Suetônio Mota Archives - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

Suetônio Mota

Láurea ao Mérito 2019– Professor Suetônio Mota

Por Nájila Cabral em Meio Ambiente, Saneamento AMbiental

17 de setembro de 2019

Ontem, em Palmas, no Tocantins, houve a entrega da Medalha do Mérito do ano 2019, durante a abertura oficial da Semana da Engenharia e Agronomia.

Professor Suetônio Mota, setembro/2019.

A Medalha e o Livro do Mérito foram instituídos pela Resolução nº 118 do Confea, em 11 de dezembro de 1958, assinada pelo então presidente, engenheiro Adolfo Morales de los Rios Filho. Em dezembro de 1986, a Resolução nº 320 revogou a anterior, e formulando a entrega das homenagens, passando os condecorados com a Medalha do Mérito e os familiares dos inscritos no Livro do Mérito a receber o diploma na sessão solene de instalação da Semana Oficial da Engenharia, da Arquitetura e da Agronomia.

Na solenidade, o engenheiro civil Marcelo Maia, presidente do CREA/TO, destacou a importância desta Honraria que deixa registrados os legados de grandes personalidades da Engenharia que já foram (Livro do Mérito) e outras que estão aqui (Medalha do Mérito).

Dentre os agraciados está o Professor Suetônio Mota, engenheiro civil pela Universidade Federal do Ceará (1970), especialista em Engenharia Sanitária pela Universidade de São Paulo (1972), Mestre e Doutor em Saúde Pública, pela USP, respectivamente, em 1974 e 1980.

Prof. Suetônio Mota e D. Moema Bezerra Mota, setembro/2019.

A sua trajetória profissional tem estreita relação com o pioneirismo nos estudos de reúso de água, de saneamento, de impactos ambientais, de resíduos sólidos, de áreas protegidas e de políticas públicas ambientais.

Prof. João Hiluy (UFC/ABES-CE), Prof. Suetônio Mota (UFC/ABES-CE) e Eng. Civil André Pinto (CREA-CE), setembro/2019.

Tive o privilégio de ter sido sua aluna no Mestrado e com muito carinho e emoção, ano passado, escrevi um livro intitulado “Professor Suetônio Mota: pioneirismo e legado ambiental para o Brasil” em que conto essa bonita história de sua vida profissional e do importante legado a todos os profissionais da área de engenharia civil, engenharia ambiental, saneamento e de arquitetura e urbanismo.

Parabéns ao querido Professor Suetônio Mota por essa homenagem justa e merecida. Parafraseando Tom Jobim “se todos fossem no mundo iguais a você”… teríamos, certamente, um mundo mais justo e equilibrado.

Para saber mais sobre todos os agraciados na Láurea ao Mérito 2019, cliquem aqui.  

Fonte: CONFEA, 2019

Publicidade

Suetônio Mota: o poeta do saber ambiental

O homenageado, Prof. Suetônio Mota, e a autora

      Ontem, 3 de outubro de 2018, no Ideal Clube, houve o lançamento do livro da Professora Nájila Cabral intitulado “Professor Suetônio  Mota: pioneirismo e legado ambiental para o Brasil”. Com base no panorama internacional e nacional sobre a política ambiental, este livro aborda a contribuição ímpar do Professor Suetônio Mota no debate das questões ambientais e traz as experiências desse profissional, contando sua vida, suas experiências e sua atuação na defesa do meio ambiente.
O reitor da UFC, Prof. Henry Campos, que escreveu o prefácio do livro, afirma ser este livro um romance urbano ou de costumes que retrata, em estilo leve e agradável, o percurso do mestre, exemplo de dedicação ao ensino e à pesquisa, um dos mais brilhantes professores da UFC.

Prof. Suetônio, D. Moema Bezerra e filhos, Gonzalo e Natália

       Na apresentação do livro no Ideal Clube, o prof. Humberto Carvalho, presidente da ABES-CE, lembrou que o professor Suetônio é filiado, desde 1976, da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Seção Ceará,  tendo sido presidente entre 1977 a 1979. Seus livros de engenharia sanitária e ambiental, editados pela ABES, são os mais vendidos no Brasil.

D. Moema, Prof. Suetônio, Silvana e Coronel Adauto Bezerra

  
     O Professor Suetônio é responsável pela formação de centenas de profissionais, em nível de graduação e de pós-graduação. Enquanto escritor de dezenas de livros técnicos, é responsável pelas mais confiáveis fontes de informação, que auxiliam ensino e aprendizagem. Enquanto pesquisador, é o responsável pela coordenação de diversos programas e projetos na questão de saneamento, e ainda, (talvez muitos não o saibam) o Professor Suetônio Mota é o responsável por, pioneiramente no Brasil, discutir a questão de reúso de águas.
     Com toda sua família presente e amigos, essa foi, sem dúvida, uma bonita homenagem ao poeta do saber ambiental, Professor Suetônio Mota, que fez do magistério sua razão de vida, que fez surgir do seu pioneirismo novas oportunidades para uma realidade melhor de mundo, que transformou seu legado ambiental em dádiva para esta e para as futuras gerações.

Prof. Suetônio, com seu neto João, D. Moema, Natália e Maria

Fotos: Inspiratto Comunicação (Rafael Parente)
Publicidade

História do ambientalista Suetônio Mota contada em livro, por Nájila Cabral

A obra é para além de uma biografia: registra fatos e acontecimentos da trajetória do professor Suetônio Mota. O lançamento acontece dia 3 de outubro, às 18h, no Ideal Clube

“Professor Suetônio Mota: pioneirismo e legado ambiental para o Brasil” é o título do novo livro de Nájila Rejanne Alencar Julião Cabral, que será lançado no próximo dia 3 de outubro, às 18h, no Ideal Clube. Com prefácio do reitor Henry Campos, da UFC, a obra é um relato da trajetória e vanguarda do mestre Suetônio, desde a década de 1970, quando as discussões em torno da temática ambiental estavam começando.

Segundo a autora, para além de uma biografia, o trabalho “é um registro de fatos e acontecimentos de um profissional único e que soube ousar em uma época quando poucos conheciam a variável ambiental e a importância da mesma para as tomadas de decisões, especialmente nas questões de reúso de água, de planejamento ambiental, de gestão de resíduos sólidos e de avaliação de impactos ambientais”.

De acordo com Nájila, o professor Suetônio “idealizou e implementou” diferentes ações que alteraram a rota do desenvolvimento no município de Fortaleza, no Estado do Ceará e no Brasil. “Ele é um poeta do saber ambiental, fez do magistério sua razão de vida e do seu pioneirismo, fez surgir novas oportunidades para uma realidade melhor de mundo de modo que transformou seu legado ambiental em dádiva para esta e para as futuras gerações”, completa.

A autora também já escreveu a biografia de outro destacado ambientalista do cearense, Antônio Renato Aragão. “Registrar a história de vida e a interface da trajetória de ambientalistas como Suetônio Mota e Renato Aragão, é uma honra. Os brasileiros precisam conhecer bons exemplos de profissionais, compromissados com o bem comum”, encerra a arquiteta urbanista, doutora em Ciências da Engenharia Ambiental e com pós-doutorado em Engenharia Civil, professora titular do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Campus Fortaleza.

Sobre Suetônio Mota

Engenheiro Civil pela UFC, doutor em Saúde Pública pela USP, o professor Suetônio Mota é tem experiência na área de Engenharia Ambiental, atuando, principalmente, nos seguintes segmentos: resíduos sólidos; controle da poluição; reúso de águas; gestão ambiental; planejamento urbano e ambiental, avaliação de impactos ambientais. Membro da Academia Cearense de Ciências, da Academia Cearense de Engenharia e autor de diversos livros.

SERVIÇO

Lançamento: Livro “Professor Suetônio Mota: pioneirismo e legado ambiental para o Brasil”

Data: 3 de outubro de 2018 (Quarta – feira).

Hora: 18h

Local: Ideal Clube 

Por Tarcilia Rego
Publicidade

História do ambientalista Suetônio Mota contada em livro, por Nájila Cabral

A obra é para além de uma biografia: registra fatos e acontecimentos da trajetória do professor Suetônio Mota. O lançamento acontece dia 3 de outubro, às 18h, no Ideal Clube

“Professor Suetônio Mota: pioneirismo e legado ambiental para o Brasil” é o título do novo livro de Nájila Rejanne Alencar Julião Cabral, que será lançado no próximo dia 3 de outubro, às 18h, no Ideal Clube. Com prefácio do reitor Henry Campos, da UFC, a obra é um relato da trajetória e vanguarda do mestre Suetônio, desde a década de 1970, quando as discussões em torno da temática ambiental estavam começando.

Segundo a autora, para além de uma biografia, o trabalho “é um registro de fatos e acontecimentos de um profissional único e que soube ousar em uma época quando poucos conheciam a variável ambiental e a importância da mesma para as tomadas de decisões, especialmente nas questões de reúso de água, de planejamento ambiental, de gestão de resíduos sólidos e de avaliação de impactos ambientais”.

De acordo com Nájila, o professor Suetônio “idealizou e implementou” diferentes ações que alteraram a rota do desenvolvimento no município de Fortaleza, no Estado do Ceará e no Brasil. “Ele é um poeta do saber ambiental, fez do magistério sua razão de vida e do seu pioneirismo, fez surgir novas oportunidades para uma realidade melhor de mundo de modo que transformou seu legado ambiental em dádiva para esta e para as futuras gerações”, completa.

A autora também já escreveu a biografia de outro destacado ambientalista do cearense, Antônio Renato Aragão. “Registrar a história de vida e a interface da trajetória de ambientalistas como Suetônio Mota e Renato Aragão, é uma honra. Os brasileiros precisam conhecer bons exemplos de profissionais, compromissados com o bem comum”, encerra a arquiteta urbanista, doutora em Ciências da Engenharia Ambiental e com pós-doutorado em Engenharia Civil, professora titular do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Campus Fortaleza.

Sobre Suetônio Mota

Engenheiro Civil pela UFC, doutor em Saúde Pública pela USP, o professor Suetônio Mota é tem experiência na área de Engenharia Ambiental, atuando, principalmente, nos seguintes segmentos: resíduos sólidos; controle da poluição; reúso de águas; gestão ambiental; planejamento urbano e ambiental, avaliação de impactos ambientais. Membro da Academia Cearense de Ciências, da Academia Cearense de Engenharia e autor de diversos livros.

SERVIÇO

Lançamento: Livro “Professor Suetônio Mota: pioneirismo e legado ambiental para o Brasil”

Data: 3 de outubro de 2018 (Quarta – feira).

Hora: 18h

Local: Ideal Clube 

Por Tarcilia Rego