Desenvolvimento Sustentável Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Desenvolvimento Sustentável

Grupo Energia e Meio Ambiente/IFCE/CNPq: 20 anos de história

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

08 de julho de 2020

            Onde você estava há 20 anos? O que você imaginava que aconteceria em 2020?

            O Grupo de Pesquisa Energia e Meio Ambiente foi um dos pioneiros no Instituto Federal do Ceará, na época Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará. Uma época em que a cultura da pesquisa naquela instituição estava dando seus primeiros passos.

            O primeiro passo é sempre difícil, pois as incertezas no caminho podem ser muitas e não sabemos se teremos força suficiente para enfrentarmos as adversidades. Mas é preciso crer que o cenário futuro vai ser o melhor possível e envidarmos todos os esforços necessários para se alcançar o êxito, pois somos o resultado das escolhas que fizemos e que fazemos, em todos os instantes.

            Ano de 2000… fechava-se o século XX e estávamos ansiosos para entrar no século XXI. A Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento que acontecera no Rio de Janeiro em 1992 deixara um desafio importante para todos: operacionalizar o desenvolvimento sustentável. Na mesa de debate das discussões e um dos desafios apontados para o novo século que se avizinhava estava o desafio das energias renováveis. Era preciso se pensar em dar alternativas à matriz energética sem desconsiderar a necessária manutenção dos estoques dos recursos naturais e sua qualidade, para que atendesse a demanda de energia daquela geração e das futuras gerações.

            São 20 anos de história do Grupo Energia e Meio Ambiente/IFCE/CNPq e convido-os a participar desta celebração, considerando que hoje se comemora o Dia Nacional da Ciência. Assim, amanhã, dia 09 de julho de 2020, às 16 horas, haverá uma conversa com o professor Adeildo Cabral, coordenador do Laboratório de Energias Renováveis e Conforto Ambiental (LERCA), líder do Grupo, sobre os 20 anos do Grupo de Pesquisa Energia e Meio Ambiente, do IFCE Fortaleza. A transmissão será realizada no perfil do @ifcefortalezaoficial
#energia #meioambiente #live

            Para entrar na live, cliquem aqui.    

           Encontramo-nos, virtualmente… afinal faço parte desta história, desde seu começo… e lá se vão 20 anos de bonita história junto aos professores colaboradores, pesquisadores, estudantes, bolsistas e voluntários.

Publicidade

Meio Ambiente e espiritualidade

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

12 de junho de 2020

    

Fonte: CIEA-CE, 2020.

Encerrando a programação alusiva à comemoração da Semana de Meio Ambiente, com seminários e palestras virtuais, promovidas pela Comissão Interinstitucional de educação Ambiental (CIEA), hoje, 12 de junho, às 17:15 h haverá a live “Meio Ambiente e Espiritualidade”.   

Aos interessados em participar e interagir, podem clicar aqui. 

 

leia tudo sobre

Publicidade

Dia Mundial do Meio Ambiente – Educação Ambiental e desafios na pandemia

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

04 de junho de 2020

    Amanhã, dia 05 de junho, o mundo celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente. Anualmente, a Organização das Nações Unidas chama todos os cidadãos do mundo para debater sobre alguma temática que tem reflexo nas nossas vidas e no meio ambiente. Este ano o tema é Tempo para a Natureza.

     Em tempos de pandemia, essa temática é bem interessante, pois nos coloca como expectador de um cenário nunca antes vivenciado no mundo, em que as pessoas, por instinto de sobrevivência e por amor ao próximo, precisaram se isolar e se distanciar. Parece que demos um tempo para a Natureza… E quando esse tempo terminar e retornarmos nossas atividades, será tudo como antes? Ou seremos um pouco mais cuidadosos com nossa Casa comum?

    Amanhã tem seminário virtual para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) do Estado do Ceará com a temática “Educação Ambiental: desafios na pandemia e pós-pandemia”. O coordenador de Educação Ambiental e Articulação Social, Ulisses Rolim, comentou que o objetivo é “buscar alternativas para as questões ambientais no período de pós-isolamento social provocado pela quarentena, desenhando cenários e perspectivas futuras para o meio ambiente através da educação Ambiental”.

     Estarão no debate excelentes profissionais da área, a exemplo dos professores Marcos Sorrentino e Genebaldo Freire, convidados do Secretário Artur Bruno, da SEMA. Aos que participarem, receberão certificado digital.

    Então, convite feito: amanhã, dia 05 de junho, às 10 horas, Seminário Virtual “Educação Ambiental: desafios na pandemia e pós-pandemia”. Aos interessados em se inscrever e participar, cliquem aqui.

    O Seminário tem o apoio da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (CIEA-CE), do qual o Instituto Federal do Ceará (IFCE) é membro, e do Grupo de Interesse Ambiental (GIA).

Fonte: SEMA, 2020.

Publicidade

Semana do meio ambiente em tempos de pandemia

         Junho chegou! Estamos na semana do meio ambiente. Dia 5 de junho é o Dia Mundial do Meio Ambiente. Este ano, 2020, o tema escolhido pela Organização é das Nações Unidas é “Tempo para a Natureza”.

 

    No dia dedicado ao meio ambiente importante refletirmos sobre nossas ações e seu reflexo no meio. Tudo o que consumimos vem da natureza, tudo o que descartamos vai para a natureza. É dela que tiramos nosso sustento, portanto nada mais justo do que termos uma relação harmoniosa com os recursos naturais que nos dão suporte à vida.

 

     No Ceará, teremos muitos eventos virtuais nesta semana de meio ambiente; virtuais pois ainda estamos em tempos de pandemia que exige distanciamento social, cuidados redobrados com higiene pessoal e de ambientes, atenção com o próximo, zelo pelo meio ambiente, prudência com os resíduos sólidos e líquidos.

 

 

    Aos interessados em participar da semana de meio ambiente, alguns eventos estão nos cards, dispostos neste post. O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) também está com uma programação muito boa na semana de meio ambiente. Aos interessados, cliquem aqui. 

 

   No dia 05 de junho, haverá um Seminário Virtual com o tema “Educação Ambiental – desafios na pandemia e pós-pandemia”, com a participação do Prof. Marcos Sorrentino, do Educador Ambiental Genibaldo Freire, do Secretário de Meio Ambiente do Ceará, Prof. Artur Bruno e do Deputado Estadual Acrísio Sena.  A Secretaria de Meio Ambiente emitirá certificado digital para quem se inscrever e participar pelo site. Aos interessados, cliquem aqui. 

 

Recordando as palavras do Papa Francisco, no dia 22 de abril, em que celebramos o 50º Dia Mundial da Terra, ele nos aponta que este momento  “é uma oportunidade para renovar o nosso compromisso de amar a nossa casa comum e de cuidar dela e dos membros mais fracos da nossa família. Como a trágica pandemia do coronavírus nos demonstra, só unidos e cuidando dos mais frágeis podemos vencer os desafios globais”.

    Caros leitores do Blog Verde, estão todos convidados a participar dessa rica semana de debates, discussão, seminários e eventos virtuais, que podem nos proporcionar um direcionamento adequado para os tempos de pandemia e de pós-pandemia.

 

Publicidade

Vida após a pandemia

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Impacto Ambiental, Saúde Ambiental

31 de Maio de 2020

     É preciso nos prepararmos para o depois. Quando tudo isso passar, o medo e a dor provocados pela doença do novo Coronavírus vão se dissipar como plumas ao vento.

     Eu sei… a saudade dos que partiram cedo demais ficará presente em nossa lembrança. Estarão vivos em nossa memória todos os momentos felizes que compartilhamos com aqueles que partiram cedo demais.

     Usando as palavras do Papa Francisco, no dia 27 de março de 2020, “o Senhor interpela-nos e, no meio da nossa tempestade, convida-nos a despertar e ativar a solidariedade e a esperança, capazes de dar solidez, apoio e significado a estas horas em que tudo parece naufragar”.

     Quando tudo isso passar e pudermos abrir as portas físicas de nossas casas, que seja para espalharmos solidariedade para com aqueles que precisam, não apenas do calor humano, mas de alimento e água.

     Em uma carta escrita pelo Papa Francisco à revista Vida Nueva, em 17 de abril de 2020, ele comenta “se pudemos aprender algo em todo este tempo, é que ninguém se salva sozinho. As fronteiras caem, as paredes desabam e todos os discursos fundamentalistas se dissolvem perante uma presença quase imperceptível, que manifesta a fragilidade de que somos feitos”.

     Que nosso coração seja manso e humilde, na vida após a pandemia, para entendermos que somos todos iguais independentemente de cor, credo, condições sociais e econômicas, pois a linha que, equivocadamente, imaginamos nos separar é tão tênue e pequenina quanto a de um vírus cruel e invisível.

      Ainda parafraseando o Papa Francisco em sua carta do dia 17 de abril de 2020 ele comenta “compreendemos a importância de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável e integral. Cada ação individual não é um ato isolado, para o bem ou para o mal. Tem consequências para os outros, pois na nossa Casa Comum tudo está interligado”.

     Que a força que há dentro de cada um de nós seja estimulada a promover o bem, sem olhar a quem, pois devemos ter um compromisso saudável e harmonioso com todos os seres vivos do Planeta, na vida após a pandemia.

Publicidade

Tempos de pandemia… para refletir sobre vida e meio ambiente

    O tempo está diferente… vocês perceberam mudança no tempo? De uns tempos para cá, está um tempo cinza, estranho… Tempo fechado, literalmente, fechado para as pessoas e para a vida social. Tempo de ficar em casa e olhar para dentro, não apenas para as paredes de sua casa; mas para seu interior, para o seu coração.

    Em dias de tempestade, de tempo ruim, de tempo fechado, somos, por instinto, impelidos a nos abrigarmos, até que a tempestade se esvaia, que se aliviem os ventos fortes, as trovoadas e seu potencial poder de destruição e de causar medo.

    Medo! Que o medo não tome conta do seu ser, que ele não seja mais forte que a sua vontade de viver e de gritar ao mundo o quanto você tem para oferecer, dar, servir… Estamos nesse mundo de passagem, uma breve estadia, e somos responsáveis por aquilo que realizamos ou deixamos de realizar.

    Nosso legado será deixado para as gerações futuras e depende de nós o que e como vamos deixar esse mundo após nossa breve estadia nessa Terra, que nos foi dada de graça; mas que não tem graça se não formos responsáveis com a vida de cada um nesta Terra.

    Que o tempo de recolhimento, tão necessário nesse tempo de pandemia da Covid-19, seja propício para experimentarmos o sentimento do quanto nós somos responsáveis, não apenas pela nossa própria vida, mas pela vida da pessoa que está ao nosso lado, da pessoa que não conhecemos; mas que merece nosso profundo respeito; enfim, pela vida de todas as pessoas, sem distinção.

    A vida é uma dádiva, é um presente. Ela é linda em todos os sentidos, em todos os tempos. Essa pandemia vai passar… Tenha absoluta certeza disso. Essa pandemia vai passar. Mas é preciso, agora, proteger a vida: a sua, a minha, a nossa… Por amor à vida, cuide-se. Por amor à vida, tenha zelo por você e pelas pessoas que vivem na mesma casa que a sua, e não me refiro, apenas, ao seu núcleo familiar, me refiro à casa comum: a Terra.

     Que o medo do recolhimento social e do futuro da economia não nos faça optarmos por escolhas que destituam à Vida. Que a saudade do que fomos, em tempos passados, não nos impeça de ver que o cenário futuro só depende das nossas escolhas certas. Que a certeza que Deus é mais forte que essa tempestade tão cheia de dor e de lágrimas te renove a esperança de sorrir, hoje, e quando essa tempestade passar…

    Meu caro leitor do Blog Verde, tenha a absoluta convicção de que você é precioso demais, não apenas para mim, mas para esta Terra que precisa demais de você sadio, feliz e cheio de vontade de servir à Vida e ao meio ambiente.

leia tudo sobre

Publicidade

Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa: 16ª edição

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

17 de Março de 2020

      A Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) está com as inscrições abertas para a indicação de nomes para concorrer ao Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa, edição 2020, sua 16ª edição.

      Os interessados em participar e indicar nomes de pessoas jurídicas devem preencher o formulário disponível aqui até o dia 27 de março.

      Conforme a assessoria de comunicação da SEMA, a premiação é anual e alternadamente homenageia uma pessoa física e/ou jurídica. O prêmio foi instituído (Decreto 27.781, de 26 de abril de 2005 ) pelo Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga, que é presidido pela Secretaria do Meio Ambiente (SEMA). Na escolha do agraciado, conforme a assessoria de comunicação da SEMA, o Comitê analisa o histórico dos indicados de acordo com os seguintes critérios: prestação de relevantes serviços voltados à melhoria da qualidade da Caatinga; criação e implantação de projetos visando a recuperação e a conservação do bioma; e/ou publicação de trabalhos científicos e literários na defesa e promoção do mesmo

       A premiação já teve quinze edições, tendo como os ganhadores os citados na tabela abaixo:

Ano Agraciado  
2005 Patativa do Assaré Pessoa Física
2006 Associação Caatinga Pessoa Jurídica
2007 João Ambrósio Filho Pessoa Física
2008 Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC Pessoa Jurídica
2009 Luiz Francisco de Souza Pessoa Física
2010 Associação de Desenvolvimento Educacional e Cultural de Tauá: Mulheres da Caatinga Pessoa Jurídica
2011 Afrânio Gomes Fernandes Pessoa Física
2012 The Nature Conservancy Pessoa Jurídica
2013 Prof. Mauro Ferreira Lima Pessoa Física
2014 Fundação Araripe Pessoa Jurídica
2015 Antônio Renato de Lima Aragão Pessoa Física
2016 Cerâmica Torres Ltda. Pessoa Jurídica
2017 Antônio Rocha Magalhães Pessoa Física
2018 Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará Pessoa Jurídica
2019 Roberto Proença de Macedo Pessoa Física

Fonte: SEMA, 2020.

Publicidade

Avaliação de Impacto Ambiental: 5º Congresso Brasileiro

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Impacto Ambiental, Meio Ambiente

02 de Março de 2020

    O prazo para envio de resumos para o 5º Congresso Brasileiro de Avaliação de Impacto (CBAI2020) segue até 15 de março de 2020. A submissão do resumo não está vinculada ao pagamento da inscrição, porém o autor, para submeter, terá que fazer um cadastro em um sistema on line.

    Este ano o tema é “Entre opiniões e evidências: qual o papel da avaliação de impacto ambiental na sociedade?”. Em tempos de pós-verdade, em que existe forte pressão sobre os instrumentos de gestão ambiental, a exemplo do Licenciamento Ambiental e da Avaliação de Impacto Ambiental, o que nós, cidadãos, podemos e devemos fazer para sermos e/ou continuarmos como protagonistas no processo de tomada de decisão?

    O CBAI2020 é uma promoção da Associação Brasileira de Avaliação de Impacto e estará acontecendo entre os dias 5 a 9 de outubro de 2020, no Espírito Santo, na Universidade de Vila Velha. A presidente da Comissão organizadora, a Professora Titular Fernanda Veronez, do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), informa que o evento “pretende discutir e resgatar as bases teóricas da avaliação de impacto e seu importante papel de levar informação para tomada de decisões baseadas em evidências”. Ela está bastante confiante que o evento contará “com a participação de profissionais das diversas áreas relacionadas ao meio ambiente vindos de várias partes do Brasil, alinhados na busca das melhores práticas para o campo da Avaliação de Impacto Ambiental”.

     As áreas temáticas em que os profissionais podem enviar resumos, estão descritas, a seguir:

 

– A reafirmação dos princípios e fundamentos que orientam a AIA em tempos de pós-verdade

– Métodos para identificação e predição de impactos aplicados à Avaliação de Impactos

– Boas práticas e inovações procedimentais em AIA e licenciamento ambiental

– O papel da ciência na AIA e no Licenciamento Ambiental

– Integração da AIA e instrumentos de política ambiental

– Termo de Referência para a elaboração de Estudos

– Racionalidade nas tomadas de decisão ambiental

– Regulação da AIA e do licenciamento ambiental

– Qualidade dos estudos de impacto ambiental

– Impactos sociais, culturais e sobre a saúde

– Efetividade dos sistemas de AIA no Brasil

– AIA e a conservação da biodiversidade

– Impactos cumulativos e sinérgicos

– Avaliação Ambiental Estratégica

– AIA e participação da sociedade

– Serviços ecossistêmicos e AIA

– Governança Ambiental e AIA

– Mudanças climáticas e AIA

– Integração AIA/SGA

     Aos interessados em saber mais ou fazer a sua inscrição e submeter resumo, cliquem aqui. 

Fonte: CBAI 2020

Publicidade

Quadro Global de Biodiversidade Pós-2020

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

27 de Fevereiro de 2020

    De 24 a 29 de fevereiro de 2020, acontece a 2ª Reunião do Grupo de Trabalho Aberto sobre o Quadro Global de Biodiversidade Pós-2020, na Sede da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), em Roma, Itália.

    Na pauta de discussões, assuntos como a redução das ameaças à biodiversidade, mobilização de recursos financeiros e financiamento para promover agricultura sustentável, dentre outros.

     As negociações acontecem por assunto e as partes interessadas levam cerca de 30 minutos para fornecer seus pontos de vista sobre cada objetivo a ser discutido, o que tem permitido progresso ainda mais rápido. Ainda não se sabe se essa atitude positiva se manterá durante a semana, pois os delegados que saíram das reuniões do grupo de contatos expressaram preocupação com a rápida disseminação do coronavírus (covid 19) e se isso pode afetar a conclusão da reunião de trabalho.

Fonte: UN, 2020.

     A expectativa do Quadro Global da Biodiversidade (Biodiversity Framework – GBF) é avançar preparativos para o desenvolvimento da política global pós-2020. Espera-se que esse processo leve a adoção de um quadro global de biodiversidade pós-2020 na Conferência sobre Biodiversidade da Organização das Nações Unidas, que acontecerá em outubro de 2020, em Kunming, China.

     É preciso verificar o alcance e os resultados do Plano Estratégico de Biodiversidade 2010-2020, notadamente as Metas de Biodiversidade de Aichi, que tinham horizonte de consecução até 2020, no sentido de ampliar ações de manejo sustentável da biodiversidade. Ademais, é necessário fortalecer o Plano que contém a “Visão para a Biodiversidade em 2050”, ou seja, até 2050, a biodiversidade deve ser valorizada, conservada, restaurada e usada com sabedoria, com manutenção dos serviços ecossistêmicos, e proporcionando benefícios essenciais para todas as pessoas.

Fonte: ONU/FAO, 2020.

Publicidade

Necessidade de ações urgentes em mudanças climáticas: Fórum Econômico Mundial 2020

    No período de 21 a 24 de janeiro de 2020, líderes mundiais estiveram reunidos para o 50º Encontro Anual do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Na agenda de discussões a temática ambiental direcionou os compromissos, notadamente a questão das mudanças climáticas.

    Os jovens presentes em Davos tiveram participação importante, a exemplo de Greta Thunberg que falou aos líderes: “nossa casa continua em chamas”. No dia 23 de janeiro, o Secretário Geral da Organização as Nações Unidas (ONU), António Guterres, comentou que “o mundo está condenado diante das mudanças climáticas, a menos que os principais países industrializados reduzam suas emissões de gases de efeito estufa”.

    O esforço deve ser conjunto. Todos são responsáveis por tentar evitar que as mudanças climáticas impactem mais ainda não apenas a economia, mas a base geofísica que sustenta a vida no Planeta. O Secretário Geral da ONU observou também que é preciso que os grandes emissores de gases de efeito estufa se comprometam e ajam o mais breve possível.

    Um dos documentos finais do Fórum Econômico Mundial foi o Manifesto Davos 2020: uma proposta universal das empresas na 4ª Revolução Industrial. Dentre as diretrizes do Manifesto está: “a empresa é algo mais que uma unidade econômica geradora de riqueza. Atende às aspirações humanas e sociais no marco do sistema social em seu conjunto. O rendimento não deve ser medido tão somente como benefícios a seus acionistas, mas também em relação com o cumprimento dos objetivos sociais e ambientais”.

    Para saber mais sobre o Manifesto Davos 2020, cliquem aqui. 

Fonte: UN, 2020.

Publicidade

Necessidade de ações urgentes em mudanças climáticas: Fórum Econômico Mundial 2020

    No período de 21 a 24 de janeiro de 2020, líderes mundiais estiveram reunidos para o 50º Encontro Anual do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Na agenda de discussões a temática ambiental direcionou os compromissos, notadamente a questão das mudanças climáticas.

    Os jovens presentes em Davos tiveram participação importante, a exemplo de Greta Thunberg que falou aos líderes: “nossa casa continua em chamas”. No dia 23 de janeiro, o Secretário Geral da Organização as Nações Unidas (ONU), António Guterres, comentou que “o mundo está condenado diante das mudanças climáticas, a menos que os principais países industrializados reduzam suas emissões de gases de efeito estufa”.

    O esforço deve ser conjunto. Todos são responsáveis por tentar evitar que as mudanças climáticas impactem mais ainda não apenas a economia, mas a base geofísica que sustenta a vida no Planeta. O Secretário Geral da ONU observou também que é preciso que os grandes emissores de gases de efeito estufa se comprometam e ajam o mais breve possível.

    Um dos documentos finais do Fórum Econômico Mundial foi o Manifesto Davos 2020: uma proposta universal das empresas na 4ª Revolução Industrial. Dentre as diretrizes do Manifesto está: “a empresa é algo mais que uma unidade econômica geradora de riqueza. Atende às aspirações humanas e sociais no marco do sistema social em seu conjunto. O rendimento não deve ser medido tão somente como benefícios a seus acionistas, mas também em relação com o cumprimento dos objetivos sociais e ambientais”.

    Para saber mais sobre o Manifesto Davos 2020, cliquem aqui. 

Fonte: UN, 2020.