IFCE Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

IFCE

E depois da pandemia, como fica o meio ambiente?

     Uma pergunta intrigante: depois da pandemia, como fica o meio ambiente? Precisamos nos preparar para os tempos vindouros. O pós pandemia pode indicar um contexto diferente do que o que usualmente estamos vivenciando.

    No dia 15 de maio, por uma iniciativa da Câmara de Vereadores do município de Fortaleza, às 19 horas, haverá a live “Sustentabilidade em Tempos de pandemia. E depois, como fica o meio ambiente?”.

     A professora Suellen Galvão, convidada do vereador Iraguassu Teixeira, abordará os fatores que nos trouxeram até aqui (contexto urbanos, desigualdades sociais, pressões ambientais) correlacionando doenças zoonóticas com a saúde dos ecossistemas. A discussão também abordará a necessária universalização do Saneamento Básico.

   

A pandemia do novo Coronavírus trouxe uma realidade de redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE). Essa redução será duradoura ou passageira? E as empresas, como protagonistas nesse cenário, de que maneira farão a transição da economia de baixo carbono? Cidades, empresas e países terão resiliência para a retomada da economia levando em consideração às emissões de GEE?

    Suellen Galvão é professora da UNIFOR, aluna do Programa de Pós-graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental, do IFCE, e faz parte da Diretoria da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), seção Ceará.

    Aos que puderem participar, sintam-se convidados. Encontramo-nos virtualmente.  

     Cliquem aqui para assistir. Quem tiver uma conta ou perfil no Instagram, basta buscar por @suellengm ou @iraguassufilho e pedir para seguir o perfil que conseguirá assistir a Live.

Publicidade

Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental: processo seletivo 2020

Por Nájila Cabral em Impacto Ambiental, Meio Ambiente, Saneamento Ambiental

14 de Fevereiro de 2020

    Estão abertas as inscrições para o Mestrado Acadêmico em Tecnologia e Gestão Ambiental, do Instituto Federal do Ceará – Campus Fortaleza. O curso é recomendado pela CAPES e atua na área de Engenharias I.

Fonte: IFCE, 2020.

    O Curso tem duração prevista de 24 meses, incluindo o tempo de elaboração de dissertação de mestrado. O Curso é constituído por atividades de ensino (aulas de disciplinas, palestras e seminários), de pesquisa aplicada, de produção intelectual (acadêmica e técnica) e de inserção social, das quais o aluno nele matriculado precisa obrigatoriamente participar e cumprir de maneira efetiva, comprometendo-se a realizar todas as atividades, preferencialmente com dedicação exclusiva ao curso.

     Serão oferecidas 13 vagas para ingresso, área de concentração em Gestão e Saneamento Ambiental, nas quatro linhas de pesquisa do PGTGA. As inscrições para seleção de candidatos estarão abertas durante o período de 14 a 22 de fevereiro de 2020 e devem ser feitas no site do IFCE. O processo seletivo estará aberto a todos os portadores de diploma oficial ou reconhecido.

     Aos interessados em se inscrever, cliquem aqui.  Aos interessados em acessar o edital e saber mais sobre o processo de seleção, cliquem aqui. Para acessar os anexos, cliquem aqui.

    Fonte: IFCE, 2020.

Publicidade

Tecnologias e inovações para o desenvolvimento sustentável

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

20 de outubro de 2019

     No período de 21 a 24 de outubro de 2019, acontece o IV Encontro do Programa de Pós-graduação em Tecnologia e. Gestão Ambiental, no Instituto Federal do Ceará, Campus Fortaleza.

     Nesta 4ª edição o tema é Tecnologias e inovações para o desenvolvimento sustentável. Serão oferecidos minicursos na temática do evento, bem como haverá palestras e apresentação de trabalhos de pesquisa e inovação.

   

A programação completa está nos quadros, a seguir.

Para saber mais, cliquem aqui. Convite feito! Encontramo-nos no evento.

Fonte: PGTGA, 2019.

 

Publicidade

Projeto Casamar: ação de extensão no Dia das Crianças

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

10 de outubro de 2019

O Projeto Casa Maranguape (Projeto Casamar) é parte da extensão no âmbito do Departamento da Construção Civil, do Instituto Federal do Ceará (IFCE), Campus Fortaleza, há mais de 15 anos. Desde 2004, diferentes ações de extensão foram praticadas, correlacionadas aos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio e aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Foto: Adeildo Cabral, outubro/2019

Coordenado pelo Prof. Adeildo Cabral, as ações de extensão do Projeto Casamar permitem auxiliar a demanda social existente na Comunidade Villares da Serra, local de execução de mencionado projeto, por meio de práticas e medidas que melhorem a qualidade de vida e permitam a inclusão socioambiental. As ações e projetos de extensão, no âmbito do Projeto Casamar, priorizam as demandas com a interface da Agenda 2030 (Silva e Cabral, 2019).

Hoje, o Projeto Casamar desenvolveu mais uma ação de extensão. Quarenta e cinco (45) crianças do projeto, de idade entre 8 a 15 anos, foram ao cinema São Luiz, em Fortaleza/CE, sob a supervisão dos professores Adeildo e Rebeca Moreira, do IFCE. Algumas dessas crianças tiveram a primeira oportunidade de conhecer a magia da sétima arte.

Foto: Adeildo Cabral, outubro/2019.

As ações dentro do Projeto Casamar, afirmam Silva e Cabral (2019), concorrem com os compromissos firmados pelo Brasil junto à Organização das Nações Unidas, no sentido de que todas as pessoas devem ter acesso a oportunidades de aprendizagem ao longo da vida que os ajudem a adquirir os conhecimentos e habilidades necessários para explorar as oportunidades e participar plenamente da sociedade.

Fonte: Silva, A. C; Cabral, N. R. A. J. Análise das ações de extensão do Projeto Casamar correlacionadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Revista Compartilhar. Vol. 3. São Paulo, 2019, pp. 53-57.

Publicidade

Mulheres na Ciência – IFCE

Por Nájila Cabral em Educação Ambiental, Meio Ambiente

01 de Maio de 2019

    Ontem, 30 de abril, foi o Dia Nacional da Mulher. Instituído pela Lei Federal no 6.791, de 9 de junho de 1980, tem como objetivo estimular a integração da mulher no processo de desenvolvimento (Art. 1o). O projeto de lei, de 1979, que ensejou a criação da data comemorativa justificava o dia 30 de abril como o Dia Nacional da Mulher “pelo fato de ser época preferida pelo Conselho Nacional de Mulheres do Brasil, desde o ano de 1972, que teve na pessoa de dona Jerônima Mesquita uma de suas maiores líderes e fundadoras de instituições filantrópicas como a Federação das Bandeirantes do Brasil e a Cruz Vermelha Brasileira”. Jerônima Mesquita foi agraciada, entre outros, pelo Governo brasileiro, com a Ordem Nacional do Mérito.”

    O Instituto Federal do Ceará (IFCE) lançou um edital intitulado “Mulheres na Ciência”, cuja premiação aconteceu ontem, em alusão ao Dia Nacional da Mulher. Foram agraciadas 78 servidoras e 67 estudantes de todos os 33 campi do IFCE.

    Na ocasião, estiveram presentes Dona Maria da Penha, Profa. Sângela Silva e Profa. Sônia Guimarães brindando a todos os presentes com suas histórias de vida, de esforço, de empenho em prol da justiça social, da permanência do direito de viver e de fazer suas escolhas. Mulheres lindas, inspiradoras…

Foto: Anna Érika/IFCE, 2019.

    Tive a grata surpresa de tirar o primeiro lugar (o que, sinceramente, não esperava) e queria muito pedir permissão para externar aqui no Blog Verde minha alegria e contentamento. Queria dividir esse prêmio com as pessoas que são a razão de minha escolha pelo magistério, pelo meu amor pela pesquisa e pela minha dedicação à extensão. Vocês (alunos, colegas de trabalho, parceiros de comissões, colegiados e comitês) são o motivo e os responsáveis por esta colocação.

    Minha história de vida se assemelha, de alguma maneira, a da Dona Maria da Penha, da Profa. Sângela Silva e da Profa. Sônia Guimarães, na medida em que o caminho de todas nós, mulheres, é permeado de obstáculos, muitos deles, carregados de certa dose da crença de que não somos capazes de realizar tarefas pela simples condição de sermos mulheres.

    Por isso, minha necessidade de dividir o prêmio com todos vocês (alunos, colegas de trabalho, parceiros de comissões, colegiados e comitês), pois foi por vocês que deixei de lado toda dor (física ou emocional) e, mesmo com muitas cicatrizes, segui, e sigo, meu caminhar. Sou imensamente grata a Deus por vocês existirem em minha vida.

 

 

 

 

Publicidade

IFCE lança livro no Encontro de Geógrafos da América Latina

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

13 de Abril de 2019

O XVII Encontro de Geógrafos da América Latina, realizado na cidade de Quito no Equador aconteceu no período de 9 a 12 de abril de 2019, na Pontifícia Universidade católica do Equador.

O Instituto Federal do Ceará participou do evento com o lançamento do livro Itinerários Formativos em Energias Renováveis e Eficiência Energética, do MEC/GIZ, com o Prof. Adeildo Cabral, coordenador do GT Eficiência Energética de Edifícios. O lançamento ocorreu no dia 11 de abril, no Centro Cultural, das 09:30h às 11:00h.

O Encontro é realizado a cada dois anos, tem como objetivo promover o intercâmbio da produção geográfica contemporânea entre investigadores, estudantes e profissionais da região. Nesta ocasião, 2019, a pergunta central do encontro era: Que contribuição fazem os geógrafos diante dos desafios da integração e da diversidade na América Latina?

Na foto, da esquerda para a direita, Prof. Lenilde (UFPI), Prof. Adeildo (IFCE), Mateo A. Vega-Yánez, Angeline Ayala, Katerin Cabezas, Alexandra Mena (docente) e Cindy Herrera, estudantes dos cursos de Engenharia Geográfica e de gestão Ambiental, da Pontifícia Universidade Católica do Equador.

No encerramento do evento EGAL2019, houve a entrega do Prêmio Milton Santos para os Professores Hugo Romero (Chile) e Carlos Walter Porto Gonçalves (Brasil).

Publicidade

Reciclagem de Resíduos de Gesso de Revestimento – Lançamento de livro

Por Nájila Cabral em Impacto Ambiental, Meio Ambiente, Saneamento Ambiental

03 de Abril de 2019

Hoje, no Auditório Iran Raupp do Instituto Federal do Ceará, Campus Fortaleza, houve a aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental, ano 2019.

Na ocasião, estiveram presentes o corpo docente do PGTGA, diretores do IFCE e representantes da Universidade Federal do Ceará. O Professor Titular Suetônio Mota e Professor Titular João Hiluy, à convite da Coordenação do PGTGA, proferiram palavras de incentivo aos alunos, ressaltando a importância das parcerias com outros centros de pesquisas e universidades, a exemplo da parceria entre UFC e IFCE.

Nessa oportunidade da aula inaugural, ocorreu o lançamento do livro intitulado “Reciclagem de Resíduos de Gesso de Revestimento”, dos autores Mara Zelândia Barbosa Damasceno, Adeildo Cabral da Silva, Rinaldo dos Santos Araújo, Tássio Francisco Lofit Matos e Walesca Martins Eloi.

O livro, apresentado pelo Prof. Dr. Francisco Carvalho, Secretário Executivo da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará, é resultado de uma das dissertações de mestrado produzidas no PGTGA. O Professor Francisco Carvalho ressaltou o caráter inovador do livro, considerando serem poucos os trabalhos que versam sobre essa área de conhecimento.

O Sindicato das Construtoras do Ceará – SINDUSCON foi um importante parceiro na viabilidade do livro, pelo suporte financeiro e institucional concedido. Em suas palavras no livro, o presidente do Sinduscon, André Montenegro, menciona que “essa publicação pode servir de reflexão sobre os aspectos de necessidade de minimização na geração de resíduos em obras; conveniência de reintroduzir o material no processo produtivo e premência de minimizar os impactos ambientais oriundos do descarte de resíduos de gesso”.

O prefácio, escrito pelo Prof. Dr. Perboyre Alcântara, lembra que “no Brasil, somente a partir de 2011 os resíduos de gesso foram incluídos na classe B, ou seja, Resíduos da Construção Civil recicláveis para outras destinações” e que o livro é uma importante “contribuição ao conhecimento tecnológico no campo da reciclagem do gesso”.

Publicidade

I Bienal Internacional de Música, no IFCE

Por Nájila Cabral em Educação Ambiental, Meio Ambiente

24 de novembro de 2018

    A I Bienal Internacional de Música acontece de 29 de novembro a 1º de dezembro, em Fortaleza, com oficinas e apresentações culturais, com o objetivo de reunir, em um só evento, oportunidades de aprendizado e momentos de contemplação da atividade musical em suas diversas variações. Esta é a proposta da I Bienal Internacional de Música do Instituto Federal do Ceará – Paulo Abel do Nascimento. O evento, sediado no campus Fortaleza e na Reitoria, terá atrações internacionais.

    O título da bienal é uma homenagem ao famoso sopranista e contraltista cearense, falecido em 1993 e que faria 60 anos em 2018. Paulo Abel foi aluno do curso de Turismo da então Escola Técnica Federal do Ceará, tendo sido também regente do tradicional coral da Instituição, contribuindo para o crescimento do grupo.

     Na abertura da Bienal, a dupla formada pela cantora argentina Cecilia Stanzione e pelo saxofonista e flautista Mário Sève fará uma apresentação na qual serão acompanhados por Édson Távora (no piano) e Jorge Cardoso (participação especial no bandolim), ambos renomados músicos radicados na capital cearense. A Big Band Jazz A7 IFCE e o Coral da UFC completam a noite de abertura. Nos dias seguintes sobem ao palco os seguintes grupos: Doces Flautas Doces (IFCE), Camerata de Violões (IFCE), Choro Grande Banda (Uece), Orquestra Pop e Jazz (Ifes), Camerata da Unifor e Instrumental Mira Ira (IFCE).

     As oficinas e masterclass – espaços de aprendizado e interação – constituem-se no núcleo da programação, permitindo o contato direto com as atrações: Cecília Stanzione estará à frente de uma das várias oficinas ofertadas – abordando Canto, Técnica e Expressão. Já Mário Séve ministrará a oficina Prática de Choro. “Canções – Cantigando na Escola” é o tema da oficina que terá à frente a prof.ª Izaíra Silvino.

     A Bienal Internacional de Música contará também com a oficina de Elaboração de Projetos Culturais (prof. Arley França); Sons Transversais, com o prof. Marcelo Leite; Perspectivas Metodológicas para a Prática e o Ensino de Violão Coletivo (prof. Eddy Lincolln); Arranjo Vocal (prof. Marcos Paulo Leão); Cancioneiro e Ritmos Afro-Ameríndios (com os professores Ricardo Nascimento/Joel Oliveira/Jardson Moreira); Harmonia e Improvisação (prof. Édson Távora); Acordeom na Escola: Desafios Pedagógicos (prof. Nonato Cordeiro); Ensino Coletivo de Cordas (professoras Liu Man Ying e Dora Utermohl de Queiroz).

     Além disso, ocorrerá a palestra “Trajetórias Formativas Profissionais em Música: um estudo com estudantes do curso técnico em Instrumento Musical do IFCE/Fortaleza”, ministrada pelo prof. Alexandre Vieira. Complementando, haverá o lançamento do CD autoral do prof. Carlos Crisóstomo e a exposição “As bandas de cá sob o olhar de Cristiano Júnior”, que terá a curadoria de Lenice de Sousa e apoio do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

     A Bienal tem apoio de várias instituições: Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Universidade de Fortaleza (Unifor) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

    Aos interessados em saber mais, cliquem aqui.

   Fonte: Jornalista Márlen Danúsia/IFCE

Publicidade

Seleção para pós-doutoramento na área ambiental

     O Programa de Pós-graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental (PGTGA) abre chamada pública para seleção de doutor que atuará como bolsista de pós-doutoramento na área de Instrumentos de Gestão Ambiental. Podem se inscrever candidatos com doutorado em Engenharia Civil com concentração na área ambiental ou em áreas correlacionadas às Engenharias I com ênfase na área ambiental.

     As inscrições podem ser realizadas no período de 11 a 19 de outubro de 2018 na Secretaria do PGTGA, localizada na sala da Diretoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do campus de Fortaleza (Av. Treze de Maio, 2031), ou pelos Correios. Nesse último caso, o candidato deverá enviar também e-mail para pgtga@ifce.edu.br, com o nome completo e o código de registro de postagem.

     A duração da bolsa é de 12 meses, com possibilidade de extensão. O início das atividades está previsto para 19 de novembro, e o candidato selecionado atuará com dedicação exclusiva no PGTGA, em atividades de produção científica e docência.

     Mais informações, acesse aqui ou ligue para o  PGTGA (85) 3307-3717

Fonte: IFCE, 2018.

Publicidade

Missão Brasil-Portugal: iniciativas educacionais, de pesquisa e de cooperação técnica

Por Nájila Cabral em Impacto Ambiental, Meio Ambiente, Urbanismo

16 de outubro de 2018

    Durante o período de 12 a 21 de outubro de 2018, um grupo de professores, empresários da construção civil e do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará estará na V Missão Brasil-Portugal, coordenada pelo Prof. Adeildo Cabral, do Instituto Federal do Ceará (IFCE), Campus Fortaleza.

    Seguindo uma agenda de reuniões, visitas técnicas e rodadas de negócios, nesse período, o grupo estará entre a cidade de Aveiro e a cidade do Porto, com o apoio institucional, respectivamente, da Universidade de Aveiro e da Universidade do Porto, que mantém cooperação técnica com o IFCE.

   Neste ano, participam da V Missão Brasil-Portugal professores do IFCE, da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Universidade Federal do Ceará (UFC), membros da corporação do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará e empresários do setor da construção civil, inclusive o presidente do Sindicato das Construtoras (Sinduscon), André Montenegro.

   Como resultados das missões anteriores estão: parcerias entre laboratórios de pesquisa, com projetos com aporte financeiro da comunidade europeia e de agências governamentais brasileiras; intercâmbios de discentes em nível de graduação e de pós-graduação (mestrado e doutorado) e estágios de pós-doutoramento. 

    Em 2018, sob os auspícios do Convênio de Cooperação Técnica com as universidades portuguesas, 4 alunos do Bacharelado em Engenharia Civil estão em graduação sanduíche e 3 professores do IFCE estão a realizar missão de estudos, em nível de doutorado .

   A V Missão Brasil-Portugal intenciona estreitar relacionamentos e parcerias entre a inciativa privada do setor da construção civil do Ceará e laboratórios institucionais que detenham inovação tecnológica, para aprimoramento e desenvolvimento de novos materiais e de novas tecnologias construtivas, de alto desempenho e baixo custo operacional, sem perder o foco da sustentabilidade ambiental.

 

Publicidade

Missão Brasil-Portugal: iniciativas educacionais, de pesquisa e de cooperação técnica

Por Nájila Cabral em Impacto Ambiental, Meio Ambiente, Urbanismo

16 de outubro de 2018

    Durante o período de 12 a 21 de outubro de 2018, um grupo de professores, empresários da construção civil e do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará estará na V Missão Brasil-Portugal, coordenada pelo Prof. Adeildo Cabral, do Instituto Federal do Ceará (IFCE), Campus Fortaleza.

    Seguindo uma agenda de reuniões, visitas técnicas e rodadas de negócios, nesse período, o grupo estará entre a cidade de Aveiro e a cidade do Porto, com o apoio institucional, respectivamente, da Universidade de Aveiro e da Universidade do Porto, que mantém cooperação técnica com o IFCE.

   Neste ano, participam da V Missão Brasil-Portugal professores do IFCE, da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Universidade Federal do Ceará (UFC), membros da corporação do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará e empresários do setor da construção civil, inclusive o presidente do Sindicato das Construtoras (Sinduscon), André Montenegro.

   Como resultados das missões anteriores estão: parcerias entre laboratórios de pesquisa, com projetos com aporte financeiro da comunidade europeia e de agências governamentais brasileiras; intercâmbios de discentes em nível de graduação e de pós-graduação (mestrado e doutorado) e estágios de pós-doutoramento. 

    Em 2018, sob os auspícios do Convênio de Cooperação Técnica com as universidades portuguesas, 4 alunos do Bacharelado em Engenharia Civil estão em graduação sanduíche e 3 professores do IFCE estão a realizar missão de estudos, em nível de doutorado .

   A V Missão Brasil-Portugal intenciona estreitar relacionamentos e parcerias entre a inciativa privada do setor da construção civil do Ceará e laboratórios institucionais que detenham inovação tecnológica, para aprimoramento e desenvolvimento de novos materiais e de novas tecnologias construtivas, de alto desempenho e baixo custo operacional, sem perder o foco da sustentabilidade ambiental.