informação ambiental Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

informação ambiental

Criada mais uma reserva privada no Ceará

    Neste mês de maio, mais uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) foi criada no Ceará: A RPPN Luizinho Alencar. Localizada no município de Itatira, tem 200 hectares de área protegida.

    Ao todo, no território cearense, são agora 23 reservas privadas, sendo 16 RPPN, todas criadas em âmbito federal, e 07 REP (Reserva Ecológica Particular), criadas no âmbito do estado do Ceará.

    As informações dos quadros, a seguir, são do Grupo de Pesquisa Áreas Protegidas, do IFCE/CNPq.

Quadro 1 – RPPNs cearenses criadas em âmbito federal, dispositivo legal de criação, localidade e extensão territorial

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO ESTADO DO CEARÁ

 Unidade de Conservação 

Dispositivo legal

 Município 

Área (ha) UC

1

RPPN FAZENDA OLHO D’ÁGUA DO URUCU Port. IBAMA nº 719-P, de 26.03.91

Parambu

2.610,00

2

RPPN MERCÊS SABIAGUABA E NAZÁRIO Port. IBAMA nº 113-N, de 25.10.93

Amontada

50,00

3

RPPN SÍTIO AMEIXAS – POÇO VELHO Port. IBAMA nº 007, de 28 .01.94

Itapipoca

464,33

4

RPPN FAZENDA NÃO ME DEIXES Port. IBAMA nº 148-N, de 05.11.98

Quixadá

300

5

RPPN ARAJARA PARK Port. IBAMA nº 024-N, de 23.02.99

Barbalha

27,81

6

RPPN SERRA DAS ALMAS Port. IBAMA nº 051, de 08.09.00

Crateús

4.749,58

7

RPPN AMBIENTALISTA FRANCY NUNES Port. IBAMA nº 054, de 08.09.00

General Sampaio

200

8

RPPN MONTE ALEGRE Port. IBAMA nº 151, de 24.10.01

Pacatuba

263,17

9

RPPN RIO BONITO Port. IBAMA nº 174, de 21.11.01

Quixeramobim

441

10

RPPN SERRA DAS ALMAS II Port. IBAMA nº 117, de 09.09.02

Crateús

494,5

11

RPPN CHANCELER EDSON QUEIROZ (SITIO CÉU) Port. IBAMA nº 05, de 30.01.06

Guaiúba

129,61

12

RPPN SÍTIO PALMEIRAS Port. ICMBIO nº 46, de 2008

Baturité

75,47

13

RPPN SERRA DA PACAVIRA Port. ICMBIO nº 47, de 2008

Pacoti

33,561

14

RPPN MÃE DE LUA Port. ICMBIO nº 58, de 2009

Itapagé

764,08

15

RPPN ELIAS ANDRADE Port. ICMBIO nº 93, de 2009

General Sampaio

207,92

16

RPPN LUIZINHO ALENCAR Port. ICMBIO nº 186, de 2013

Itatira

200

 

Quadro 2 – REPs cearenses, criadas em âmbito estadual, dispositivo legal de criação , localidade e extensão territorial.

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO ESTADO DO CEARÁ

  Área Protegida

 Dispositivo legal

 Município 

Área (ha) UC 

1

REP DE SAPIRANGA Port. SEMACE nº 031, de 03.02.97

Fortaleza

58,762

2

REP FAZENDA SANTA ROSA Port. SEMACE nº176, de 13.11.98

Santa Quitéria

280,00

3

REP FAZENDA CACIMBA NOVA Port. SEMACE nº177, de 13.11.98

Santa Quitéria

670,00

4

REP DO SÍTIO OLHO D’ÁGUA Port. SEMACE nº 222, de 17.10.00

Baturité

383,3366

5

REP JANDAIRA Port. SEMACE nº 234, de 06.12.02

Trairi

54,53

6

REP MATA FRESCA Port. SEMACE nº 92, de 01.07.04          Termo de Retificação à Portaria 92, de 15.09.04

Meruoca

107.968,60

7

 REP LAGOA ENCANTADA Port. SEMACE nº166, de 08.10.07

Aquiraz

40,00

 

Fonte: Grupo de Pesquisas Áreas Protegidas – IFCE/CNPq, 2013.

     Áreas Protegidas são espaços do território nacional que possuem proteção amparada em dispositivos legais. São, no meu ponto de vista, um dos mais importantes instrumentos de gestão e política ambiental preconizados pela Política Nacional do Meio Ambiente.

 

Publicidade

Debates sobre Educação Ambiental

    O Ministério do Meio Ambiente promoveu no dia 07 de fevereiro debates sobre Educação Ambiental.

     Conforme Tinna Oliveira, do MMA, o painel de discussões contou com palestras dos educadores José Quintas, ex-coordenador geral de Educação Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Marcos Sorrentino, assessor especial do Ministro da Educação e livre docente da Universidade de São Paulo (USP); Leila Chalub e Vera Catalão, professoras da Universidade de Brasília (UnB). O encontro teve ainda como debatedor o coordenador-geral de Educação Ambiental do Ministério da Educação (MEC), José Vicente Freitas, além de representantes do Ibama, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da Agência Nacional de Águas (ANA), que integram a Comissão Intersetorial de Educação Ambiental do MMA.

     Conforme Nilo Diniz, “o painel de debates encerra um mês de autoformação da equipe do DEA (Departamento de Educação Ambiental), com o objetivo de fortalecer conceitualmente as ações conjuntas, para o ano de 2013, em toda a área ambiental, no que concerne à formação de educadores ambientais. Neste momento de grandes desafios sociais e econômicos, é preciso que a agenda da sustentabilidade socioambiental, por meio de processos educativos, de comunicação e mobilização social, preste a sua colaboração”.

Fonte: MMA

Publicidade

Seminário de boas práticas em Educação Ambiental

Por Nájila Cabral em Desenvolvimento Sustentável, Educação Ambiental, Meio Ambiente

30 de novembro de 2012

     O Departamento de Educação Ambiental, da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, do Ministério do Meio Ambiente, encerra hoje, 30/11, o Seminário de Boas Práticas em Educação Ambiental na Agricultura Familiar, que teve início no dia 28 de novembro, em Brasília/DF.

    A Programação do Seminário, aberto ao público em geral e gratuito, foi a seguinte:

Dia 28/11 às 18h30 – abertura do evento e lançamento do livro “Boas Práticas em Educação Ambiental na Agricultura Familiar”, com 25 experiências selecionadas, provenientes de todo o país.

Dias 29/11 das 08h30 as 18h00 e 30/11 das 08h30 as 12h00 – realização do seminário que visa apresentar as principais experiências selecionadas, refletindo sobre diretrizes da Educação Ambiental junto à Agricultura Familiar, em diálogo com o Programa de Regularização Ambiental (PRA/MMA), a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (PNAPO) e a Política Nacional de Juventude Rural (em formulação).

    Estão presentes no evento: Expositores das 25 experiências selecionadas para a publicação; representantes do MMA e suas vinculadas, SEMAS, CIEAs, membros do GT PEAAF, representantes de órgãos governamentais federais (MEC, MDA, INCRA, MAPA, FUNASA, Secretaria Nacionalde Juventude, MDS, Casa Civil, MinC, MCTI, Universidades, Institutos Federais), representantes de Conselhos (CONAMA, CNRH, CGEN, CONAFLOR, CONJUVE, CONSEA, CONDRAF, CNPCT), representantes de movimentos sociais do campo (Sindicais, Trabalhadores(as) Rurais, Camponeses, Quilombolas, Extrativistas, Mulheres Camponesas, etc), movimentos de juventude, Agentes de ATER (Assistência Técnica e Extensão Rural) e REAF (Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar do Mercosul).

 Fonte: MMA

Publicidade

Seminário Carbon Footprint

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

24 de novembro de 2012

    Acontece nos dias 26 e 27 de novembro, em Fortaleza, no Palácio de Iracema, no âmbito da Copa do Mundo FIFA 2014, a 5ª Reunião do Núcleo Nacional de Mudanças Climáticas da Câmara Técnica de Meio Ambiente e Sustentabilidade, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Fonte: Nucleo Clima Copa

    Fortaleza é uma das Cidades-Sede (host city) e vem trabalhando numa parceria importante junto com o Governo do estado do Ceará e outros atores sociais (stakeholders) para viabilizar a inserção de critérios sustentáveis em projetos voltados à Copa do Mundo da FIFA 2014.

   No dia 26, pela manhã, a partir das 08:00h, haverá o Seminário Carbon Footprint onde serão discutidas as oportunidades de mitigação dos gases de efeito estufa da Copa de 2014 e apresentadas as experiências de três Estados/Cidades-Sede contemplados no Projeto Carbon Footprint- Pegada de Carbono da Copa do Mundo de 2014 com a Embaixada Britânica. As três cidades que apresentarão seus resultados são: Belo Horizonte, Fortaleza e Curitiba.

    Este é um momento importante para estarem presentes, além dos atores sociais ligados diretamente ao assunto, os profissionais de comunicação e mídia. A informação, provisão e disseminação, em quantidade e qualidade, é condição necessária para efetivar a participação da sociedade civil no processo de sustentabilidade. Além disso, a divulgação de informações e a conscientização pública são objetivos da Política Nacional de Meio Ambiente, instituída pela Lei n. 6938/1981.

    Caros leitores do Blog Verde, não se esqueçam! Amanhã (25/11) é o 6o. Pedala Fortaleza! Concentração no Lago Jacarey, às 08:ooh! 

Publicidade

Seminário Carbon Footprint

Por Nájila Cabral em Conservação da Natureza, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente

24 de novembro de 2012

    Acontece nos dias 26 e 27 de novembro, em Fortaleza, no Palácio de Iracema, no âmbito da Copa do Mundo FIFA 2014, a 5ª Reunião do Núcleo Nacional de Mudanças Climáticas da Câmara Técnica de Meio Ambiente e Sustentabilidade, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Fonte: Nucleo Clima Copa

    Fortaleza é uma das Cidades-Sede (host city) e vem trabalhando numa parceria importante junto com o Governo do estado do Ceará e outros atores sociais (stakeholders) para viabilizar a inserção de critérios sustentáveis em projetos voltados à Copa do Mundo da FIFA 2014.

   No dia 26, pela manhã, a partir das 08:00h, haverá o Seminário Carbon Footprint onde serão discutidas as oportunidades de mitigação dos gases de efeito estufa da Copa de 2014 e apresentadas as experiências de três Estados/Cidades-Sede contemplados no Projeto Carbon Footprint- Pegada de Carbono da Copa do Mundo de 2014 com a Embaixada Britânica. As três cidades que apresentarão seus resultados são: Belo Horizonte, Fortaleza e Curitiba.

    Este é um momento importante para estarem presentes, além dos atores sociais ligados diretamente ao assunto, os profissionais de comunicação e mídia. A informação, provisão e disseminação, em quantidade e qualidade, é condição necessária para efetivar a participação da sociedade civil no processo de sustentabilidade. Além disso, a divulgação de informações e a conscientização pública são objetivos da Política Nacional de Meio Ambiente, instituída pela Lei n. 6938/1981.

    Caros leitores do Blog Verde, não se esqueçam! Amanhã (25/11) é o 6o. Pedala Fortaleza! Concentração no Lago Jacarey, às 08:ooh!