Publicidade

Auto Blog Ceará

por Sílvio Mauro

#fiat

Argo Trekking: boa relação custo-benefício

Por silviomauro em Test-drive

03 de setembro de 2019

 

Quarto hatch pequeno mais vendido e sétimo no ranking nacional de automóveis líderes do mercado nacional, o Argo já provou ser um substituto que a primeira versão do Palio merecia. É um carro bonito, de design moderno e linhas bem mais arrojadas que as do extinto Novo Palio. E provou ter, também, a mesma versatilidade do Palio Antigo, que tinha várias versões – e todas bem legais de ver e andar.

São nada menos que sete opções e preços (veja no fim da matéria) e uma delas é a Trekking, lançada esse ano, que tivemos a oportunidade de guiar. Com preço a partir de R$ 59.990,00, ela é exatamente a intermediária entre todas as versões e traz, para os motoristas que enfrentam as difíceis ruas de Fortaleza, um alento no desafio de enfrentar buracos, desníveis e demais problemas cotidianos de infra-estrutura.

Em relação às demais versões, a Trekking é 4 cm mais alta e tem pneus e suspensão com leves diferenças. Não é, obviamente, um carro para trilhas, como também não são seus concorrentes mais importantes (Onix Active, Ka Freestyle, HB20X e Sandero Stepway). Mas é fato que a altura ligeiramente maior, além de ajudar a superar os buracos, dá um sensação mais agradável para a posição do motorista.

Falando na concorrência, um ponto a favor do Argo é seu preço. A versão que guiamos incluía os dois únicos opcionais da Trekking, que são rodas de liga leve de 15 polegadas e câmera de ré. Com isso, o valor final (sem pintura metálica) ficou em R$ 62.350,00. Mas retirando esses dois itens, o Argo Trekking é mais barato que todos os concorrrentes – só perde para o Ka Freestyle 1.0, mas o Argo tem motor 1.3 com 20 cavalos de potência a mais. Quando se usa o Freestyle 1.5 como referência o preço do modelo da Ford sobe para R$ 68.390,00 – quase R$ 10 mil a mais que o Argo Trekking.

O conjunto motor-câmbio-suspensão-direção do modelo segue o padrão Argo: mostra que é resultado de um projeto moderno e traz resultados bem agradáveis. O torque é bom e não foram raras as vezes em que ele cantou pneu até na segunda marcha. A suspensão não é dura e, ao mesmo tempo, não compromete a estabilidade. O consumo ficou em torno de 8 km por litro dentro da cidade – bem próximo do padrão divulgado pela Fiat, que é de 12,1 km/l para gasolina e 8,5 km/l para o etanol.

A direção elétrica é levíssima. O câmbio tem relações boas nas marchas, mas vale registrar que uma transmissão automática deixaria o conjunto simplesmente perfeito. O Argo Trekking é um dos carros que faz a gente sonhar com o dia em que chegaremos ao estágio de evolução no qual a transmissão manual será apenas um opcional exótico que algum motorista mais saudoso vá escolher. Em tempos de tanta automatização, passar as marchas em um carro é tarefa cada vez mais sem sentido.

Em relação ao visual, a Fiat destaca que o Argo Trekking é a única versão aventureira do segmento com teto bicolor. Outra diferença que notamos é que ele também é o único com capô adesivado. Também há adesivos nas laterais. De resto, ele vem a moldura preta na caixa de rodas, uma característica comum a todos os modelos “aventureiros” do mercado. O resultado geral é bem agradável aos olhos.

Considerando que a maioria dos concorrentes do Argo tem a versão “aventureira” mais perto do top de linha, a Trekking apresenta boa relação custo benefício, por ser bonita, bem equipada e mais barata. Para os (muitos) consumidores que sonham com um SUV mas não têm condições de encarar um por causa do preço e acabam indo para os “aventureiros”, o modelo da Fiat merece ser considerado como uma opção.

argo4
argo2
argo3

Argo – Trekking – Principais tens de série

Alertas de limite de velocidade e manutenção programada
Ar condicionado
Banco do motorista com regulagem de altura
Barras longitudinais no teto
Caracterização Trekking (Adesivos no capô, laterais e tampa traseira; faixa do parachoque e logos FIAT em preto)
Central multimídia com tela de 7″ touchscreen, Apple CarPlay e Android Auto, navegação GPS, comandos de voz, Bluetooth, MP3, rádio, entrada aux e porta USB
Computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso)
Direção elétrica progressiva
Faróis de neblina
Iluminação do porta-malas
Quadro de instrumentos 3,5″ multifuncional com relógio digital, calendário e informações do veículo em TFT personalizável
Retrovisores externos elétricos com sistema Tilt Down + setas de direção integradas
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema de monitoramento de pressão dos pneus
Vidros elétricos dianteiros com one touch
Vidros elétricos traseiros com one touch e antiesmagamento
Volante com comandos de rádio e telefone

Ficha técnica

Motor
Cilindrada total: 1.332 cm³
Taxa de compressão: 13,2:1
Potência máxima: 101 cv a 6.000 rpm (gasolina)/ 109 cv a 6.250 rpm (etanol)
Torque máximo: 13,7 kgfm (gasolina)/ 14,2 kgfm (etanol) a 3.500 rpm
Freios
Dianteiro: A disco
Traseiro: A tambor
Direção
Elétrica
Rodas
6” x 15”
Pneus
205/60 R15”
Medidas
Peso: 1.130 kg
Capacidade de carga: 400 kg
Comprimento: 3.998 mm
Largura: 1.724 mm
Altura: 1.568 mm
Distância entre eixos: 2.521 mm
Vão livre: 210 mm
Altura mínima do solo: 187 mm
Ângulo de ataque: 21°
Ângulo de saída: 31,1°
Ângulo de rampa: 20°
Volume do porta-malas: 300 litros
Tanque de combustível: 48 litros
Desempenho
Velocidade máxima: 169 km/h (gasolina)/ 173 km/h (etanol)
0 a 100 km/h: 11,6 s (gasolina)/ 10,8 s (etanol)
Consumo
Ciclo urbano: 12,1 km/l (gasolina)/ 8,5 km/l (etanol)
Ciclo estrada: 13,5 km/l (gasolina)/ 9,6 km/l (etanol)

Versões do Argo (preços listados no site da Fiat)

1.0
A partir de R$ 49.590,00

Drive 1.0
A partir de R$ 53.590,00

Drive 1.3
A partir de R$ 54.590,00

Trekking 1.3
A partir de R$ 59.990,00

Drive 1.3 GSR
A partir de R$ 62.790,00

Precision 1.8 automático
A partir de R$ 63.990,00

HGT 1.8 automático
A partir de R$ 69.990,00

 

Publicidade

Fiat e concessionárias realizam evento até amanhã em Fortaleza

Por silviomauro em Evento

17 de Maio de 2019

 

Amanhã é o último dia do Festival de Pickups Fiat, evento gratuito e aberto ao público que reúne a montadora e as concessionárias locais com várias atrações para o público aficionado por veículos. Entre elas estão test-drives on e off road com uma pista criada exclusivamente para o evento e o auxílio de pilotos profissionais.

Além disso, o evento conta, de acordo com a produção, com food trucks, exposição de veículos, vendas de acessórios e taxas de juros “imperdíveis” para quem se interessar pela compra da uma Strada ou uma Toro (as duas picapes da Fiat).

O Festival de Pickups Fiat começou no último dia 16 e vai até as 19 horas de amanhã no terreno localizado no cruzamento das avenidas Santos Dumont e Virgílio Távora, na Aldeota.

Publicidade

Fiat e concessionárias realizam evento até amanhã em Fortaleza

Por silviomauro em Evento

17 de Maio de 2019

 

Amanhã é o último dia do Festival de Pickups Fiat, evento gratuito e aberto ao público que reúne a montadora e as concessionárias locais com várias atrações para o público aficionado por veículos. Entre elas estão test-drives on e off road com uma pista criada exclusivamente para o evento e o auxílio de pilotos profissionais.

Além disso, o evento conta, de acordo com a produção, com food trucks, exposição de veículos, vendas de acessórios e taxas de juros “imperdíveis” para quem se interessar pela compra da uma Strada ou uma Toro (as duas picapes da Fiat).

O Festival de Pickups Fiat começou no último dia 16 e vai até as 19 horas de amanhã no terreno localizado no cruzamento das avenidas Santos Dumont e Virgílio Távora, na Aldeota.