Educação Ambiental Archives - Página 3 de 16 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Educação Ambiental

Chamada Pública – Educação Ambiental no município de Fortaleza

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

23 de Fevereiro de 2018

     O município de Fortaleza está elaborando seu Plano Municipal de Educação Ambiental (PMEAFOR). Iniciado em abril de 2017, a construção do PMEAFOR está, atualmente, na fase de diagnóstico.

     Considerando a necessidade de identificação dos diversos atores (de instituições públicas, privadas, organizações sem fins lucrativos e pessoas físicas) que executam ou já executaram programas, projetos, campanhas ou ações de Educação Ambiental no município de Fortaleza, a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (SEUMA) está com chamada pública desde o dia 21/02/2018 para a coleta das informações. A chamada pública segue até o dia 20/03/2018 e pode ser acessada aqui.

     Conforme a SEUMA, o Diagnóstico Estratégico do PMEAFOR abordará o período de 1972 a 2017. O ano-base (1972) foi estabelecido considerando a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente Humano, em 1972, conhecida, também, como Conferência de Estocolmo, momento em que a Educação Ambiental foi indicada como um importante instrumento de alcance da sustentabilidade nos territórios. Outro fator que contribuiu para a escolha de 1972 como ano-base é o reconhecimento da existência do desenvolvimento de atividades de educação ambiental, seja em âmbito formal, não formal ou informal, no município de Fortaleza, nesse período, a exemplo de campanhas educativas realizadas pelas diferentes secretarias municipais, correlacionadas à temática ambiental.

     Importante mencionar que foi instituído um Grupo Técnico para elaboração do PMEAFOR, conforme Portaria SEUMA n. 0054/2017 (publicada em Diário Oficial do Município número 16.183, de 17 de Janeiro de 2018), constituído por 63 instituições da sociedade civil e do poder público, com a coordenação conjunta da SEUMA e da Secretaria Municipal de Educação.

    Fonte: SEUMA, 2018.

Publicidade

Educação Ambiental e salas verdes

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental

07 de Fevereiro de 2018

     A Educação Ambiental se constitui em uma ferramenta de gestão ambiental e tem papel fundamental na transformação de valores e atitudes, no sentido de alcançarmos a sustentabilidade nos territórios.

     O Ministério do Meio Ambiente  (MMA) prorrogou até o dia 9 de março de 2018 , o prazo das inscrições (Chamada no. 01/2017) para as instituições interessadas em se tornar uma Sala Verde. As propostas devem ser enviadas ao Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

     Conforme o MMA, as Salas Verdes são espaços com múltiplas potencialidades, que disponibilizam o acesso e a democratização das informações. Nelas, podem ser desenvolvidas atividades de educação ambiental como cursos, palestras, oficinas, eventos, encontros, reuniões e campanhas de conscientização para o tema.

     Mencionadas Salas Verdes podem estar em órgãos locais de meio ambiente, em instituições da administração pública (federal, estadual ou municipal), em unidades de conservação, em organizações governamentais e não governamentais, em organizações da sociedade civil de interesse público, em universidades, em instituições de ensino (públicas ou privadas), em empresas (públicas e privadas) que atuem na área ambiental, em colegiados (a exemplo dos comitês de bacias, câmaras técnicas), em igrejas, em prisões, dentre outros.

     Segundo o MMA, as instituições selecionadas entram com o espaço físico, equipe, equipamentos e demais recursos e, em contrapartida, o MMA chancela as atividades educacionais, divulga as ações voltadas para o projeto e oferece formação a distância e materiais educativos em formato digital.

     Aos interessados em saber mais, cliquem aqui.  Lembrar que as inscrições foram prorrogadas até dia 09/03/2018.

    Aos interessados em se inscrever, cliquem aqui.

Fonte: MMA,

Publicidade

Agente Voluntário Ambiental

    Você já ouviu falar em Agente Voluntário Ambiental? Conforme a Instrução Normativa no 05/2015, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), do Ceará, este é um programa que promove, incentiva e valoriza o voluntariado nas Unidades de Conservação do Estado. Mencionado Programa permite articular a oferta e a demanda do trabalho voluntário, bem como possibilita o intercâmbio de experiências e ações entre os grupos de voluntários e os profissionais da SEMA.

     Em 05/12/2016 saiu o Edital de Chamamento 003/2016 para os interessados em participar desse Programa. Conforme informação da SEMA, o Programa se destina a todos os cidadãos com idade superior a 18 anos que queiram desenvolver atividades de manejo, gestão e proteção nas seguintes Unidades de Conservação Estaduais: Parque do Cocó (Fortaleza), Parque Botânico (Caucaia), Estação Ecológica do Pecém, Sítio Fundão (Crato), Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra de Baturité e APA da Bica do Ipu, como também na Sede Central.

    Aos interessados em saber mais sobre o Programa, cliquem aqui. E os interessados em se inscrever no Edital de Chamamento 003/2016, cliquem aqui.

Fonte: SEMA, 2016.

Publicidade

I Encontro do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Educação Ambiental, Meio Ambiente

02 de setembro de 2016

    Nos dias 5 e 6 de setembro, no IFCE Campus Fortaleza, acontece o I Encontro do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental.

I_EPGTGA_2016

    Na programação de palestras do dia 05, serão abordados os seguintes temas: Mudanças Climáticas; Experiências de Educação Profissional do Modelo Finlandês de Pesquisa Aplicada; Perspectivas para Pós-graduação em Energias Renováveis e Mercado de Trabalho: Porto do Pecém.

    No dia 06/6, a programação segue com a abordagem das temáticas: Legislação Ambiental: licenciamento e responsabilidade; o papel das agências reguladoras no contexto do saneamento e Ética em Pesquisa.

    As inscrições podem ser feitas, por e-mail (pgtgaifce@gmail.com), ou no primeiro dia do evento. Mais informações no (85)  33073717.

   Convite feito! Vamos participar.

Publicidade

Professor Renato Aragão – o Ceará sob o olhar ambiental

       No dia 04/02/2016, na sede da FIEC, em Fortaleza/Ceará, haverá o lançamento do livro de minha autoria intitulado “Professor Renato Aragão – o Ceará sob o olhar ambiental”.

     O livro traz a história de implementação da política ambiental no Estado do Ceará, desde a década de 1960, contando a vida profissional do Professor Renato Aragão, cuja trajetória foi inteiramente dedicada às questões ambientais.

     A História ambiental do Estado do Ceará está diretamente relacionada com a atuação profissional do Professor Renato Aragão. Ele foi o responsável pela elaboração da Política Estadual do Meio Ambiente, instituída em 1987; da redação do Capítulo de Meio Ambiente da Constituição Estadual, instituída em 1989, e de vários outros diplomas legais que favoreceram a proteção dos recursos ambientais do Estado do Ceará.

    Conforme apresentação idealizada pelo Professor Manuel Gonçalves Silva, o livro é um “estudo sério, criterioso e até, meticuloso, pelo excesso de zelo com que os assuntos são tratados. Escrito por uma cientista, biografando um cientista e descrevendo a implantação de uma Ciência, especificamente no Ceará, com intensos reflexos no Brasil e repercussões no exterior”.

     Para além de uma biografia de um profissional ímpar na História do Ceará, o livro “Professor Renato Aragão – o Ceará sob o olhar ambiental” é um registro dos fatos e acontecimentos que os cearenses de hoje desconhecem, considerando a inexistência de bibliografias como esta.

     Uma das minhas maiores alegrias nesta vida foi ser presenteada, neste livro, com o prefácio do Professor Paulo Nogueira-Neto. Seguem trechos do prefácio:

    “O Professor Renato Aragão é um cidadão fora do comum. Trabalha há muitos anos em assuntos ligados ao meio ambiente, principalmente no Estado do Ceará.”

    “Numa dessas viagens ao Ceará, fiquei conhecendo uma pessoa ambientalista, que foi logo incorporada à SEMA. Essa pessoa chama-se Professor Renato Aragão. Ele tem o mesmo nome que um artista famoso, o que proporcionou situações curiosas. Certa vez, ele mandou dizer que a tantas horas chegaria de avião a uma certa cidade. Quando ele chegou foi recebido por um grande número de pessoas, que pensavam ser ele o artista.”

    “A história da escolha de Jericoacoara, hoje praia famosa e área protegida, teve a influência e decisão do Professor Renato Aragão.”

    “Quero prestar homenagem a esse grande brasileiro conservacionista, defensor do Meio Ambiente e meu amigo pessoal. É um exemplo para todos nós.”

    O livro é dedicado a todos os cearenses, inclusive os que ainda não nasceram, para que possam conhecer a contribuição singular do Prof. Renato Aragão, se inspirar nos bons exemplos, como o legado de sua trajetória ambiental, e se espelhar para construir um lugar mais agradável e justo para todos.

     Meu muito obrigada, primeiramente a Deus, por permitir o dom da vida e estar aqui. Agradeço a todos que tornaram possível a realização deste sonho que acalento há anos, em especial, à Diretoria da FIEC, nas pessoas do seu Presidente Dr. Beto Studart e do seu Diretor Administrativo, Dr. Ricardo Cavalcante; à família do Professor Renato Aragão; ao Professor Paulo Nogueira-Neto pelo prefácio e ao professor Manuel Gonçalves Dias pela apresentação e revisão do livro.

convite_lançamento_livro_najila_2016

Publicidade

V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental aplicada e Gestão Territorial

    Em março deste ano, Fortaleza sediará o V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental aplicada e Gestão Territorial, na Universidade Federal do Ceará, Departamento de Geografia,campus do Pici,

    O evento tem por objetivo promover debates e trocas de experiências acadêmicas a nível nacional, buscando contribuir com a difusão de ideias e trabalhos para construção de uma sociedade mais sustentável.

      Assim, terão espaços destinados a discussão e intercâmbio de conhecimentos atrelados a temas relacionados com o evento, que será constituído por um conjunto de palestras, minicursos e apresentação de trabalhos científicos por acadêmicos e técnicos, o que propiciará uma maior troca de conhecimentos entre os participantes do congresso.

    Aos interessados, abaixo tem o cartaz do evento, e para mais informações cliquem aqui.

V_Congresso_Educacao_ambiental_2016

Publicidade

Retrospectiva Ambiental 2015 – Blog Verde

    Mais um ano se passou. 2015 vai se despedindo deixando sua marca na História. Alguns fatos ambientais importantes aconteceram neste ano e que tem repercussão para a próxima década.

    Os efeitos cumulativos dos acontecimentos de 2015 devem ser sentidos, em maior ou menor magnitude, a depender das decisões que tomaremos, também, nos próximos anos.

    Dentre os fatos ambientais de 2015, vamos destacar:

– O Fórum Econômico Mundial, em janeiro/2015, em que as discussões trouxeram a necessidade de em 2030 o mundo fazer um investimento maciço em infraestrutura, cidades e agricultura, sendo o crescimento de baixo carbono, para estarmos no caminho para sociedades resistentes ao clima.

– O sucesso do Protocolo de Montreal sobre Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio, em vigor desde 01o/01/1989, no controle da destruição do ozônio, foi o responsável pela diminuição da ameaça do aumento do risco de câncer de pele no mundo (janeiro/2015).

– A radiação procedente da usina nuclear de Fukushima foi detectada no continente norte americano, na Costa do Pacífico, sendo esta a primeira vez que se registrou radioatividade em mencionado continente (abril/2015).

– Em maio/2015, o Brasil instituiu o novo marco legal de Biodiversidade. O dispositivo legal define o acesso ao patrimônio genético e ao conhecimento tradicional associado.

– Na Cúpula do G7, em junho/2015, os líderes das principais democracias industrializadas do mundo tomaram uma decisão importante com relação a diminuir o consumo energético dos combustíveis fósseis, estabelecendo, assim, um passo importante na luta contra o aquecimento global e para o Acordo de Paris, estabelecido em dezembro/2015: o comprometimento de desenvolver estratégias de baixo teor de carbono, em longo prazo (2050) e abandonar os combustíveis fósseis até o final do século XXI.

– Em setembro/2015, a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável assinou a nova agenda ambiental para os próximos 15 anos (2015-2030), a chamada Agenda Pós-2015. São 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com 169 metas, que traduzem os complexos desafios que existem no mundo de hoje e que exigem abordagem das causas dos problemas e não apenas dos seus sintomas.

– A Tragédia de Mariana/MG, em novembro/2015, talvez seja a maior tragédia ambiental do Brasil, com impactos negativos de alta magnitude e muitos deles irreversíveis. A perda da biodiversidade é imensurável. As perdas de vidas humanas são um crime, sem precedentes na História.

– Em dezembro/2015, duas semanas após atentados terroristas reivindicados pelo Estado Islâmico, é assinado o Acordo de Paris, cujo documento de 32 páginas traz os compromissos que os países assumiram diante dos desafios que se avizinham para esse século no que diz respeito a real necessidade de se diminuir a emissão de gases de efeito estufa para atmosfera. Mencionado Acordo tem por objetivo geral reforçar a resposta global à ameaça das alterações climáticas, no contexto do desenvolvimento sustentável e ampliar os esforços para erradicar a pobreza.

     Termino o ano de 2015 com lágrimas nos olhos. Emocionada pela dor da perda de vidas humanas em tragédias que poderiam ser evitadas, caso fôssemos menos egoístas e colocássemos a variável econômica com a mesma ponderação das variáveis: social e ecológica; e não em única evidência, como historicamente fazemos neste mundo com o modo de produção capitalista.

     Mas sou otimista. Creio que podemos e vamos fazer as mudanças necessárias. As lágrimas nos olhos se transformam em gotas de esperança para regar este novo ano que, em breve, se inicia.

A cada um de vocês, que dedicam parte de seu tempo para ler o Blog Verde, desejo o que há de mais precioso: saúde e paz.

Publicidade

Portal da Biodiversidade – ICMBio

   Desde novembro, está disponível o Portal da Biodiversidade – PortalBio, que tem por objetivo disponibilizar à sociedade brasileira dados e informações sobre a biodiversidade brasileira gerados ou recebidos pelo Ministério do Meio Ambiente ou pelas instituições a ele vinculadas.

      Atualmente, estão disponíveis as bases de dados de alguns dos sistemas mantidos pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade – ICMBio, como o SISBIO e aqueles mantidos pelos Centros de Pesquisa e Conservação, e pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ).

     Portais como este permitem que os dados sejam disponibilizados para que a sociedade tenha ampla visão sobre a distribuição da biodiversidade brasileira. É possível realizar pesquisa, visualização e download de registros disponíveis nos bancos de dados de biodiversidade atualmente disponíveis.

    Aos interessados, cliquem aqui.

 

 

Publicidade

Educação Ambiental e Água

     Terminou hoje, 03/09, o IV Encontro Formativo Nacional Integrado de Educação Ambiental para a Gestão das Águas, que aconteceu em São Pedro, interior do Estado de São Paulo.

     O evento teve por objetivo o diálogo e troca de experiências para a implantação de estratégias de educação ambiental e o desenvolvimento de capacidades, comunicação e mobilização social na gestão integrada de recursos hídricos.

   A assessoria de Comunicação do Ministério do Meio Ambiente – MMA informa que o papel da educação ambiental no processo de participação social na Agenda Água, inserindo neste contexto a participação da juventude, foi um dos principais eixos do encontro deste ano.

    A ASCOM/MMA também informou que a coordenadora de Juventude do Departamento de Cidadania e Responsabilidade Socioambiental do MMA (DCRS/SAIC/MMA), Sra. Marccella Berte, a juventude deverá ser o principal foco da educação ambiental no próximo biênio, com relação aos recursos hídricos, devido ao Fórum Mundial da Água, a ser realizado em 2018, em Brasília.

     A ideia é a construção, com ampla participação da sociedade notadamente da juventude, do Plano Nacional de Juventude e Meio Ambiente (PNJMA).

Fonte: MMA

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

     No último mês de maio, o Papa Francisco publicou sua Carta Encíclica intitulada Laudato Si – Sobre o cuidado com a casa comum.

    O texto de 88 páginas traz ensinamentos interessantes sobre vida e meio ambiente. No início, o Santo Padre cita um cântico de São Francisco de Assis, a saber: “Louvado sejas, meu Senhor, pela nossa irmã, a mãe terra, que nos sustenta e governa e produz variados frutos com flores coloridas e verduras”.

     Mais adiante o Santo Padre comenta: “Na expectativa da vida eterna, unimo-nos para tomar a nosso cargo esta casa que nos foi confiada, sabendo que aquilo de bom que há nela será assumido na festa do Céu. Juntamente com todas as criaturas, caminhamos nesta terra à procura de Deus, porque, ‘se o mundo tem um princípio e foi criado, procura quem o criou, procura quem lhe deu início, aquele que é o seu Criador’”.

      A oração final da Carta Encíclica é muito bonita e permite uma reflexão sobre nosso papel nesta Terra e perante nossos irmãos.

Oração pela nossa terra

Deus Onipotente, que estais presente em todo o universo e na mais pequenina das vossas criaturas, Vós que envolveis com a vossa ternura tudo o que existe, derramai em nós a força do vosso amor para cuidarmos da vida e da beleza.

Inundai-nos de paz, para que vivamos como irmãos e irmãs sem prejudicar ninguém.

Ó Deus dos pobres, ajudai-nos a resgatar os abandonados e esquecidos desta terra que valem tanto aos vossos olhos.

Curai a nossa vida, para que protejamos o mundo e não o depredemos, para que semeemos beleza e não poluição nem destruição.

Tocai os corações daqueles que buscam apenas benefícios à custa dos pobres e da terra.

Ensinai-nos a descobrir o valor de cada coisa, a contemplar com encanto, a reconhecer que estamos profundamente unidos com todas as criaturas no nosso caminho para a vossa luz infinita.

Obrigado porque estais conosco todos os dias.

Sustentai-nos, por favor, na nossa luta pela justiça, o amor e a paz.

Fonte: Vaticano

Publicidade

Frases para refletir… sobre vida e meio ambiente

     No último mês de maio, o Papa Francisco publicou sua Carta Encíclica intitulada Laudato Si – Sobre o cuidado com a casa comum.

    O texto de 88 páginas traz ensinamentos interessantes sobre vida e meio ambiente. No início, o Santo Padre cita um cântico de São Francisco de Assis, a saber: “Louvado sejas, meu Senhor, pela nossa irmã, a mãe terra, que nos sustenta e governa e produz variados frutos com flores coloridas e verduras”.

     Mais adiante o Santo Padre comenta: “Na expectativa da vida eterna, unimo-nos para tomar a nosso cargo esta casa que nos foi confiada, sabendo que aquilo de bom que há nela será assumido na festa do Céu. Juntamente com todas as criaturas, caminhamos nesta terra à procura de Deus, porque, ‘se o mundo tem um princípio e foi criado, procura quem o criou, procura quem lhe deu início, aquele que é o seu Criador’”.

      A oração final da Carta Encíclica é muito bonita e permite uma reflexão sobre nosso papel nesta Terra e perante nossos irmãos.

Oração pela nossa terra

Deus Onipotente, que estais presente em todo o universo e na mais pequenina das vossas criaturas, Vós que envolveis com a vossa ternura tudo o que existe, derramai em nós a força do vosso amor para cuidarmos da vida e da beleza.

Inundai-nos de paz, para que vivamos como irmãos e irmãs sem prejudicar ninguém.

Ó Deus dos pobres, ajudai-nos a resgatar os abandonados e esquecidos desta terra que valem tanto aos vossos olhos.

Curai a nossa vida, para que protejamos o mundo e não o depredemos, para que semeemos beleza e não poluição nem destruição.

Tocai os corações daqueles que buscam apenas benefícios à custa dos pobres e da terra.

Ensinai-nos a descobrir o valor de cada coisa, a contemplar com encanto, a reconhecer que estamos profundamente unidos com todas as criaturas no nosso caminho para a vossa luz infinita.

Obrigado porque estais conosco todos os dias.

Sustentai-nos, por favor, na nossa luta pela justiça, o amor e a paz.

Fonte: Vaticano