Apenas 20% dos presos que fugiram das penitenciárias no Ceará foram recapturados em 2017

SUPERLOTAÇÃO

Apenas 20% dos presos que fugiram das penitenciárias no Ceará foram recapturados em 2017

A superlotação é o principal facilitador. Hoje, unidades com capacidade para 800 homens abrigam quase o dobro

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

19 de janeiro de 2018 às 07:00

Há 2 anos
Fugas têm sido constantes nas penitenciárias do Ceará (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Fugas têm sido constantes nas penitenciárias do Ceará (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Cinco presos fugiram por um túnel escavado dentro de uma cela da CPPL 3, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. Os detentos quebraram o concreto novo. Apenas um homem foi recapturado na saída da unidade.

A fuga aconteceu um dia após 20 homens escaparem do mesmo presídio, por um outro túnel, na madrugada desta quarta-feira (17). O número foi informado pelo Conselho Penitenciário do Ceará, mas não é confirmado pela Secretaria de Justiça.

O número parcial de fugas nesse mês de janeiro ainda não foi divulgado pela Sejus, mas a Secretaria afirma que, em 2017, 87 presos conseguiram fugir dos presídios cearenses. E o pior: desses, apenas 17 foram recapturados, menos de 20% de total.

Em 2017, a polícia prendeu o criminoso Antônio Carlos Sousa Barbosa, o Carioca, famoso por ter comandado o sequestro do ex-arcebispo de Fortaleza, Dom Aloísio Lorscheider. Ele seria ligado ao PCC e tentaria resgatar presos. Também no ano passado, em uma tentativa de fuga, foram feridos os presos Antônio Jussivan Alves dos Santos, o Alemão, um dos lideres do furto ao Banco Central, e Antônio Avelino, o Boi, um dos presos mais perigosos do Ceará. Os dois foram transferidos para presídios federais.

A superlotação é o principal facilitador. Hoje, unidades com capacidade para 800 homens abrigam quase o dobro. O número elevado não permite que eles fiquem confinados nas celas, podendo circular livremente pelas vivências. O tempo ocioso aliado à falta de fiscalização facilita as escavações. Tem ainda o problema estrutural dos presídios em Itaitinga.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

SUPERLOTAÇÃO

Apenas 20% dos presos que fugiram das penitenciárias no Ceará foram recapturados em 2017

A superlotação é o principal facilitador. Hoje, unidades com capacidade para 800 homens abrigam quase o dobro

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

19 de janeiro de 2018 às 07:00

Há 2 anos
Fugas têm sido constantes nas penitenciárias do Ceará (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Fugas têm sido constantes nas penitenciárias do Ceará (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Cinco presos fugiram por um túnel escavado dentro de uma cela da CPPL 3, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. Os detentos quebraram o concreto novo. Apenas um homem foi recapturado na saída da unidade.

A fuga aconteceu um dia após 20 homens escaparem do mesmo presídio, por um outro túnel, na madrugada desta quarta-feira (17). O número foi informado pelo Conselho Penitenciário do Ceará, mas não é confirmado pela Secretaria de Justiça.

O número parcial de fugas nesse mês de janeiro ainda não foi divulgado pela Sejus, mas a Secretaria afirma que, em 2017, 87 presos conseguiram fugir dos presídios cearenses. E o pior: desses, apenas 17 foram recapturados, menos de 20% de total.

Em 2017, a polícia prendeu o criminoso Antônio Carlos Sousa Barbosa, o Carioca, famoso por ter comandado o sequestro do ex-arcebispo de Fortaleza, Dom Aloísio Lorscheider. Ele seria ligado ao PCC e tentaria resgatar presos. Também no ano passado, em uma tentativa de fuga, foram feridos os presos Antônio Jussivan Alves dos Santos, o Alemão, um dos lideres do furto ao Banco Central, e Antônio Avelino, o Boi, um dos presos mais perigosos do Ceará. Os dois foram transferidos para presídios federais.

A superlotação é o principal facilitador. Hoje, unidades com capacidade para 800 homens abrigam quase o dobro. O número elevado não permite que eles fiquem confinados nas celas, podendo circular livremente pelas vivências. O tempo ocioso aliado à falta de fiscalização facilita as escavações. Tem ainda o problema estrutural dos presídios em Itaitinga.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.