OAB estima participação de pelo menos 10 advogados em venda de habeas corpus no Ceará

LIMINARES

OAB estima participação de pelo menos 10 advogados em venda de habeas corpus

Tribunal de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE) acredita que investigação será concluída até agosto

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

10 de maio de 2016 às 06:15

Há 3 anos
Presidente da OAB afirma que pelo menos 10 profissionais estão envolvidos (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Conselheiro federal da OAB afirma que pelo menos 10 profissionais estão envolvidos (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O processo de investigação e defesa dos advogados suspeitos de envolvimento no esquema de venda de liminares em plantões judiciários do Tribunal de Justiça do Ceará deve ser concluído até o início do próximo mês de agosto. Os indícios de fraudes surgiram a partir da grande movimentação de advogados que buscavam a soltura de clientes nos fins de semana. As denúncias surgiram há mais de dois anos e meio, mas até o momento não houve punição.

Em entrevista à Rádio Tribuna BandNews FM, o presidente do Tribunal de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE), José Damasceno Sampaio, antecipou que a atual investigação está próxima de ser concluída. “Nós estamos com boa parte do processo adiantado e obviamente os advogados que tiverem culpa estarão punidos”, explicou o presidente. 

A participação dos profissionais no esquema já foi investigada pela OAB, mas foi arquivada por falta de provas. Caso os profissionais sejam condenados, eles podem ser penalizados com a suspensão ou até exclusão da Ordem. “Nós acreditamos que estejam mais de 10 advogados envolvidos. Esse número nós estamos apurando. Falta concluir e estamos trabalhando nisso”, explicou José Damasceno.

A documentação que está de posse do Tribunal de Ética da OAB foi repassada pelo Conselho Nacional de Justiça, que apura, além de advogados, a participação de desembargadores no esquema de venda de habeas corpus em plantões judiciários. O conselheiro federal da OAB, Valdetário Monteiro, ressalta que as investigações das entidades são independentes, mas que existe uma colaboração entre si.

Ouça as entrevistas concedidas a Rádio Tribuna BandNews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

LIMINARES

OAB estima participação de pelo menos 10 advogados em venda de habeas corpus

Tribunal de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE) acredita que investigação será concluída até agosto

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

10 de maio de 2016 às 06:15

Há 3 anos
Presidente da OAB afirma que pelo menos 10 profissionais estão envolvidos (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Conselheiro federal da OAB afirma que pelo menos 10 profissionais estão envolvidos (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O processo de investigação e defesa dos advogados suspeitos de envolvimento no esquema de venda de liminares em plantões judiciários do Tribunal de Justiça do Ceará deve ser concluído até o início do próximo mês de agosto. Os indícios de fraudes surgiram a partir da grande movimentação de advogados que buscavam a soltura de clientes nos fins de semana. As denúncias surgiram há mais de dois anos e meio, mas até o momento não houve punição.

Em entrevista à Rádio Tribuna BandNews FM, o presidente do Tribunal de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE), José Damasceno Sampaio, antecipou que a atual investigação está próxima de ser concluída. “Nós estamos com boa parte do processo adiantado e obviamente os advogados que tiverem culpa estarão punidos”, explicou o presidente. 

A participação dos profissionais no esquema já foi investigada pela OAB, mas foi arquivada por falta de provas. Caso os profissionais sejam condenados, eles podem ser penalizados com a suspensão ou até exclusão da Ordem. “Nós acreditamos que estejam mais de 10 advogados envolvidos. Esse número nós estamos apurando. Falta concluir e estamos trabalhando nisso”, explicou José Damasceno.

A documentação que está de posse do Tribunal de Ética da OAB foi repassada pelo Conselho Nacional de Justiça, que apura, além de advogados, a participação de desembargadores no esquema de venda de habeas corpus em plantões judiciários. O conselheiro federal da OAB, Valdetário Monteiro, ressalta que as investigações das entidades são independentes, mas que existe uma colaboração entre si.

Ouça as entrevistas concedidas a Rádio Tribuna BandNews FM: