Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
Conferencia Infantojuvenil Archives - Página 2 de 3 - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Conferencia Infantojuvenil

Prorrogação de registro da IV Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental

03 de setembro de 2013

Alguns estados brasileiros estão em greve na Educação. Portanto, o MEC prorrogou, exclusivamente para os estados em que estão em greve na Educação, o prazo para registro dos projetos ambientais e das escolas no site da Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

O prazo final passa a ser, então, 14 de setembro de 2013, impreterivelmente.

Publicidade

Educação Ambiental e as Conferências Estaduais

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

31 de julho de 2013

Fonte:MEC

Fonte:MEC

   O processo da Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente está em andamento em todo o país. A etapa da Conferência Estadual deve acontecer até 25 de outubro. Nesta etapa os delegados devem escolher os quatro projetos, sendo um para cada subtema: Terra, Água, Fogo e Ar.

     Os delegados, representantes das escolas, cujo projeto for eleito devem acompanhá-lo na etapa nacional da Conferência.

Fonte: MEC

 

Publicidade

Escolas participam da conferência infanto juvenil pelo meio ambiente

As escolas brasileiras tem, aos poucos, realizado suas conferências, etapa inicial e obrigatória para as escolas que querem participar do processo da IV Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

Fonte:MEC

Fonte:MEC

Até 30 de junho, mais de 450 escolas, no Brasil, realizaram suas etapas locais. Das que já realizaram a conferência na escola, 280 são escolas no Ceará, o que equivale a 60% do total.

Aos interessados em saber quem são e qual projeto cadastrado no sistema da IV Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente, cliquem aqui. 

As conferência são os mecanismos, legítimos e legais, de participação da sociedade civil, no sentido de demostraem o que querem, como querem, em relação à pauta de discussão, ou seja, o tema da conferência.  NO processo da IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente o tema é “escolas sustentáveis”.

Publicidade

Financiamento para projetos ambientais em escolas brasileiras

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

29 de junho de 2013

    Termina amanhã, 30 de junho, o prazo para as escolas brasileiras que devem receber financiamento do MEC, dentro do Programa Dinheiro Direto nas Escolas, para projetos ambientais.

    Para a percepção deste recursos, as escolas foram eleitas segundo critérios específicos, como por exemplo estarem em área de emergência ambiental e terem participado do processo da Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

    A lista completa das escolas contempladas está aqui.

    O Ceará tem cerca de 1400 escolas contempladas, ou seja, 14% do total dos investimentos. A lista completa das escolas do Ceará, encontra-se aqui.

    As ações financiáveis de cada projeto, de capital e de custeio, são:

– apoio e fortalecimento das COM-VIDA;

– adequação do espaço físico, visando à destinação apropriada de resíduos na escola, eficiência energética e uso racional de água, conforto térmico e acústico, mobilidade sustentável e estruturação de áreas verdes;

– promoção de inclusão da temática socioambiental no projeto político pedagógico.

    As dúvidas, caso as escolas tenham, podem ser enviadas por email: ea@mec.gov.br.

A resolução do MEC, versão completa, que dispõe sobre a elegibilidade das escolas e quais procedimentos realizar, está aqui.

 

Publicidade

Dinheiro Direto na Escola para escolas sustentáveis

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

18 de junho de 2013

    Gente! O MEC (Ministério da Educação) divulgou que investirá, este ano de 2013, 10 milhões de reais nas escolas do Brasil, para auxiliar no processo de transformação das escolas em espaços educadores sustentáveis!

    Vocês sabiam que dentre os critérios de eleição das escolas que receberão o recursos, aliás condição sine qua non, foi à participação no processo das Conferências Infanto Juvenis pelo Meio Ambiente? Não, não sabiam? Então, é bom atentar para a participação cidadã e efetiva da comunidade escolar nesse processo, pois, certamente, no próximo ano também haverá investimento do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), e um dos critérios de elegibilidade será a participação na IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

    Este ano, o MEC priorizou, para o repasse de verbas, as escolas que se encontram em emergências ambientais, sejam pela escassez de água (caso dos estados do semiárido nordestino), sejam pelo excesso de água (caso dos estados sulistas, que vem sofrendo com enchentes).

Fonte:MEC

Fonte:MEC

     Portanto, para a pauta prioritária (escolas em emergências ambientais) foram destinados 80% do total de 10 milhões de reais e 20% para escolas que realizam educação ambiental em seu cotidiano. A listagem com as 10 mil escolas contempladas com este recurso está disponível na página do MEC, da Conferência infanto juvenil.

    Caso queiram visualizar a lista completa das escolas, cliquem aqui.

    O Ceará tem cerca de 1400 escolas contempladas, ou seja, 14% do total dos investimentos. A lista completa das escolas do Ceará, encontra-se aqui.

    As ações financiáveis de cada projeto, de capital e de custeio, são:

– apoio e fortalecimento das COM-VIDA;

adequação do espaço físico, visando à destinação apropriada de resíduos na escola, eficiência energética e uso racional de água, conforto térmico e acústico, mobilidade sustentável e estruturação de áreas verdes;

– promoção de inclusão da temática socioambiental no projeto político pedagógico.

    As dúvidas, caso as escolas tenham, podem ser enviadas por email: ea@mec.gov.br.

    Gestores escolares, professores e alunos, verifiquem se sua escola foi contemplada este ano! Não fiquem desanimados caso não tenham sido. Ano que vem, a promessa é de mais recursos! Portanto, vai uma dica: realizem a IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente em sua escola! Este, sem dúvida, é um importante passo!

Publicidade

IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente – atualização de datas das etapas

     A IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente (IV CNIJMA), conforme o MEC/MMA, é um processo democrático de diálogo e participação no qual as pessoas se reúnem, discutem os temas propostos, expõem diversos pontos de vista, deliberam coletivamente e, a partir dos debates, escolhem representantes que levam adiante as ideias acordadas entre todos.

Fonte:MEC

Fonte:MEC

     Já comentamos este assunto neste Blog Verde. Atualizem, então, as datas da realização das diversas etapas, no Ceará, e participem!

Conferências nas Escolas: até 15 de agosto/2013

Conferências Municipais: até 15 de setembro/2013

Conferências Regionais: até 30/09/2013

Conferência Estadual do Ceará: 16 e 17 de outubro de 2013

Encontro Preparatório do Ceará – dias 23 e 34/11/2013 (com os 64 delegados que irão para a Nacional)

Conferência Nacional: 25 a 29 de novembro de 2013, em Brasília/DF.

Gestores municipais, gestores de escolas, professores, alunos e pais não fiquem fora dessa! A IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente é um processo legítimo de participação da sua escola para transformá-la em um espaço educador sustentável!

Publicidade

IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente e o Ceará

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Educação Ambiental, Meio Ambiente

08 de Março de 2013

Estamos no processo da IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente (IV CNIJMA) desde 2011. O País está cumprindo as fases e etapas obrigatórias de todo o processo da Conferência, que deve culminar com a Conferência Nacional em Brasília/DF, no período de 13 a 18 de novembro de 2013.

Fonte:MEC

Fonte:MEC

Neste processo da IV CNIJMA, as escolas têm a oportunidade de serem espaços permanentes de aprendizagem e transformação baseado no diálogo, na cooperação e no respeito à diversidade e à vida em todas as suas dimensões.

A mencionada Conferência, conforme o MEC/MMA, é um processo democrático de diálogo e participação no qual as pessoas se reúnem, discutem os temas propostos, expõem diversos pontos de vista, deliberam coletivamente e, a partir dos debates, escolhem representantes que levam adiante as ideias acordadas entre todos.

A IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente deve ser construída a partir das etapas: Conferência na Escola, Conferência Municipal/Regional, Conferência Estadual, Encontro Preparatório e Conferência Nacional.

No Ceará, a SEDUC (Secretaria Estadual de Educação), que coordena o processo no estado divulgou as datas das Oficinas Preparatórias das CREDE (Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação) e da SEFOR (Superintendência das Escolas de Fortaleza).

Gestores, diretores, professores e alunos, anotem, divulguem e participem!!

Oficinas Preparatórias Regionais: fevereiro a 03/abril/2013

Conferências nas Escolas: abril a junho/2013

Conferências Municipais: julho a agosto/2013

Conferências Regionais: agosto a 10/09/2013

Conferência Estadual do Ceará: 01 e 02 de outubro de 2013

Conferência Nacional: 13 a 18 de novembro de 2013, em Brasília/DF.

As Oficinas Preparatórias Regionais no Ceará começaram a ocorrer em fevereiro, outras acontecerão em março, conforme datas divulgadas pela SEDUC/CODEA/Diversidade e Inclusão Educacional/Educação Ambiental, a seguir. Em negrito, as que ainda vão se realizar.

CREDE 1 – 22/03/2013                             CREDE 10 – 26/02/2013                                 

CREDE 2 – 06/03/2013                                 CREDE 11 – 21/02/2013

CREDE 3 – 27/02/2013                                 CREDE 12 – 27/02/2013

CREDE 4 – 14/03/2013                              CREDE 13 – 21/03/2013

CREDE 5 – 20/03/2013                                 CREDE 14 – 05/03/2013

CREDE 6 – 14/03/2013                             CREDE 15 – 22/03/2013

CREDE 7 – 20/02/2013                                CREDE 16 – 27/03/2013

CREDE 8 – 20/03/2013                            CREDE 17 – 22/03/2013

CREDE 9 – 28/02/2013                                 CREDE 18 – 22/03/2013

 

CREDE 19 – 21/03/2013

CREDE 20 – 22/03/2013

SEFOR – 03/04/2013

O Ceará tem apresentado desde a primeira Conferência, o maior número de escolas participantes. Isso foi, também, registrado nas II e III Conferências Infanto Juvenis.

Convite feito a todos! Vamos continuar participando. Esse é o mecanismo legítimo e legal de participação da sociedade civil na transformação de atitudes e hábitos em prol de um meio ambiente mais equilibrado, para nós e para as futuras gerações.

Caros leitores, hoje 08 de março, dia da mulher, não poderia me esquecer de desejar a todas as mães, mulheres, filhas, esposas, profissionais deste País, saúde e paz.

Publicidade

Mudanças Ambientais Globais e a IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

30 de Janeiro de 2013

     No centro das discussões mundiais, o tema Mudanças Ambientais Globais também faz parte das discussões brasileiras, notadamente da IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

    O processo da Conferência já iniciou em todo o Brasil. Estados, por meio de suas secretarias de educação, devem realizar as Oficinas Preparatórias. Escolas de nível fundamental (do 6º ao 9º ano), da rede pública e particular, são convidadas a participar do processo realizando, em seu local, as Conferências das Escolas.

     As Mudanças Ambientais Globais estão presentes nas discussões por meio das temáticas: água, terra, fogo e ar. A IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente traz ainda a discussão sobre escolas sustentáveis.

     Vocês devem pensar o que cada um de nós a ver com isso? Eu ousaria dizer que cada um de nós tem absolutamente tudo a ver com isso, por exemplo, com a necessária participação no processo de discussão, que tem as conferências um excelente lócus de compartilhamento de informações.

Fonte:MEC

Fonte:MEC

     Somos nós, seres humanos, que vivemos neste Planeta e deveríamos prezar por sua qualidade, para que tivéssemos como consequência a certeza de que teremos estoques ambientais suficientes, em quantidade e qualidade, para nós e para nossos filhos, para provermos nossas necessidades básicas.

     Diria, ainda, que às vezes é fácil apontar responsáveis por algo que, voluntária ou involuntariamente, nos omitimos de realizar, a exemplo de promovermos mudanças no nosso local de trabalho ou de estudo.

     Fica o convite a todos. E o convite é recorrente, pois não é a primeira vez que comentamos aqui sobre a IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.

    O MEC (Ministério da Educação) tem a expectativa de atingir de 15 mil a 20 mil escolas em todo o país, nesta discussão das escolas sustentáveis e das Mudanças Ambientais Globais.

      Mais informações aqui.

Publicidade

Conhecimento tradicional e Educação Ambiental

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

21 de dezembro de 2012

    Ontem, no CEU (Centro Espiritual Uirapuru), em Fortaleza, terminou a Oficina Preparatória da IV Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente (IV CNIJMA) para ações afirmativas, a saber: Educação do Campo (assentamentos rurais), Educação Indígena e Educação Étnico Racial (quilombolas).

    Tive a oportunidade de aprender muito com os profissionais em educação destas modalidades de ensino. A discussão da IV CNIJMA é sobre Escolas Sustentáveis e como é rico o universo dos povos tradicionais para trazer para a realidade da comunidade escolar o saber local, seus costumes e modos, no sentido de permitir a transição para espaços educadores sustentáveis.

Dança do Toré, na Oficina Preparatória da IV CNIJMA, em Fortaleza/CE
Foto: Lindalva Cruz, 2012.

    Às vezes nos sentimos sozinhos, tentando implementar algo que sabemos ser o adequado e correto; mas existem Pedras no Caminho. O desafio é poder fazer a diferença, lidar com estas pedras no caminho e prosseguir na construção da Árvore dos Sonhos.

    É preciso relacionar o que se aprende (conteúdos programáticos) com o saber local. E quem melhor conhece o local que a gente vive se não a gente mesmo? A sabedoria tradicional dos povos indígenas, dos assentamentos rurais e dos quilombolas (étnico raciais) deve ser valorizada e incorporada na vivência e na transformação das escolas em espaços mais sustentáveis.

    Aos organizadores e participantes do processo da IV CNIJMA, parabéns! O importante é aprender e multiplicar as informações nas esferas locais, para permitir a transformação da realidade escolar atual.

 

Publicidade

Transição para sustentabilidade – Pensar e agir na escola

Por Nájila Cabral em Educação Ambiental, Governos Locais, Meio Ambiente

20 de dezembro de 2012

    O processo de transição para sustentabilidade passa pela transformação de valores e atitudes dos seres humanos em relação ao respeito à dignidade e ao bem-estar de todos, considerando também a qualidade ambiental, para esta e para as futuras gerações.

    Fico pensando se existe melhor lugar de iniciar o processo de transição para sustentabilidade que não seja a escola?

Foto: Ingrid Castro
Fonte: www.flick.br/fotos

    A escola, enquanto espaço de convivência, deve permitir além da aquisição de conteúdos e conhecimento, deve favorecer um ambiente propício para preparar os cidadãos a superarem obstáculos e dificuldades e de descobrir caminhos viáveis e adequados para seu bem-estar, considerando o respeito e o cuidado com o meio ambiente.

    A temática que o MEC em conjunto com o MMA está trabalhando este ano para a IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente (IV CNIJMA) é sobre escolas sustentáveis. Conforme a Portaria Interministerial MEC MMA n. 883, de 05/07/2012, dentre os objetivos desta conferência estão: fortalecer a participação da comunidade escolar na construção de políticas públicas de educação e de meio ambiente e, também, apoiar escolas para que se constituam em espaços educadores sustentáveis a partir da articulação de três eixos: gestão, currículo e espaço físico.

    Os objetivos da IV CNIJMA atendem aos compromissos firmados pelo País, em Conferências Mundiais sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, no sentido de se alcançarem as metas e prazos acordados, a exemplo da Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014) e para a consecução das Metas de Desenvolvimento do Milênio (2015).

    A IV CNIJMA deve ocorrer no período de 13 a 18 de novembro de 2013, em Brasília. No entanto, as etapas de participação da comunidade escolar, cumprindo disposições obrigatórias a exemplo da realização das Conferências nas Escolas, das Conferências Municipais e da Conferências Estaduais, devem acontecer antes da realização da Nacional.

    Caríssimos leitores do Blog Verde (estudantes, professores, pais, enfim, comunidade escolar) procurem saber em seus municípios (governos locais) e em seus Estados as datas de realização das etapas obrigatórias.

    Vamos cuidar do Brasil com Escolas Sustentáveis? É um convite! Espero que seja um compromisso de cada um.

 Fonte: Portaria Interministerial MEC MMA n. 883, de 05/07/2012, publicada no Diário Oficial da União em 06/07/2012

Publicidade

Transição para sustentabilidade – Pensar e agir na escola

Por Nájila Cabral em Educação Ambiental, Governos Locais, Meio Ambiente

20 de dezembro de 2012

    O processo de transição para sustentabilidade passa pela transformação de valores e atitudes dos seres humanos em relação ao respeito à dignidade e ao bem-estar de todos, considerando também a qualidade ambiental, para esta e para as futuras gerações.

    Fico pensando se existe melhor lugar de iniciar o processo de transição para sustentabilidade que não seja a escola?

Foto: Ingrid Castro
Fonte: www.flick.br/fotos

    A escola, enquanto espaço de convivência, deve permitir além da aquisição de conteúdos e conhecimento, deve favorecer um ambiente propício para preparar os cidadãos a superarem obstáculos e dificuldades e de descobrir caminhos viáveis e adequados para seu bem-estar, considerando o respeito e o cuidado com o meio ambiente.

    A temática que o MEC em conjunto com o MMA está trabalhando este ano para a IV Conferência Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente (IV CNIJMA) é sobre escolas sustentáveis. Conforme a Portaria Interministerial MEC MMA n. 883, de 05/07/2012, dentre os objetivos desta conferência estão: fortalecer a participação da comunidade escolar na construção de políticas públicas de educação e de meio ambiente e, também, apoiar escolas para que se constituam em espaços educadores sustentáveis a partir da articulação de três eixos: gestão, currículo e espaço físico.

    Os objetivos da IV CNIJMA atendem aos compromissos firmados pelo País, em Conferências Mundiais sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, no sentido de se alcançarem as metas e prazos acordados, a exemplo da Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014) e para a consecução das Metas de Desenvolvimento do Milênio (2015).

    A IV CNIJMA deve ocorrer no período de 13 a 18 de novembro de 2013, em Brasília. No entanto, as etapas de participação da comunidade escolar, cumprindo disposições obrigatórias a exemplo da realização das Conferências nas Escolas, das Conferências Municipais e da Conferências Estaduais, devem acontecer antes da realização da Nacional.

    Caríssimos leitores do Blog Verde (estudantes, professores, pais, enfim, comunidade escolar) procurem saber em seus municípios (governos locais) e em seus Estados as datas de realização das etapas obrigatórias.

    Vamos cuidar do Brasil com Escolas Sustentáveis? É um convite! Espero que seja um compromisso de cada um.

 Fonte: Portaria Interministerial MEC MMA n. 883, de 05/07/2012, publicada no Diário Oficial da União em 06/07/2012