Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Fendafor: a dança vai fluir por 11 dias em Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

28 de junho de 2019


As cortinas do Theatro José de Alencar se abriram para a 19ª Edição do Festival Internacional de Dança de Fortaleza (Fendafor). Durante 11 dias a dança vai fluir na Capital com a presença de bailarinos de renome internacional, coreógrafos e maitres de dança de 15 Estados e quatro países do mundo, entre os quais Estados Unidos e Suíça. Ao todo, serão 2.800 bailarinos.

O primeiro ato foi o espetáculo “Tambatuque nos Terreiros de Sol e Lua”, dirigindo pela bailarina e coreógrafa Anália Timbó, presidente da Associação Vidança Cia. De Dança do Ceará. A apresentação foi uma mistura das diversas manifestações culturais, presentes no imaginário popular.

Em seguida, subiram no palco principal os bailarinos Norton Fantinel e Karina Moreira, do Ballet Du Capitole, da cidade de Toulouse, na França. As primeiras apresentações foram encerradas com a bailarina Renata Soares que hoje faz parte da Companhia Teatrul National de Opera şi Balet Oleg Danovksi, em Constanta na Romênia.

“A minha gratidão é sem tamanho nesse momento porque o Fendafor não ia acontecer em 2019. Foi muito difícil. Mas com muito esforço foi possível abrir esse espaço mais uma vez para que todos os públicos possam dançar e aprender”, disse a diretora geral do evento, Janne Ruth.

TROFÉU
O Festival também promoveu a entrega do Troféu Fendafor de Responsabilidade Social. Foram agraciadas a gestora cultural tendo dirigido vários equipamentos do estado tais como Instituto Dragão do mar, Teatro José de Alencar, Museu da Imagem e do Som;  Eliza Gunther , a professora e pesquisadora de dança, Júlia Cândida e os bailarinos Norton Fantinel e Karina Moreira, além de Atenita Kaira e do secretário da juventude, Júlio Brizze. “Esse é um evento incrível. Quem vive de arte no Brasil sabe o quanto é difícil, mas espaços como esse aqui que faz com que nossos jovens tenham palcos para se apresentar e conhecer pessoas importantes e aprender com elas”, disse.

“Para mim é uma alegria e uma hora muito grande de participar há 19 anos do Fendafor, sempre compartilhamos desse trabalho brilhante. É um evento realizado com muito amor e dedicação. É uma trajetória crescente com a participação de grandes convidados”, disse Clara Pinto, vice-presidente do Conselho Brasileiro da Dança.

MOSTRA INTERNACIONAL DE DANÇA
A Mostra Internacional de Dança segue até este domingo (30/06). Ao todo, serão cerca de 50 grupos e bailarinos convidados de vários Estados do Brasil e outros países, bem como das mais tradicionais escolas de dança do Ceará. Um deles é o Cícero Gomes, primeiro bailarino do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, que dançará com a bailarina convidada Manuela Rocado, do Rio de Janeiro. Ela foi finalista do Youth America Grand Prix e em 2018 foi contratada para a temporada de Coppélia do Ballet do Theatro Municipal da capital fluminense em agosto de 2018.

A Mostra Internacional de Dança receberá ainda outros convidados, como o bailarino Tutto Gomes, da Bahia, ator da Companhia do Teatro Castro Alves; o sapateador Giuliano de Washington, dançarino da Cia. Sole Defined, dos Estados Unidos; os bailarinos Marcos Bento e Daria Reimann, ambos da Suiça, e Ariel Venâncio, de Rondonópolis, Mato Grosso.

Publicidade aqui

Fendafor: a dança vai fluir por 11 dias em Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

28 de junho de 2019


As cortinas do Theatro José de Alencar se abriram para a 19ª Edição do Festival Internacional de Dança de Fortaleza (Fendafor). Durante 11 dias a dança vai fluir na Capital com a presença de bailarinos de renome internacional, coreógrafos e maitres de dança de 15 Estados e quatro países do mundo, entre os quais Estados Unidos e Suíça. Ao todo, serão 2.800 bailarinos.

O primeiro ato foi o espetáculo “Tambatuque nos Terreiros de Sol e Lua”, dirigindo pela bailarina e coreógrafa Anália Timbó, presidente da Associação Vidança Cia. De Dança do Ceará. A apresentação foi uma mistura das diversas manifestações culturais, presentes no imaginário popular.

Em seguida, subiram no palco principal os bailarinos Norton Fantinel e Karina Moreira, do Ballet Du Capitole, da cidade de Toulouse, na França. As primeiras apresentações foram encerradas com a bailarina Renata Soares que hoje faz parte da Companhia Teatrul National de Opera şi Balet Oleg Danovksi, em Constanta na Romênia.

“A minha gratidão é sem tamanho nesse momento porque o Fendafor não ia acontecer em 2019. Foi muito difícil. Mas com muito esforço foi possível abrir esse espaço mais uma vez para que todos os públicos possam dançar e aprender”, disse a diretora geral do evento, Janne Ruth.

TROFÉU
O Festival também promoveu a entrega do Troféu Fendafor de Responsabilidade Social. Foram agraciadas a gestora cultural tendo dirigido vários equipamentos do estado tais como Instituto Dragão do mar, Teatro José de Alencar, Museu da Imagem e do Som;  Eliza Gunther , a professora e pesquisadora de dança, Júlia Cândida e os bailarinos Norton Fantinel e Karina Moreira, além de Atenita Kaira e do secretário da juventude, Júlio Brizze. “Esse é um evento incrível. Quem vive de arte no Brasil sabe o quanto é difícil, mas espaços como esse aqui que faz com que nossos jovens tenham palcos para se apresentar e conhecer pessoas importantes e aprender com elas”, disse.

“Para mim é uma alegria e uma hora muito grande de participar há 19 anos do Fendafor, sempre compartilhamos desse trabalho brilhante. É um evento realizado com muito amor e dedicação. É uma trajetória crescente com a participação de grandes convidados”, disse Clara Pinto, vice-presidente do Conselho Brasileiro da Dança.

MOSTRA INTERNACIONAL DE DANÇA
A Mostra Internacional de Dança segue até este domingo (30/06). Ao todo, serão cerca de 50 grupos e bailarinos convidados de vários Estados do Brasil e outros países, bem como das mais tradicionais escolas de dança do Ceará. Um deles é o Cícero Gomes, primeiro bailarino do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, que dançará com a bailarina convidada Manuela Rocado, do Rio de Janeiro. Ela foi finalista do Youth America Grand Prix e em 2018 foi contratada para a temporada de Coppélia do Ballet do Theatro Municipal da capital fluminense em agosto de 2018.

A Mostra Internacional de Dança receberá ainda outros convidados, como o bailarino Tutto Gomes, da Bahia, ator da Companhia do Teatro Castro Alves; o sapateador Giuliano de Washington, dançarino da Cia. Sole Defined, dos Estados Unidos; os bailarinos Marcos Bento e Daria Reimann, ambos da Suiça, e Ariel Venâncio, de Rondonópolis, Mato Grosso.