Situação precária de delegacia responsável por filmagens de presos é denunciada

BAIRRO JACARECANGA

Situação precária de delegacia responsável por filmagens de presos é denunciada

A condição do prédio piorou após as recentes chuvas que aconteceram em Fortaleza

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

3 de fevereiro de 2017 às 13:21

Há 2 anos
sinpol-predio

Imagens mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

O antigo prédio da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), localizado no bairro Jacarecanga, está em más condições. Nela, ainda trabalham profissionais da equipe de filmagem, responsáveis por fazer a identificação dos presos que saem das delegacias e são encaminhados para os presídios. Este grupo foi o único que permaneceu no prédio, pois o efetivo já foi transferido para o prédio reformado também no Centro.

De acordo com uma denúncia do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará, o prédio não tem mínimas condições de funcionamento e as chuvas recentes tornaram o problema ainda pior. “A equipe permanece sozinha em uma estrutura insalubre. As chuvas recentes tornaram o problema ainda pior”, revela em nota o sindicato.

Segundo a vice-presidente da entidade, Ana Paula Cavalcante, a situação é muito grave, e os profissionais ainda ficam expostos a ação de criminosos. “Como apenas a equipe da filmagem permanece neste prédio, os profissionais ficam expostos e vulneráveis à ação de criminosos, visto que trata-se de um prédio praticamente abandonado”, finaliza.

Procurado pelo Tribuna do Ceará, a Polícia Civil respondeu em nota que, a estrutura de filmagem merece um atenção maior e por isso não aconteceu ainda a transferência.

Veja a nota na íntegra:

“A Polícia Civil do Estado do Ceará informa que o processo de mudança do sistema de filmagem de presos, realizado na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), requer uma preparação técnica detalhada. O equipamento utilizado no serviço acopla computador, câmera, microfone, material para colher digitais e gravador de voz, entre outros. A estrutura está ligada à internet e aos sistemas de identificação criminal e civil.

A atividade ainda é exercida no antigo prédio da Divisão Antissequestro (DAS), na Rua São Paulo, de maneira provisória, enquanto é concluído o processo de mudança para o novo prédio da Decap – com obra já concluída. A previsão é de que até a próxima semana todas as atividades estejam em funcionamento na nova unidade. Equipamentos para a filmagem dos detentos já foram instalados no novo prédio, aguardando apenas um técnico realizar ajustes de informática, o que já foi agendado para os próximos dias.

A Polícia Civil também informa que o efetivo no serviço de filmagem foi reforçado. Cinco policiais atuam na unidade, sendo um permanente e outros quatro que revezam o expediente, na filmagem dos presos. Antes, o trabalho era feito por três policiais. O prédio antigo é alugado e, assim que as atividades exercidas nele forem encerradas, ele será devolvido ao proprietário”.

Antigo prédio
1/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

Antigo prédio
2/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

Antigo prédio
3/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

Antigo prédio
4/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

Publicidade

Dê sua opinião

BAIRRO JACARECANGA

Situação precária de delegacia responsável por filmagens de presos é denunciada

A condição do prédio piorou após as recentes chuvas que aconteceram em Fortaleza

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

3 de fevereiro de 2017 às 13:21

Há 2 anos
sinpol-predio

Imagens mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

O antigo prédio da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), localizado no bairro Jacarecanga, está em más condições. Nela, ainda trabalham profissionais da equipe de filmagem, responsáveis por fazer a identificação dos presos que saem das delegacias e são encaminhados para os presídios. Este grupo foi o único que permaneceu no prédio, pois o efetivo já foi transferido para o prédio reformado também no Centro.

De acordo com uma denúncia do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará, o prédio não tem mínimas condições de funcionamento e as chuvas recentes tornaram o problema ainda pior. “A equipe permanece sozinha em uma estrutura insalubre. As chuvas recentes tornaram o problema ainda pior”, revela em nota o sindicato.

Segundo a vice-presidente da entidade, Ana Paula Cavalcante, a situação é muito grave, e os profissionais ainda ficam expostos a ação de criminosos. “Como apenas a equipe da filmagem permanece neste prédio, os profissionais ficam expostos e vulneráveis à ação de criminosos, visto que trata-se de um prédio praticamente abandonado”, finaliza.

Procurado pelo Tribuna do Ceará, a Polícia Civil respondeu em nota que, a estrutura de filmagem merece um atenção maior e por isso não aconteceu ainda a transferência.

Veja a nota na íntegra:

“A Polícia Civil do Estado do Ceará informa que o processo de mudança do sistema de filmagem de presos, realizado na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), requer uma preparação técnica detalhada. O equipamento utilizado no serviço acopla computador, câmera, microfone, material para colher digitais e gravador de voz, entre outros. A estrutura está ligada à internet e aos sistemas de identificação criminal e civil.

A atividade ainda é exercida no antigo prédio da Divisão Antissequestro (DAS), na Rua São Paulo, de maneira provisória, enquanto é concluído o processo de mudança para o novo prédio da Decap – com obra já concluída. A previsão é de que até a próxima semana todas as atividades estejam em funcionamento na nova unidade. Equipamentos para a filmagem dos detentos já foram instalados no novo prédio, aguardando apenas um técnico realizar ajustes de informática, o que já foi agendado para os próximos dias.

A Polícia Civil também informa que o efetivo no serviço de filmagem foi reforçado. Cinco policiais atuam na unidade, sendo um permanente e outros quatro que revezam o expediente, na filmagem dos presos. Antes, o trabalho era feito por três policiais. O prédio antigo é alugado e, assim que as atividades exercidas nele forem encerradas, ele será devolvido ao proprietário”.

Antigo prédio
1/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

Antigo prédio
2/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

Antigo prédio
3/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)

Antigo prédio
4/4

Antigo prédio

Fotos mostram a situação do prédio (FOTO: Divulgação)