Vigilante confessa ter matado jovem por roubo de cone em avenida de Fortaleza

AV. 13 DE MAIO

Vigilante confessa ter matado jovem por roubo de cone em avenida de Fortaleza

Tiago Rodrigo Ferreira Nunes, de 33 anos, se apresentou a polícia e confessou ter matado o jovem Lucas Gomes, de 22 anos, na Avenida 13 de Maio

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

13 de agosto de 2018 às 13:19

Há 11 meses

Lukas Gomes foi atingido ao entrar no carro de um amigo. (Foto: Reprodução/Facebook)

*Atualizada às 16h45

O vigilante Tiago Rodrigues Ferreira Nunes, de 33 anos, suspeito de cometer o homicídio de Lucas Gomes, de 22 anos, apresentou-se à Polícia Civil e confessou o crime. O caso aconteceu na Avenida 13 de Maio, no Bairro de Fátima, em Fortaleza. Lucas roubou um cone de um estabelecimento onde o acusado trabalha como vigilante e, ao entrar no carro, em que também estavam mais dois amigos, foi atingido.

O crime ocorreu na madrugada da última sexta-feira (10). Por meio de nota, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que o suspeito se apresentou espontaneamente e confessou o crime. “O homem confessou que efetuou o disparo fatal contra a vítima”.

Tiago Rodrigo já tinha passagem pela polícia por porte ilegal de arma. “A arma utilizada no crime foi apreendida por equipes da Divisão de Homicídios, um revólver calibre 38. Tiago foi indiciado por homicídio. O homem foi ouvido e liberado em seguida, porque na ocasião não se caracterizava mais o flagrante. Ele segue sendo investigado”, informa a nota da Secretaria de Segurança Pública. O nome do estabelecimento não foi informado.

Em áudio recebido pelo programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, via WhatsApp, o suposto condutor do veículo relata a situação. Os jovens teriam parado em uma lanchonete. No entanto, o estabelecimento estaria fechado. Ainda no áudio, o suposto condutor detalha o momento em que percebeu que algo mais grave havia ocorrido.

Ao perceber que Lukas não respondia e estava sangrando, o rapaz afirma que levou o amigo imediatamente para o Instituto Dr. José Frota (IJF). O jovem foi levado para reanimação, mas não resistiu ao tiro na cabeça. Depois de contatar a família do jovem, o amigo conta que levou o carro para ser periciado na Polícia e prestou depoimento. Na perícia, teria sido constatado que os tiros partiram de fora do carro.

Publicidade

Dê sua opinião

AV. 13 DE MAIO

Vigilante confessa ter matado jovem por roubo de cone em avenida de Fortaleza

Tiago Rodrigo Ferreira Nunes, de 33 anos, se apresentou a polícia e confessou ter matado o jovem Lucas Gomes, de 22 anos, na Avenida 13 de Maio

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

13 de agosto de 2018 às 13:19

Há 11 meses

Lukas Gomes foi atingido ao entrar no carro de um amigo. (Foto: Reprodução/Facebook)

*Atualizada às 16h45

O vigilante Tiago Rodrigues Ferreira Nunes, de 33 anos, suspeito de cometer o homicídio de Lucas Gomes, de 22 anos, apresentou-se à Polícia Civil e confessou o crime. O caso aconteceu na Avenida 13 de Maio, no Bairro de Fátima, em Fortaleza. Lucas roubou um cone de um estabelecimento onde o acusado trabalha como vigilante e, ao entrar no carro, em que também estavam mais dois amigos, foi atingido.

O crime ocorreu na madrugada da última sexta-feira (10). Por meio de nota, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que o suspeito se apresentou espontaneamente e confessou o crime. “O homem confessou que efetuou o disparo fatal contra a vítima”.

Tiago Rodrigo já tinha passagem pela polícia por porte ilegal de arma. “A arma utilizada no crime foi apreendida por equipes da Divisão de Homicídios, um revólver calibre 38. Tiago foi indiciado por homicídio. O homem foi ouvido e liberado em seguida, porque na ocasião não se caracterizava mais o flagrante. Ele segue sendo investigado”, informa a nota da Secretaria de Segurança Pública. O nome do estabelecimento não foi informado.

Em áudio recebido pelo programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, via WhatsApp, o suposto condutor do veículo relata a situação. Os jovens teriam parado em uma lanchonete. No entanto, o estabelecimento estaria fechado. Ainda no áudio, o suposto condutor detalha o momento em que percebeu que algo mais grave havia ocorrido.

Ao perceber que Lukas não respondia e estava sangrando, o rapaz afirma que levou o amigo imediatamente para o Instituto Dr. José Frota (IJF). O jovem foi levado para reanimação, mas não resistiu ao tiro na cabeça. Depois de contatar a família do jovem, o amigo conta que levou o carro para ser periciado na Polícia e prestou depoimento. Na perícia, teria sido constatado que os tiros partiram de fora do carro.