Mais reservas privadas no Brasil - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Mais reservas privadas no Brasil

    Notícias assim me deixam, literalmente, nas nuvens… Algo para ser brindado: a ampliação das áreas protegidas no território brasileiro! Notadamente, quando se trata de reservas privadas, que dependem da vontade expressa de seus proprietários em gravar, com perpetuidade, parcela ou totalidade de suas propriedades como uma Unidade de Conservação.

    Em fevereiro e março deste ano, o ICMBio criou quatro novas RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural):

– RPPN Brumadinho, no município de Rio de Contas, na Bahia, com área de 12,08ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 19, de 27/02/2014;

– RPPN Natura Cerrada, no município de Rio de Contas, na Bahia, com área de 91,07ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 22, de 06/03/2014;

– RPPN Samuel Nobre, no município de Morada Nova, na Ceará, com área de 27 ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 23, de 06/03/2014;

– RPPN Natura Mater, também no município de Rio de Contas, na Bahia, com área de 41,57ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 24, de 06/03/2014;

     Com esta RPPN (Samuel Nobre), o Ceará tem, agora, em 2014, 24 reservas privadas, que vem somar aos esforços de proteção ambiental do território, principalmente, do nosso bioma Caatinga.

     Também em fevereiro, por meio da Portaria n. 17, de 27/02/2014, o ICMBio aprovou o Plano de Manejo da RPPN Não Me Deixes, no município de Quixadá. O Art. 4º de mencionada Portaria diz sobre a obrigatoriedade de disponibilizar para acesso público, considerando a legislação vigente, da versão impressa na sede da RPPN e, também, em meio digital em página eletrônica do ICMBio, na internet.

      Para os que não sabem, a RPPN Não Me Deixes abriga a antiga casa da escritora Rachel de Queiróz.

Fonte: ICMBio

Publicidade aqui

Mais reservas privadas no Brasil

    Notícias assim me deixam, literalmente, nas nuvens… Algo para ser brindado: a ampliação das áreas protegidas no território brasileiro! Notadamente, quando se trata de reservas privadas, que dependem da vontade expressa de seus proprietários em gravar, com perpetuidade, parcela ou totalidade de suas propriedades como uma Unidade de Conservação.

    Em fevereiro e março deste ano, o ICMBio criou quatro novas RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural):

– RPPN Brumadinho, no município de Rio de Contas, na Bahia, com área de 12,08ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 19, de 27/02/2014;

– RPPN Natura Cerrada, no município de Rio de Contas, na Bahia, com área de 91,07ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 22, de 06/03/2014;

– RPPN Samuel Nobre, no município de Morada Nova, na Ceará, com área de 27 ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 23, de 06/03/2014;

– RPPN Natura Mater, também no município de Rio de Contas, na Bahia, com área de 41,57ha, criada por meio da Portaria ICMBio n. 24, de 06/03/2014;

     Com esta RPPN (Samuel Nobre), o Ceará tem, agora, em 2014, 24 reservas privadas, que vem somar aos esforços de proteção ambiental do território, principalmente, do nosso bioma Caatinga.

     Também em fevereiro, por meio da Portaria n. 17, de 27/02/2014, o ICMBio aprovou o Plano de Manejo da RPPN Não Me Deixes, no município de Quixadá. O Art. 4º de mencionada Portaria diz sobre a obrigatoriedade de disponibilizar para acesso público, considerando a legislação vigente, da versão impressa na sede da RPPN e, também, em meio digital em página eletrônica do ICMBio, na internet.

      Para os que não sabem, a RPPN Não Me Deixes abriga a antiga casa da escritora Rachel de Queiróz.

Fonte: ICMBio