Publicidade

Blog Paulo Sertek

por Paulo Sertek

simbolismo

Priscas novidades

Por paulosertek em Poesia, simbolismo

05 de Maio de 2019

 

Xilogravura Osvaldo Goeldi

Priscas novidades

Atalgísio de Ribeiro Schmidt

 

Sentir o outono em pranto,

Milhares os saltos e sobressaltos;

Memórias em vivos encantos,

Abrigam-se em alvos mantos.

 

Sons brilhantes nos cetros juvenis,

Longínquas sortes de mármore,

Traz e apraz em alma vivaz,

Ensimesmando miragens febris.

 

Oh! Eternidade presente em si!

Ao longe das trevas desfaz,

Naves do farol em guia,

Melhores prados em si compraz.

 

Ai! Quanto desalento esqueci,

Quão longe dos antanhos sons,

Caem apenas insucessos e somam.

Memórias em Adônis perdi!

 

Metanoia em priscas novidades,

Qual flecha apolínea vibrar,

Ressurgem do devir em absoluto.

Quantos ais para tornar a amar!

Publicidade

Priscas novidades

Por paulosertek em Poesia, simbolismo

05 de Maio de 2019

 

Xilogravura Osvaldo Goeldi

Priscas novidades

Atalgísio de Ribeiro Schmidt

 

Sentir o outono em pranto,

Milhares os saltos e sobressaltos;

Memórias em vivos encantos,

Abrigam-se em alvos mantos.

 

Sons brilhantes nos cetros juvenis,

Longínquas sortes de mármore,

Traz e apraz em alma vivaz,

Ensimesmando miragens febris.

 

Oh! Eternidade presente em si!

Ao longe das trevas desfaz,

Naves do farol em guia,

Melhores prados em si compraz.

 

Ai! Quanto desalento esqueci,

Quão longe dos antanhos sons,

Caem apenas insucessos e somam.

Memórias em Adônis perdi!

 

Metanoia em priscas novidades,

Qual flecha apolínea vibrar,

Ressurgem do devir em absoluto.

Quantos ais para tornar a amar!