Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Dia Mundial do Leite: Betânia Lácteos movimenta cadeia de leite 100% de origem local  

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

29 de Maio de 2020

No dia primeiro de junho é comemorado o Dia Mundial do Leite e a Betânia Lácteos tem orgulho de representar o Nordeste, no segmento de um dos alimentos mais consumidos do mundo. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, como uma maneira de reconhecer a importância do setor leiteiro para a sustentabilidade, o desenvolvimento econômico, o sustento e a nutrição mundiais.

De acordo com a Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, o Brasil é o 4º maior produtor de leite do mundo. No Nordeste, temos como grandes produtores os estados do Ceará e Bahia.  A Betânia está há quase 50 anos movimentando uma cadeia produtiva 100% de origem local.  São mais de 3.500 famílias nordestinas produtoras de leite, em cerca de 130 municípios, dos estados do Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe. Atualmente, a empresa possui mais de 2 mil colaboradores e está presente em 57 mil pontos de venda na região.

A companhia possui uma linha de produtos com mais de 120 itens, como leites pasteurizados, leites longa vida, bebidas lácteas, iogurtes, queijos, requeijões, leite em pó, creme de leite e leite condensado. É líder em leite UHT na região com 41% de share e vice-líder em iogurtes.

Instituto Luiz Girão – valorização do produtor de leite local

 

A Betânia possui diversas iniciativas de valorização do produtor de leite local, com quem possui uma relação que extrapola a comercial. No final de 2019 lançou o Instituto Luiz Girão, no intuito de fomentar e desenvolver a pecuária do leite regional de forma sustentável, valorizar e proporcionar perspectivas melhores aos produtores. O Instituto atua diretamente em ações como: a melhora da qualidade do leite, o incentivo ao uso de tecnologia no campo, o planejamento forrageiro e reserva alimentar, microcrédito, assistência técnica e de gestão da fazenda, garantia de compra de toda a produção e a escola do Leite para formação de mão de obra qualificada. Além de todas estas ações, só a Betânia compra mais de 830 mil litros de leite/dia destes pecuaristas, o que significa R$ 25 milhões/mês.

“São mais de R$ 1,5 milhão de renda injetada no Nordeste diariamente. E a cada 50 litros de leite captado, um emprego é gerado. Com a criação do Instituto, temos como meta ampliar o impacto nestas e em outras famílias e desenvolver ainda mais a nossa região”, explica o presidente do Instituto, David Girão.

A concepção do Instituto foi inspirada no sistema de ODS da ONU, uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável nas áreas de erradicação da pobreza, segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, redução das desigualdades, etc.

Atuação durante Covid-19

 

Todos Pelo Nordeste – Dentro da Campanha #TodosPeloNordeste, a Betânia está levando alimento para mais de 20 municípios do sertão nordestino, dos estados do Ceará, Pernambuco e Bahia. Ao todo, estão sendo doados 250 mil litros de produtos às pessoas em situação de vulnerabilidade social, creches, escolas, lares de idosos, hospitais e profissionais de saúde. O Instituto Luiz Girão, entidade financiada pela Betânia Lácteos, está promovendo bate-papos online voltados ao produtor de leite, com conteúdo educativo, orientações e dicas, inclusive financeiras.

“Esse é o nosso propósito, valorizar a família nordestina, alimentando o corpo e inspirando ​o coração, desde o produtor até a mesa do consumidor. ​ Neste ano, apesar do momento delicado que estamos passando, sabemos do nosso papel e queremos impactar ainda mais famílias”, afirma Bruno Girão, presidente da Betânia Lácteos.

Sobre o Instituto Luiz Girão 

O Instituto Luiz Girão é uma iniciativa da Betânia Lácteos que nasce para dar vida ao propósito da empresa de promover o desenvolvimento sustentável da cadeia do produtor familiar de leite no semiárido nordestino, conservando o meio ambiente; garantindo leite de qualidade para as famílias que o consomem; prosperidade e bem-estar para as famílias que o produzem. A escolha do nome do Instituto é uma homenagem a Luiz Girão, o fundador da história do lacticínio.

Sobre a Betânia Lácteos  

Fundada em 1971 na cidade de Quixeramobim, Ceará, a Betânia Lácteos conta com cinco fábricas localizadas no Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe, além de dez centros de distribuição. Maior indústria de lácteos do Nordeste e líder em leite UHT na região com 41% de share e vice-líder em iogurtes, movimenta uma cadeia produtiva 100% de origem local. Atualmente, a Betânia Lácteos possui mais de 2 mil colaboradores e está presente em 57 mil pontos de venda. Possui uma linha de produtos com mais de 120 itens, como leites pasteurizados, leites longa vida, bebidas lácteas, iogurtes, queijos, requeijões, leite em pó, creme de leite e leite condensado. A companhia tem orgulho de sua origem, de valorizar a família nordestina, alimentando o corpo e inspirando o coração.

Publicidade aqui

Dia Mundial do Leite: Betânia Lácteos movimenta cadeia de leite 100% de origem local  

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

29 de Maio de 2020

No dia primeiro de junho é comemorado o Dia Mundial do Leite e a Betânia Lácteos tem orgulho de representar o Nordeste, no segmento de um dos alimentos mais consumidos do mundo. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, como uma maneira de reconhecer a importância do setor leiteiro para a sustentabilidade, o desenvolvimento econômico, o sustento e a nutrição mundiais.

De acordo com a Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, o Brasil é o 4º maior produtor de leite do mundo. No Nordeste, temos como grandes produtores os estados do Ceará e Bahia.  A Betânia está há quase 50 anos movimentando uma cadeia produtiva 100% de origem local.  São mais de 3.500 famílias nordestinas produtoras de leite, em cerca de 130 municípios, dos estados do Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe. Atualmente, a empresa possui mais de 2 mil colaboradores e está presente em 57 mil pontos de venda na região.

A companhia possui uma linha de produtos com mais de 120 itens, como leites pasteurizados, leites longa vida, bebidas lácteas, iogurtes, queijos, requeijões, leite em pó, creme de leite e leite condensado. É líder em leite UHT na região com 41% de share e vice-líder em iogurtes.

Instituto Luiz Girão – valorização do produtor de leite local

 

A Betânia possui diversas iniciativas de valorização do produtor de leite local, com quem possui uma relação que extrapola a comercial. No final de 2019 lançou o Instituto Luiz Girão, no intuito de fomentar e desenvolver a pecuária do leite regional de forma sustentável, valorizar e proporcionar perspectivas melhores aos produtores. O Instituto atua diretamente em ações como: a melhora da qualidade do leite, o incentivo ao uso de tecnologia no campo, o planejamento forrageiro e reserva alimentar, microcrédito, assistência técnica e de gestão da fazenda, garantia de compra de toda a produção e a escola do Leite para formação de mão de obra qualificada. Além de todas estas ações, só a Betânia compra mais de 830 mil litros de leite/dia destes pecuaristas, o que significa R$ 25 milhões/mês.

“São mais de R$ 1,5 milhão de renda injetada no Nordeste diariamente. E a cada 50 litros de leite captado, um emprego é gerado. Com a criação do Instituto, temos como meta ampliar o impacto nestas e em outras famílias e desenvolver ainda mais a nossa região”, explica o presidente do Instituto, David Girão.

A concepção do Instituto foi inspirada no sistema de ODS da ONU, uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável nas áreas de erradicação da pobreza, segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, redução das desigualdades, etc.

Atuação durante Covid-19

 

Todos Pelo Nordeste – Dentro da Campanha #TodosPeloNordeste, a Betânia está levando alimento para mais de 20 municípios do sertão nordestino, dos estados do Ceará, Pernambuco e Bahia. Ao todo, estão sendo doados 250 mil litros de produtos às pessoas em situação de vulnerabilidade social, creches, escolas, lares de idosos, hospitais e profissionais de saúde. O Instituto Luiz Girão, entidade financiada pela Betânia Lácteos, está promovendo bate-papos online voltados ao produtor de leite, com conteúdo educativo, orientações e dicas, inclusive financeiras.

“Esse é o nosso propósito, valorizar a família nordestina, alimentando o corpo e inspirando ​o coração, desde o produtor até a mesa do consumidor. ​ Neste ano, apesar do momento delicado que estamos passando, sabemos do nosso papel e queremos impactar ainda mais famílias”, afirma Bruno Girão, presidente da Betânia Lácteos.

Sobre o Instituto Luiz Girão 

O Instituto Luiz Girão é uma iniciativa da Betânia Lácteos que nasce para dar vida ao propósito da empresa de promover o desenvolvimento sustentável da cadeia do produtor familiar de leite no semiárido nordestino, conservando o meio ambiente; garantindo leite de qualidade para as famílias que o consomem; prosperidade e bem-estar para as famílias que o produzem. A escolha do nome do Instituto é uma homenagem a Luiz Girão, o fundador da história do lacticínio.

Sobre a Betânia Lácteos  

Fundada em 1971 na cidade de Quixeramobim, Ceará, a Betânia Lácteos conta com cinco fábricas localizadas no Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe, além de dez centros de distribuição. Maior indústria de lácteos do Nordeste e líder em leite UHT na região com 41% de share e vice-líder em iogurtes, movimenta uma cadeia produtiva 100% de origem local. Atualmente, a Betânia Lácteos possui mais de 2 mil colaboradores e está presente em 57 mil pontos de venda. Possui uma linha de produtos com mais de 120 itens, como leites pasteurizados, leites longa vida, bebidas lácteas, iogurtes, queijos, requeijões, leite em pó, creme de leite e leite condensado. A companhia tem orgulho de sua origem, de valorizar a família nordestina, alimentando o corpo e inspirando o coração.