória solicitada com ou sem fiança

22 de julho – Defesa de ex-mulher de subtenente será ouvida pela Justiça nesta quarta

22 de julho – Perito contratado por ex-mulher de subtenente alega falhas da Perícia em investigação da morte de filho

28 de julho – Laudo derruba versão da ex-mulher de subtenente de que foi forçada a ingerir medicamento

5 de outubro – Justiça decide que ex-mulher de subtenente será levada à júri popular

9 de novembro – “100 anos de prisão para o ‘monstro’ seria pouco”, diz subtenente 1 ano depois da morte de filho

 

Publicidade

Dê sua opinião

Promotor diz que investigação do “Caso Subtenente” foi uma das mais difíceis da carreira

Para o Ministério Público, não existem dúvidas de que Cristiane Coelho tenha idealizado e executado o envenenamento do filho e do marido

Por Rosana Romão em Segurança Pública

12 de novembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos

O promotor de justiça Humberto Ibiapina, com 22 anos de carreira no Ministério Público, relata ao Tribuna do Ceará que o “caso subtenente” foi um dos mais difíceis que já trabalhou. “Eu costumo dizer que nós nos surpreendemos a cada inquérito policial, mas esse foi um dos que nos causou muita surpresa porque nós nunca pensamos que uma mãe seria capaz de provocar a morte de um filho, como ela está acusada”, disse.

Com base no inquérito policial e nos laudos periciais, o Ministério Público acusou Cristiane Coelho de matar o filho e envenenar o marido. De acordo com a denúncia, realizada em maio deste ano, Cristiane teria planejado o crime com antecedência. Com isso, a ex-esposa do subtenente deixou de ser suspeita e passou oficialmente a ser acusada de homicídio do filho e da tentativa de assassinato do marido.

Cristiane foi denunciada por homicídios triplamente qualificados (um consumado e outro tentado). Em ambos os casos, as qualificadoras são motivo fútil, emprego de meio cruel (veneno) e utilização de recurso que impossibilitou defesa da vítima. Depois da decisão do Ministério Público, o caso foi levado ao poder judiciário, que determinou a ré ser levada à júri popular.

Por sua experiência, o promotor Humberto Ibiapina acredita que Cristiane pode pegar entre 15 a 18 anos de prisão. (FOTO: Tribuna do Ceará/ Rosana Romão)

Por sua experiência, o promotor Humberto Ibiapina acredita que Cristiane pode pegar entre 15 a 18 anos de prisão. (FOTO: Tribuna do Ceará/ Rosana Romão)

“O conjunto de informações prestadas pelas testemunhas e pela vítima sobrevivente, portanto, afigura-se apto a diluir e fragilizar a versão apresentada pela acusada e a acender sobre ela os holofotes da autoria delitiva, cujos indícios, também encontrados na prova pericial, consoante inicialmente analisado, afiguram-se suficientes para enviar a ré ao julgamento pelo Tribunal Popular do Júri”, explicou a juíza Daniela Lima da Rocha, da 3ª vara do júri de Fortaleza.

De acordo com o promotor Humberto Ibiapina, a defesa de Cristiane entrou com recurso em sentido estrito e aguarda intimação do Ministério Público para apresentação das contra razões. De acordo com o advogado Paulo Quezado, que a defende, “ela não precisa ir à júri popular porque vai ser inocentada antes disso”. Caso o recurso seja aceito, o processo terá que aguardar a decisão dos tribunais superiores, de Justiça ou Federal.

Apesar dessa tentativa da defesa, o MP não acredita que a sentença seja totalmente modificada ou que Cristiane seja considerada inocente no crime. “Do ponto de vista do que foi apurado no inquérito policial e nas perícias, não existe a menor dúvida de que tenha sido ela a pessoa que idealizou e executou o crime. Até o momento nós não encontramos nenhuma evidência de que teria tido a participação de alguém, nem do ponto de vista material nem do ponto de vista intelectual”, complementa Humberto Ibiapina.

Não existe a menor dúvida de que tenha sido ela a pessoa que idealizou e executou o crime. (Promotor de Justiça, Humberto Ibiapina)

Julgamento

O júri popular é o juízo natural de todo crime tentado tentado ou consumado contra a vida. Ele leva à condenação ou absolvição. O julgamento ainda depende dos tramites da Justiça, mas o MP acredita que ele deverá ocorrer em 2016. “Se for rápido, até a metade do próximo ano já tenhamos uma decisão de ela ser levada à júri popular ou não”, indica Humberto Ibiapina. Por sua experiência, ele acredita que Cristiane pode ter uma pena de 15 a 18 anos no crime consumado e dois terços desse período no crime tentado.

Ao todo, foram ouvidas mais de oito testemunhas de acusação, mas ainda faltam algumas testemunhas de defesa prestarem depoimento, como o Edilson Barros, apontado como amante da ré. Já os motivos dos crimes são claros para o Ministério Público. “O que se apurou durante o inquérito e a instrução criminal é que isso se deu por conta de um seguro e do desejo dela de separar-se do subtenente Francilewdo”, afirma. “Esse caso nos causou indignação. Vamos aguardar o julgamento definitivo para ver o que a sociedade de Fortaleza tem a dizer a respeito deste fato”, finaliza.

Relembre as matérias do caso:

12 de novembro – Subtenente é suspeito de matar filho autista, agredir esposa e anunciar crimes no Facebook

13 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho e agredir esposa continua em estado grave no hospital

15 de novembro – Polícia quer ouvir mulher de subtenente do Exército suspeito de matar o filho envenenado

19 de novembro – Filho autista de subtenente do Exército ingeriu “chumbinho”, aponta laudo

19 de novembro – Esposa de militar do Exército suspeito de matar o filho nega traição que seria estopim do caso

21 de novembro – Militar suspeito de matar filho sai do coma, mas ainda não tem condições de prestar depoimento

21 de novembro – Delegado quer saber quem comprou chumbinho usado para matar o filho de militar do Exército

24 de novembro – Amigo duvida que subtenente tenha sido o autor da morte do filho autista

24 de novembro – Com melhora de subtenente, delegado aguarda depoimento até o fim da semana

25 de novembro – Subtenente fica chocado ao acordar do coma e saber que é acusado do assassinato do filho

26 de novembro – Delegado estuda fazer reconstituição do caso de subtenente acusado pela mulher de matar o filho

27 de novembro – Delegado desconfia que uma terceira pessoa tenha assassinado filho de subtenente do Exército

28 de novembro – Subtenente suspeito de matar filho será ouvido pela polícia mesmo na UTI

29 de novembro – Subtenente nega acusações e seu advogado acusa esposa de assassinar o filho para culpar militar

2 de dezembro – Delegado considera esposa de subtenente uma “suspeita em potencial” da morte do filho

3 de dezembro – Subtenente vai de vilão a mocinho após 3 semanas de investigação por morte de filho envenenado

3 de dezembro – Subtenente suspeito de matar o filho tem prisão preventiva revogada pela Justiça

4 de dezembro – Caso Subtenente: pai e mãe ficarão frente a frente pela 1ª vez após morte do filho envenenado

4 de dezembro – Em 1ª entrevista após sair de UTI, subtenente revela que tem tatuagem com nome de filho morto

8 de dezembro – Esposa de subtenente suspeita de matar o filho contrata um dos juristas mais conhecidos do Ceará

11 de dezembro – Um mês após crime, vizinha diz que nunca acreditou na versão de que subtenente matou o filho

11 de dezembro – Polícia revela áudio que indica desespero da esposa de subtenente após crime

12 de dezembro – Sobrinha será investigada por acionar a polícia quando militar já havia sido socorrido

13 de dezembro – Subtenente recebe alta médica e deseja acareação com esposa sobre morte de filho envenenado

15 de dezembro – Subtenente e esposa participarão de acareação e reconstituição de crime até a próxima semana

16 de dezembro – Caso Subtenente: esposa e militar fazem acareação na próxima segunda-feira

22 de dezembro – Em acareação, subtenente e esposa se encontram pela primeira vez após morte do filho

22 de dezembro – Subtenente acusa publicamente sua mulher de matar filho e agora teme pela vida do mais novo

23 de dezembro – Subtenente tem seguro de vida que pagaria R$ 153 mil a esposa em caso de morte

23 de dezembro – Polícia investiga denúncia de que depósito teria vendido chumbinho a esposa de subtenente

24 de dezembro – Esposa de subtenente admitiu ao marido que tem um amante, no reencontro do casal em acareação

25 de dezembro – Confira o bilhete de brincadeira suspeita entre subtenente e esposa que intriga a polícia

26 de dezembro – Laudo aponta que esposa de subtenente teve lesões mais leves do que em fotos entregues à polícia

27 de dezembro – Polícia quer saber se amante teve participação na morte de filho de subtenente

29 de dezembro – Frieza de mulher de subtenente teria chamado a atenção de presentes em reconstituição de crime

1º de janeiro – Mensagem editada no Facebook de subtenente teve alteração no nome do amante da esposa

7 de janeiro – Amante de esposa do subtenente deve prestar depoimento à polícia na próxima semana

12 de janeiro – Em entrevista exclusiva, subtenente revela que veneno estava em mamadeira do filho

11 de fevereiro – Três meses após morte de filho de subtenente por envenenamento, caso segue sem respostas

25 de fevereiro – Delegado revela que cena do crime de morte do filho de subtenente foi alterada

11 de março – Quatro meses depois, polícia não sabe quando concluirá investigação do “Caso Subtenente”

26 de março – Após mais de 4 meses do crime, polícia marca nova reconstituição do Caso Subtenente

27 de março – Quatro meses após morte de filho, subtenente revela que esposa dificulta contato com caçula

8 de abril – Após ausência de mãe, reconstituição da morte de filho do subtenente será feita nesta quarta

8 de abril – Caso subtenente: delegado promete concluir inquérito nos próximos dias

8 de abril – Ex- esposa de subtenente lamenta ser alvo de “linchamento cibernético” após morte de filho

8 de abril – Amigos e parentes de subtenente fazem manifestação pedindo prisão de ex-esposa

9 de abril – Vizinhos negam versão de ex-esposa de subtenente de que pediu ajuda após o crime

14 de abril – Subtenente acusa família de ex-esposa de colocar “sangue nas mãos” ao defendê-la

15 de abril – Ex-mulher de subtenente é indiciada por morte do filho por envenenamento

15 de abril – Ex-esposa de subtenente pesquisou no Google “como envenenar uma pessoa com chumbinho”

16 de abril – Delegado teme que ex-esposa de subtenente venha a fugir após indiciamento por morte de filho

16 de abril – Guarda de filho mais novo de subtenente será solicitada à Justiça nesta quinta-feira

16 de abril – Delegado pedirá prisão preventiva de ex-mulher de subtenente até esta sexta-feira

16 de abril – Veja as pesquisas que a ex-mulher de subtenente fez antes de envenenar o filho e o marido com chumbinho

17 de abril – Subtenente ainda não sabe como dará a notícia da morte de filho ao irmão autista

17 de abril – Polícia cogita indiciar amante da ex-mulher de subtenente por participação em crime

18 de abril – Em perfil psicológico, Polícia descreve ex-mulher de subtenente como “dissimulada e inteligente”

19 de abril – Polícia pedirá a quebra de sigilo de perfil falso no Facebook da ex-esposa de subtenente

20 de abril – Em Recife, vizinhos suspeitam que ex-esposa de subtenente indiciada por homicídio tenha fugido

21 de abril – Advogado da ex-esposa de subtenente nega que a acusada tenha fugido após indiciamento

24 de abril – Subtenente conquista guarda judicial de filho mais novo após indiciamento da ex-esposa

27 de abril – Após conquistar guarda, subtenente vai nesta segunda ao Recife buscar o filho mais novo

28 de abril – Após conquistar guarda judicial, subtenente reencontra filho mais novo depois de 5 meses

4 de maio – Caso subtenente: Ministério Público ingressa com denúncia contra ex-esposa do militar

5 de maio – Ministério Público denuncia Cristiane Coelho por matar o filho e envenenar o marido

7 de maio – Time de futebol americano aguarda volta de subtenente, recuperado de envenenamento

7 de maio – Justiça aceita denúncia, e ex-esposa de subtenente tem 10 dias para apresentar defesa

7 de maio – Justiça determina prisão preventiva de ex-esposa de subtenente por envenenamento do filho

8 de maio – Delegado já considera ex-esposa de subtenente foragida da Justiça

8 de maio – Ex-mulher de subtenente se entrega à Polícia Civil, mas detentas rejeitam dividir cela

11 de maio – Ex-mulher de subtenente não deve ser transferida para presídio, determina a Justiça

12 de maio – Governo garante que ex-esposa de subtenente está segura em presídio superlotado

5 de junho – Amante de Cristiane Coelho será ouvido, e Justiça decide se ela vai a júri popular

16 de junho – Justiça ouve 12 testemunhas para decidir se ex-mulher de subtenente vai a júri popular

17 de junho – Amante de Cristiane Coelho corre risco de ser acusado como cúmplice em caso de subtenente

9 de julho – Ex-mulher de subtenente tem liberdade provisória solicitada com ou sem fiança

22 de julho – Defesa de ex-mulher de subtenente será ouvida pela Justiça nesta quarta

22 de julho – Perito contratado por ex-mulher de subtenente alega falhas da Perícia em investigação da morte de filho

28 de julho – Laudo derruba versão da ex-mulher de subtenente de que foi forçada a ingerir medicamento

5 de outubro – Justiça decide que ex-mulher de subtenente será levada à júri popular

9 de novembro – “100 anos de prisão para o ‘monstro’ seria pouco”, diz subtenente 1 ano depois da morte de filho