Publicidade

Auto Blog Ceará

por Sílvio Mauro

Serviço

Carro reserva ou Uber: seguradora dá as duas opções para quem fica sem carro por batida ou roubo

Por silviomauro em Serviço

04 de setembro de 2019

Resultado de imagem para uber

A Porto Seguro Auto lançou uma opção adicional para seus clientes, quando ficarem sem carro. Ao invés de um carro reserva, os segurados podem optar por créditos para usar taxi ou Uber. Quando acontecer um imprevisto com o carro, como colisão, roubo ou furto, o segurado agora tem a possibilidade de optar entre receber um desconto na franquia, retirar um carro reserva ou receber créditos nos aplicativos Vá de Táxi ou Uber.

Segundo Jaime Soares, diretor do Porto Seguro Auto, o benefício de créditos para viagens em aplicativos de transporte atende aos novos perfis de pessoas que preferem utilizar esse serviço. “Hoje, há uma necessidade tecnológica crescente que faz com que os consumidores, sempre conectados, busquem por opções de atendimentos. Nesta busca, os aplicativos de transporte se tornam cada vez mais populares no Brasil e, por isso, o Porto Seguro Auto passa a oferecer opções para facilitar o deslocamento dos segurados”, completa.

A Vá de Táxi, que é uma alternativa à mobilidade urbana, acredita que a parceria incentiva os segurados a passarem pela experiência de utilizar o transporte por aplicativo, ainda que seja exclusivamente durante o sinistro. “A utilização do aplicativo de transporte tem o foco principal na comodidade por meio do uso da tecnologia. A opção permite a utilização do táxi de forma prática, rápida e segura, de acordo com a preferência do cliente”, afirma Tatiana Vecchi, CEO da Vá de Táxi.

“Vemos essa parceria como um reconhecimento ao Uber Vouchers, um sistema que as empresas podem usar para oferecer viagens de Uber a seus clientes de maneira personalizada. Quem já é usuário do Uber, aplicativo com mais de 22 milhões de adeptos só no Brasil, ganha agilidade para se deslocar como já está acostumado. Quem não é, tem a oportunidade de conhecer o serviço”, afirma Phil Chaves, diretor do Uber Para Empresas no Brasil.

O sistema funciona de seguinte forma: após acionar a seguradora, o usuário escolhe a opção de créditos em apps de transporte e eles ficam disponíveis por até 30 dias. Esses créditos passam a estar disponíveis no aplicativo que ele selecionar (Vá de Táxi ou Uber).

leia tudo sobre

Publicidade

Celular não é o único perigo ao dirigir. Veja outras distrações arriscadas

Por silviomauro em Serviço

03 de setembro de 2019

 

A picape média Ford Ranger 2020 oferece um sistema de assistência autônoma de frenagem com detecção de pedestres. De acordo com a empresa, o recurso operado por radar e câmeras e atua ao identificar um risco iminente de colisão. Em velocidades de até 60 km por hora, ele é capaz de parar totalmente o veículo. Acima dessa velocidade, ajuda a reduzir a força do impacto mesmo que o motorista não tome nenhuma ação.

Segundo a Ford, a necessidade de frenagem pode acontecer em várias situações. Além do uso do celular, a empresa cita as seguintes:

– Desviar o pensamento do trânsito. Também conhecido como devaneio ou sonho acordado;

– Comer ou beber enquanto dirige – com o risco adicional de derramar bebida no colo;

– Dirigir com o estado emocional alterado.

As distrações podem ser mentais (qualquer atividade que tire a mente do motorista da pista, desde conversar com passageiros até se perder no pensamento enquanto ouve uma música no rádio), visuais (quando o motorista desvia o foco da estrada para se fixar em outra coisa, como olhar o telefone, supervisionar os filhos ou observar algo que ocorre fora do veículo) e manuais (quando o motorista tira uma ou as duas mãos do volante para, por exemplo, se pentear, ajustar o GPS ou buscar algo na bolsa ou no porta-luvas). As mensagens de texto, por combinar os três tipos de distração, são particularmente perigosas e podem mais que dobrar a chance de ocorrer um acidente.

leia tudo sobre

Publicidade

Dia do combate à poluição: saiba mais sobre os catalisadores automotivos

Por silviomauro em Serviço

14 de agosto de 2019

 

Hoje, no Brasil, é o Dia do Combate à Poluição, data para divulgação de medidas efetivas para reduzir a poluição do ar. E de acordo com o Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), organização sem fins lucrativos, autônoma e independente, que produz e dissemina conhecimento técnico-científico nas áreas de energia e clima, qualidade do ar, redução de emissões de gases de efeito estufa e mobilidade urbana, os veículos são os principais responsáveis pela poluição atmosférica nas grandes cidades. Fumaça, partículas totais em suspensão (PTS), partículas inaláveis (MP10), partículas inaláveis finas (MP2,5), dióxido de enxofre (SO2), dióxido de nitrogênio (NO2), monóxido de carbono (CO) e ozônio (O3) estão entre os principais poluentes emitidos por carros, caminhões e motos, de acordo com a entidade.

É fato que, para quem tem condições de ter um carro, é difícil deixa-lo na garagem para trocar pelo precaríssimo transporte público brasileiro. Mas é possível, pelo menos, dar uma pequena contribuição cuidando catalisador, componente responsável pela diminuição de gases emitidos pelo motor.

De acordo com a Basf, indústria alemã que fabrica vários componentes automotivos, a redução das emissões de poluentes supera os 95% com o uso do catalisador. Confira algumas informações que Vladimir Ferrari, gerente de desenvolvimento técnico de catalisadores da empresa, fornece sobre essa peça.

Como funciona o catalisador?

O catalisador é uma colmeia de cerâmica revestida por alguns componentes capazes de atuar na reação química dos hidrocarbonetos (HC), dos monóxidos de carbono (CO) e dos óxidos de nitrogênio (NOx), gases produzidos pelos motores a combustão movidos a gasolina e/ou etanol.

Os catalisadores exigem alguma manutenção?

O catalisador não exige cuidado específico. Mas é essencial fazer a manutenção adequada do veículo, respeitando as revisões, fazendo as trocas necessárias de peças e usando de combustíveis de boa qualidade – para esta última, uma dica é procurar abastecer sempre no mesmo posto de confiança, para evitar o risco de colocar combustível adulterado.

Qual é a vida útil dos catalisadores?

De acordo com a exigência das montadoras, os catalisadores têm vida útil de cinco anos ou 80 mil quilômetros. Porém, depois desse prazo, o catalisador continua tendo sua função preservada. Desde que o proprietário siga as manutenções adequadas, certamente o catalisador terá a mesma vida útil do veículo.

O catalisador diminui a potência do motor ou pode prejudicar o funcionamento do carro?

O catalisador faz parte de um conjunto de peças projetadas para o perfeito funcionamento do motor, não interferindo em sua potência ou desempenho. Se o dispositivo for removido, sim, pode desregular todo o sistema e provocar o desgaste prematuro das peças. Além disso, a remoção é considerada uma infração grave, passível de multa.

Combustíveis adulterados podem comprometer o catalisador?

O principal inimigo do bom funcionamento do catalisador é o combustível de baixa qualidade. Além de compostos inadequados (como outros líquidos mais baratos colocados apenas para aumentar o volume) poderem afetar a conversão dos gases, resíduos podem aderir à superfície do dispositivo, prejudicando a sua performance.

Outras informações sobre a redução da poluição pelos catalisadores estão disponíveis em um vídeo produzido pela Basf, no endereço https://www.youtube.com/watch?v=V371wZKDVB8

Publicidade

Revisão: para ir e voltar das férias com tranquilidade

Por silviomauro em Serviço

01 de julho de 2019

 

Vai viajar de carro nas férias de julho? Pois entenda aqui a importância de uma boa revisão no veículo. Além de livrar você dos aborrecimentos de uma parada não programada em locais sem estrutura ou segurança, a medida pode significar a diferença entre um traumático e uma volta para casa com todos da sua família são e salvos depois de curtir o período. Segundo o gerente da Sucursal Ceará da Porto Seguro, Robson Moraes, é essencial reservar pelo menos um dia para se dedicar ao carro.

Ele afirma que há um conjunto principal de itens para a revisão: desgastes nos pneus (inclusive o estepe), funcionamento de itens como macaco, triângulo e chave de roda, alinhamento da direção e balanceamento das rodas, fluidos (líquido de arrefecimento, óleos do motor e da transmissão, fluidos de freio e da direção hidráulica), sistema de embreagem, filtros (de ar e de combustível), sistema elétrico (lanternas, faróis e piscas), limpadores de vidros, ignição, injeção, molas, amortecedores, rolamentos e sistema de freios (discos e pastilhas) e coifas. “O ideal é que haja pelo menos um dia inteiro para que sejam feitas as avaliações e possíveis trocas”, explica.

Segundo Paulino Carvalho, chefe de oficina da Beto´s Car, o prazo mínimo é de um dia, mas outro adicional pode ser necessário, caso seja preciso trocar algum componente mais complexo. “Tudo vai depender do estado do veículo”, ressalta ele, lembrando, também, que se o proprietário tiver feito uma revisão completa e ela estiver dentro do prazo definido pela montadora para a próxima, será preciso avaliar uma quantidade menor de itens.

Essa revisão mais simples inclui, por exemplo, os pneus (as ruas e estradas brasileiras são muito esburacadas e não é possível estabelecer uma validade para alinhamento e balanceamento), a bateria, que sempre pode dar algum problema e também merece uma olhada antes de viajar, o sistema elétrico, os limpadores do para-brisa e as luzes. 

No caso dos veículos dos 4×4, Robson informa que a revisão inclui adicionais como o estado dos componentes do sistema de tração, considerando itens importantes como o atuador do sistema, responsável por uma das coisas mais importantes desse tipo de veículo, que é o bloqueio das rodas (o que faz o modelo off road ultrapassar terrenos muito acidentados onde nem todos os pneus estão no chão ao mesmo tempo). Paulino acrescenta que também é preciso verificar outros fluidos, como o óleo do diferencial – componente que não existe em carros de passeio comuns.

Em relação ao custo, a revisão, em si, ou seja, apenas a verificação do estado das peças, não costuma pesar no bolso. No Centro Automotivo Porto Seguro, por exemplo, quem tem uma apólice da empresa nem paga pelo serviço. Já na Beto´s Car, o valor é R$ 49,90 para carros pequenos e R$ 69,90 para os grandes. É preciso deixar claro, no entanto, que isso se refere apenas à avaliação do mecânico e não inclui peças que precisarem de troca. 

A seguir, algumas explicações mais detalhadas sobre a importância da atenção para alguns itens e detalhes:

Bateria

Este componente tem um prazo de validade e outro de garantia do fabricante. Mas merece sempre ser lembrado na revisão pré-viagem, porque está muito sujeito às condições do sistema elétrico do carro.

Óleo lubrificante

Os fabricantes dos veículos estipulam um prazo aconselhável para a troca. Caso você não siga o manual, peça para o mecânico verificar características como cor e viscosidade, antes de viajar.

Freios

A troca do fluido de freio deve estar de acordo com o manual do proprietário. De modo geral, o intervalo entre as trocas é de 40 mil quilômetros. Já as pastilhas de freio e discos devem ser verificados a cada 10 mil quilômetros – o mesmo intervalo se aplica às lonas de freio (em caso de veículos com freio a tambor na roda traseira), ou ao conjunto discos e pastilhas traseiros (em caso de automóveis com freio a disco nas quatro rodas).

Pneus

É importante observar os sulcos do pneu, pois dentro deles, estão inseridas pequenas elevações na borracha que funcionam como marcações de segurança. Se estas marcações estivem no mesmo nível do sulco, é preciso trocar por um novo. Também é importante checar (com os pneus frios) a calibragem ideal. Cada modelo tem uma, definida pelo fabricante. 

Sistema de arrefecimento do motor

O líquido de arrefecimento é um composto químico responsável pela manutenção da temperatura ideal do motor. O reservatório mostra o nível correto por meio de uma marcação, por isso, é importante verificá-lo antes de viajar.

Documentação

Tão frustrante quanto uma parada por problema no carro, a interrupção da viagem por uma blitz merece ser evitada. Por isso, não esqueça de checar eventuais impedimentos, verifique a validade da carteira de habilitação de todos os possíveis condutores e se o documento do veículo está no ano-exercício correto. 

 

 

Publicidade

Empresa cearense fabrica bugue e jipe para adeptos do off road

Por silviomauro em Serviço

22 de Abril de 2019

Quem viveu no Ceará nas décadas de 1980 e 1990 (até a abertura do mercado brasileiro para os importados) com certeza vai lembrar que a grande referência, na época, de veículo off road era o bugue. Com a mecânica simples do Fusca, enormes rodas traseiras e extremamente leve devido à carroceria de fibra de vidro, ele dominava o cenário e, em muitos casos, era usado até como o carro principal de algumas famílias.

Com o promissor mercado, até fábricas de bugues prosperavam no Estado, com modelos lançados em novas versões mais sofisticadas e bonitas – à semelhança do processo que acontece nas grandes montadoras. A entrada dos jipes 4×4 – especialmente os japoneses – que veio com a abertura do Brasil aos importados, no entanto, abalou o setor e resultou na queda de produção e até no fechamento de produtoras locais, por causa da concorrência com os novos modelos que chegaram.

Passada a euforia, no entanto, muitos consumidores já caíram na real e constataram que um 4×4 tem preço inacessível para eles – geralmente, próximo dos R$ 100 mil. A boa notícia é que algumas empresas seguem fabricando bugues e outros veículos alternativos menos caros. Uma delas é a Companhia do Buggy, do empresário Nil Araújo, que hoje produz um bugue e um jipe destinados principalmente, segundo ele, a consumidores das regiões Sul e Sudeste.

Com quatro versões dos modelos, que custam entre R$ 45 mil e R$ 65 mil (bem mais em conta, portanto, que os sofisticados veículos off road das grandes montadoras), a empresa oferece várias opções: motor bicombustível ou a diesel e no caso do jipe, tração 4×2 ou 4×4, cabine com dois ou cinco lugares e ar condicionado como opcional.

Começando pelo bugue, que tem nome de Cauype e é fabricado desde 2002, uma das diferenças mais significativas em relação aos seus predecessores é que o motor do Fusca, refrigerado a ar, deixou de ser usado (por mudanças na legislação que regula as emissões dos motores a combustão, ele não pode mais ser produzido) e deu lugar ao 1.6 refrigerado a água do Gol Geração 6 – mais moderno e bem mais silencioso. Um dado curioso é que para resolver o problema da refrigeração, já que o design do bugue não comporta um radiador na dianteira, o componente foi colocado na parte traseira, com dois ventiladores. “Esse sistema de arrefecimento não deixa a temperatura do motor subir e não ferve em nenhuma hipótese”, garante Nil.

Já o jipe Quatrax, lançado em 2014 com uma versão de dois lugares e design inspirado em um modelo chinês de 800 cilindradas, é a grande estrela da fábrica. “Ele é um UTV com cara de jipe”, explica Nil, fazendo referência à sigla dos Utility Vehicles, pequenos veículos feitos para uso específico para ambientes off road. O empresário destaca, no entanto, que o modelo produzido em sua fábrica tem mais que a “cara de jipe”. “Ele pode ser emplacado e rodar normalmente na cidade. Já os UTVs só podem ser usados em trilhas”, explica. Fechado com capota de lona, equipado com air bags e freios ABS e tendo o ar condicionado como opcional, o jipe tem uma versão com tração 4×4 desenvolvida com tecnologia local.

De acordo com Nil, o jipe tem feito tanto sucesso que levou a fábrica se dedicar mais à sua produção, desenvolvendo um modelo com cinco lugares que foi lançado em janeiro deste ano. Alem disso, a empresa está construindo uma nova linha de montagem e espera chegar à marca de 10 jipes produzidos por mês.

Terra de aficionados pelo universo off road, o Ceará tem um histórico de empreendedores criativos na arte de criar veículos robustos e acessíveis para este tipo de aplicação. Além dos bugues, o exemplo mais contundente disso é o Troller, cuja fábrica foi comprada pela Ford em 2007. Por isso, é bom prestar atenção no Quatrax que será produzido em série na futura linha de montagem da Companhia do Buggy.

Quem se interessou pelos modelos pode obter mais informações sobre a Companhia do Buggy nos endereços www.facebook.com/groups/ciadobuggy e www.instagram.com/nil_araujo_buggy/?hl=pt-br ou pelos telefones 3087-9012 e 9-9999-0006.

Jipe Quatrax

Jipe Quatrax
29
30
jipe2
jipe3
12 (1)
12
20
27
28

Bugue Cauype

leia tudo sobre

Publicidade

CDL e Sanauto oferecem até 25% de desconto em compra de carro novo

Por silviomauro em Serviço

20 de Março de 2019

Depois do imóvel próprio, ter um carro ainda é um dos grandes sonhos de consumo de boa parte da população brasileira. Conforto (no caso de Fortaleza, especificamente, para fugir do calor onipresente das ruas), segurança e liberdade de ir e vir sem depender do péssimo serviço de transporte público estão entre as vantagens que atraem os consumidores do mercado automobilístico nacional. No entanto, em um cenário de emprego escasso, salários achatados e bancos dificultando o crédito, está cada vez mais difícil comprar um carro, seja novo ou usado.

Considerando todo esse quadro, a Câmara de Diretores Lojistas (CDL) de Fortaleza estabeleceu uma parceria com a concessionária Chevrolet Sanauto para facilitar a compra do carro novo para os associados e funcionários da instituição. De acordo com a gerente de negócios e relacionamentos da CDL, Ana Isabel Martins, a parceria garante um desconto de até 25% na compra do veículo.

“O percentual pode variar de acordo com o modelo escolhido e a condição de pagamento”, explica ela, que acrescenta: “os benefícios vão além do desconto. Há uma gama de vantagens para quem é associado e para seus funcionários”.

Para garantir o benefício, o associado deve preencher o formulário de intenção de compra que está no site da CDL (www.cdlfor.com.br). Para os lojistas que não forem membros e se interessarem pelo benefício, é possível se associar preenchendo o mesmo formulário. A CDL promete que em até 24 horas o agente de negócios da entidade dará retorno.

 

leia tudo sobre

Publicidade

Documento e CNH digital e outras comodidades: aos poucos, a burocracia está diminuindo

Por silviomauro em Serviço

19 de Fevereiro de 2019

Um dos maiores pesadelos para qualquer brasileiro, a burocracia vai, lentamente sendo vencida pelas facilidades da tecnologia e a agilidade dos dispositivos móveis. Para quem é motorista e/ou tem veículo, desde o ano passado o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran) tem tentado divulgar entre os usuários que algumas comodidades já estão disponíveis para, através do smartphone, se livrar da obrigação (e do risco) de andar com o documento do carro e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Hoje, para quem não sabe, mais de 42 mil motoristas em todo o Ceará – aproximadamente a metade deles em Fortaleza – não precisam mais andar com a CNH na carteira para apresentar em uma blitz ou simplesmente se identificar. Desde junho do ano passado está disponível a CNH digital. De acordo com o órgão de trânsito do Estado, “a versão digital tem o mesmo valor jurídico da impressa, mas com mais praticidade”.

A CNH digital é uma versão do documento impresso que fica disponível no smartphone através do aplicativo Carteira Digital de Trânsito. Este último pode ser baixado tanto no Google Play quanto na Apple Store. Além da sua apresentação em blitzes ser aceita, a CNH digital pode, de acordo com o Detran, ser usada em situações como o embarque em todos os aeroportos do país, junto com o cartão de embarque (que hoje também pode ser virtual).

Augusto Maia, responsável pela área de Tecnologia da Informação do Detran, lembra que a principal vantagem é a diminuição do risco de sair de casa e ser pego desprevenido. “Hoje em dia as pessoas as pessoas esquecem a carteira, mas não esquecem o celular”. Outra vantagem é em relação à segurança. Em um assalto – risco mais que real para qualquer brasileiro, atualmente – o motorista não vai precisar passar pela chateação de tirar outra CNH. Além disso, como o controle é digital, Augusto assegura que não existe perigo de falsificação ou uso do documento por outra pessoa.

A má notícia é que só é possível fazer o cadastro da CNH digital para quem tem a habilitação no modelo mais recente, com QR Code. Hoje, no Ceará, a divisão entre quem possui o código e quem tem o modelo antigo é quase meio a meio: pouco mais de um milhão de usuários têm a carteira sem código e cerca de 900 mil têm a carteira nova. Os interessados na comodidade da CNH digital, portanto, têm de pedir uma habilitação nova para poderem fazer o cadastro. Só que para isso, o Detran exige um Boletim de Ocorrência registrado na polícia. Ou seja, só em caso de perda ou roubo do documento é possível mudar para o modelo novo.

A outra comodidade é a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV, nome técnico do do documento do carro). Nesse caso, o processo é mais simples. Disponível em nove estados (sendo o Ceará um deles), ele exige apenas que o proprietário possua a folha de transferência do veículo (aquela onde é feita a assinatura no ato da compra ou da venda).

É nela que está um dos códigos em números que são exigidos pelo aplicativo (o outro é o Renavam do carro). O serviço é ainda mais recente que a CNH digital, começou em outubro do ano passado. Por isso, o número de veículos cadastrados é praticamente insignificante: em um universo de quase 3,2 milhões de cadastrados no Ceará, menos de 8 mil fizeram a versão digital.

Augusto explica que no caso do CRLV digital, o aplicativo gera um QR Code que é lido pelo agente de fiscalização da blitz. Uma informação importante: depois de feito o cadastro, não é preciso ter internet para acessar os dados, tanto da CNH quanto do CRLV digitais. “O usuário só precisa lembrar de ter sempre carga na bateria”, ressalta o representante do Detran. Isso, no entanto, não é um problema, já que em último caso basta um adaptador para ligar o aparelho na tomada de 12V do veículo.

Além do CRLV e da CNH digital, recursos tecnológicos podem significar economia

Augusto ressalta outros dois recursos disponíveis para os usuários do Ceará que podem trazer, além da agilidade, benefícios para o bolso. Alguém lembra de verificar periodicamente a data de vencimento da CNH, por exemplo, ou obter informações sobre a situação cadastral do veículo?

No aplicativo Meu Detran, para dispositivos móveis, o usuário cadastra um e-mail e fica recebendo diretamente do órgão estadual as ocorrências mais importantes sobre sua rotina de motorista e proprietário de veículo. O principal benefício é se antecipar a eventuais fiscalizações e evitar multas em blitzes.

Uma última comodidade que, segundo Augusto, muitos usuários não conhecem é em relação aos procedimentos ligados à compra de um carro novo. No site do Detran, explica ele, o proprietário pode emitir e pagar o IPVA e o seguro obrigatório, na opção “Primeiro licenciamento”, sem ter de recorrer a serviços de terceiros – que cobram por isso. “Muitas pessoas não conhecem esse recurso e acabam pagando por um serviço que não precisam”, destaca o representante do Detran.

leia tudo sobre

Publicidade

Toyota faz recall gigantesco para troca de peça do airbag

Por silviomauro em Serviço

24 de Janeiro de 2019

A Toyota do Brasil informa que iniciou hoje (24 de janeiro) a campanha de divulgação de um recall para a troca dos deflagradores de airbags de motoristas e passageiros. Ela envolve os modelos Corolla, Fielder, Etios hatch e sedã, Hilux e SW4 que foram fabricados entre 2015 e 2017. São 379.689 unidades e um total previsto de 527.595 reparos.

De acordo com a montadora, no decorrer de uma investigação realizada pelo fornecedor, no Japão, constatou-se a degradação da substância propelente do deflagrador após longos períodos de exposição dos veículos a altas temperaturas, grandes variações de temperatura ou a alta umidade relativa do ar. Isso torna o deflagrador mais suscetível ao acionamento inadequado, no caso de colisão do veículo, o que pode provocar a ruptura da carcaça do deflagrador com a dispersão de fragmentos metálicos junto com a bolsa do airbag.

Os riscos são de lesões físicas graves ou até mesmo fatais para motorista, passageiro e demais ocupantes do veículo. no caso de colisão frontal com a deflagração inadequada da bolsa do airbag.

O tempo de reparo na concessionária é estimado entre 1 hora e meia a 5 horas. As trocas começarão a ser feitas a partir do próximo dia 28. Os proprietários devem entrar em contato com uma concessionárias autorizada para fazer o agendamento.

AUTORIZADAS TOYOTA NO CEARÁ
Fortaleza
Av. da Abolição nº 5.301, Mucuripe
recepcaoabo@newland.com.br
(85) 40086900

Av. Washington Soares, 1.550 loja 02, Edson Queiroz
recepcaows@newland.com.br
(85) 40051400

Juazeiro do Norte
Av. Padre Cícero, 2980 km 2, Triângulo
recepcaojua@newland.com.br
(88) 21013000

Sobral
Avenida Monsenhor José Aloisio Pinto, 1100, Dom Expedito
sobral@newland.com.br
(88) 3677-8100

MODELOS DO RECALL
Modelo: Hilux
Airbag envolvido: Motorista
Data de fabricação: 02/01/2015 a 09/10/2015
Chassis
8AJDY22G* F7007651 a F7010233
8AJEX32G* F4039751 a F4040512
8AJEX39G* F3001418 a F3004319
8AJFX22G* F6005170 a F6005183
8AJFX29G* F6607506 a F6609485
8AJFY22G* F8020976 a F8028378

8AJFY29G* F8580373 a F8593513

Modelo: SW4
Airbag envolvido: Motorista
Data de fabricação: 02/01/2015 a 26/09/2015
Chassis
8AJYY59G* F6529299 a F6533154
8AJZX62G* F5008357 a F5011519

Modelo: COROLLA
Airbag envolvido: Motorista
Data de fabricação: 12/01/2015 a 24/02/2017
9BRBD3HE* F0250222 a H0346194
9BRBDWHE* F0250219 a H0346204
9BRBLWHE* F0022220 a H0104445

Airbag envolvido: Passageiro
Data de fabricação: 31/05/2002 a 12/02/2008 e 15/01/2014 a 14/02/2014
Chassis
9BR53ZEC* 38500021 a 88714544
9BRBD48E* E2642174 a E2645306
9BRBL42E* E4789171 a E4789171

Modelo: FIELDER
Airbag envolvido: Passageiro
Data de fabricação: 06/04/2004 a 17/07/2008
Chassis
9BR72ZEC* 58546105 a 88716911

Modelo: ETIOS (HATCH/SEDAN)
Airbag envolvido: Motorista
Data de fabricação: 12/01/2015 a 22/03/2017
9BRB29BT* F2069073 a J2157627
9BRK19BT* F2045057 a J2091289
9BRK29BT* F0051748 a J0120598

Airbag envolvido: Passageiro
Data de fabricação: 12/01/2015 a 31/03/2017
Chassis
9BRB29BT* F2069095 a J2159198
9BRK19BT* F2045057 a J2092024
9BRK29BT* F0051790 a J0121630

leia tudo sobre

Publicidade

Comparativo – sedans compactos

Por silviomauro em Serviço

11 de Janeiro de 2019

 

 

Já vai relativamente longe o tempo dos antiquados Corsa Classic, Siena e Fiesta Sedan. Hoje os principais sedans de entrada do mercado brasileiro são modelos com mais itens de conforto, design renovado e motores pequenos, mas dispostos. Mas qual se adequa ao seu gosto e sua necessidade? O que é mais importante, preço, espaço ou equipamentos? Auto Revista Ceará fez um levantamento das principais características dos seis modelos mais vendidos do mercado brasileiro.

Foram consideradas as versões mais básicas e baratas possíveis que tivessem equipamento de som e pintura metálica ou perolizada, já que em todos os modelos pesquisados os itens direção hidráulica (ou elétrica), vidros elétricos dianteiros e ar condicionado já são de série. Todas as versões, à exceção do Nissan Versa, foram montadas nos sites das montadoras.

No Versa, fizemos consulta a concessionária local para incluir a configuração e checar o preço. É importante lembrar que os preços de todos os carros são de tabela, ou seja, é possível que haja descontos promocionais nas revendas. Todas as informações sobre os principais itens foram obtidas nos sites das montadoras.

Foram considerados apenas os números de potência e torque com gasolina, já que usar álcool em Fortaleza há muitos anos não é vantajoso economicamente por causa do preço deste último combustível. Em relação ao consumo, não foram considerados os números fornecidos pelas montadoras, porque os índices reais dependem de várias condições de uso e podem variar consideravelmente de acordo com cada motorista.

Veja o comparativo abaixo, listado em ordem decrescente de posição no ranking dos campeões de vendas.

Chevrolet Prisma

O sedan compacto mais comercializado do Brasil segue o sucesso do “irmão” Ônix e é o mais vendido do país em sua categoria. Isso significa duas coisas: bom preço de revenda e facilidade de encontrar peças, pelo grande volume de carros circulando. O Prisma se destaca pelo design moderno, o câmbio de 6 marchas e o segundo maior porta-malas de todos os modelos pesquisados, perdendo apenas para o Fiat Cronos. O câmbio, vale ressaltar, é o único com seis velocidades e representa uma vantagem: esse tipo de recurso está diretamente ligado com melhor desempenho e menor consumo, já que o motor tem um estágio a mais para diminuir os giros. Este modelo tem uma versão Joy, de entrada, que está disponível no site da GM, mas ela não tem sistema de som instalado nem opção de incluí-lo. Portanto, para o comparativo foi colocada a versão LT 1.4. Considerando esta configuração, o Prisma é o mais caro entre todos os pesquisados neste comparativo.

Modelo LT 1.4
Preço R$ 61.780,00

Principais itens
Camera de Ré
Transmissão manual de seis velocidades
Chevrolet MyLink, com Tela LCD sensível ao toque de 7″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, Radio AM-FM, Entrada USB e Aux-in, Função Audio Streaming, Conexão Bluetooth para Celular e configurações do veículo
Alarme Anti-furto
Lanterna de neblina
Monitoramento de pressão de pneus
Espelhos retrovisores externos elétricos
Abertura do porta malas por controle remoto
Sensor de estacionamento traseiro
Trava elétrica nas portas
Vidro elétrico nas portas dianteiras com acionamento por “um toque”, anti esmagamento e fechamento
Volante com controle das funções do rádio e telefone
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco traseiro rebatível
Computador de bordo

Motor
Número de cilindros 4
Taxa de compressão 12,4
Potência 98 cv (Gasolina) / 106 cv (Etanol) – 6.000 rpm
Torque 13,0 kgf.m (Gasolina) / 13,9 kgf.m (Etanol) – 4.800 rpm
Transmissão
Número de marchas 6
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Rodas e pneus
Rodas Alumínio
Pneus 185/65 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.282
Largura (mm) 1.705
Altura (mm) 1.478
Distância entre eixos (mm) 2.528
Tanque de combustível (l) 54
Capacidade do porta-malas (l) 500
Capacidade de carga (kg) 375
Peso em ordem de marcha (kg) 1.048

Ford Ka Sedan

Espaço não é exatamente o destaque deste modelo, que tem o menor porta-malas entre os carros do comparativo e a segunda menor distância entre-eixos (medida que está diretamente ligada ao conforto dos passageiros do banco de trás). Mas tem design bonito e moderno e uma quantidade razoável de recursos e equipamentos para o preço que custa. Além disso, está em segundo lugar nos quesitos potência e torque do motor. Só perde para o Fiat Cronos, mas este último tem motorização 1.3, enquanto o modelo da Ford é 1.0 com apenas três cilindros. Isso significa um projeto moderno e eficiente, que tende a apresentar bom desempenho em relação ao consumo.

Modelo SE 1.0
Preço R$ 51.340

Principais itens
My Connection com Comandos de Voz, Bluetooth®1, entradas USB.
MyFord Dock, compartimento para smartphone com entrada USB
Vidros elétricos dianteiros que sobem ou abaixam com um único toque
Ajuste de altura do banco do motorista
Ajuste de altura do volante
Apoios de cabeça dianteiros com regulagem de altura
Apoios de cabeça traseiros com regulagem de altura 3
Aviso de portas abertas
Aviso dos faróis acesos
Banco traseiro rebatível
Desembaçador do vidro traseiro
Iluminação do porta-luvas
Iluminação do porta-malas
Luz de cortesia Dianteira com temporizador
Pára-sol do motorista com espelho de cortesia
Pára-sol do passageiro com espelho de cortesia
Porta-malas com abertura elétrica
Vidro elétrico do motorista com sistema de abertura e fechamento com um toque
Acendimento automático das luzes de emergência após frenagem brusca (EBL)
Alerta de manutenção programada por tempo e/ou quilometragem
Barras de proteção laterais
Cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura
Cintos de segurança traseiros laterais e central de 3 pontos
Faróis com temporizador (Follow me Home)
Farol de neblina dianteiro
Freios ABS com EBD
Isofix – ganchos de ancoragem e fita para segurança de cadeiras de crianças
Luz elevada de freio (Brake-light)
PATS – Sistema Ford anti-furto
Trava de segurança para crianças nas portas traseiras
Trava elétrica das portas
Travamento automático das portas
Computador de bordo
Conexão bluetooth
Entrada USB
Limpador do pára-brisa com temporizador e velocidade variável
My Connection com Comandos de Voz
My Ford Dock (com entrada USB para carregamento)
Radio AM/FM

Motor
Número de cilindros 3
Potência 80 cv (Gasolina) / 85 cv (Etanol)
Torque 10,1 kgf.m (Gasolina) / 10,7 kgf.m (Etanol)
Transmissão
Número de marchas 5 Velocidades
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Rodas e pneus
Rodas Aço
Pneus 175/65 R14
Dimensões
Comprimento (mm) 4.275
Altura (mm) 1.525
Largura (mm) 1.695
Distância entre-eixos (mm) 2.490
Peso bruto total (kg) 1.460
Porta-malas (l) 445
Tanque de combustível (l) 51
Capacidade de carga (kg) 415
Peso em ordem de marcha (kg) 1.045

Volkswagen Voyage

Com visual relativamente “cansado”, já que vem de um projeto de muitos anos, o Voyage resiste bravamente no mercado graças a fatores como o terceiro melhor porta-malas (só perde para o Cronos e o Prisma), ao torque que, se não é grande, aparece em baixas rotações (apenas 3 mil rpm), e à força da marca Volkswagen, sempre associada a robustez. Mas são dele os números mais baixos de capacidade do porta-malas e de potência do motor. Além disso, apenas ele e o HB20S têm direção hidráulica. Todos os demais concorrentes são equipados com direção elétrica, recurso que exige menos do motor (o que influencia na redução do consumo) e também do motorista, já que é mais leve.

Modelo 1.0
Preço R$ 61.115,00

Principais itens
Sistema de alarme com comando remoto
Sensor de estacionamento traseiro
2 Luzes de leitura dianteiras e 2 luzes de leitura traseiras
Coluna de direção com ajuste de altura e profundidade
Espelhos retrovisores externos eletricamente ajustáveis com função tilt-down no lado do passageiro
Espelhos retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas
Faróis de neblina
Lanternas traseiras escurecidas
Para-sol com espelho iluminado para motorista
Para-sol com espelho iluminado para passageiro
Pneus 195/55 R15
Rodas de liga leve 15″
Tampa do porta-malas com abertura elétrica
Travamento elétrico das portas
Computador de bordo
Sistema de som touchscreen “Composition Touch” com App-connect
Volante multifuncional com comando do sistema de som e “I-System”

Motor
Número de cilindros
Taxa de compressão
Potência 75 cv (Gasolina) / 82 cv (Etanol) – 6.250 rpm
Torque 9,75 kgf.m (Gasolina) / 10,4 kgf.m (Etanol) – 3.000 a 3.800 rpm
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Tipo Hidráulica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Rodas e pneus
Rodas Aço
Pneus 175/70 R14
Dimensões
Comprimento (mm) 4.218
Altura 1.463
Largura (mm) 1.656
Distância entre eixos (mm) 2.467
Capacidade do porta-malas (l) 480
Tanque de combustível (l) 55
Capacidade de carga (kg) 483
Peso em ordem de marcha (kg) 947

HB20 S

O design do HB20S não é tão antigo quanto o do Voyage, mas também já está há bastante tempo no mercado. Há até especulações de que um novo virá em 2019. Também como o Voyage, o HB20S tem direção hidráulica, ao invés da elétrica que equipa os demais concorrentes deste comparativo. Mas ele continua sendo um carro bonito e de visual moderno. Além disso, o motor tem bloco e cabeçote em alumínio (mais leve e resistente do que o aço) e é resultado de um projeto moderno, com apenas três cilindros. O carro também vem equipado com uma quantidade razoável de equipamentos, com boa relação custo-benefício. Por fim, é o que tem o menor preço entre todos os carros pesquisados.

Modelo Unique 1.0 Manual
Preço R$ 48.840,00

Principais itens
Isofix – ganchos de ancoragem e fita para segurança de cadeiras de crianças
Coluna de direção colapsável
Vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one touch (descida) para motorista
Travas elétricas nas portas e porta-malas
Computador de bordo com 7 funções: autonomia, consumo médio em km/l, consumo instantâneo em km/l, tempo de viagem, hodômetro parcial (x2) e aviso de revisão
Banco do motorista com regulagem de altura
Comando interno de abertura do tanque de combustível
Comando interno de abertura do porta-malas
Rádio blueAudio integrado ao painel com conexão Bluetooth, streaming de áudio, MP3 player, conexões USB e auxiliar e comandos de áudio e telefonia no volante.

Motor
Número de cilindros 3
Taxa de compressão 12,5
Bloco e cabeçote do motor Alumínio
Potência 75 (Gasolina) / 80 cv (Etanol) – 6.200 rpm
Torque 9,4 kgf.m (Gasolina) / 10,2 kgf.m (Etanol) – 4.500 rpm
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Hidráulica
Freios
Dianteiro Disco
Traseiro Tambor
Pneus e rodas
Rodas Aço
Pneus 185/60 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.230
Largura (mm) 1.680
Altura (mm) 1.470
Distância entre-eixos (mm) 2.500
Capacidade do porta-malas (l) 450
Tanque de combustível (l) 50
Capacidade de carga (kg) 440
Peso em ordem de marcha (kg) 1.010

Cronos

A Fiat simplesmente ignorou a existência do motor 1.0 no seu sedan compacto. Isso faz com seus números sejam bons: são dele os maiores torque e potência. Além disso, é dele o porta-malas mais generoso. Lançado ainda este ano, o Cronos é um dos projetos mais modernos entre todos os veículos do comparativo e tem uma quantidade razoável de equipamentos e recursos tecnológicos.

Modelo 1.3 Flex Manual
Preço R$ 58.720,00

Principais itens
Alertas de limite de velocidade e manutenção programada
Banco do motorista com regulagem de altura
Chave canivete com telecomando para abertura das portas, vidros e porta-malas
Computador de Bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso)
Desembaçador do vidro traseiro temporizado
Drive by Wire (Controle eletrônico da aceleração)
ESS (Sinalização de frenagem de emergência)
Follow me home
Isofix – ganchos de ancoragem e fita para segurança de cadeiras de crianças
HSD (High Safety Drive) – Airbag duplo (motorista e passageiro) e ABS com EBD
Iluminação do porta-malas
Quadro de instrumentos 3,5″ com relógio digital, calendário e informações do veículo em TFT personalizável
Rádio Connect AUX/USB/MP3/AM/FM, Audio Streaming, Viva-voz Bluetooth
Volante com comandos do rádio e telefone
Sistema de monitoramento de pressão dos pneus
Travamento automático a 20 km/h
Indicador de portas abertas
Vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento
Volante com comandos de rádio e telefone
Volante com regulagem de altura

Motor
Número de cilindros 4
Taxa de compressão 13,2:1
Potência 101 cv a 6.000 rpm (Gasolina)/ 109 cv a 6.250 rpm (Etanol)
Torque 13,7 kgfm (Gasolina)/ 14,2 kgfm (Etanol) – 3.500 rpm
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Pneus e rodas
Rodas Aço
Pneus 185/60 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.364
Largura (mm) 1.726
Altura (mm) 1.508
Distância entre-eixos (mm) 2.521
Capacidade do porta-malas (l) 525
Tanque de combustível: 48 l
Capacidade de carga (kg) 400
Peso em ordem de marcha (kg) 1.139

Versa

A própria Nissan já fez, em comerciais, brincadeira com o aspecto “tiozão” dos seus sedans. O Versa não foge à regra e tem um design mais para o conservador, com linhas longas e não muito arrojadas. Pelo menos isso traz uma vantagem: é do modelo a maior distância entre-eixos, entre todos os pesquisados. Nos demais números, ele fica sempre na média, nem próximo dos piores nem dos melhores. Destaque para o motor 1.0 de três cilindros e bloco de alumínio, que

Modelo 1.0 Conforto
Preço: 53.549,00

Principais itens

Comando de áudio e telefone no volante
Bloco de alumínio
Abertura interna do tanque de combustível
Banco do motorista com regulagem de altura
Computador de bordo
Vidros dianteiros elétricos com função “one touch down” para o motorista
Vidros traseiros elétricos
Volante com regulagem de altura
Alarme com acionamento por controle remoto
Alarme de advertência sonora para chave no contato e lanternas acesas
Bloqueio de ignição através de imobilizador do motor
Trava elétrica com acionamento por controle remoto
Travamento automático das portas e do porta-malas com o veículo em movimento
Conexão de músicas via Bluetooth Streaming com comandos no volante
Rádio CD Player com função RDS, entrada auxiliar para MP3 Player/iPod e conector USB Retrovisores externos com regulagem elétrica

Motor
Número de cilindros 3
Taxa de compressão 11,2:1
Potência 77 cv – 6.200 rpm (Etanol/Gasolina)
Torque 10 kgf.m – 4.000 rpm (Etanol/Gasolina)
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Pneus e rodas
Rodas Aço
Pneus 185/65 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.492
Largura (mm) 1.695
Altura (mm) 1.506
Distância entre eixos (mm) 2.600
Capacidade do porta-malas (l) 460
Tanque de combustível (l) 41
Peso em ordem de marcha 1.056,2 kg

 

 

Publicidade

Comparativo – sedans compactos

Por silviomauro em Serviço

11 de Janeiro de 2019

 

 

Já vai relativamente longe o tempo dos antiquados Corsa Classic, Siena e Fiesta Sedan. Hoje os principais sedans de entrada do mercado brasileiro são modelos com mais itens de conforto, design renovado e motores pequenos, mas dispostos. Mas qual se adequa ao seu gosto e sua necessidade? O que é mais importante, preço, espaço ou equipamentos? Auto Revista Ceará fez um levantamento das principais características dos seis modelos mais vendidos do mercado brasileiro.

Foram consideradas as versões mais básicas e baratas possíveis que tivessem equipamento de som e pintura metálica ou perolizada, já que em todos os modelos pesquisados os itens direção hidráulica (ou elétrica), vidros elétricos dianteiros e ar condicionado já são de série. Todas as versões, à exceção do Nissan Versa, foram montadas nos sites das montadoras.

No Versa, fizemos consulta a concessionária local para incluir a configuração e checar o preço. É importante lembrar que os preços de todos os carros são de tabela, ou seja, é possível que haja descontos promocionais nas revendas. Todas as informações sobre os principais itens foram obtidas nos sites das montadoras.

Foram considerados apenas os números de potência e torque com gasolina, já que usar álcool em Fortaleza há muitos anos não é vantajoso economicamente por causa do preço deste último combustível. Em relação ao consumo, não foram considerados os números fornecidos pelas montadoras, porque os índices reais dependem de várias condições de uso e podem variar consideravelmente de acordo com cada motorista.

Veja o comparativo abaixo, listado em ordem decrescente de posição no ranking dos campeões de vendas.

Chevrolet Prisma

O sedan compacto mais comercializado do Brasil segue o sucesso do “irmão” Ônix e é o mais vendido do país em sua categoria. Isso significa duas coisas: bom preço de revenda e facilidade de encontrar peças, pelo grande volume de carros circulando. O Prisma se destaca pelo design moderno, o câmbio de 6 marchas e o segundo maior porta-malas de todos os modelos pesquisados, perdendo apenas para o Fiat Cronos. O câmbio, vale ressaltar, é o único com seis velocidades e representa uma vantagem: esse tipo de recurso está diretamente ligado com melhor desempenho e menor consumo, já que o motor tem um estágio a mais para diminuir os giros. Este modelo tem uma versão Joy, de entrada, que está disponível no site da GM, mas ela não tem sistema de som instalado nem opção de incluí-lo. Portanto, para o comparativo foi colocada a versão LT 1.4. Considerando esta configuração, o Prisma é o mais caro entre todos os pesquisados neste comparativo.

Modelo LT 1.4
Preço R$ 61.780,00

Principais itens
Camera de Ré
Transmissão manual de seis velocidades
Chevrolet MyLink, com Tela LCD sensível ao toque de 7″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, Radio AM-FM, Entrada USB e Aux-in, Função Audio Streaming, Conexão Bluetooth para Celular e configurações do veículo
Alarme Anti-furto
Lanterna de neblina
Monitoramento de pressão de pneus
Espelhos retrovisores externos elétricos
Abertura do porta malas por controle remoto
Sensor de estacionamento traseiro
Trava elétrica nas portas
Vidro elétrico nas portas dianteiras com acionamento por “um toque”, anti esmagamento e fechamento
Volante com controle das funções do rádio e telefone
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco traseiro rebatível
Computador de bordo

Motor
Número de cilindros 4
Taxa de compressão 12,4
Potência 98 cv (Gasolina) / 106 cv (Etanol) – 6.000 rpm
Torque 13,0 kgf.m (Gasolina) / 13,9 kgf.m (Etanol) – 4.800 rpm
Transmissão
Número de marchas 6
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Rodas e pneus
Rodas Alumínio
Pneus 185/65 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.282
Largura (mm) 1.705
Altura (mm) 1.478
Distância entre eixos (mm) 2.528
Tanque de combustível (l) 54
Capacidade do porta-malas (l) 500
Capacidade de carga (kg) 375
Peso em ordem de marcha (kg) 1.048

Ford Ka Sedan

Espaço não é exatamente o destaque deste modelo, que tem o menor porta-malas entre os carros do comparativo e a segunda menor distância entre-eixos (medida que está diretamente ligada ao conforto dos passageiros do banco de trás). Mas tem design bonito e moderno e uma quantidade razoável de recursos e equipamentos para o preço que custa. Além disso, está em segundo lugar nos quesitos potência e torque do motor. Só perde para o Fiat Cronos, mas este último tem motorização 1.3, enquanto o modelo da Ford é 1.0 com apenas três cilindros. Isso significa um projeto moderno e eficiente, que tende a apresentar bom desempenho em relação ao consumo.

Modelo SE 1.0
Preço R$ 51.340

Principais itens
My Connection com Comandos de Voz, Bluetooth®1, entradas USB.
MyFord Dock, compartimento para smartphone com entrada USB
Vidros elétricos dianteiros que sobem ou abaixam com um único toque
Ajuste de altura do banco do motorista
Ajuste de altura do volante
Apoios de cabeça dianteiros com regulagem de altura
Apoios de cabeça traseiros com regulagem de altura 3
Aviso de portas abertas
Aviso dos faróis acesos
Banco traseiro rebatível
Desembaçador do vidro traseiro
Iluminação do porta-luvas
Iluminação do porta-malas
Luz de cortesia Dianteira com temporizador
Pára-sol do motorista com espelho de cortesia
Pára-sol do passageiro com espelho de cortesia
Porta-malas com abertura elétrica
Vidro elétrico do motorista com sistema de abertura e fechamento com um toque
Acendimento automático das luzes de emergência após frenagem brusca (EBL)
Alerta de manutenção programada por tempo e/ou quilometragem
Barras de proteção laterais
Cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura
Cintos de segurança traseiros laterais e central de 3 pontos
Faróis com temporizador (Follow me Home)
Farol de neblina dianteiro
Freios ABS com EBD
Isofix – ganchos de ancoragem e fita para segurança de cadeiras de crianças
Luz elevada de freio (Brake-light)
PATS – Sistema Ford anti-furto
Trava de segurança para crianças nas portas traseiras
Trava elétrica das portas
Travamento automático das portas
Computador de bordo
Conexão bluetooth
Entrada USB
Limpador do pára-brisa com temporizador e velocidade variável
My Connection com Comandos de Voz
My Ford Dock (com entrada USB para carregamento)
Radio AM/FM

Motor
Número de cilindros 3
Potência 80 cv (Gasolina) / 85 cv (Etanol)
Torque 10,1 kgf.m (Gasolina) / 10,7 kgf.m (Etanol)
Transmissão
Número de marchas 5 Velocidades
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Rodas e pneus
Rodas Aço
Pneus 175/65 R14
Dimensões
Comprimento (mm) 4.275
Altura (mm) 1.525
Largura (mm) 1.695
Distância entre-eixos (mm) 2.490
Peso bruto total (kg) 1.460
Porta-malas (l) 445
Tanque de combustível (l) 51
Capacidade de carga (kg) 415
Peso em ordem de marcha (kg) 1.045

Volkswagen Voyage

Com visual relativamente “cansado”, já que vem de um projeto de muitos anos, o Voyage resiste bravamente no mercado graças a fatores como o terceiro melhor porta-malas (só perde para o Cronos e o Prisma), ao torque que, se não é grande, aparece em baixas rotações (apenas 3 mil rpm), e à força da marca Volkswagen, sempre associada a robustez. Mas são dele os números mais baixos de capacidade do porta-malas e de potência do motor. Além disso, apenas ele e o HB20S têm direção hidráulica. Todos os demais concorrentes são equipados com direção elétrica, recurso que exige menos do motor (o que influencia na redução do consumo) e também do motorista, já que é mais leve.

Modelo 1.0
Preço R$ 61.115,00

Principais itens
Sistema de alarme com comando remoto
Sensor de estacionamento traseiro
2 Luzes de leitura dianteiras e 2 luzes de leitura traseiras
Coluna de direção com ajuste de altura e profundidade
Espelhos retrovisores externos eletricamente ajustáveis com função tilt-down no lado do passageiro
Espelhos retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas
Faróis de neblina
Lanternas traseiras escurecidas
Para-sol com espelho iluminado para motorista
Para-sol com espelho iluminado para passageiro
Pneus 195/55 R15
Rodas de liga leve 15″
Tampa do porta-malas com abertura elétrica
Travamento elétrico das portas
Computador de bordo
Sistema de som touchscreen “Composition Touch” com App-connect
Volante multifuncional com comando do sistema de som e “I-System”

Motor
Número de cilindros
Taxa de compressão
Potência 75 cv (Gasolina) / 82 cv (Etanol) – 6.250 rpm
Torque 9,75 kgf.m (Gasolina) / 10,4 kgf.m (Etanol) – 3.000 a 3.800 rpm
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Tipo Hidráulica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Rodas e pneus
Rodas Aço
Pneus 175/70 R14
Dimensões
Comprimento (mm) 4.218
Altura 1.463
Largura (mm) 1.656
Distância entre eixos (mm) 2.467
Capacidade do porta-malas (l) 480
Tanque de combustível (l) 55
Capacidade de carga (kg) 483
Peso em ordem de marcha (kg) 947

HB20 S

O design do HB20S não é tão antigo quanto o do Voyage, mas também já está há bastante tempo no mercado. Há até especulações de que um novo virá em 2019. Também como o Voyage, o HB20S tem direção hidráulica, ao invés da elétrica que equipa os demais concorrentes deste comparativo. Mas ele continua sendo um carro bonito e de visual moderno. Além disso, o motor tem bloco e cabeçote em alumínio (mais leve e resistente do que o aço) e é resultado de um projeto moderno, com apenas três cilindros. O carro também vem equipado com uma quantidade razoável de equipamentos, com boa relação custo-benefício. Por fim, é o que tem o menor preço entre todos os carros pesquisados.

Modelo Unique 1.0 Manual
Preço R$ 48.840,00

Principais itens
Isofix – ganchos de ancoragem e fita para segurança de cadeiras de crianças
Coluna de direção colapsável
Vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one touch (descida) para motorista
Travas elétricas nas portas e porta-malas
Computador de bordo com 7 funções: autonomia, consumo médio em km/l, consumo instantâneo em km/l, tempo de viagem, hodômetro parcial (x2) e aviso de revisão
Banco do motorista com regulagem de altura
Comando interno de abertura do tanque de combustível
Comando interno de abertura do porta-malas
Rádio blueAudio integrado ao painel com conexão Bluetooth, streaming de áudio, MP3 player, conexões USB e auxiliar e comandos de áudio e telefonia no volante.

Motor
Número de cilindros 3
Taxa de compressão 12,5
Bloco e cabeçote do motor Alumínio
Potência 75 (Gasolina) / 80 cv (Etanol) – 6.200 rpm
Torque 9,4 kgf.m (Gasolina) / 10,2 kgf.m (Etanol) – 4.500 rpm
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Hidráulica
Freios
Dianteiro Disco
Traseiro Tambor
Pneus e rodas
Rodas Aço
Pneus 185/60 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.230
Largura (mm) 1.680
Altura (mm) 1.470
Distância entre-eixos (mm) 2.500
Capacidade do porta-malas (l) 450
Tanque de combustível (l) 50
Capacidade de carga (kg) 440
Peso em ordem de marcha (kg) 1.010

Cronos

A Fiat simplesmente ignorou a existência do motor 1.0 no seu sedan compacto. Isso faz com seus números sejam bons: são dele os maiores torque e potência. Além disso, é dele o porta-malas mais generoso. Lançado ainda este ano, o Cronos é um dos projetos mais modernos entre todos os veículos do comparativo e tem uma quantidade razoável de equipamentos e recursos tecnológicos.

Modelo 1.3 Flex Manual
Preço R$ 58.720,00

Principais itens
Alertas de limite de velocidade e manutenção programada
Banco do motorista com regulagem de altura
Chave canivete com telecomando para abertura das portas, vidros e porta-malas
Computador de Bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso)
Desembaçador do vidro traseiro temporizado
Drive by Wire (Controle eletrônico da aceleração)
ESS (Sinalização de frenagem de emergência)
Follow me home
Isofix – ganchos de ancoragem e fita para segurança de cadeiras de crianças
HSD (High Safety Drive) – Airbag duplo (motorista e passageiro) e ABS com EBD
Iluminação do porta-malas
Quadro de instrumentos 3,5″ com relógio digital, calendário e informações do veículo em TFT personalizável
Rádio Connect AUX/USB/MP3/AM/FM, Audio Streaming, Viva-voz Bluetooth
Volante com comandos do rádio e telefone
Sistema de monitoramento de pressão dos pneus
Travamento automático a 20 km/h
Indicador de portas abertas
Vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento
Volante com comandos de rádio e telefone
Volante com regulagem de altura

Motor
Número de cilindros 4
Taxa de compressão 13,2:1
Potência 101 cv a 6.000 rpm (Gasolina)/ 109 cv a 6.250 rpm (Etanol)
Torque 13,7 kgfm (Gasolina)/ 14,2 kgfm (Etanol) – 3.500 rpm
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Pneus e rodas
Rodas Aço
Pneus 185/60 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.364
Largura (mm) 1.726
Altura (mm) 1.508
Distância entre-eixos (mm) 2.521
Capacidade do porta-malas (l) 525
Tanque de combustível: 48 l
Capacidade de carga (kg) 400
Peso em ordem de marcha (kg) 1.139

Versa

A própria Nissan já fez, em comerciais, brincadeira com o aspecto “tiozão” dos seus sedans. O Versa não foge à regra e tem um design mais para o conservador, com linhas longas e não muito arrojadas. Pelo menos isso traz uma vantagem: é do modelo a maior distância entre-eixos, entre todos os pesquisados. Nos demais números, ele fica sempre na média, nem próximo dos piores nem dos melhores. Destaque para o motor 1.0 de três cilindros e bloco de alumínio, que

Modelo 1.0 Conforto
Preço: 53.549,00

Principais itens

Comando de áudio e telefone no volante
Bloco de alumínio
Abertura interna do tanque de combustível
Banco do motorista com regulagem de altura
Computador de bordo
Vidros dianteiros elétricos com função “one touch down” para o motorista
Vidros traseiros elétricos
Volante com regulagem de altura
Alarme com acionamento por controle remoto
Alarme de advertência sonora para chave no contato e lanternas acesas
Bloqueio de ignição através de imobilizador do motor
Trava elétrica com acionamento por controle remoto
Travamento automático das portas e do porta-malas com o veículo em movimento
Conexão de músicas via Bluetooth Streaming com comandos no volante
Rádio CD Player com função RDS, entrada auxiliar para MP3 Player/iPod e conector USB Retrovisores externos com regulagem elétrica

Motor
Número de cilindros 3
Taxa de compressão 11,2:1
Potência 77 cv – 6.200 rpm (Etanol/Gasolina)
Torque 10 kgf.m – 4.000 rpm (Etanol/Gasolina)
Transmissão
Número de marchas 5
Direção
Tipo Elétrica
Freios
Dianteiros Disco
Traseiros Tambor
Pneus e rodas
Rodas Aço
Pneus 185/65 R15
Dimensões
Comprimento (mm) 4.492
Largura (mm) 1.695
Altura (mm) 1.506
Distância entre eixos (mm) 2.600
Capacidade do porta-malas (l) 460
Tanque de combustível (l) 41
Peso em ordem de marcha 1.056,2 kg