Centro Olímpico é alvo de denúncia sobre furto de equipamentos; Governo desconhece

INAUGURADO EM 2018

Centro Olímpico é alvo de denúncia sobre furto de equipamentos; Governo desconhece

Inaugurado em 1 de julho de 2018, o Centro de Formação Olímpica custou aos cofres públicos R$ 264 milhões. A denúncia foi feita por um servidor público estadual

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

10 de junho de 2019 às 16:25

Há 1 mês
(FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

CFO foi inaugurado em 1 de julho de 2018 (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O Jornal Jangadeiro já mostrou algumas vezes a situação de abandono no Centro de Formação Olímpica (CFO) do Ceará. Dessa vez, a denúncia é de furtos de equipamentos dentro do local.

Inaugurado em 1 de julho de 2018, o Centro de Formação Olímpica custou aos cofres públicos R$ 264 milhões. O equipamento seria voltado para a formação de atletas de alto rendimento.

A denúncia que chegou à TV Jangadeiro, por meio de um servidor público estadual, é que Centro está parado e o mais escandaloso furtos teria acontecido no local. Equipamentos caros para treinamentos e 22 televisores teriam sido roubados dos alojamentos dos atletas.

A equipe de reportagem não teve dificuldade de entrar no equipamento. Nenhum funcionário estava no local em plena sexta-feira, em horário comercial. Chamaram a atenção a poeira nos móveis e o lixo no chão.

No ginásio para treinamentos de ginástica olímpica, ficam os depósitos com equipamentos de tênis de mesa – material usado em competições. A equipe conseguiu entrar até a Administração do Centro de Formação Olímpica. Não havia ninguém no local, as salas vazias e até as câmeras de segurança – que deveriam monitorar o espaço – estariam se funcionar.

Quando a reportagem se apresentou oficialmente à portaria, um policial a encaminhou até a Administração, mas o responsável pelo local não estava. Pouco depois, mandou avisar que estava esperando no estacionamento e preferiu não ser filmado. Ele questionou a presença da equipe e negou todas as denúncias.

Em nota, a Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) informou que o Centro de Formação Olímpica e Paraolímpica (CFOP) “está passando por um processo de tombamento do equipamento, com o objetivo de preservação e manutenção do patrimônio público. O CFOP conta com dois postos fixos da Polícia Militar com o objetivo de garantir a segurança e resguardar o equipamento. A Secretária do Esporte e Juventude (Sejuv) desconhece a informação de furtos no local”.

Confira todos os detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

INAUGURADO EM 2018

Centro Olímpico é alvo de denúncia sobre furto de equipamentos; Governo desconhece

Inaugurado em 1 de julho de 2018, o Centro de Formação Olímpica custou aos cofres públicos R$ 264 milhões. A denúncia foi feita por um servidor público estadual

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

10 de junho de 2019 às 16:25

Há 1 mês
(FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

CFO foi inaugurado em 1 de julho de 2018 (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O Jornal Jangadeiro já mostrou algumas vezes a situação de abandono no Centro de Formação Olímpica (CFO) do Ceará. Dessa vez, a denúncia é de furtos de equipamentos dentro do local.

Inaugurado em 1 de julho de 2018, o Centro de Formação Olímpica custou aos cofres públicos R$ 264 milhões. O equipamento seria voltado para a formação de atletas de alto rendimento.

A denúncia que chegou à TV Jangadeiro, por meio de um servidor público estadual, é que Centro está parado e o mais escandaloso furtos teria acontecido no local. Equipamentos caros para treinamentos e 22 televisores teriam sido roubados dos alojamentos dos atletas.

A equipe de reportagem não teve dificuldade de entrar no equipamento. Nenhum funcionário estava no local em plena sexta-feira, em horário comercial. Chamaram a atenção a poeira nos móveis e o lixo no chão.

No ginásio para treinamentos de ginástica olímpica, ficam os depósitos com equipamentos de tênis de mesa – material usado em competições. A equipe conseguiu entrar até a Administração do Centro de Formação Olímpica. Não havia ninguém no local, as salas vazias e até as câmeras de segurança – que deveriam monitorar o espaço – estariam se funcionar.

Quando a reportagem se apresentou oficialmente à portaria, um policial a encaminhou até a Administração, mas o responsável pelo local não estava. Pouco depois, mandou avisar que estava esperando no estacionamento e preferiu não ser filmado. Ele questionou a presença da equipe e negou todas as denúncias.

Em nota, a Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) informou que o Centro de Formação Olímpica e Paraolímpica (CFOP) “está passando por um processo de tombamento do equipamento, com o objetivo de preservação e manutenção do patrimônio público. O CFOP conta com dois postos fixos da Polícia Militar com o objetivo de garantir a segurança e resguardar o equipamento. A Secretária do Esporte e Juventude (Sejuv) desconhece a informação de furtos no local”.

Confira todos os detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: