Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
Clima extremo no Brasil – parte 1 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Clima extremo no Brasil – parte 1

     Em texto escrito por Marcos Pivetta, publicado na Revista FAPESP de agosto de 2013, o pesquisador informa que o clima no Brasil do final deste século será, provavelmente, bem diferente do atual.

     Conforme Pivetta (2013), nos biomas Amazônia e Caatinga, a quantidade estimada de chuvas pode ser 40% menor. Os brasileiros deverão conviver com extremos do clima, como períodos de seca prolongada e de chuva forte. Ainda, os brasileiros devem conviver com aparecimento de fenômenos antes raros no país, a exemplo do furacão Catarina, em março de 2004, que atingiu a costa de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

     Estas informações são parte do diagnóstico produzido pelo Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC), que estão no Primeiro Relatório de Avaliação Nacional (RAN1), que deve ser divulgado na 1ª. Conferência Nacional de Mudanças Climáticas, no período de 9 a 13 de setembro, evento organizado pela FAPESP.

    O Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC) reuniu 345 pesquisadores de várias áreas no intuito de formular síntese inédita do estado da arte em relação à produção científica nacional sobre o tema: Mudanças Climáticas. O PBMC é concebido aos moldes do IPCC (Painel Intergovernamental das Mudanças Climáticas).

    Importante mencionar a informação, já divulgada no Blog Verde, que em maio de 2012 houve a constatação do maior nível de emissões de CO2, no valor de 400ppm. A quantidade de emissões de gases de efeito estufa, dentre os quais está o dióxido de carbono, é uma das responsáveis pelas alterações climáticas. Estratégias de redução das emissões são importantes mecanismos para enfrentamento das Mudanças Climáticas, mas isso é assunto para outros momentos.

Fonte: Pivetta, Marcos. Extremos do Clima. São Paulo: Revista FAPESP, n. 210. Agosto/2013.

Publicidade aqui

Clima extremo no Brasil – parte 1

     Em texto escrito por Marcos Pivetta, publicado na Revista FAPESP de agosto de 2013, o pesquisador informa que o clima no Brasil do final deste século será, provavelmente, bem diferente do atual.

     Conforme Pivetta (2013), nos biomas Amazônia e Caatinga, a quantidade estimada de chuvas pode ser 40% menor. Os brasileiros deverão conviver com extremos do clima, como períodos de seca prolongada e de chuva forte. Ainda, os brasileiros devem conviver com aparecimento de fenômenos antes raros no país, a exemplo do furacão Catarina, em março de 2004, que atingiu a costa de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

     Estas informações são parte do diagnóstico produzido pelo Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC), que estão no Primeiro Relatório de Avaliação Nacional (RAN1), que deve ser divulgado na 1ª. Conferência Nacional de Mudanças Climáticas, no período de 9 a 13 de setembro, evento organizado pela FAPESP.

    O Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC) reuniu 345 pesquisadores de várias áreas no intuito de formular síntese inédita do estado da arte em relação à produção científica nacional sobre o tema: Mudanças Climáticas. O PBMC é concebido aos moldes do IPCC (Painel Intergovernamental das Mudanças Climáticas).

    Importante mencionar a informação, já divulgada no Blog Verde, que em maio de 2012 houve a constatação do maior nível de emissões de CO2, no valor de 400ppm. A quantidade de emissões de gases de efeito estufa, dentre os quais está o dióxido de carbono, é uma das responsáveis pelas alterações climáticas. Estratégias de redução das emissões são importantes mecanismos para enfrentamento das Mudanças Climáticas, mas isso é assunto para outros momentos.

Fonte: Pivetta, Marcos. Extremos do Clima. São Paulo: Revista FAPESP, n. 210. Agosto/2013.