Nova moda entre quem curte fotografia, "pau de selfie" custa a partir de R$ 75


Nova moda entre quem curte fotografia, “pau de selfie” custa a partir de R$ 75

Em busca de selfies personalizadas, a procura pelo bastão aumentou no fim do ano e é aposta de sucesso de vendas para 2015. Confira as opções disponíveis no mercado

Por Renata Monte em Cotidiano, Tecnologia

3 de janeiro de 2015 às 09:00

Há 5 anos
Fazer selfies com o bastão está em alta. Existem até sites que dão dicas como fazer fotos diferentes usando o "pau de selfie" (FOTO: Reprodução/Viagens Cinematográficas)

Fazer selfies com o bastão está em alta. Existem até sites que dão dicas como fazer fotos diferentes usando o “pau de selfie” (FOTO: Reprodução/Viagens Cinematográficas)

O selfie já virou uma mania no mundo todo. E, para fazer fotos cada vez mais personalizadas, a nova febre é usar o monopé – um bastão que permite posicionar a câmera mais distante do corpo para fazer um autorretrato com um ângulo mais aberto, permitindo incluir mais pessoas na imagem. A procura pelo “pau de selfie, como é conhecido popularmente, aumentou ainda mais com as festas de fim de ano.

O equipamento se popularizou com o surgimento das Action Cameras, onde tão importante quanto capturar o indivíduo, é fotografar o ambiente. Funciona como uma extensão do braço, permitindo que sejam fotografados ambientes e pessoas que possivelmente não conseguiriam aparecer na imagem, caso fosse capturado “manualmente”.

O kit do monopé é composto por um bastão, um adaptador e um controlador. O bastão é o “corpo” do kit e a maioria é feita de alumínio. Os mais básicos possuem uma cabo colorido e uma cordinha para colocar no pulso. Outros possuem travas de plástico ABS, que ajudam na regulagem do tamanho da haste. Alguns bastões podem chegar a medir pouco mais de um metro. Localizado na ponta do bastão, o adaptador é responsável por segurar o smartphone e se adapta ao tamanho da tela do celular.

Há ainda outro modelo de adaptador, com forma de “L” e que prende o aparelho com três pequenas hastes. O terceiro componente, o controlador Bluetooth, é sincronizado ao celular para fotografar. Alguns kits possuem um cabo que conecta o celular pela entrada dos fones de ouvidos e outros que já possuem o botão de controle no próprio bastão. Esse último possui bateria recarregável.

O universitário David Welly ganhou seu bastão de selfie quando o produto ainda não era muito popular. “Na época, eu nem sabia que a GoPro também fazia bastão. Eu gosto pelo ângulo que ficam as fotos, cabe mais amigos”, contou.

Kit tradicional: bastão, adaptador e controle avulso (FOTO: Reprodução)

Kit tradicional: bastão, adaptador e controle avulso (FOTO: Reprodução)

De olho na compra!

Na hora de comprar o equipamento é necessário alguns cuidados. O primeiro é verificar se o tamanho do aparelho é compatível com a capacidade do adaptador do “pau de selfie” – geralmente adaptável para celulares com telas médias de 8cm. É recomendável que os interessados em comprar o kit levem o celular para testar a compatibilidade no ato da compra. A maioria dos extensores possui um suporte para o celular que pode ser retirado, caso o consumidor queira colocar uma câmera digital comum.

O que mais diferencia os kits de monopé são os controles. Os controles avulsos podem ser comprados separadamente, mas é importante lembrar que tanto este quanto o botão acoplado na haste precisam estar pareados com o aparelho celular, via Bluetooth. Quem opta por comprar o kit com o cabo e possui um smart Android precisa ter cuidado redobrado. O cabo precisa ser testado antes de ser comprado, já que o componente pode não funcionar em todos os aparelhos. É preciso configurar a câmera para que a imagem seja capturada e cada Android possui uma configuração diferente. Vale lembrar que quem possui celulares como Windows Phone ou BlackBerry pode encontrar dificuldades, já que a maioria dos controles só são sincronizáveis com aparelhos Android e IPhone.

Lojas e preços

Com o aumento da procura, o valor do equipamento também aumentou. O kit, hoje, custa, em média, R$ 90, mas pode ter seus componentes vendidos separadamente. Na loja online Submarino e nas lojas Americanas é possível encontrar o kit com bastão, adaptador e controle por R$ 84,65. Nos supermercados Extra, o kit completo com controle embutido no bastão custa R$ 100. Para quem prefere comprar apenas o bastão, o preço nessas lojas pode variar bastante. Vai de R$ 75 a R$ 150. A principal fabricante do produto é a líder GoPro. O equipamento também pode ser encontrado em lojas de informática.

MONOPÉ
1/3

MONOPÉ

Com a ajuda do bastão, não se fotografa apenas o indivíduo, mas todo o ambiente onde a ação acontece (FOTO: Reprodução)

MONOPÉ
2/3

MONOPÉ

Os monopés mais baratos possuem cabos coloridos e cordinha para colocar no pulso (FOTO: Reprodução)

MONOPÉ
3/3

MONOPÉ

Com o bastão, ninguém fica de fora das fotos de David (FOTO: Arquivo Pessoal)

 

Publicidade

Dê sua opinião

Nova moda entre quem curte fotografia, “pau de selfie” custa a partir de R$ 75

Em busca de selfies personalizadas, a procura pelo bastão aumentou no fim do ano e é aposta de sucesso de vendas para 2015. Confira as opções disponíveis no mercado

Por Renata Monte em Cotidiano, Tecnologia

3 de janeiro de 2015 às 09:00

Há 5 anos
Fazer selfies com o bastão está em alta. Existem até sites que dão dicas como fazer fotos diferentes usando o "pau de selfie" (FOTO: Reprodução/Viagens Cinematográficas)

Fazer selfies com o bastão está em alta. Existem até sites que dão dicas como fazer fotos diferentes usando o “pau de selfie” (FOTO: Reprodução/Viagens Cinematográficas)

O selfie já virou uma mania no mundo todo. E, para fazer fotos cada vez mais personalizadas, a nova febre é usar o monopé – um bastão que permite posicionar a câmera mais distante do corpo para fazer um autorretrato com um ângulo mais aberto, permitindo incluir mais pessoas na imagem. A procura pelo “pau de selfie, como é conhecido popularmente, aumentou ainda mais com as festas de fim de ano.

O equipamento se popularizou com o surgimento das Action Cameras, onde tão importante quanto capturar o indivíduo, é fotografar o ambiente. Funciona como uma extensão do braço, permitindo que sejam fotografados ambientes e pessoas que possivelmente não conseguiriam aparecer na imagem, caso fosse capturado “manualmente”.

O kit do monopé é composto por um bastão, um adaptador e um controlador. O bastão é o “corpo” do kit e a maioria é feita de alumínio. Os mais básicos possuem uma cabo colorido e uma cordinha para colocar no pulso. Outros possuem travas de plástico ABS, que ajudam na regulagem do tamanho da haste. Alguns bastões podem chegar a medir pouco mais de um metro. Localizado na ponta do bastão, o adaptador é responsável por segurar o smartphone e se adapta ao tamanho da tela do celular.

Há ainda outro modelo de adaptador, com forma de “L” e que prende o aparelho com três pequenas hastes. O terceiro componente, o controlador Bluetooth, é sincronizado ao celular para fotografar. Alguns kits possuem um cabo que conecta o celular pela entrada dos fones de ouvidos e outros que já possuem o botão de controle no próprio bastão. Esse último possui bateria recarregável.

O universitário David Welly ganhou seu bastão de selfie quando o produto ainda não era muito popular. “Na época, eu nem sabia que a GoPro também fazia bastão. Eu gosto pelo ângulo que ficam as fotos, cabe mais amigos”, contou.

Kit tradicional: bastão, adaptador e controle avulso (FOTO: Reprodução)

Kit tradicional: bastão, adaptador e controle avulso (FOTO: Reprodução)

De olho na compra!

Na hora de comprar o equipamento é necessário alguns cuidados. O primeiro é verificar se o tamanho do aparelho é compatível com a capacidade do adaptador do “pau de selfie” – geralmente adaptável para celulares com telas médias de 8cm. É recomendável que os interessados em comprar o kit levem o celular para testar a compatibilidade no ato da compra. A maioria dos extensores possui um suporte para o celular que pode ser retirado, caso o consumidor queira colocar uma câmera digital comum.

O que mais diferencia os kits de monopé são os controles. Os controles avulsos podem ser comprados separadamente, mas é importante lembrar que tanto este quanto o botão acoplado na haste precisam estar pareados com o aparelho celular, via Bluetooth. Quem opta por comprar o kit com o cabo e possui um smart Android precisa ter cuidado redobrado. O cabo precisa ser testado antes de ser comprado, já que o componente pode não funcionar em todos os aparelhos. É preciso configurar a câmera para que a imagem seja capturada e cada Android possui uma configuração diferente. Vale lembrar que quem possui celulares como Windows Phone ou BlackBerry pode encontrar dificuldades, já que a maioria dos controles só são sincronizáveis com aparelhos Android e IPhone.

Lojas e preços

Com o aumento da procura, o valor do equipamento também aumentou. O kit, hoje, custa, em média, R$ 90, mas pode ter seus componentes vendidos separadamente. Na loja online Submarino e nas lojas Americanas é possível encontrar o kit com bastão, adaptador e controle por R$ 84,65. Nos supermercados Extra, o kit completo com controle embutido no bastão custa R$ 100. Para quem prefere comprar apenas o bastão, o preço nessas lojas pode variar bastante. Vai de R$ 75 a R$ 150. A principal fabricante do produto é a líder GoPro. O equipamento também pode ser encontrado em lojas de informática.

MONOPÉ
1/3

MONOPÉ

Com a ajuda do bastão, não se fotografa apenas o indivíduo, mas todo o ambiente onde a ação acontece (FOTO: Reprodução)

MONOPÉ
2/3

MONOPÉ

Os monopés mais baratos possuem cabos coloridos e cordinha para colocar no pulso (FOTO: Reprodução)

MONOPÉ
3/3

MONOPÉ

Com o bastão, ninguém fica de fora das fotos de David (FOTO: Arquivo Pessoal)