Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Economia

Indústria cearense sofre impactos do novo coronavírus

Por Oswaldo Scaliotti em Análise, Coronavírus, Economia

29 de Maio de 2020

Os efeitos da pandemia do novo coronavírus continuam impactando negativamente as indústrias. Todos os índices, sejam eles de atividade ou de expectativa, apresentaram queda. No entanto, é perceptível que os índices do Ceará apresentaram quedas piores do que o Brasil. Isso se deve principalmente à suspensão da atividade industrial no estado do Ceará, o que não foi uma realidade em todas as unidades federativas do país. Essas foram as principais conclusões da pesquisa Sondagem Industrial, realizada mensalmente pelo Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Desse modo, um mês após atingir o menor nível da série histórica, alguns indicadores como a Evolução da Produção e Utilização da Capacidade Instalada efetiva em relação à usual caíram novamente no mês de abril, apresentando uma nova baixa. Além disso, o indicador de Evolução do Emprego também apresentou declínio no índice, indicando que as políticas adotadas até o momento não foram suficientes, além de muitas empresas relatarem dificuldades no acesso às políticas já implementadas. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, 60% dos empresários que buscaram financiamento tiveram acesso ao crédito negado.

Para conhecer e entender as políticas adotadas no enfrentamento aos impactos econômicos da Covid-19, a Federação das Indústrias do Ceará está produzindo boletins atualizados das políticas adotadas no Brasil e no Mundo. Esses boletins podem ser encontrados no site do Observatório da Indústria.

EXPECTATIVAS
As expectativas para o mês de maio apresentaram uma ligeira melhora em relação ao mês anterior mostrando uma pequena melhora na percepção dos empresários. No entanto, as expectativas ainda são pessimistas, pois encontram-se abaixo da linha de 50 pontos. Esse resultado foi influenciado principalmente pela incerteza de quando ocorrerá o retorno da atividade industrial, paralisada, em alguns estados, como o Ceará, desde março. Além disso, também podemos destacar como fator para esse resultado a imprecisão da magnitude dos efeitos da pandemia e quanto tempo estes irão durar.

O estudo completo ser acessado AQUI.

Publicidade

Banco do Nordeste prorroga pagamento de prestações do Crediamigo em mais 30 dias

Por Oswaldo Scaliotti em Economia

14 de Maio de 2020

Cliente tem opção de regularizar situação revitalizando crédito por meio de nova operação

 

 O Banco do Nordeste prorrogou, automaticamente, as prestações das operações contratadas no âmbito do seu  Programa de Microfinanças Urbanas – Crediamigo, com vencimento entre 19 de maio a 18 de junho deste ano para 30 dias após o vencimento da última parcela. Sobre os valores prorrogados, haverá cobrança dos encargos contratuais.

Trata-se da terceira prorrogação por conta da continuidade do isolamento social e dos efeitos da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (Covid-19). O ajuste insere-se no conjunto de medidas que o Banco do Nordeste vem adotando em razão das consequências da epidemia na economia da região.

O Banco manteve, como alternativa à prorrogação automática, a possibilidade de revitalização do crédito, com 60 dias para pagamento da primeira parcela, por meio de uma operação que regularize a situação do cliente e de outro financiamento que injete novo capital nos negócios, sujeito à análise e aprovação pelo BNB.

No caso de novas operações, sejam contratações ou renovações de crédito, está mantida a concessão de carência de até 30 dias da primeira parcela, durante o período de 19 de abril a 30 de junho de 2020, resultando em 60 dias para o início do pagamento.

Somente em 2020, o Programa já contratou mais de R$ 3,3 bilhões em novas operações. Dada a alta capilaridade do Crediamigo na área de atuação do Banco – os nove estados da Região e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo -, o BNB disponibiliza aos clientes atendimento remoto (app Crediamigo, disponível para celulares Android) e canais alternativos (Banco 24 Horas, Saque Pague, dentre outros), com objetivo de evitar deslocamentos a agências ou a casas lotéricas.

O Crediamigo, maior programa de microfinanças da América do Sul, foi criado pelo Banco do Nordeste, em 1997. Oferece capital de giro e investimento para micros e pequenos empreendedores, com prazos de 2 a 24 meses e taxas que variam de 0,99% a 2,40%. Tem 2,2 milhões de clientes ativos.

Serviço

Em caso de dúvida, o cliente deve entrar em contato com seu agente de microcrédito.

Publicidade

Governo Federal antecipa pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial

Por Oswaldo Scaliotti em Coronavírus, Economia

22 de Abril de 2020

Outra novidade anunciada nesta segunda-feira (20.04) é a possibilidade de a pessoa inscrita no Cadastro Único que não foi contemplada incialmente pedir o benefício pelo aplicativo da Caixa

Foto: Rafael Carvalho/ Min. Cidadania
O Governo Federal adiantou para esta semana o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600. A partir de quinta-feira (23.04), as pessoas nascidas em janeiro ou fevereiro já aprovadas pelo sistema receberão mais um pagamento do benefício. Quem nasceu em março ou abril receberá a parcela a partir de sexta-feira (24.04) e assim por diante. Anteriormente, o pagamento seria efetuado apenas a partir de 27 de abril. O crédito da primeira parcela continua normalmente, sendo que apenas nesta segunda-feira (20.04) a Caixa Econômica Federal está contemplando mais de seis milhões de cidadãos.

“Hoje estamos pagando por dia a mais pessoas que a população inteira de alguns países do mundo”, comparou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, durante coletiva de imprensa para anunciar as novidades. “Entendemos que a espera é frustrante, mas a boa notícia é que, quando a pessoa for receber, receberá duas parcelas”, completou.

Regularização de CPFs

O ministro da Cidadania comemorou o fato de o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ter derrubado a liminar que suspendia a exigência de CPF regular para o recebimento do auxílio. “Faço um agradecimento ao STJ, que cassou a liminar, garantindo o CPF como base do cadastramento, análise e fornecimento do auxílio emergencial. Todo o sistema financeiro brasileiro é estruturado em cima dessa informação”, disse Onyx Lorenzoni, que ainda ressaltou o trabalho em conjunto do ministério com a Receita Federal, que permitiu a regularização de 13,6 milhões de documentos.

“Queremos agradecer também à Receita Federal, que permitiu que pudéssemos facilitar e simplificar a regularização dos CPFs. Mais de 13 milhões de CPFs retornaram à base de dados da Dataprev, Caixa e Cidadania”, concluiu.

Acessos

O aplicativo Caixa Auxílio Emergencial já teve mais de 50,3 milhões de downloads e 42,2 milhões de cadastros. A ferramenta digital serve para que trabalhadores informais, autônomos, contribuintes individuais do INSS e microempreendedores individuais solicitem o benefício. O aplicativo Caixa Tem, que serve para movimentar a conta poupança digital, conta com 21,9 milhões de downloads. O site auxilio.caixa.gov.br soma 275,1 milhões de visitas, enquanto a central telefônica 111 recebeu 49,6 milhões de ligações.

Publicidade

Prefeitura de Maracanaú adia para 30 de julho o pagamento do IPTU e prorroga Imposto sobre Serviços de autônomos, micro e pequenas empresas e MEIs

Por Oswaldo Scaliotti em Coronavírus, Economia

17 de Abril de 2020

O prefeito Firmo Camurça, por meio do decreto 3.972 /2020, adiou para 30 de julho o pagamento da primeira parcela ou cota única do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU. Em Maracanaú, nos anos anteriores, o imposto começava a ser cobrado em maio. Em 2020, o IPTU poderá ser pago em até seis vezes. No mesmo decreto, o Prefeito prorrogou o prazo de pagamento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISSQN de profissionais autônomos, microempresas (ME), empresas de pequeno porte (EPP) e microempreendedores individuais (MEI), nos termos do decreto. Outro ponto é suspensão por 60 dias, a partir de 17 de março, da inscrição em dívida ativa de contribuintes e execução por atraso. As medidas buscam amenizar os impactos socioeconômicos da pandemia de Coronavírus (Covid-19) sobre a população, autônomos, empreendedores individuais e pequenos empresários.

O decreto está disponível no site da Prefeitura de Maracanaú – www.maracanau.ce.gov.br , na aba Medidas adotadas para enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19)

Publicidade

Aplicativo para cadastro de trabalhadores informais será lançado na terça-feira (07.04)

Por Oswaldo Scaliotti em Coronavírus, Economia

03 de Abril de 2020

Objetivo é identificar quem tem direito ao pagamento de R$ 600 de auxílio emergencial e não está no Cadastro Único do Governo Federal. Pessoas já cadastradas e beneficiários do Bolsa Família não precisarão acessar o aplicativo

O Governo Federal lança na próxima terça-feira (07.04) um aplicativo para os trabalhadores sem cadastro nos programas sociais inserirem seus dados e se candidatarem a receber o auxílio emergencial de R$ 600. O benefício foi disponibilizado para garantir uma renda mínima aos brasileiros em situação mais vulnerável durante a pandemia do Covid-19 (novo coronavírus).

O aplicativo servirá para o Ministério da Cidadania identificar os trabalhadores informais, os microempreendedores individuais (MEI) e os contribuintes individuais do INSS que se enquadram na lei e têm direito ao pagamento emergencial durante três meses.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, estimou em até 20 milhões de trabalhadores fora da base de dados governamental. “Nós todos nos damos conta da dimensão que esse auxílio tem para a vida das pessoas em um cenário no qual a economia foi travada. Somente no Cadastro Único, temos 75 milhões de pessoas. São 65 milhões de CPFs conhecidos, o que dá 28 milhões de famílias. Se pensarmos que fora desse universo temos entre 15 e 20 milhões de pessoas que não têm registro em nenhuma base de dados do governo, vemos o tamanho do esforço que estamos fazendo”, detalhou Lorenzoni.

O objetivo é que esse contingente “invisível” de trabalhadores fora do Cadastro Único seja identificado. A partir da identificação, os bancos públicos federais poderão realizar os pagamentos a quem tem o direito ao auxílio emergencial.

A data limite para inserção de dados no Cadastro Único foi o dia 20 de março. Agora, o sistema está suspenso para ajustes tecnológicos, pois a quantidade de acessos nos últimos dias se multiplicou, passando de sete mil para mais de 200 mil por dia. Quem se inscreveu já está garantido no sistema para receber o auxílio emergencial.

O Governo Federal está aplicando R$ 98,2 bilhões no auxílio emergencial. O ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou a dimensão desse montante: “Em três meses, vamos gastar mais que toda a programação anual de despesas discricionárias dos ministérios, que é de R$ 95 bilhões”.

Com a publicação da Le13.982/2020, na quarta-feira (01.04), e a edição de MedidProvisóricom a garantia dos recursos extraordinários de R$ 98,2 bilhões, na quinta-feira (02.04), falta o Governo Federal publicar um decreto para regulamentar o funcionamento do auxílio emergencial.

Bolsa Família

Os beneficiários do Programa Bolsa Família e as pessoas que estão registradas no Cadastro Único do Governo Federal não necessitarão baixar o aplicativo. O pagamento para essas pessoas será realizado automaticamente.

O calendário do Bolsa Família segue normal. As pessoas que recebem pelo programa um pagamento menor que os R$ 600 do auxílio emergencial passarão a receber o valor mais vantajoso.

“Quem está no Bolsa Família, fique tranquilo. Receberão a partir de 16 de abril, que é o calendário do programa. As pessoas vão receber o que for mais vantajoso, o Bolsa Família ou o auxílio emergencial. A Caixa vai pagar de R$ 600 para cima. Aquele que está no Bolsa Família não precisa fazer nada no aplicativo”, enfatizou Lorenzoni.

O ministro destacou ainda que os cidadãos que não recebem o Bolsa Família, mas estão no Cadastro Único, também devem começar a receber o auxílio emergencial na próxima semana. Esse público também não precisa baixar o aplicativo. “Não estamos falando de pouca gente, são de cinco a dez milhões de pessoas. Isso é uma operação colossal. Somando tudo, talvez a gente chegue a 80 milhões de pessoas para atender”, dimensionou Lorenzoni.

Pagamento

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, assegurou que o banco tem capacidade de realizar os pagamentos. Ele citou a experiência com o FGTS. “A Caixa em 2019 pagou, em pouco mais de três meses, 60 milhões de brasileiros com o saque antecipado do FGTS. Então temos capacidade”, disse Guimarães. Ele estima que o aplicativo terá o maior número de downloads no mundo. “Na segunda-feira (06.04), anunciaremos o calendário com os detalhes operacionais. Este deverá ser o aplicativo mais baixado do mundo. Quando fizemos o aplicativo do FGTS, naquele momento ele foi o mais baixado do mundo.”

Além do aplicativo, haverá um site e uma central telefônica para o cadastro dos trabalhadores informais fora da base de dados do governo. O pagamento será feito em uma conta digital e gratuita, sem taxas para movimentação. “Haverá um segundo aplicativo para realizarmos o pagamento. Será uma conta poupança digital”, informou Guimarães.

Quem não tiver como acessar o aplicativo de pagamento receberá um TED para qualquer banco, também de graça. O saque poderá ser feito nos terminais de atendimento eletrônico, em lotéricas e nas agências dos bancos públicos federais.
Segundo o presidente da Caixa, o banco tem mais de 25 mil pontos de venda, sendo quatro mil agências e 13 mil lotéricas com grande capilaridade e que abrem, inclusive, aos sábados. No entanto, o objetivo é realizar os pagamentos digitais, para evitar aglomerações nesses locais. “Esperamos realizar milhões de pagamentos automáticos, direto na conta. Tivemos a aprovação para abertura de conta digital de poupança, o que não existia. Tivemos que abrir um tipo especial de conta para essa operação. É importante porque é grátis e pode ser movimentada pelo aplicativo”, concluiu Guimarães.

O Governo Federal reitera o pedido para que as pessoas não procurem neste momento as agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil nem se dirijam aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Quem não está inscrito no Cadastro Único precisa esperar a disponibilização do aplicativo, na próxima terça-feira. E o cronograma de pagamento será detalhado na próxima semana.

O Governo Federal também faz um alerta contra as fake news. Sites falsos foram criados e disseminados pelo aplicativo WhatsApp para tentar obter dados dos beneficiários. O recado é para não fornecer dados para qualquer pessoa ou site que fale em nome do benefício.

Quem tem direito ao benefício?
1. Trabalhadores que cumpram uma das condições:
a) Ser microempreendedor individual (MEI)
b) Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS)
c) Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único – quem não estiver cadastrado poderá fazer uma autodeclaração por meio de aplicativo que estará disponível na terça-feira (07.04)
d) Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020
2. Ter mais de 18 anos
3. Família com renda mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135)
4. Não ter tido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70

Quantas pessoas podem ser beneficiadas por família?
No máximo duas pessoas por família podem receber o auxílio emergencial de R$ 600. As mulheres chefes de família monoparental têm direito a receber o benefício em dobro, ou seja, R$ 1.200.

Quando posso sacar o benefício?
Após a sanção do Projeto de Lei pelo presidente Jair Bolsonaro, na última quarta-feira (01.04), e a edição de Medida Provisória com a garantia dos recursos extraordinários de R$ 98,2 bilhões, na quinta-feira (02.04), falta o Governo Federal publicar um decreto para regulamentar o funcionamento do auxílio emergencial, o que acontecerá na próxima semana.

Onde posso sacar o benefício?
Conforme a lei aprovada, quando estiver regulamentado, o benefício será pago nas agências dos bancos públicos federais, em terminais de atendimento eletrônico e em lotéricas.

Como deve proceder quem não tem Cadastro Único no governo federal?
A pessoa que se encaixa no perfil para receber o auxílio emergencial e não estiver no Cadastro Único poderá fazer uma autodeclaração por meio de aplicativo que estará disponível na terça-feira (07.04).

Sou beneficiário do Bolsa Família. Posso receber o auxílio emergencial?
Sim, caso o auxílio emergencial seja mais vantajoso que o valor recebido no programa Bolsa Família. Como os integrantes do Bolsa Família já estão no Cadastro Único, não será necessário pedir a alteração do benefício.

leia tudo sobre

Publicidade

Novas lojas do Shopping Iguatemi Fortaleza anunciam serviço delivery

Por Oswaldo Scaliotti em Coronavírus, Economia

03 de Abril de 2020

 

Devido ao grande sucesso do delivery entre os clientes do Shopping Iguatemi Fortaleza, mais lojas começaram a fazer parte da campanha “Iguatemi em Casa” oferecendo o serviço de entrega de seus produtos na casa do consumidor. De comida a joias, passando por opções de calçados, roupas e cosméticos, diversos itens podem ser adquiridos utilizando os canais diretos de comunicação das lojas, por telefone via Instagram. O serviço proporciona que o cliente receba o pedido no conforto do lar, com comodidade e segurança. O frete é grátis para a cidade de Fortaleza até o dia 8 de abril.

Dentre as lojas de alimentação com delivery através do Ifood, de 11h às 22h, estão Picanha do Cowboy, Subway, Spoleto, Montana Grill, Boali, Sodiê Doces, Engenho do Dedé, Tio Armênio e Zio Cucina. Nos demais segmentos, as lojas abaixo abriram seus canais de comunicação para atender os clientes:

Óticas Carol – (85) 99630.2309 – @oticascarol

Constance – (85) 98975.5960 – @constance_calcados

JEF – (85) 98121.6643 – @estilojef

Kopenhagen – (85) 99705.2280 – @kopenhagen_fortaleza

Freitas Varejo – (85) 99439.4037 – @freitasvarejo

Meio Tom – (85) 98636.6091 – @meiotom

Track & Field – (85) 99139.4240 – @trackfieldfortaleza

Skyler – (85) 99149.2699 – @skylermenswear

Loja do Bem – (85) 98888.5438 – @lojadobemoficial

IAP! Cosméticos – (85) 99126.9658 – @iap_cosmeticos

Republic Paradise – (85) 99747.2400 – @republicparadise

Aliança de Ouro – (85) 99190.6068/99862.3569 – @lojasaliancadeouro

American News – (85) 99651.2290 – @anbeautybr

Cacau Show – (85) 99176.9300 – @cacaushow

Clube Melissa – (85) 98133.7801 – @clubemelissafortaleza

Imaginarium – (85) 99773.2081 – @sigaimaginarium

Lasso Lingerie – (85) 98824.8783 – @lassolingerie

T-shirt in Box – (85) 98972.7737 – @tshirtinbox

PB Kids – (11) 99197.0565 – @pbkids

Ri Happy – (11) 99197.0565 – @rihappy

Em breve, outras lojas farão parte do delivery do “Iguatemi em Casa” e as novidades serão divulgadas nas redes sociais (@iguatemifortaleza e facebook Shopping Iguatemi Fortaleza). Pedidos podem ser realizados de segunda a sábado, das 10h às 16h, com prazo de entrega até o dia seguinte da compra. Para acompanhar pedidos e esclarecer dúvidas: (85) 99157.4911.

Sobre o Iguatemi

 

O Shopping Iguatemi Fortaleza tem 38 anos de existência. Empresa do grupo JCC – Jereissati Centros Comerciais, que também controla shopping centers em Belém (PA) e Campo Grande (MS), o Iguatemi Fortaleza traz números bastante positivos. São mais de 450 lojas e quiosques que reúnem o mais completo mix de compras, lazer, gastronomia e serviços de Fortaleza em mais de 90 mil metros quadrados. Distribuídos por corredores amplos e projetados para o melhor aproveitamento da iluminação natural, fazer um passeio pelo Iguatemi é experimentar conforto, comodidade e aproveitar o que a vida tem de melhor.

Publicidade

Campanha cearense promove apoio a restaurantes de Fortaleza 

Por Oswaldo Scaliotti em Coronavírus, Economia, Responsabilidade social

03 de Abril de 2020

A campanha “Sabores que Amamos” oferece, por meio de compra online, vouchers com descontos para clientes de restaurantes comprarem agora e utilizarem depois da pandemia.

Inspirado pela  solidariedade, vendo com preocupação a dificuldade do momento atual para o setor gastronômico, o portal Sabores da Cidade, em parceria com a água mineral natural Minalba Premium, criou a campanha “Sabores que Amamos”.

“Nosso objetivo é colaborar com restaurantes de Fortaleza realizando a venda de vouchers agora para que os clientes possam utilizar posteriormente. Foi a forma que encontramos de fazer algo, dentro da nossa área de atuação, para que os restaurantes que amamos tenham um fôlego a mais para passar por essa situação”, afirma Izakeline Ribeiro, idealizadora do site gastronômico.

Como funciona

O cliente pagará R$ 90,00 pelo voucher e terá direito a consumir R$ 120,00 no restaurante escolhido. O desconto de R$ 30,00 é patrocinado pela Minalba Premium. O valor total do voucher será repassado integralmente ao restaurante para auxiliar nesse momento delicado. Para comprar e ter direito ao desconto, basta acessar a página https://saboresdacidade.com/saboresqueamamos/ e adquirir um voucher, que poderá ser usado de outubro de 2020 a março de 2021.

Para completar a experiência, a casa vai oferecer um mimo especial em forma de agradecimento. Depois de efetuar a compra no site, o usuário receberá no e-mail o voucher com o código da compra. Basta guardá-lo e apresentá-lo no telefone mesmo quando for ao restaurante. Não precisa imprimir.

“A Minalba Premium já é uma grande parceira dos principais restaurantes de Fortaleza e temos por compromisso fomentar o trade gastronômico da cidade, que tem grande parte de suas atividades ancoradas no lazer e no turismo. Esse é o momento de nos unirmos para sairmos mais fortes e melhores de todo esse cenário. A ação foi pensada em nossos consumidores, parceiros e sociedade em geral. Queremos contribuir para que depois da pandemia as pessoas consigam voltar à sua rotina normal, aproveitando os sabores que amamos e que sempre fizeram parte das nossas vidas”, afirma Camila Coutinho, Diretora de Marketing da Minalba Brasil, negócio de alimentos e bebidas do Grupo Edson Queiroz.

Para estimular ainda mais a ação, além de pagar 25% dos vouchers dos clientes que comprarem na plataforma da campanha, a Minalba Premium já comprou 30% dos vouchers disponíveis no 1º lote. “Acreditamos que ações como essa geram impacto positivo em toda a cadeia”, completa Camila.

Participam da campanha “Sabores que Amamos” os restaurantes Cabana Del Primo, Cocina 378, Geppos Restaurante, L’O Restaurante, La Bella Italia, La Pasta Gialla, Le Cuisinier, Marcel Restaurante, Medit, Misaki, O Banquete, Ryori, Santa Grelha, Zé Restô e

Zoi Restaurante.

A Minalba Brasil

Minalba Brasil é a divisão de alimentos e bebidas do Grupo Edson Queiroz, um dos maiores conglomerados empresariais do País, que se faz presente nos mais diversos momentos da vida dos brasileiros por meio de um portfólio diversificado de marcas e produtos de segmentos variados. Inclui as marcas Indaiá, Refri, Citrus Night Power, Minalba, São Lourenço, Petrópolis, Mel Pura Esperança bem como a marca Nestlé Pureza Vital, por meio de acordo de licenciamento, e as marcas globais premium Perrier, S. Pellegrino e Acqua Panna, em regime de distribuição, com exclusividade em todo o Brasil, além da distribuição no Brasil da marca de cerveja espanhola Estrella Galicia. Conta com mais de 3 mil profissionais atuando em todas as unidades do país, e está presente em 22 estados e Distrito Federal.

O Sabores da Cidade

Sabores da Cidade é um portal de gastronomia cearense em atividade há 10 anos. Entre os conteúdos, notícias, reportagens, séries de vídeos, crônicas, podcast e um roteiro completo com os melhores restaurantes de Fortaleza. Além disso, todo o trabalho é baseado na busca da valorização da identidade gastronômica cearense com suas receitas, ingredientes e histórias.

Serviço

Campanha Sabores que Amamos

Período Abril/2020

Venda de vouchers com descontos para restaurantes de Fortaleza. O cliente paga R$ 90 e terá um voucher de R$ 120 + um mimo do estabelecimento para consumir entre outubro/2020 e março/2021. Loja virtual: https://saboresdacidade.com/saboresqueamamos/

Publicidade

BNB disponibiliza capital de giro a 0,35% ao mês para micro e pequenas empresas

Por Oswaldo Scaliotti em Coronavírus, Economia

27 de Março de 2020

Fortaleza (CE), 27 de março de 2020 – O Banco do Nordeste disponibiliza capital de giro a 0,35% ao mês para micro e pequenas empresas nas operações da linha FNE Giro, com prazo de até 12 meses. A taxa de juros é a menor do mercado e atende ao esforço de minimizar as consequências do novo Coronavírus (Covid-19) na economia regional. A medida permite a empresas elevarem seus fluxos de caixa para enfrentar a retração ocasionada pela pandemia.

Com recursos próprios do BNB e do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), o crédito financia aquisição de matérias-primas e insumos utilizados no processo produtivo por comércios, prestadoras de serviços, indústrias, agroindústrias e equipamentos turísticos. A garantia da operação pode ser aval, fiança ou hipoteca.

O BNB também reduziu encargos financeiros, beneficiando empresas de todos os portes e abrangendo também a Conta Empresarial MPE, produto de crédito semelhante a um cheque especial, cujas taxas iniciam-se em 2,86% ao mês, atrativas quando comparadas com taxas praticadas no mercado.

O Giro Especial, produto destinado a financiar o capital de giro de empresas de forma customizada a seus fluxos de caixa, com prazo totais de até 48 meses, tem novas taxas iniciando-se em 0,56% ao mês.

Além do FNE Giro, a redução também será aplicada a diversos outros produtos, como Giro Especial, Giro Simples, Conta Empresarial, Conta Empresarial MPE, Conta MPE Especial, Giro Simples, Giro Antecipação de Recursos, Giro Associado, MPE Capital de Giro, Empréstimo-Ponte, Giro Especial, FNE Giro, Cartão BNB, Giro BNB Digital, NCE/CCE, Custeio, Comercialização e CDC Prêmio de Seguro.

Serviço

Condições de financiamento podem ser conferidas pela internet no seguinte endereço eletrônico:

www.bnb.gov.br/simuladores/fnegiro.

Informações sobre crédito também podem ser obtidas por telefone, pelo número 0800 728 3030, ou direto com o gerente de relacionamento.

Publicidade

Grupo Geppos segue com operação delivery e realiza entrega grátis em bairros de Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Coronavírus, Economia

27 de Março de 2020

Com o objetivo de continuar atendendo o público a partir dos seus sabores inconfundíveis, alguns dos restaurantes do Grupo Geppos seguem com serviço de delivery no IFood e operam em To Go para retirada na loja. Além disso, tem entrega com frete grátis para os bairros no raio de até 3 km dos restaurantes.

Com o mix de pratos do Geppos Italiano, os clientes poderão desfrutar, no almoço ou jantar, do melhor da gastronomia italiana no conforto de casa. No cardápio, massas frescas como Fagotine de Gorgonzola e Pêra, o Linguine com Frutos do Mar e o delicioso Risoto de Mignon e funghi.

O conceituado Cabaña del Primo também está com operação via delivery – almoço e jantar – com um menu exclusivo de pratos contemporâneos, parrillas e acompanhamentos de primeira. Grandes estrelas da casa como o Salmão Manzana e o Filet Bombonera compõem o cardápio online.

Exclusivamente no jantar, o Misaki atende aos pedidos por aplicativo com o melhor da gastronomia japonesa, oferecendo um menu surpreendente de sushis e sashimis, como o queridinho combinado Senseshon. No Misaki, promoções exclusivas: Temaki + refrigerante lata por R$ 22; Poke + refrigerante lata por R$ 39; e combinado de 10 peças + refrigerante lata por R$ 39.

Para retirada To Go, os clientes podem fazer o pedido pelos telefones: (85) 3433.1048 (Geppos Italiano), (85) 3244.3691 (Cabaña Del Primo) e (85) 3433.1050 (Misaki).

O Grupo Geppos reforça que está atento e seguindo à todas as recomendações dos órgãos oficiais de saúde e espera, em breve, receber seu público nos espaços físicos aconchegantes dos restaurantes que compõem a casa.

Publicidade

Fecomércio e demais entidades debatem a economia do Estado em tempos de Corona

Por Oswaldo Scaliotti em Análise, Coronavírus, Economia

27 de Março de 2020

Uma live vai reunir os principais setores da Economia do Ceará para debater os efeitos da quarentena. Desde o dia 20 de março está em vigor decreto estabelecido pelo Governo do Estado que determina o fechamento do comércio no Ceará e estabelece multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

Maurício Filizola, presidente da Federação do Comércio do Ceará (Fecomércio), debate o assunto juntamente com o presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante; o presidente do BNB, Romildo Rolim; o presidente da Companhia Siderúrgica do Pecém, Cláudio Bastos e demais representantes do setor econômico do Estado.

A live acontece a partir das 18h no Zoom: bit.ly/DebateEconomia e no YouTube: bit.ly/YouTubeDoDN.

Publicidade

Fecomércio e demais entidades debatem a economia do Estado em tempos de Corona

Por Oswaldo Scaliotti em Análise, Coronavírus, Economia

27 de Março de 2020

Uma live vai reunir os principais setores da Economia do Ceará para debater os efeitos da quarentena. Desde o dia 20 de março está em vigor decreto estabelecido pelo Governo do Estado que determina o fechamento do comércio no Ceará e estabelece multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

Maurício Filizola, presidente da Federação do Comércio do Ceará (Fecomércio), debate o assunto juntamente com o presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante; o presidente do BNB, Romildo Rolim; o presidente da Companhia Siderúrgica do Pecém, Cláudio Bastos e demais representantes do setor econômico do Estado.

A live acontece a partir das 18h no Zoom: bit.ly/DebateEconomia e no YouTube: bit.ly/YouTubeDoDN.