Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
Meio Ambiente Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Meio Ambiente

O Blog Verde vai mudar… … de endereço

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

25 de julho de 2020

Prezados leitores do Blog Verde,

    Em 12 julho de 2020, completamos 9 anos de Blog Verde. Mas, agora ele está mudando de endereço. Foram 9 anos de uma bonita parceria com o Portal Tribuna do Ceará, do Sistema Jangadeiro de Comunicação; parceria esta que nasceu com o honroso convite feito em junho de 2012, logo após minha participação, como delegada do Estado do Ceará, na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a chamada Rio+20.

    Do início até os dias de hoje, foram publicados 1.009 artigos que contemplam a matéria ambiental, com informações atualizadas e com fontes seguras. Escrever artigos sobre meio ambiente se confunde com minha trajetória de vida pessoal e profissional, uma vez que são mais de 30 anos de trabalho neste campo; destes 25 dedicados ao ensino, pesquisa e extensão em uma das mais conceituadas Instituições Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

    Deixo o Portal Tribuna do Ceará emocionada e com o coração repleto de gratidão pela confiança em mim depositada ao longo de quase uma década. Muito cresci neste período de trabalho voluntário (108 meses), de dedicação a registrar fatos importantes da história ambiental no mundo, no Brasil e no Ceará. Permitam-me dizer que sentirei saudades de estar abrigada a este importante veículo de comunicação ao qual me fez acreditar que desafios existem para serem enfrentados e obstáculos para serem vencidos.

    Então, imbuída da responsabilidade que me foi conferida pelo Sistema Jangadeiro de Comunicação e da segurança que o tempo que tivemos de parceria me proporcionou, me sinto impelida a dar continuidade a esse trabalho de divulgar informações ambientais, agora, em um novo endereço. Convido-os, caros leitores, a visitarem o novo endereço do Blog Verde para, juntos, continuarmos na caminhada dedicada às questões ambientais.

    Sigam-nos no www.blogverde.com.br

Publicidade

Horta em casa ou apartamento: uma boa ideia

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Meio Ambiente

20 de julho de 2020

     É possível ter horta em casa ou apartamento, em espaços reduzidos, no intuito de cultivar ervas e temperos, que podem dar beleza ao ambiente, além de promover a alimentação do dia a dia.

     A jornalista Jordanna, em entrevista com jardinista Fabrício colheu as seguintes dicas para hortas: plantar manjericão, por ocupar pouco espaço e de fácil manutenção, adaptando-se em vasos. O manjericão roxo e o manjericão branco também.

     Ainda tem-se a pimenta, que também adapta-se em vasos, a exemplo da dedo de moça e a malagueta, bem como a hortelã. Esta deve ser separada das outras plantas por seu aroma forte e a velocidade que sua raiz se espalha, podendo prejudicar o crescimento de outras plantas.

    Seguem algumas dicas para adaptar em ambientes internos:

Foto: Esdras Guimarães, 2020.

1) Palete de madeira com vários vasinhos de plantas pode conferir um ar diferente à casa, deixando o ambiente mais bonito e agradável, com horta simples, barata e criativa.

2) Latinhas reaproveitadas de leite coladas com imã na geladeira, configurando uma hortinha para pregar na lateral da geladeira.

3) Vasos em sapateira de armário, reconfigurando um móvel usado. É só escolher um local estratégico da casa.

4) Vasos coloridos na varanda pendurados na varanda, pode dar um charme especial ao espaço.

5) Potes de vidros com hortaliças apoiados em bandeja vintage, garantem uma reutilização dos materiais e permitem viabilizar a horta.

     É importante lembrar que é preciso cuidar bem para que as hortaliças se desenvolvam adequadamente para que se mantenha sempre viva. O Jardinista explica que, em geral, “as hortaliças precisam de muita luz natural. Por isso, é importante escolher um local perto da janela, por exemplo, para montar a sua horta. As folhas amareladas e secas enfraquecem a planta, então, é importante tirar sempre. Nunca arranque os galhos com as mãos. Utilize sempre tesouras. Algo muito importante: jamais encharque a terra, pois a rega descontrolada causa fungos”.

Publicidade

Grupo Energia e Meio Ambiente/IFCE/CNPq: 20 anos de história

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

08 de julho de 2020

            Onde você estava há 20 anos? O que você imaginava que aconteceria em 2020?

            O Grupo de Pesquisa Energia e Meio Ambiente foi um dos pioneiros no Instituto Federal do Ceará, na época Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará. Uma época em que a cultura da pesquisa naquela instituição estava dando seus primeiros passos.

            O primeiro passo é sempre difícil, pois as incertezas no caminho podem ser muitas e não sabemos se teremos força suficiente para enfrentarmos as adversidades. Mas é preciso crer que o cenário futuro vai ser o melhor possível e envidarmos todos os esforços necessários para se alcançar o êxito, pois somos o resultado das escolhas que fizemos e que fazemos, em todos os instantes.

            Ano de 2000… fechava-se o século XX e estávamos ansiosos para entrar no século XXI. A Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento que acontecera no Rio de Janeiro em 1992 deixara um desafio importante para todos: operacionalizar o desenvolvimento sustentável. Na mesa de debate das discussões e um dos desafios apontados para o novo século que se avizinhava estava o desafio das energias renováveis. Era preciso se pensar em dar alternativas à matriz energética sem desconsiderar a necessária manutenção dos estoques dos recursos naturais e sua qualidade, para que atendesse a demanda de energia daquela geração e das futuras gerações.

            São 20 anos de história do Grupo Energia e Meio Ambiente/IFCE/CNPq e convido-os a participar desta celebração, considerando que hoje se comemora o Dia Nacional da Ciência. Assim, amanhã, dia 09 de julho de 2020, às 16 horas, haverá uma conversa com o professor Adeildo Cabral, coordenador do Laboratório de Energias Renováveis e Conforto Ambiental (LERCA), líder do Grupo, sobre os 20 anos do Grupo de Pesquisa Energia e Meio Ambiente, do IFCE Fortaleza. A transmissão será realizada no perfil do @ifcefortalezaoficial
#energia #meioambiente #live

            Para entrar na live, cliquem aqui.    

           Encontramo-nos, virtualmente… afinal faço parte desta história, desde seu começo… e lá se vão 20 anos de bonita história junto aos professores colaboradores, pesquisadores, estudantes, bolsistas e voluntários.

Publicidade

Centro de Ciências Agrárias recebe o Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa – edição 2020

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Meio Ambiente, Preservação

04 de julho de 2020

            Este ano de 2020, o Centro de Ciências Agrárias (CCA) recebe a Medalha Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa. O Centro de Ciências Agrárias é uma unidade acadêmica da Universidade Federal do Ceará (UFC). O CCA foi fundado com o nome Escola de Agronomia do Ceará como entidade particular de ensino superior, em 30 de março de 1918, portanto com mais de 100 anos.

Fonte: SEMA, 2019.

            O processo de escolha do agraciado é realizado no âmbito do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga, que tem por base o Decreto Estadual no 27.781, de 26 de abril de 2005. O Prêmio é concedido, anualmente, a uma pessoa física ou jurídica (pública ou privada), alternadamente, considerando o desempenho de suas ações para a proteção do Bioma Caatinga e o desenvolvimento sustentável.

            As indicações ao Prêmio são feitas pela sociedade civil. Qualquer cidadão pode indicar pessoas (físicas em anos ímpares e jurídicas em anos pares) para concorrerem ao prêmio. Este ano foram quatro indicações: Centro de Ciências Agrárias; Instituto Brasil Solidário; Sindicato das Indústrias Refinadoras de Cera de Carnaúba no Estado do Ceará (Sindcarnaúba) e Associação de Desenvolvimento Educacional e Cultural (ADEC). Em votação dos membros do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga venceu o Centro de Ciências Agrárias.

Fonte: UFC, 2020.

            Dentre os motivos que consideraram a indicação e escolha ao prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa para o Centro de Ciências Agrárias, estão sua forte atuação na proteção do Bioma Caatinga, considerando a formação de milhares de profissionais nos cursos de graduação e de pós-graduação, ao longo de 100 anos de história, dos seus 8 departamentos; sendo boa parte desses trabalhos com ênfase em atividades de proteção e convivência com o semiárido, no Bioma Caatinga.

            Alguns exemplos de atuação do corpo docente do CCA/UFC são:

– “Áreas prioritárias para a conservação, uso sustentável e repartição de benefícios da biodiversidade brasileira”, de 2007;

– o documento “A Caatinga na Rio+20”, que culminou com o documento Declaração da Caatinga, em 2012, com 56 compromissos para a promoção do desenvolvimento sustentável da Caatinga;

– coordenação e realização da Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) do Projeto Mata Branca, com resultados altamente satisfatórios, conforme os Relatórios Finais do GEF Caatinga/Banco Mundial.

            A Professora Dra. Sônia Oliveira, Diretora do Centro de Ciências Agrárias, recebeu a notícia do prêmio, expressando as seguintes palavras: “o Centro de Ciências Agrárias da UFC ter sido agraciado com o Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa, concedido pelo Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga, é uma honra para todos que fizeram e fazem esta unidade acadêmica e isto se deve ao reconhecimento da grandeza da sua história e da sua relevância para o desenvolvimento sustentável do Estado do Ceará”.

            A outorga do Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa ao CCA/UFC coroa o desempenho do corpo docente que atua com responsabilidade e compromisso, há mais de 100 anos, em ensino, pesquisa e extensão; produzindo e disseminando conhecimento e tecnologia na necessária proteção dos recursos naturais do Bioma Caatinga e no desenvolvimento sustentável da região semiárida.

            A professora Sônia Oliveira recorda ainda que: “assim, das lições do consagrado mestre José de Guimarães Duque que preconizava o cultivo de plantas xerófilas, a criação de animais adaptados ao semiárido e a irrigação de áreas adequadas, o Centro de Ciências Agrárias avançou e hoje oferta seis Cursos de Graduação (Agronomia, Engenharia de Pesca, Engenharia de Alimentos, Zootecnia, Gestão de Políticas Públicas e Economia Ecológica) e nove Programas de Pós-Graduação (Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissional em Avaliação de Políticas Públicas; Mestrado e Doutorado em Economia Rural; Mestrado e Doutorado em Biotecnologia de Recursos Naturais; Mestrado e Doutorado em Ciência do Solo; Mestrado e Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos; Mestrado e Doutorado em Engenharia Agrícola; Mestrado e Doutorado em Engenharia de Pesca; Mestrado e Doutorado em Fitotecnia e Mestrado e Doutorado em Zootecnia)”.

            A data de entrega do Prêmio ainda não está marcada em virtude da pandemia do novo Coronavírus que, ainda, é uma realidade em nosso tempo e em nosso território. Mas quando essa pandemia passar, estaremos juntos celebrando a vida e a memória daqueles que foram protagonistas dessa bonita história do CCA/UFC.

            Merecida e justa homenagem a esse centro de excelência. Nossos parabéns a todos os professores que fizeram e que fazem parte do Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal do Ceará. Gratidão a todos vocês por serem parte da construção de um Ceará mais justo, mais inclusivo e que se preocupa com o desenvolvimento sustentável e com a proteção do Bioma Caatinga, único e singular no mundo.

Publicidade

Parque Estadual do Cocó: processo participativo de elaboração do Plano de Manejo

     O Parque Estadual do Cocó é uma das 119 Unidades de Conservação que existem no território cearense, criadas por quaisquer dos entes federativos (União, Estado e Municípios). Cabral (2020) elaborou quadro-síntese das Unidades de Conservação no Estado do Ceará com informações das 119 Unidades de Conservação, “excetuando-se do cômputo o Corredor Ecológico. A categoria Reserva Ecológica Particular foi considerada como integrante do Grupo do Uso Sustentável por suas caraterísticas que se assemelham à categoria Reserva Particular do Patrimônio Natural e, também, em virtude de serem consideradas Unidades de Conservação na acepção legal do Sistema Estadual de Unidades de Conservação” (CABRAL, 2020).

Quadro 1 – Unidades de Conservação, no Estado do Ceará, até janeiro/2020

Fonte: Cabral (2020)

            O Parque Estadual do Cocó, criado pelo Decreto Estadual no 32.248, de 07 de junho de 2017, possui extensão territorial de 1.571 hectares. Sua categoria é Parque Nacional, modalidade Parque Estadual, em consonância com o que estabelece o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e o Sistema Estadual de Unidades de Conservação. Atualmente, a Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) está elaborando o Plano de Manejo do Parque Estadual do Cocó.

            Nessa fase, a consultoria Arcadis, que venceu a licitação para elaboração do Plano de Manejo, e conforme disposto no Termo de Referência, está realizando uma série de Oficinas de participação da sociedade no processo de construção de mencionado documento técnico.

            Assim, está disponível na rede mundial de computadores um formulário para participar na construção da Proposta do Zoneamento Ambiental do Parque Estadual do Cocó. As informações preliminares do documento técnico sobre a proposta do Plano de Manejo para o Parque Estadual do Cocó para consulta e participação pública são fundamentais para o entendimento. Assim, aos interessados em acessar as informações, cliquem aqui .

            Para acessar o formulário e participar na construção da Proposta do Zoneamento do Parque Estadual do Cocó, cliquem aqui. O formulário ficará disponível até 8 de julho de 2020Importante mencionar que qualquer dúvida ou dificuldade, pode entrar em contato pelo e-mail: planodemanejo_PEC@arcadis.com.

            Sintam-se convidados a fazer parte desse importante momento histórico que interfere, diretamente, na nossa cidade, Fortaleza, e na maneira que nos relacionamos com as áreas protegidas no espaço urbano.

Referência:

CABRAL, N. R. A. J. Unidades de Conservação no Estado do Ceará: Resumo Executivo. Fortaleza: IFCE, 2020. (ISBN: 978-65-86520-00-2)

Publicidade

Isolamento e o suave reencontro com a natureza

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Meio Ambiente

28 de junho de 2020

            Em tempos de pandemia, o distanciamento social tem sido um dos aliados importantes na prevenção do contágio e da contaminação pelo novo Coronavírus. Afastar-se dos demais, para algumas pessoas, não tem sido um exercício fácil.

            Para outras pessoas o isolamento se constituiu em uma profunda necessidade de cura, pelo acometimento da doença Covid-19, e representou um renascimento, por vencer, um dia de cada vez, a batalha contra o vírus SARS-CoV-2.

Foto: Arquivo pessoal, junho/2020.

            O isolamento permitiu, para alguns, no silêncio de sua solitude a redescoberta da natureza e o aprofundamento da necessária aproximação com aquele que é o Autor da vida: Deus.

Foto: Arquivo pessoal, junho/2020.

            Isolamento como tempo de se reconhecer pequeno diante da imensidão da natureza, de suas formas, suas cores, suas criaturas. Isolamento como tempo de se consentir dedicar um pouco de tempo para contemplar o céu e ver o que há no físico e no abstrato do seu significado. Isolamento como o tempo de se acreditar que, independente de nossa vontade, o sol vai surgir a cada dia, mesmo que escondido entre nuvens. Por mais espessas que sejam as nuvens, e que nossos olhos estejam tão molhados que se assemelham a elas, o isolamento admite o reconhecimento da perpetuidade do brilho do sol.

Foto: Arquivo pessoal, junho/2020.

            Gratidão ao Autor da Vida por conceder, de graça, a natureza com todas as suas matizes; por consentir passar pela solidão da doença na companhia de tantas doces e belas criaturas; por assentir nossa permanência nessa Terra em conjunto com todas as criaturas sem nos tirar a alegria e a esperança.

            Essa pandemia, um dia, vai passar. Que possamos ficar atentos e respeitarmos a natureza em todos os tempos. Assim como nos ensinou o próprio Cristo e em consonância com as palavras do Papa Francisco em sua Encíclica, de 2015, Laudato Si, que dizia “o Senhor podia convidar os outros a estar atentos à beleza que existe no mundo, porque Ele próprio vivia em contato permanente com a natureza e prestava-lhe uma atenção cheia de carinho e admiração” (p.76).

 

 

Publicidade

A solidariedade continua nos tempos de pandemia

Por Nájila Cabral em Educação Ambiental, Meio Ambiente

27 de junho de 2020

            A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, seção Ceará, continua com sua campanha de solidariedade e distribuição de cestas básicas para as associações de catadores de resíduos sólidos. Essa iniciativa conta com a parceria de um dos supermercados de Fortaleza, que tem auxiliado nesse processo.

Foto: Janete Cabral, junho/2020.

            Agora em junho foi feita entrega de 72 cestas básicas para as comunidades e associações Raio de Sol, Viva Vida, Ascabonja, Moura Brasil, Ucajir, Ascajan e Aceg da Guaíba.

            Grata a todos que colaboraram e continuam colaborando com essa corrente do bem.

Foto: Janete Cabral, junho/2020.

            A Coleta Solidária continua, não podemos acreditar que a pandemia terminou… Não acabou, infelizmente. O novo Coronavírus permanece presente e as medidas de prevenção e cautela são fundamentais para evitar a contaminação, o contágio e o adoecimento das pessoas.

            Sigamos firmes. Sei que a pandemia vai passar, mas enquanto não acontece, permaneçamos cumprindo uma das mais bonitas ações de ser humano: a solidariedade com todos.

      Essa ação da ABES/CE coaduna com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e com o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS), notadamente o ODS 2 e ODS 3, além de contar com a participação fundamental da sociedade civil e do setor privado, por meio de um dos supermercados de Fortaleza.

         Fotos gentilmente cedidas pela Janete Cabral. Gratidão.

Publicidade

Meio Ambiente e espiritualidade

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

12 de junho de 2020

    

Fonte: CIEA-CE, 2020.

Encerrando a programação alusiva à comemoração da Semana de Meio Ambiente, com seminários e palestras virtuais, promovidas pela Comissão Interinstitucional de educação Ambiental (CIEA), hoje, 12 de junho, às 17:15 h haverá a live “Meio Ambiente e Espiritualidade”.   

Aos interessados em participar e interagir, podem clicar aqui. 

 

leia tudo sobre

Publicidade

Dia Mundial do Meio Ambiente – Educação Ambiental e desafios na pandemia

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

04 de junho de 2020

    Amanhã, dia 05 de junho, o mundo celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente. Anualmente, a Organização das Nações Unidas chama todos os cidadãos do mundo para debater sobre alguma temática que tem reflexo nas nossas vidas e no meio ambiente. Este ano o tema é Tempo para a Natureza.

     Em tempos de pandemia, essa temática é bem interessante, pois nos coloca como expectador de um cenário nunca antes vivenciado no mundo, em que as pessoas, por instinto de sobrevivência e por amor ao próximo, precisaram se isolar e se distanciar. Parece que demos um tempo para a Natureza… E quando esse tempo terminar e retornarmos nossas atividades, será tudo como antes? Ou seremos um pouco mais cuidadosos com nossa Casa comum?

    Amanhã tem seminário virtual para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) do Estado do Ceará com a temática “Educação Ambiental: desafios na pandemia e pós-pandemia”. O coordenador de Educação Ambiental e Articulação Social, Ulisses Rolim, comentou que o objetivo é “buscar alternativas para as questões ambientais no período de pós-isolamento social provocado pela quarentena, desenhando cenários e perspectivas futuras para o meio ambiente através da educação Ambiental”.

     Estarão no debate excelentes profissionais da área, a exemplo dos professores Marcos Sorrentino e Genebaldo Freire, convidados do Secretário Artur Bruno, da SEMA. Aos que participarem, receberão certificado digital.

    Então, convite feito: amanhã, dia 05 de junho, às 10 horas, Seminário Virtual “Educação Ambiental: desafios na pandemia e pós-pandemia”. Aos interessados em se inscrever e participar, cliquem aqui.

    O Seminário tem o apoio da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (CIEA-CE), do qual o Instituto Federal do Ceará (IFCE) é membro, e do Grupo de Interesse Ambiental (GIA).

Fonte: SEMA, 2020.

Publicidade

Semana do meio ambiente em tempos de pandemia

         Junho chegou! Estamos na semana do meio ambiente. Dia 5 de junho é o Dia Mundial do Meio Ambiente. Este ano, 2020, o tema escolhido pela Organização é das Nações Unidas é “Tempo para a Natureza”.

 

    No dia dedicado ao meio ambiente importante refletirmos sobre nossas ações e seu reflexo no meio. Tudo o que consumimos vem da natureza, tudo o que descartamos vai para a natureza. É dela que tiramos nosso sustento, portanto nada mais justo do que termos uma relação harmoniosa com os recursos naturais que nos dão suporte à vida.

 

     No Ceará, teremos muitos eventos virtuais nesta semana de meio ambiente; virtuais pois ainda estamos em tempos de pandemia que exige distanciamento social, cuidados redobrados com higiene pessoal e de ambientes, atenção com o próximo, zelo pelo meio ambiente, prudência com os resíduos sólidos e líquidos.

 

 

    Aos interessados em participar da semana de meio ambiente, alguns eventos estão nos cards, dispostos neste post. O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) também está com uma programação muito boa na semana de meio ambiente. Aos interessados, cliquem aqui. 

 

   No dia 05 de junho, haverá um Seminário Virtual com o tema “Educação Ambiental – desafios na pandemia e pós-pandemia”, com a participação do Prof. Marcos Sorrentino, do Educador Ambiental Genibaldo Freire, do Secretário de Meio Ambiente do Ceará, Prof. Artur Bruno e do Deputado Estadual Acrísio Sena.  A Secretaria de Meio Ambiente emitirá certificado digital para quem se inscrever e participar pelo site. Aos interessados, cliquem aqui. 

 

Recordando as palavras do Papa Francisco, no dia 22 de abril, em que celebramos o 50º Dia Mundial da Terra, ele nos aponta que este momento  “é uma oportunidade para renovar o nosso compromisso de amar a nossa casa comum e de cuidar dela e dos membros mais fracos da nossa família. Como a trágica pandemia do coronavírus nos demonstra, só unidos e cuidando dos mais frágeis podemos vencer os desafios globais”.

    Caros leitores do Blog Verde, estão todos convidados a participar dessa rica semana de debates, discussão, seminários e eventos virtuais, que podem nos proporcionar um direcionamento adequado para os tempos de pandemia e de pós-pandemia.

 

Publicidade

Semana do meio ambiente em tempos de pandemia

         Junho chegou! Estamos na semana do meio ambiente. Dia 5 de junho é o Dia Mundial do Meio Ambiente. Este ano, 2020, o tema escolhido pela Organização é das Nações Unidas é “Tempo para a Natureza”.

 

    No dia dedicado ao meio ambiente importante refletirmos sobre nossas ações e seu reflexo no meio. Tudo o que consumimos vem da natureza, tudo o que descartamos vai para a natureza. É dela que tiramos nosso sustento, portanto nada mais justo do que termos uma relação harmoniosa com os recursos naturais que nos dão suporte à vida.

 

     No Ceará, teremos muitos eventos virtuais nesta semana de meio ambiente; virtuais pois ainda estamos em tempos de pandemia que exige distanciamento social, cuidados redobrados com higiene pessoal e de ambientes, atenção com o próximo, zelo pelo meio ambiente, prudência com os resíduos sólidos e líquidos.

 

 

    Aos interessados em participar da semana de meio ambiente, alguns eventos estão nos cards, dispostos neste post. O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) também está com uma programação muito boa na semana de meio ambiente. Aos interessados, cliquem aqui. 

 

   No dia 05 de junho, haverá um Seminário Virtual com o tema “Educação Ambiental – desafios na pandemia e pós-pandemia”, com a participação do Prof. Marcos Sorrentino, do Educador Ambiental Genibaldo Freire, do Secretário de Meio Ambiente do Ceará, Prof. Artur Bruno e do Deputado Estadual Acrísio Sena.  A Secretaria de Meio Ambiente emitirá certificado digital para quem se inscrever e participar pelo site. Aos interessados, cliquem aqui. 

 

Recordando as palavras do Papa Francisco, no dia 22 de abril, em que celebramos o 50º Dia Mundial da Terra, ele nos aponta que este momento  “é uma oportunidade para renovar o nosso compromisso de amar a nossa casa comum e de cuidar dela e dos membros mais fracos da nossa família. Como a trágica pandemia do coronavírus nos demonstra, só unidos e cuidando dos mais frágeis podemos vencer os desafios globais”.

    Caros leitores do Blog Verde, estão todos convidados a participar dessa rica semana de debates, discussão, seminários e eventos virtuais, que podem nos proporcionar um direcionamento adequado para os tempos de pandemia e de pós-pandemia.