Quatro internos de presídios do Ceará são aprovados em cursos da UFC e do IFCE

RESSOCIALIZAÇÃO

Quatro internos de presídios do Ceará são aprovados em cursos da UFC e do IFCE

Um deles foi aprovado no curso de Direito da UFC. Agora cabe ao Poder Judiciário decidir se os presos poderão assistir às aulas

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

29 de janeiro de 2019 às 14:57

Há 5 meses
Quatro internos foram aprovados. (FOTO: Divulgação/Sejus)

Quatro internos foram aprovados. (FOTO: Divulgação/Sejus)

Quatro internos e egressos do sistema penitenciário do estado conseguiram vaga na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) nos cursos de Direito, Rede de Computadores, Letras-Espanhol e Agronomia na Universidade Federal do Ceará e no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) do Campus Canindé.

A notícia chega em meio a maior crise de segurança pública no estado, que vem sofrendo com ataques criminosos desde o dia 2 de janeiro.

O secretário de Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, destaca que o intuito é ampliar o investimento na educação dos presos.

“As grandes unidades estão recebendo a sondagem dos professores, um momento para identificar o nível de escolaridade dos presos e matriculá-los na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Nossa expectativa é ter um grande número de alunos em sala de aula e garantir acesso ainda maior à educação superior no próximo ano”, afirma.

O quarteto aprovado é do Centro de Triagem e Observação Criminológica, Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne e Cadeia Pública de Aratuba. Três deles foram aprovados para a UFC e um para o IFCE. A decisão se os internos poderão ou não assistir às aulas é do Poder Judiciário.

A preparação dos alunos para o Enem foi feita por meio da EEFM Aloísio Leo Arlindo Lorscheider e dos aulões realizados nas unidades através da parceria entre Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) e Secretaria de Educação (Seduc).

A SAP auxilia a família na documentação necessária para a matrícula, após a aprovação. Os números ainda podem aumentar com a chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni), que garante vaga em instituições particulares.

Publicidade

Dê sua opinião

RESSOCIALIZAÇÃO

Quatro internos de presídios do Ceará são aprovados em cursos da UFC e do IFCE

Um deles foi aprovado no curso de Direito da UFC. Agora cabe ao Poder Judiciário decidir se os presos poderão assistir às aulas

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

29 de janeiro de 2019 às 14:57

Há 5 meses
Quatro internos foram aprovados. (FOTO: Divulgação/Sejus)

Quatro internos foram aprovados. (FOTO: Divulgação/Sejus)

Quatro internos e egressos do sistema penitenciário do estado conseguiram vaga na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) nos cursos de Direito, Rede de Computadores, Letras-Espanhol e Agronomia na Universidade Federal do Ceará e no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) do Campus Canindé.

A notícia chega em meio a maior crise de segurança pública no estado, que vem sofrendo com ataques criminosos desde o dia 2 de janeiro.

O secretário de Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, destaca que o intuito é ampliar o investimento na educação dos presos.

“As grandes unidades estão recebendo a sondagem dos professores, um momento para identificar o nível de escolaridade dos presos e matriculá-los na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Nossa expectativa é ter um grande número de alunos em sala de aula e garantir acesso ainda maior à educação superior no próximo ano”, afirma.

O quarteto aprovado é do Centro de Triagem e Observação Criminológica, Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne e Cadeia Pública de Aratuba. Três deles foram aprovados para a UFC e um para o IFCE. A decisão se os internos poderão ou não assistir às aulas é do Poder Judiciário.

A preparação dos alunos para o Enem foi feita por meio da EEFM Aloísio Leo Arlindo Lorscheider e dos aulões realizados nas unidades através da parceria entre Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) e Secretaria de Educação (Seduc).

A SAP auxilia a família na documentação necessária para a matrícula, após a aprovação. Os números ainda podem aumentar com a chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni), que garante vaga em instituições particulares.