Publicidade

Agregando valor

por Rodrigo Goyanna

Fevereiro 2018

Marketing de um jeito fácil

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

28 de Fevereiro de 2018

O trabalho de reposicionamento de marca remete a capacidade empresarial de se reinventar enquanto organização. De entender que não somente o mercado, mas os consumidores apesar de terem suas preferências, também possuem comportamentos e gostos por vezes muito voláteis. É importante reconhecer quando se deve dar um passo atrás e identificar dentro da proposta de valor de produto ou serviço, quanto do objetivo de atingir um nicho não foi cumprido, o que não tem sido ativado pela entrega da identidade da marca ao seu target.
“Conversar” com os diversos stalkeholders, no sentido de absorver o Maximo de informação possível sobre preço, produto, praça e promoção, é um excelente caminho como primeiro passo nesse esforço de redesenhar o que a nova personalidade da marca pretende entregar ao (novo?) publico.
Entender que tipo de diferencial agrega vantagem competitiva, e nichar cada vez mais seu cliente são sim boas estratégias para quem pretende se destacar em um mercado cada vez mais competitivo.
Outra dica interessante é sempre utilizar da estratégia da glocalização, ou seja, pesquisar a níveis globais o que tem surgido de inovador ao redor do mundo, e adaptar de forma racional ao mercado local.
Enquanto gestores, tais profissionais precisam sempre se questionar: O que eu vendo? O que de fato eu tenho entregue? Quem consome meu produto/serviço? Quem consome minha marca? Pra quem eu vendo? Pra que eu ainda não entendi que preciso vender? Aonde eu vendo? Por onde mais posso vender?
Se essas perguntas vierem acompanhadas de respostas precisas e certeiras, certamente o gestor chegará ao fim dela com uma deliciosa sensação de dever cumprido.

leia tudo sobre

Publicidade

Marketing de um jeito fácil

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

28 de Fevereiro de 2018

O trabalho de reposicionamento de marca remete a capacidade empresarial de se reinventar enquanto organização. De entender que não somente o mercado, mas os consumidores apesar de terem suas preferências, também possuem comportamentos e gostos por vezes muito voláteis. É importante reconhecer quando se deve dar um passo atrás e identificar dentro da proposta de valor de produto ou serviço, quanto do objetivo de atingir um nicho não foi cumprido, o que não tem sido ativado pela entrega da identidade da marca ao seu target.
“Conversar” com os diversos stalkeholders, no sentido de absorver o Maximo de informação possível sobre preço, produto, praça e promoção, é um excelente caminho como primeiro passo nesse esforço de redesenhar o que a nova personalidade da marca pretende entregar ao (novo?) publico.
Entender que tipo de diferencial agrega vantagem competitiva, e nichar cada vez mais seu cliente são sim boas estratégias para quem pretende se destacar em um mercado cada vez mais competitivo.
Outra dica interessante é sempre utilizar da estratégia da glocalização, ou seja, pesquisar a níveis globais o que tem surgido de inovador ao redor do mundo, e adaptar de forma racional ao mercado local.
Enquanto gestores, tais profissionais precisam sempre se questionar: O que eu vendo? O que de fato eu tenho entregue? Quem consome meu produto/serviço? Quem consome minha marca? Pra quem eu vendo? Pra que eu ainda não entendi que preciso vender? Aonde eu vendo? Por onde mais posso vender?
Se essas perguntas vierem acompanhadas de respostas precisas e certeiras, certamente o gestor chegará ao fim dela com uma deliciosa sensação de dever cumprido.