Casal de anões vence o preconceito e levam vida normalmente


Casal de anões vence o preconceito e leva vida normalmente

Veja detalhes na reportagem do Pode Contar

Por Renato Ferreira em Pode Contar

15 de julho de 2014 às 17:43

Há 5 anos

O casal formado pela auxiliar administrativa Anastacia Oliveira e pelo autônomo Mardonio Oliveira venceu os preconceitos e se uniu pelo amor. Eles são anões e comentam que apesar de já ter namorado pessoas de estatura normal, já tiveram vergonha da própria situação mas hoje vivem muito felizes.

Anastacia tem 25 anos e 1,26 m, já Mardonio tem 38 anos e 1,16 m. Eles contam que se conheceram há cerca de cinco anos por uma rede social e ficaram três anos conversando até o encontro pessoal. O autônomo revelou ainda que quando nasceu, os médicos deram uma expectativa de vida de 10 anos de vida, mas hoje eles que já morreram de velhice.

[uol video=”https://mais.uol.com.br/view/15117760″]

Veja outros vídeos do Pode Contar.

Publicidade

Dê sua opinião

Casal de anões vence o preconceito e leva vida normalmente

Veja detalhes na reportagem do Pode Contar

Por Renato Ferreira em Pode Contar

15 de julho de 2014 às 17:43

Há 5 anos

O casal formado pela auxiliar administrativa Anastacia Oliveira e pelo autônomo Mardonio Oliveira venceu os preconceitos e se uniu pelo amor. Eles são anões e comentam que apesar de já ter namorado pessoas de estatura normal, já tiveram vergonha da própria situação mas hoje vivem muito felizes.

Anastacia tem 25 anos e 1,26 m, já Mardonio tem 38 anos e 1,16 m. Eles contam que se conheceram há cerca de cinco anos por uma rede social e ficaram três anos conversando até o encontro pessoal. O autônomo revelou ainda que quando nasceu, os médicos deram uma expectativa de vida de 10 anos de vida, mas hoje eles que já morreram de velhice.

[uol video=”https://mais.uol.com.br/view/15117760″]

Veja outros vídeos do Pode Contar.