Retrospectiva: Violência desenfreada gerou crimes que chocaram o Ceará em 2016

INSEGURANÇA

Retrospectiva: Violência desenfreada gerou crimes que chocaram o Ceará em 2016

O Ceará viveu grande onda de violência em 2016, com rebeliões em presídios, homicídios, estupros e crimes passionais

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

28 de dezembro de 2016 às 07:00

Há 3 anos

Neste ano, o Ceará viveu uma grande onda de violência: rebeliões em presídios, homicídios, estupros e crimes passionais marcaram 2016.

Em meio a tantos fatos negativos, também foram divulgadas boas notícias (Retrospectiva: 10 histórias de pessoas que orgulharam o Ceará em 2016) e casos inusitados (Retrospectiva: 10 casos que mostram que #EsseAnoFoiLouco no Ceará).

Dentre os casos que chocaram o estado estão: o da menina Rakelly, violentada e morta em Itaitinga; a universitária encontrada morta no porta-malas do carro do namorado; o cearense morto a flechadas em São Paulo e o elevado número de mortes de policiais. A esperança é de que 2017 seja repleto de notícias melhores.

O Tribuna do Ceará listou 10 casos que chocaram o Ceará durante o ano:

1. Menina Rakelly é encontrada morta dentro de cacimba em Itaitinga

Rakelly tinha 8 anos (FOTO: Reprodução)

Rakelly tinha 8 anos (FOTO: Reprodução)

Uma menina de 8 anos, Rakelly Matias Alves, foi encontrada morta no dia 24 de setembro, dentro de uma cacimba em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. A menina teria sido violentada antes e depois de ser assassinada. De acordo com a polícia, Rakelly foi estrangulada com uma camisa no pescoço.  O principal suspeito do crime é o caseiro identificado como “Zé”. Ele teria dito à polícia que a menina havia caído e machucado muito o rosto.

2. Universitária é encontrada morta no porta-malas do carro do namorado 

O corpo da jovem foi encontrado mais de 12 horas depois (FOTO: Divulgação)

O corpo da jovem foi encontrado mais de 12 horas depois (FOTO: Divulgação)

A universitária Yrna de Sousa Castro, 27 anos, foi encontrada morta dentro do carro do namorado, no Bairro Dionísio Torres, no dia 1º de maio. De acordo com a Polícia Civil, a jovem morreu no dia 30 de abril, no apartamento do namorado, com quem tinha um relacionamento desde 2015. O homem foi indiciado por ocultação de cadáver por permanecer com o corpo de Yrna Castro por mais de 12 horas dentro do seu carro e não ter informado à polícia e aos familiares sobre a morte.

3. Série de rebeliões simultâneas ocorre em 8 presídios do Ceará

Rebeliões iniciaram no dia 21 de maio (FOTO: Divulgação)

Rebeliões iniciaram no dia 21 de maio (FOTO: Divulgação)

Em maio, rebeliões simultâneas ocorreram nos presídios do Ceará. A manifestação dos presos deveu-se à greve dos agentes penitenciários, o que teria impedido a entrada de familiares dos detentos na visita semanal. Foram registradas rebeliões nas CPPLs 1, 2, 3 e 4, além da Unidade Prisional de Caucaia, da Cadeia Pública de Camocim e do presídio feminino Auri Moura Costa. No dia 24 de maio, a Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará divulgou a confirmação de 18 mortes nas rebeliões.

4. Ataques contra delegacias, viaturas e ônibus em Fortaleza

Delegacias foram alvos de ataques (FOTO: Reprodução / Whatsapp)

Delegacias foram alvos de ataques (FOTO: Reprodução / Whatsapp)

Fortaleza viveu uma verdadeira onda de terror nos meses de março, abril e julho. Delegacias foram atacadas, ônibus incendiados e até viaturas. Os ataques nos meses de março e abril teriam como motivo a discussão de lei sobre bloqueio de sinal de celular nos perímetros de unidades prisionais.

Nos casos registrados em julho, a Polícia Militar teve de realizar patrulhamento em comboio de duas ou três viaturas para tentar coibir os crimes. Em supostos bilhetes deixados nos locais de ataques, os envolvidos pediam ao governador que os presos tivessem liberdade no interior dos presídios.

5. Adolescente confessa ter assassinado namorada de 16 anos a facadas

Um amigo do jovem confessou que também deu facadas na adolescente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Um amigo do jovem confessou que também deu facadas na adolescente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Uma novem de 16 anos foi encontrada morta às margens da CE-065. Após se identificar como o autor da morte de Rafaela Siqueira, o namorado mostrou à polícia onde havia escondido as armas do crime, que eram duas facas. O jovem cogitava uma suposta traição por parte da namorada, o que teria motivado o homicídio. O namorado da jovem foi apreendido. Um amigo confessou que também deu facadas na adolescente.

6. 28 policiais são mortos no Ceará

policial morto Ceará

Em alguns casos, policiais foram assassinados na frente da própria família (FOTO: Divulgação)

Somente em 2016, 28 policiais – entre civis, militares e rodoviários – foram mortos no Ceará. O último caso registrado foi o do policial militar, Djakson Araújo de Viveiros, de 30 anos. Ele foi assassinado no dia 16 de dezembro, em Juazeiro do Norte, durante uma tentativa de assalto. Em agosto, policiais, familiares e amigos das vítimas protestaram contra a violência, expondo caixões com fotos dos policiais mortos.

7. Cearense é morta e cimentada na parede de casa em São Paulo

Cães da Guarda Metropolitana ajudaram nas buscas pelo corpo da vítima (FOTO: Divulgação/Guarda Metropolitana)

Cães da Guarda Metropolitana ajudaram nas buscas pelo corpo da vítima (FOTO: Divulgação/Guarda Metropolitana)

Uma cearense foi encontrada morta e cimentada na parede de casa, em São Paulo. Josefa Alves do Nascimento, de 45 anos, mais conhecida como Vera, morava na Zona Leste de São Paulo, mas era natural de Quixelô, a 390 quilômetros de Fortaleza. A Polícia Civil localizou o corpo da mulher cimentado embaixo da escada da casa onde morava. De acordo com a polícia, o autor do crime fez um buraco na parede, colocou o corpo, concreto, areia, madeira, mais concreto e, em seguida, fechou o local.

8. Advogada é raptada na Av. Beira Mar e estuprada por flanelinha

Suspeito foi encaminhado para a delegacia de Caucaia (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Suspeito foi encaminhado para a delegacia de Caucaia (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Um homem, identificado como Dalvan Nojosa da Silva, de 23 anos, foi preso suspeito de estuprar uma advogada no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com a polícia, a advogada estava estacionando o seu veículo na Avenida Beira Mar, principal região turística de Fortaleza, quando foi abordada pelo suspeito do crime com uma faca. Ele forçou que ela entrasse no veículo e a obrigou a dirigir até uma comunidade conhecida como “Lagoa do Barro”, situada em Caucaia, local onde teria acontecido o estupro.

9. Cearense é morto com flecha no pescoço no Centro de São Paulo

Local onde o crime aconteceu (FOTO: Google Street View)

Local onde o crime aconteceu (FOTO: Google Street View)

Um cearense que morava em São Paulo e trabalhava como coletor de material reciclável morreu na quarta-feira (14) vítima de uma flechada, no Centro da capital paulista. Aldemir Ribeiro Pontes estava trabalhando, com a carroça, na Rua Mamoré, no Bairro Bom Retiro, no Centro, quando foi atingido com uma flecha no pescoço. O crime aconteceu por volta das 16h.

10. Turistas são vítimas de assassinatos e estupros no Ceará

Japonesa sofreu tentativa de estupro na Praia do Futuro (FOTO: Divulgação)

Japonesa sofreu tentativa de estupro na Praia do Futuro (FOTO: Divulgação)

2016 também foi marcado por crimes contra turistas no estado. Em janeiro, uma japonesa foi agredida e sofreu tentativa de estupro na Praia do Futuro, em Fortaleza. Rika Yamane, 39 anos, foi atendida em hospital e prestou queixa contra o agressor.

No Carnaval, um francês foi encontrado morto em um flat, no Bairro Meireles. A polícia suspeita que tenha sido um caso de latrocínio. Em abril, outro francês foi encontrado morto, dentro de um carro, em Caucaia. O veículo estava com manchas de sangue no banco e com as lanternas danificadas.

Em maio, uma turista da Lituânia foi estuprada enquanto participava de expedição de bicicleta. De acordo com a PM, a vítima, que não teve o nome divulgado, estava em um grupo com mais oito pessoas viajando de bicicleta pela CE-085 e teria se distanciado dos outros ciclistas. Neste momento, dois homens em uma moto passaram próximo e puxaram a turista para um matagal.

Em junho, uma estudante de Guiné Bissau foi estuprada por um aluno estrangeiro em Acarape. A aluna, de 25 anos, estudava na Unilab. O suspeito seria um homem de 22 anos.

Publicidade

Dê sua opinião

INSEGURANÇA

Retrospectiva: Violência desenfreada gerou crimes que chocaram o Ceará em 2016

O Ceará viveu grande onda de violência em 2016, com rebeliões em presídios, homicídios, estupros e crimes passionais

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

28 de dezembro de 2016 às 07:00

Há 3 anos

Neste ano, o Ceará viveu uma grande onda de violência: rebeliões em presídios, homicídios, estupros e crimes passionais marcaram 2016.

Em meio a tantos fatos negativos, também foram divulgadas boas notícias (Retrospectiva: 10 histórias de pessoas que orgulharam o Ceará em 2016) e casos inusitados (Retrospectiva: 10 casos que mostram que #EsseAnoFoiLouco no Ceará).

Dentre os casos que chocaram o estado estão: o da menina Rakelly, violentada e morta em Itaitinga; a universitária encontrada morta no porta-malas do carro do namorado; o cearense morto a flechadas em São Paulo e o elevado número de mortes de policiais. A esperança é de que 2017 seja repleto de notícias melhores.

O Tribuna do Ceará listou 10 casos que chocaram o Ceará durante o ano:

1. Menina Rakelly é encontrada morta dentro de cacimba em Itaitinga

Rakelly tinha 8 anos (FOTO: Reprodução)

Rakelly tinha 8 anos (FOTO: Reprodução)

Uma menina de 8 anos, Rakelly Matias Alves, foi encontrada morta no dia 24 de setembro, dentro de uma cacimba em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. A menina teria sido violentada antes e depois de ser assassinada. De acordo com a polícia, Rakelly foi estrangulada com uma camisa no pescoço.  O principal suspeito do crime é o caseiro identificado como “Zé”. Ele teria dito à polícia que a menina havia caído e machucado muito o rosto.

2. Universitária é encontrada morta no porta-malas do carro do namorado 

O corpo da jovem foi encontrado mais de 12 horas depois (FOTO: Divulgação)

O corpo da jovem foi encontrado mais de 12 horas depois (FOTO: Divulgação)

A universitária Yrna de Sousa Castro, 27 anos, foi encontrada morta dentro do carro do namorado, no Bairro Dionísio Torres, no dia 1º de maio. De acordo com a Polícia Civil, a jovem morreu no dia 30 de abril, no apartamento do namorado, com quem tinha um relacionamento desde 2015. O homem foi indiciado por ocultação de cadáver por permanecer com o corpo de Yrna Castro por mais de 12 horas dentro do seu carro e não ter informado à polícia e aos familiares sobre a morte.

3. Série de rebeliões simultâneas ocorre em 8 presídios do Ceará

Rebeliões iniciaram no dia 21 de maio (FOTO: Divulgação)

Rebeliões iniciaram no dia 21 de maio (FOTO: Divulgação)

Em maio, rebeliões simultâneas ocorreram nos presídios do Ceará. A manifestação dos presos deveu-se à greve dos agentes penitenciários, o que teria impedido a entrada de familiares dos detentos na visita semanal. Foram registradas rebeliões nas CPPLs 1, 2, 3 e 4, além da Unidade Prisional de Caucaia, da Cadeia Pública de Camocim e do presídio feminino Auri Moura Costa. No dia 24 de maio, a Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará divulgou a confirmação de 18 mortes nas rebeliões.

4. Ataques contra delegacias, viaturas e ônibus em Fortaleza

Delegacias foram alvos de ataques (FOTO: Reprodução / Whatsapp)

Delegacias foram alvos de ataques (FOTO: Reprodução / Whatsapp)

Fortaleza viveu uma verdadeira onda de terror nos meses de março, abril e julho. Delegacias foram atacadas, ônibus incendiados e até viaturas. Os ataques nos meses de março e abril teriam como motivo a discussão de lei sobre bloqueio de sinal de celular nos perímetros de unidades prisionais.

Nos casos registrados em julho, a Polícia Militar teve de realizar patrulhamento em comboio de duas ou três viaturas para tentar coibir os crimes. Em supostos bilhetes deixados nos locais de ataques, os envolvidos pediam ao governador que os presos tivessem liberdade no interior dos presídios.

5. Adolescente confessa ter assassinado namorada de 16 anos a facadas

Um amigo do jovem confessou que também deu facadas na adolescente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Um amigo do jovem confessou que também deu facadas na adolescente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Uma novem de 16 anos foi encontrada morta às margens da CE-065. Após se identificar como o autor da morte de Rafaela Siqueira, o namorado mostrou à polícia onde havia escondido as armas do crime, que eram duas facas. O jovem cogitava uma suposta traição por parte da namorada, o que teria motivado o homicídio. O namorado da jovem foi apreendido. Um amigo confessou que também deu facadas na adolescente.

6. 28 policiais são mortos no Ceará

policial morto Ceará

Em alguns casos, policiais foram assassinados na frente da própria família (FOTO: Divulgação)

Somente em 2016, 28 policiais – entre civis, militares e rodoviários – foram mortos no Ceará. O último caso registrado foi o do policial militar, Djakson Araújo de Viveiros, de 30 anos. Ele foi assassinado no dia 16 de dezembro, em Juazeiro do Norte, durante uma tentativa de assalto. Em agosto, policiais, familiares e amigos das vítimas protestaram contra a violência, expondo caixões com fotos dos policiais mortos.

7. Cearense é morta e cimentada na parede de casa em São Paulo

Cães da Guarda Metropolitana ajudaram nas buscas pelo corpo da vítima (FOTO: Divulgação/Guarda Metropolitana)

Cães da Guarda Metropolitana ajudaram nas buscas pelo corpo da vítima (FOTO: Divulgação/Guarda Metropolitana)

Uma cearense foi encontrada morta e cimentada na parede de casa, em São Paulo. Josefa Alves do Nascimento, de 45 anos, mais conhecida como Vera, morava na Zona Leste de São Paulo, mas era natural de Quixelô, a 390 quilômetros de Fortaleza. A Polícia Civil localizou o corpo da mulher cimentado embaixo da escada da casa onde morava. De acordo com a polícia, o autor do crime fez um buraco na parede, colocou o corpo, concreto, areia, madeira, mais concreto e, em seguida, fechou o local.

8. Advogada é raptada na Av. Beira Mar e estuprada por flanelinha

Suspeito foi encaminhado para a delegacia de Caucaia (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Suspeito foi encaminhado para a delegacia de Caucaia (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Um homem, identificado como Dalvan Nojosa da Silva, de 23 anos, foi preso suspeito de estuprar uma advogada no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com a polícia, a advogada estava estacionando o seu veículo na Avenida Beira Mar, principal região turística de Fortaleza, quando foi abordada pelo suspeito do crime com uma faca. Ele forçou que ela entrasse no veículo e a obrigou a dirigir até uma comunidade conhecida como “Lagoa do Barro”, situada em Caucaia, local onde teria acontecido o estupro.

9. Cearense é morto com flecha no pescoço no Centro de São Paulo

Local onde o crime aconteceu (FOTO: Google Street View)

Local onde o crime aconteceu (FOTO: Google Street View)

Um cearense que morava em São Paulo e trabalhava como coletor de material reciclável morreu na quarta-feira (14) vítima de uma flechada, no Centro da capital paulista. Aldemir Ribeiro Pontes estava trabalhando, com a carroça, na Rua Mamoré, no Bairro Bom Retiro, no Centro, quando foi atingido com uma flecha no pescoço. O crime aconteceu por volta das 16h.

10. Turistas são vítimas de assassinatos e estupros no Ceará

Japonesa sofreu tentativa de estupro na Praia do Futuro (FOTO: Divulgação)

Japonesa sofreu tentativa de estupro na Praia do Futuro (FOTO: Divulgação)

2016 também foi marcado por crimes contra turistas no estado. Em janeiro, uma japonesa foi agredida e sofreu tentativa de estupro na Praia do Futuro, em Fortaleza. Rika Yamane, 39 anos, foi atendida em hospital e prestou queixa contra o agressor.

No Carnaval, um francês foi encontrado morto em um flat, no Bairro Meireles. A polícia suspeita que tenha sido um caso de latrocínio. Em abril, outro francês foi encontrado morto, dentro de um carro, em Caucaia. O veículo estava com manchas de sangue no banco e com as lanternas danificadas.

Em maio, uma turista da Lituânia foi estuprada enquanto participava de expedição de bicicleta. De acordo com a PM, a vítima, que não teve o nome divulgado, estava em um grupo com mais oito pessoas viajando de bicicleta pela CE-085 e teria se distanciado dos outros ciclistas. Neste momento, dois homens em uma moto passaram próximo e puxaram a turista para um matagal.

Em junho, uma estudante de Guiné Bissau foi estuprada por um aluno estrangeiro em Acarape. A aluna, de 25 anos, estudava na Unilab. O suspeito seria um homem de 22 anos.