Arquivos 3 de Maio de 2020 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

3 de Maio de 2020

Tempos de pandemia… para refletir sobre vida e meio ambiente

    O tempo está diferente… vocês perceberam mudança no tempo? De uns tempos para cá, está um tempo cinza, estranho… Tempo fechado, literalmente, fechado para as pessoas e para a vida social. Tempo de ficar em casa e olhar para dentro, não apenas para as paredes de sua casa; mas para seu interior, para o seu coração.

    Em dias de tempestade, de tempo ruim, de tempo fechado, somos, por instinto, impelidos a nos abrigarmos, até que a tempestade se esvaia, que se aliviem os ventos fortes, as trovoadas e seu potencial poder de destruição e de causar medo.

    Medo! Que o medo não tome conta do seu ser, que ele não seja mais forte que a sua vontade de viver e de gritar ao mundo o quanto você tem para oferecer, dar, servir… Estamos nesse mundo de passagem, uma breve estadia, e somos responsáveis por aquilo que realizamos ou deixamos de realizar.

    Nosso legado será deixado para as gerações futuras e depende de nós o que e como vamos deixar esse mundo após nossa breve estadia nessa Terra, que nos foi dada de graça; mas que não tem graça se não formos responsáveis com a vida de cada um nesta Terra.

    Que o tempo de recolhimento, tão necessário nesse tempo de pandemia da Covid-19, seja propício para experimentarmos o sentimento do quanto nós somos responsáveis, não apenas pela nossa própria vida, mas pela vida da pessoa que está ao nosso lado, da pessoa que não conhecemos; mas que merece nosso profundo respeito; enfim, pela vida de todas as pessoas, sem distinção.

    A vida é uma dádiva, é um presente. Ela é linda em todos os sentidos, em todos os tempos. Essa pandemia vai passar… Tenha absoluta certeza disso. Essa pandemia vai passar. Mas é preciso, agora, proteger a vida: a sua, a minha, a nossa… Por amor à vida, cuide-se. Por amor à vida, tenha zelo por você e pelas pessoas que vivem na mesma casa que a sua, e não me refiro, apenas, ao seu núcleo familiar, me refiro à casa comum: a Terra.

     Que o medo do recolhimento social e do futuro da economia não nos faça optarmos por escolhas que destituam à Vida. Que a saudade do que fomos, em tempos passados, não nos impeça de ver que o cenário futuro só depende das nossas escolhas certas. Que a certeza que Deus é mais forte que essa tempestade tão cheia de dor e de lágrimas te renove a esperança de sorrir, hoje, e quando essa tempestade passar…

    Meu caro leitor do Blog Verde, tenha a absoluta convicção de que você é precioso demais, não apenas para mim, mas para esta Terra que precisa demais de você sadio, feliz e cheio de vontade de servir à Vida e ao meio ambiente.

leia tudo sobre

Publicidade

Tempos de pandemia… para refletir sobre vida e meio ambiente

    O tempo está diferente… vocês perceberam mudança no tempo? De uns tempos para cá, está um tempo cinza, estranho… Tempo fechado, literalmente, fechado para as pessoas e para a vida social. Tempo de ficar em casa e olhar para dentro, não apenas para as paredes de sua casa; mas para seu interior, para o seu coração.

    Em dias de tempestade, de tempo ruim, de tempo fechado, somos, por instinto, impelidos a nos abrigarmos, até que a tempestade se esvaia, que se aliviem os ventos fortes, as trovoadas e seu potencial poder de destruição e de causar medo.

    Medo! Que o medo não tome conta do seu ser, que ele não seja mais forte que a sua vontade de viver e de gritar ao mundo o quanto você tem para oferecer, dar, servir… Estamos nesse mundo de passagem, uma breve estadia, e somos responsáveis por aquilo que realizamos ou deixamos de realizar.

    Nosso legado será deixado para as gerações futuras e depende de nós o que e como vamos deixar esse mundo após nossa breve estadia nessa Terra, que nos foi dada de graça; mas que não tem graça se não formos responsáveis com a vida de cada um nesta Terra.

    Que o tempo de recolhimento, tão necessário nesse tempo de pandemia da Covid-19, seja propício para experimentarmos o sentimento do quanto nós somos responsáveis, não apenas pela nossa própria vida, mas pela vida da pessoa que está ao nosso lado, da pessoa que não conhecemos; mas que merece nosso profundo respeito; enfim, pela vida de todas as pessoas, sem distinção.

    A vida é uma dádiva, é um presente. Ela é linda em todos os sentidos, em todos os tempos. Essa pandemia vai passar… Tenha absoluta certeza disso. Essa pandemia vai passar. Mas é preciso, agora, proteger a vida: a sua, a minha, a nossa… Por amor à vida, cuide-se. Por amor à vida, tenha zelo por você e pelas pessoas que vivem na mesma casa que a sua, e não me refiro, apenas, ao seu núcleo familiar, me refiro à casa comum: a Terra.

     Que o medo do recolhimento social e do futuro da economia não nos faça optarmos por escolhas que destituam à Vida. Que a saudade do que fomos, em tempos passados, não nos impeça de ver que o cenário futuro só depende das nossas escolhas certas. Que a certeza que Deus é mais forte que essa tempestade tão cheia de dor e de lágrimas te renove a esperança de sorrir, hoje, e quando essa tempestade passar…

    Meu caro leitor do Blog Verde, tenha a absoluta convicção de que você é precioso demais, não apenas para mim, mas para esta Terra que precisa demais de você sadio, feliz e cheio de vontade de servir à Vida e ao meio ambiente.