Europa Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Europa

Clima Energia 2030 – Pacote Europeu

      Ivo Augusto, escrevendo para EcoNews, de novembro/2014, informou que o Conselho Europeu apresentou no final do mês de outubro o pacote Clima-Energia, o qual define objetivos climáticos ambiciosos a atingir até 2030.

     Conforme Ivo Augusto, este quadro político pretende tornar a economia Europeia mais competitiva, segura e sustentável, reduzindo a dependência das importações de energia e criando novas oportunidades para o crescimento econômico e para a criação de emprego.

    Ainda segundo Ivo Augusto, a peça central deste quadro legislativo é a redução de, pelo menos, 40% do dos Gases de Efeito de Estufa (GEE) até 2030, com relação aos níveis de 1990. De forma atingir a redução de 40%, os setores não abrangidos pelo Comércio Europeu de Licenças de Emissão (CELE) terão de reduzir as emissões de GEE em 30%, relativamente a 2005, enquanto os se tores abrangidos pelo CELE terão de reduzir as suas emissões em 43%, em relação a 2005.

     Apresentando-se como o principal instrumento para a redução de emissões na Europa, está prevista a reforma do CELE, com o objetivo de solucionar o excedente de licenças de emissão, melhorar a resiliência do sistema e reforçar a promoção do investimento de baixo carbono ao menor custo para a sociedade, acrescenta Ivo Augusto.

Fonte: EcoNews, novembro/2014.

Publicidade

Clima Energia 2030 – Pacote Europeu

      Ivo Augusto, escrevendo para EcoNews, de novembro/2014, informou que o Conselho Europeu apresentou no final do mês de outubro o pacote Clima-Energia, o qual define objetivos climáticos ambiciosos a atingir até 2030.

     Conforme Ivo Augusto, este quadro político pretende tornar a economia Europeia mais competitiva, segura e sustentável, reduzindo a dependência das importações de energia e criando novas oportunidades para o crescimento econômico e para a criação de emprego.

    Ainda segundo Ivo Augusto, a peça central deste quadro legislativo é a redução de, pelo menos, 40% do dos Gases de Efeito de Estufa (GEE) até 2030, com relação aos níveis de 1990. De forma atingir a redução de 40%, os setores não abrangidos pelo Comércio Europeu de Licenças de Emissão (CELE) terão de reduzir as emissões de GEE em 30%, relativamente a 2005, enquanto os se tores abrangidos pelo CELE terão de reduzir as suas emissões em 43%, em relação a 2005.

     Apresentando-se como o principal instrumento para a redução de emissões na Europa, está prevista a reforma do CELE, com o objetivo de solucionar o excedente de licenças de emissão, melhorar a resiliência do sistema e reforçar a promoção do investimento de baixo carbono ao menor custo para a sociedade, acrescenta Ivo Augusto.

Fonte: EcoNews, novembro/2014.