Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Responsabilidade social

Praia do Futuro recebe neste final de semana ação de limpeza e conscientização ambiental

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

17 de julho de 2019

Voluntários irão percorrer 650 metros de areia na Praia do Futuro, sábado (20/07), no entorno da barraca Sunrise Beach Club, para realizar a limpeza do local. A ideia é aproveitar o período de férias, onde há um grande movimento na praia, para fazer o público refletir sobre os cuidados com a preservação da natureza. Além da ação, os banhistas receberão dicas de como cuidar do litoral para deixar o meio ambiente mais saudável. Esta é a primeira edição da Cardigan Sun Fresh.

Fortaleza é uma cidade litorânea e, como tal, possui um potencial turístico muito alto. Na temporada de férias, o fluxo de banhistas e turistas nas praias cearenses é intenso. De acordo com uma pesquisa realizada recentemente pelo Ministério do Turismo, com duas mil agências de viagens do País, Fortaleza é considerada o destino preferencial dos brasileiros para viagens no período de junho e julho. Esse aumento da circulação nas praias, gera também uma maior produção de resíduos, podendo impactar negativamente na preservação do meio ambiente.

Para contribuir com um mundo mais consciente e sustentável, voluntários irão percorrer 650 metros de areia na Praia do Futuro. Eles farão a retirada de resíduos no percurso e conscientizarão os frequentadores sobre a importância dos cuidados com a preservação da natureza. A ação Cardigan Sun Fresh ocorrerá próximo sábado, dia 20 de julho, promovida pela marca cearense de roupa feminina, Cardigan, em parceria com outras empresas, entre elas, a empresa júnior de Consultoria Ambiental, Ambienteia.

Antes da saída dos voluntários para a ação, a Ambienteia conduzirá uma roda de conversa sobre educação ambiental, abordando o impacto do uso excessivo do plástico, a poluição marinha e as medidas que podem ser tomadas pelos frequentadores da praia para minimizar ou eliminar os impactos ambientais. Todo o descarte do material coletado será destinado para Ecoponto Praia do Futuro.

De acordo com o gerente de marketing da Cardigan, Pedro Júlio, ações de cunho sustentável são fundamentais pra contribuir para um mundo melhor: “Contribuir com um mundo mais sustentável é responsabilidade de todos e as marcas precisam apropriar-se dessa causa. Por isso procuramos realizar ações que trazem engajamento e conscientização”, explica.

Dicas para preservar a Praia

Algumas dicas de preservação são fundamentais para quem quer ajudar a deixar a praia limpa:

  1. Leve sacolas de lixo e, tudo que for consumido, jogue nas sacolas.
    02. Recolha as “necessidades” de seu animal de estimação e as jogue no lixo.
    03. Caso encontre lixo na areia, leve até a lata de lixo.
    04. Não jogue objetos no mar, pois sujam as praias e matam os animais marinhos que os ingerem.
    05. Incentive ao próximo! Passe para frente sua sabedoria e contribua para preservação do meio ambiente.

Sobre a Cardigan

Há 22 anos, a marca de roupa feminina cearense Cardigan tem na sua história a missão de levar, do Norte ao Nordeste, uma identidade forte e original com características autênticas. A cada coleção é desenvolvido um mix de produtos com reaproveitamento de tecidos que são transformados em sandálias, necessaires, sacolas e ecobags.

Através do upcycling, da redução do uso de papel, do reaproveitamento de tecidos e de parcerias que são realizadas, a marca preocupa-se com práticas sustentáveis.

Além disso, com a criação da campanha Estampa Solidária, já levou carinho e afeto em formato de bolsas para mulheres mastectomizadas, abrigadas pela instituição Nossa Casa, assim como embalagens em formato de lenços para ovos de Páscoa, doados às crianças atendidas em condições especiais da Instituição Psicossocial Bem me Quer.

Serviço:
Primeira Edição do Cardigan Sun Fresh – Limpeza Praia do Futuro
Data: 20 de Julho (sábado)
Horário: a partir das 9h.
Local: Praia do Futuro (Ponto de encontro: Sunrise Beach Club)

Gratuito

Publicidade

Instituições de caridade promovem Bazar Solidariedade em Ação com produtos apreendidos pela Receita Federal

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

11 de julho de 2019

 

Peças de vestuário, eletroeletrônicos e até produtos de higiene e beleza poderão ser adquiridos a partir do dia 18 de julho, no Shopping Benfica. Pré-cadastro de compradores já está sendo realizado.

Ajudar pessoas em situação de rua, dependentes químicos e idosos abandonados pela família são atitudes nobres, mas que custam caro. Por isso, instituições sociais que desenvolvem esse trabalho solidário estão constante busca de novas formas de financiamento. Neste mês, a partir de 18 de julho, a Obra Lumen, o Centro de Recuperação Leão de Judá e o Instituto dos Pobres de Maranguape unem-se para a realização do Bazar Solidariedade em Ação. No evento, serão vendidos produtos apreendidos em operações da Receita Federal. Os itens poderão ser adquiridos de 20% a 30% abaixo do valor de mercado e toda a arrecadação será revertida para os projetos desenvolvidos pelas três instituições.

De origem católica, a Obra Lumen tem projetos voltados ao acolhimento de pessoas em situação de rua. A instituição realiza também atividades de prevenção com crianças, jovens e adultos em vulnerabilidade social. Já estão em 20 comunidades da Capital atendendo milhares de crianças, jovens e famílias. Além disso, eles mantém 8 casas de acolhimento em Fortaleza e outras duas cidades de outros estados, com 129 pessoas abrigadas. Com o valor arrecadado no bazar, a Ação Social Lumen pretende construir mais uma casa do Centro de Ressocialização, que servirá de morada e lugar de formação para 25 acolhidos. “Nós já temos as pessoas que precisam da casa, mas falta o local construído. Estamos buscando acolher essas pessoas, fazer com que elas possam aprender um ofício e sejam realmente reinseridas na sociedade”, explica Neuza Lima, coordenadora do projeto Centro de Ressocialização.

Já o Centro de Recuperação Leão de Judá atua no tratamento e ressocialização de dependentes químicos e alcoolistas. No Ceará, a comunidade terapêutica foi criada em 2002 como uma organização não-governamental sem fins lucrativos. Dispõe de duas unidades de acolhimento masculino: uma em Caucaia (Iparana) e outra em Juazeiro do Norte. Atualmente, são 65 residentes que passam por tratamento oferecido pela instituição.

Com a renda do bazar, a ONG dará início a construção do Centro de Reintegração Social Leão de Judá. No local, será ofertada capacitação profissional para que os residentes possam buscar trabalho, superando o estigma de já terem sido usuários de drogas. “Isso inclui trabalho com psicólogos, formação profissional com cursos e formação religiosa. Esse trabalho é justamente para que eles possam se reconhecer dentro de uma área profissional e caminhar por conta própria”, indica Flávia Ramires, vice-presidente da ONG.

A terceira instituição beneficiada com o Bazar Solidariedade em Ação é o Instituto dos Pobres de Maranguape. Fundado há 75 anos, por Dom Raimundo de Castro e Silva, à época, vigário da Paróquia de Maranguape, o abrigo se mantém graças ao trabalho missionário das irmãs capuchinhas e pelo apoio da comunidade. Hoje, como uma Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI), o espaço acolhe 100 pessoas de idade avançada. Os idosos chegam ao lar por motivos diversos, como encaminhamentos da justiça por situação de maus-tratos ou casos de abandono. A irmã Socorro, diretora do abrigo, diz que recebe pedidos de novas vagas todos os dias, mas, infelizmente, o lugar já trabalha com capacidade total. “Por serem pessoas que não tem família, eles não têm como sair do abrigo”, conta. Com a renda do bazar, o abrigo pretende ampliar de 30 para 50 a capacidade de ocupação da ala masculina.

 O Bazar Solidariedade em Ação vai ocupar o 2º piso do Shopping Benfica e funcionará das 10h às 19h30. De acordo com regras da Receita Federal, cada comprador deve apresentar um documento de identificação com foto e o CPF para receber a ficha e ter acesso ao bazar. Há a cobrança de ingresso de R$ 5 por pessoa. O limite de compra é de R$ 1 mil por cliente, com exceção para produtos que ultrapassem o valor. Serão aceitos tanto pagamento em espécie como cartões de crédito ou débito e não há possibilidade de devolução de produtos. O pré-cadastro de compradores já é realizado em loja do Shopping, na praça de alimentação.

Serviço:

Bazar Solidariedade em Ação

Data: a partir do dia 18 de julho

Local: 2º piso do shopping Benfica (entrada pela praça de alimentação)

Endereço: Av. Carapinima, nº 2200, bairro Benfica

Ingresso: R$ 5

Publicidade

APROVADO PROJETO DA DEPUTADA ESTADUAL FERNANDA PESSOA QUE TORNA COMPULSÓRIA A NOTIFICAÇÃO DOS CASOS CONFIRMADOS DE NEOPLASIAS MALIGNAS PELOS SERVIÇOS DE SAÚDE DA REDE ESTADUAL DO CEARÁ

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

05 de julho de 2019

A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou na manhã da última quinta feira, 04 de Julho, o Projeto de Indicação 89/19, de autoria da Deputada Estadual Fernanda Pessoa, que torna compulsória a notificação dos casos confirmados de neoplasias malignas pelos serviços de saúde da rede estadual do Ceará.

O objetivo é contribuir para o planejamento de ações destinadas ao controle, à prevenção e ao tratamento das neoplasias malignas. Os serviços de saúde deverão encaminhar a notificação dos casos confirmados de neoplasias malignas à Secretaria de Saúde do Estado do Ceará.

Segundo a Deputada Fernanda Pessoa os dados obtidos com a notificação compulsória ajudarão na elaboração de planos de ação destinados a agilizar o início de tratamento, já previsto em lei, bem como auxiliar na coleta de informações mais precisas sobre o impacto causado pela doença.

” A adoção dessa medida pela rede estadual de saúde do Ceará contribuirá também para identificar dificuldades relacionadas ao planejamento e à avaliação das ações de prevenção e de controle”, ressaltou.

A Parlamentar também é autora do Projeto de Lei que obriga os estabelecimentos de saúde públicos e privados a repassarem informações dos diagnosticados com doenças raras à Secretaria de Saúde do Estado do Ceará.

Publicidade

Orgulho o ano inteiro: O respeito à diversidade precisa ir além de junho por um mundo melhor

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

04 de julho de 2019

De uns tempos para cá, as discussões sobre diversidade vêm ocupando cada vez mais espaço – se pensarmos em alguns anos atrás, o assunto ainda era um tabu na sociedade e, principalmente, no mundo corporativo. Felizmente, junho foi o mês do Orgulho LGBT+ e vimos um número sem precedentes de empresas se manifestando a favor da causa. Mas, hoje, ainda são poucas as companhias que saem do discurso e adotam políticas reais de inclusão.

Por que isso interessa? Pesquisas feitas nos últimos anos mostram que ainda existe resistência para a contratação de LGBTs, principalmente para cargos de liderança. Ou, quando contratados, sofrem discriminação. Da porta para dentro, o preconceito ainda segue impregnado em alguns casos.

Por sorte, sou de uma geração que cresceu numa sociedade mais tolerante, e ingressei no mercado de trabalho já fora do armário. Por isso, sempre escolhi trabalhar em ambientes a favor do respeito, e quando entrei na Cervejaria Ambev, fiz questão de entender quais iniciativas existiam nesse sentido e me deparei com uma grande abertura para a diversidade – em linha com o propósito da empresa, que é unir as pessoas por um mundo melhor. Então, não pensei duas vezes quando pude participar da criação de um grupo focado em melhores práticas para evoluir o tema.

Olhando para trás, o resultado foi só alegria: os funcionários passaram a se sentir mais à vontade para se expressar. Mais do que garantir os direitos LGBT+, nosso propósito era trabalhar a causa dentro e fora da companhia e inspirar outras empresas.

Em 2016, aderimos ao Fórum de Empresas e Direitos LGBT+. Em 2018, nos tornamos apoiadores das cinco normas de conduta da ONU para empresas que suportam direitos LGBT+.Também desenvolvemos o Manual do Código de Conduta de Marketing e Comunicação Responsável, para garantir que não haja preconceito ou sexismo em nossas marcas. Skol, por exemplo, abraça a diversidade e, historicamente, apoia iniciativas como a campanha “Marcas Aliadas”, que une esforços de empresas para ampliar ações de apoio a esse público. Recentemente, lançamos a Skol Beats Queen, uma homenagem às drag queens da cena brasileira.

Este ano, demos outro importante passo no caminho à igualdade. Lançamos uma campanha nas redes sociais para celebrar o Dia do Orgulho LGBTI+, com depoimentos de funcionários, além de um “twitaço” do bem, que doou R$ 1 a cada post com a #OrgulhoDaMinhaHistória a duas ONGs LGBT+, alcançando R$ 100 mil.

Mas a grande lição desse movimento foi a oportunidade de contar e conhecer histórias inspiradoras da nossa gente. Rompemos barreiras que dividem a vida pessoal e profissional para compartilharmos, juntos, a riqueza de sermos diversos. E isso é imensurável.

Sabemos que há um longo caminho pela frente e que a diversidade nas empresas precisa considerar tantas outras minorias. Por isso, estamos sempre aprimorando nossas iniciativas para que cada funcionário se sinta livre para ser quem é e crescer na velocidade do seu talento. O respeito é nossa premissa e a ferramenta mais poderosa para chegar aonde quisermos.

Bruno Rigonatti, gerente de Marketing Institucional da Cervejaria Ambev

Publicidade

Atleta patrocinada pelo Instituto Aço Cearense alcança segundo lugar no Circuito das Estações

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

02 de julho de 2019

No último domingo (30), os atletas de Fortaleza se reuniram para mais uma corrida de rua que movimentou a cidade, foi a prova Circuito das Estações, que já está em sua segunda edição na capital cearense. Destaque entre os vencedores, a atleta Lisandra Dantas, patrocinada pelo Instituto Aço Cearense, alcançou o segundo lugar geral na categoria 5km feminino.

Lisandra Dantas iniciou sua carreira esportiva recentemente em comparação com outros atletas e já se destaca em grandes provas. Desde dezembro de 2016, a atleta vem participando de corridas e já acumula 14 pódios. “Fiquei surpresa com meu resultado. Na primeira corrida do Circuito das Estações, em abril desse ano, fiquei em 5º lugar. Agora com a segunda colocação, vejo que eu estou no caminho certo para novas corridas, com determinação e fé em Deus, logo eu conquistarei novos resultados”, diz a Lisandra.

Pódios

Corrida da Fatene

Corrida do Cocó

Corrida da UFC

Corrida do abraço

Corrida da Juventude

Corrida Uniforça  

Corrida Viva +

TreinoCCrun

Circuito de Corrida Sesi

Treino Born To Run

2° Corrida do Humor

Circuito de Corrida Sesi – primeiro lugar na categoria industriário – 5km feminino

2° Corrida do Cocó

II Meia Maratona do Eusébio

II Edição do Circuito das Estações

Publicidade

Gastronomia possibilita transformação social e desenvolvimento econômico

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

28 de junho de 2019

Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco forma profissionais em Cozinha Básica, Panificação e Confeitaria

Depois de três meses de formação, os alunos de Cozinha Básica, Panificação e Confeitaria da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB) estão aptos para atuar como auxiliares nas respectivas áreas ou em empreendimentos próprios. Os concludentes do primeiro semestre de 2019 apresentarão receitas desenvolvidas durante o ciclo formativo nos dias 1º, 2 e 3 de julho em eventos direcionados para empresários e profissionais do setor gastronômico.

A proposta é que o mercado local conheça o trabalho dos alunos e tenha acesso direto à mão de obra qualificada. Há alunos, inclusive, que iniciaram o curso desempregados já estão inseridos no mercado.Outros seguem trabalhando em empreendimentos próprios agora com mais segurança no que produzem para seus clientes.

Para destacar a cultura alimentar cearense, durante os eventos serão apresentados pratos com o uso de ingredientes locais, como rapadura, coco, feijão, jerimum, fava, entre outros.

“A Escola faz parte de uma política pública que utiliza a Gastronomia como uma linguagem capaz de proporcionar mobilidade social por meio de cursos profissionalizantes, além de ressaltar e promover a cultura alimentar com os modos de cozinhar e comer dos cearenses”, destaca Selene Penaforte, superintendente da EGSIDB.

Serviço:

Conclusão cursos profissionalizantes EGSIDB 2019.1

Dias 1º e 2 de julho (16) e 3 de julho (19h). Evento exclusivo para convidados.

Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco: Rua Manuel Dias Branco, 80 – Mucuripe, Fortaleza-CE. Mais informações: (85) 3248-8091 | Redes Sociais: @escolagastronomiasocial | Site: www.gastronomiasocial.org.br

 

Saiba mais

Instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB) é administrada pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). O centro de formação oferece cursos gratuitos básicos e profissionalizantes em cozinha básica, panificação e confeitaria, além de fomentar pesquisas que geram produtos e processos de valorização dos insumos cearenses, através dos Laboratórios de Criação. O público-alvo da escola são jovens em situação de vulnerabilidade social e adultos com ou sem experiência em gastronomia. Uma curiosidade é que o nome faz referência ao fundador do grupo M. Dias Branco por ter sido, ele, o financiador da sede – com toda sua infraestrutura –  doada para o Estado em agosto de 2018. As atividades começaram em setembro.

Cursos Profissionalizantes

São três cursos – Cozinha Básica, Panificação e Confeitaria – com o objetivo principal de habilitar para o exercício profissional. Com duração de três meses, 240 horas aula, a cada novo semestre são oferecidas 210 vagas. O público-alvo preferencial é formado por jovens de 18 a 29 anos em situação de vulnerabilidade social. O acesso é por meio de processo seletivo, incluindo inscrições no site e entrevista presencial.

Cursos Básicos

Formações livres de iniciação ao mundo da cultura alimentar e da gastronomia, além de atualizações temáticas, como Elaboração de Manual de Boas Práticas e Fichas Técnicas: precificação e custos, Garçom e Cozinhas Internacionais. São 120 vagas por mês em média.  Os cursos são abertos à comunidade em geral. O acesso é por meio de inscrições no site. Na primeira semana de cada mês, acontece a divulgação da agenda de cursos e processo seletivo por ordem de inscrição. Em julho, serão mais de 20 cursos disponíveis.

Laboratórios de Criação

Pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos na seara da Cultura Alimentar e Gastronomia. Funcionam em regime de imersão com processos formativos, desenvolvidos em torno de propostas previamente selecionadas. O acesso é mediante inscrições por meio do site e a seleção é feita de acordo com os critérios estabelecidos em edital. São 8 vagas por ano e os selecionados recebem uma bolsa.

Publicidade

Estação da Luz lança projeto social para alunos de basquete

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

27 de junho de 2019

Nova modalidade do projeto Vida e Esporte deve atender inicialmente 60 jovens com o ensino da modalidade 3×3. As aulas acontecem na sede da instituição no Eusébio. As inscrições seguem abertas.

A Estação da Luz lança no dia 03 de julho o Projeto Vida e Esporte – Basquete. O evento acontece na sede da instituição e contará com a presença de atletas profissionais do Basquete Cearense, time representante de nosso estado no Novo Basquete Brasil (NBB), do basquete da Unifor e do time da Caixa Econômica Federal.

 

O Projeto Vida e Esporte – Basquete tem capacidade para atender inicialmente 60 adolescentes (de 12 a 18 anos) com o objetivo de promover o desenvolvimento esportivo, lúdico e social através da prática esportiva na modalidade 3×3. Durante o lançamento do projeto, haverá a entrega dos uniformes para os alunos e a reinauguração da quadra poliesportiva que passou por modernização.

Participação

 

Ainda há vagas para participar do projeto. Os interessados, que se encaixam na faixa etária entre 12 e 18 anos, podem entrar em contato com a Estação da Luz através do telefone: (85) 3260-5140.

 

O projeto é aberto para meninos e meninas que estejam matriculados e frequentando a escola com regularidade e tenham bom rendimento escolar. As aulas ainda serão iniciadas.

Karine Cordeiro, coordenadora social da Estação da Luz, valorizou a criação deste trabalho social que visa formar cidadãos no caminho do bem.

 

“O esporte é um instrumento de transformação social. E a nossa ideia é formar cidadãos. Se daqui saírem atletas, isso é ótimo. Mas o principal é trabalharmos com eles valores como coletividade, altruísmo e trabalho em equipe. O esporte é um fator primordial no desenvolvimento do caráter e da auto estima dos alunos”, diz Karine.

Educação de valor

Agregado à prática esportiva, é trabalhado o Programa Sathya Sai de Educação em Valores Humanos – EVH, que promovem o amor, paz, retidão, verdade e a não violência na formação de caráter dos educandos. Além das atividades socioeducativas que proporcionam a ampliação do conhecimento, o desenvolvimento da autoestima e o estímulo de aptidões, impactando diretamente na vida dos beneficiários e na comunidade.

O professor do projeto, Bruno Albuquerque, já atuou como atleta em diversos clubes de Fortaleza, como: Náutico, AABB e Círculo Militar de Fortaleza. Além disso, foi auxiliar técnico de várias equipes e ajudou a formar atletas que hoje estão no Basquete Cearense. Atuou como árbitro de basquetebol do Estado do Ceará, chegando a apitar o mundial de Veteranos. Atualmente, é técnico da Equipe Clube da Caixa, professor da Estação da Luz e de escolas particulares de Fortaleza.

 

O Projeto Vida e Esporte – Basquete, fruto da Estação da Luz, conta com apoiadores como: 3 Corações, Halexistar, C. Rolim, Naturágua, Servis, Secopi e Life.

 

A Estação da Luz já tem trabalhos voltados para o futebol (com atendimento de mais de 400 pessoas) e ginástica rítmica (para 120 crianças). Os projetos são realizados em parceria com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania do Governo Federal.

 

Sobre a Estação da Luz

 

A Associação Estação da Luz é uma entidade civil sem fins lucrativos, criada em 12 de fevereiro de 2004, sediada no município de Eusébio-CE. A instituição nasceu do sonho de um grupo de voluntários comprometidos com o desenvolvimento e a transformação social através de uma cultura de Paz e Valores Humanos. A missão da Estação é promover a paz e a solidariedade como produto final de suas ações.

Serviço:

 

Lançamento do Projeto Vida e Esporte – Basquete
Quando: 03 de Julho
Horário: 15h

Onde: Quadra poliesportiva da Estação da Luz (Rua Zildênia, s/n – Tamatanduba – Eusébio/CE)

[ AULAS ]

Para: Meninos e meninas de 12 a 18 anos

Horários: As aulas acontecem duas vezes por semana (teóricas e práticas), com turmas no período da manhã e da tarde

Mais informações e inscrições: (85) 3260-5140

Publicidade

Beach Park e Pordunas realizam mutirão de limpeza da praia do Porto das Dunas neste sábado (29)

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

26 de junho de 2019

Encerrando a programação de atividades que marcam o mês do Meio Ambiente, Beach Park e Pordunas promovem no próximo sábado (29) mutirão de limpeza da praia do Porto das Dunas e convidam a população a fazer a diferença ajudando a cuidar do meio ambiente. O objetivo é recolher lixos e resíduos de aproximadamente quatro quilômetros do litoral. A ação é aberta ao público e para se inscrever basta acessar: http://blog.beachpark.com.br

Em parceria com a Associação Pordunas, o Beach Park já realizou cerca de 50 operações de limpeza recolhendo mais de 100 toneladas de resíduos da praia. Durante a última semana, o empreendimento promoveu uma série de atividades para ressaltar seu compromisso com a sustentabilidade e para conscientizar sobre a importância dos cuidados com o meio ambiente.

Um dos eventos foi o Encontro do Ceará Sustentável compartilhando cases de empresas com atuação no Estado. O Beach Park realizou ainda replantio de mudas nativas na área da APA do rio Pacoti em parceria com escola do município de Aquiraz e um treinamento para o manejo da fauna marinha (tartarugas e mamíferos) ministrada pelos profissionais da ONG Aquasis e voltada para responsáveis dos condomínios e dos estabelecimentos comerciais da região do Porto das Dunas.

Sobre o Beach Park Entretenimento

Com mais de 30 anos de história, o Beach Park Entretenimento é um grupo de empresas genuinamente cearense que atua em diversas áreas de lazer e entretenimento. Localizado na praia de Porto das Dunas, a 17 km de Fortaleza, capital do Ceará, o complexo turístico Beach Park é uma das opções de lazer mais procuradas pelos viajantes no país inteiro. Atualmente ocupa mais de 160 mil m² e reúne um parque aquático, três resorts, um hotel, além do Restaurante de Praia e da Vila Azul do Mar – espaço de convivência e serviços -, ambos abertos ao público. O AquaPark, que conta com 18 grandes atrações, recebeu em 2017 a notável marca de um milhão de visitantes.

O Beach Park Entretenimento também faz parte do Hall da Fama do TripAdvisor por ter recebido o Certificado de Excelência nos últimos cinco anos. Pelo segundo ano consecutivo, foi eleito um dos melhores lugares para se trabalhar do Brasil pelo Prêmio Great Place To Work. Mais que um destino de férias, hoje se consolida como um grupo de entretenimento por meio de suas diversas atuações como a Rádio Beach Park, a Revista Onda Beach Park, o Beach ParkStudios – estúdio de animação próprio -, e o Ceará Show – primeiro espetáculo musical permanente no Estado.

Com a preservação do meio ambiente sendo uma de suas prioridades, o BeachPark tem reconhecimento internacional de gestão ambiental com o selo ISO 14.001 – norma adotada por grandes empresas de todo o mundo que tem o compromisso de reduzir o impacto ambiental e ampliar os negócios. É sócio-idealizador da Pordunas, Associação que tem como objetivo desenvolver projetos e iniciativas socioambientalmente responsáveis para melhoria da qualidade de vida da região do Porto das Dunas, em Aquiraz-CE.

Serviços Beach Park:

Site: www.beachpark.com.br

Blog: http://blog.beachpark.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/BeachParkBrasil

Instagram: https://instagram.com/beachpark

Twitter: https://twitter.com/beachpark

Youtube: https://www.youtube.com/user/tvbeachpark

Publicidade

Negócio Social Somos Um incentiva o empreendedorismo no bairro Bom Jardim

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

25 de junho de 2019

Proporcionar o empreendedorismo das pessoas, visando a prosperidade de todos, pois Somos Todos Um. Esse é o propósito do negócio social que pretende ajudar pessoas de baixa renda a usar seus dons e talentos como empreendedoras e colocá-los em prática. O Somos Um está iniciando um trabalho no Bairro do Bom Jardim para dar forma a essa ideia. Tudo surgiu da inciativa da empresária Ticiana Rolim, diretora comercial e de marketing da C. Rolim Engenharia, que sonhava em gerar impacto positivo na vida de jovens e mulheres de bairros e comunidades de Fortaleza. Na próxima quarta-feira, 26 de junho, às 18h30, no Centro de Integração da Criança e do Adolescente – CAIC, moradores do Bom Jardim vão conhecer como tudo irá funcionar.

Somos Um é um negócio social que apoia o desenvolvimento de negócios com a finalidade de resolver problemas sociais e não apenas maximizar os lucros, atuando com o fomento do empreendedorismo, prioritariamente para mulheres e jovens. Segundo Ticiana Rolim, não se trata apenas de uma capacitação e sim uma maneira de trabalhar o indivíduo de forma mais completa. “Entendemos o Ser Humano como um Ser Integral, e queremos que todos prosperem em todas as áreas de sua vida, aprendemos com o Padre Rino uma abordagem biopsicosocioespiritual, que cuida do corpo nas suas necessidades biológicas, da qualidade dos pensamentos e das emoções, dos relacionamentos sociais e da tendência natural para a transcendência, e é assim que será realizado nosso trabalho.”, explica Ticiana.

O Bom Jardim foi escolhido por ser um local onde existe um trabalho sólido de atuação na melhoria da qualidade de vida da comunidade, realizado há anos pelo Padre Rino Bonvini, do Movimento de Saúde Mental Comunitária. A equipe do Somos Um, enxergando esse potencial humano no bairro, se uniu ao Padre Rino para dar forma a esse propósito. “É com grande alegria que acolhemos mais uma iniciativa, que se dedica com amor e generosidade ao serviço dos mais desfavorecidos. Aqui no Bom Jardim, puderam florescer novos caminhos de paz e harmonia, proporcionando oportunidades para jovens empreendedores”, destaca o Padre.

O objetivo é que pessoas da localidade que tenham ideias empreendedoras possam desenvolvê-las até que se tornem reais. A linha de atuação do negócio passa pela capacitação de potenciais empreendedores e fundos de investimento para colocá-los em prática. Tudo gira em torno de um propósito maior de melhorar a qualidade de vida das pessoas, gerar empoderamento feminino e promover a inserção de jovens no mercado de trabalho.

Como será feito:

Uma mobilização na comunidade está sendo realizada para que todos os possíveis participantes conheçam o Somos Um. Nesta quarta-feira, dia 26 será o primeiro encontro com os moradores. Os requisitos para participar são a situação socioeconômica e a análise do perfil empreendedor. As capacitações ou aperfeiçoamentos técnicos serão o segundo passo, juntamente com educação financeira e gestão de negócios, além de um trabalho de autoconhecimento, por meio do “Líder de si mesmo”, que utiliza a autogestão emocional como forma de desenvolvimento, a partir daí o participante receberá uma orientação para o plano de negócio, que posteriormente será analisado e ganhará certificação.

Siga-nos nas nossas redes sociais: @somosumce

Publicidade

GOVERNO RECUPERA R$ 377,4 MIL DO BOLSA FAMÍLIA NA REGIÃO NORDESTE

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

25 de junho de 2019

É a primeira vez que a União consegue reaver recursos de beneficiários que estavam recebendo indevidamente

O Ministério da Cidadania recuperou R$ 377,4 mil de 299 beneficiários do Bolsa Família na região Nordeste que estavam recebendo o dinheiro indevidamente. É a primeira vez que o governo federal consegue reaver recursos que estavam sendo pagos a pessoas que não atendiam mais aos critérios de elegibilidade do programa. O montante voltará agora aos cofres públicos da União.

A cobrança de ressarcimento de valores do Bolsa Família é fruto do cruzamento de dados realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), iniciado em 2018. O levantamento mostrou que as famílias tinham renda maior do que a declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Para o ministro da Cidadania, Osmar Terra, a inciativa mostra o empenho do Estado em combater as irregularidades e garantir que os recursos cheguem a quem realmente precisa. “É uma mudança na conduta em relação ao Bolsa Família, embora no universo do programa não seja uma quantidade muito grande. É uma ação educadora, inclusive, mostrando para a população que esse dinheiro é para ser aplicado em favor dos mais pobres, para quem não tem alternativa e, ao mesmo tempo, fazer justiça aos cofres públicos, não usando dinheiro público indevidamente”, avalia. Terra lembra ainda que o governo federal realiza todos os meses o cruzamento de informações com diversas bases de dados do governo federal.

As famílias que não apresentaram defesa e não pagaram a Guia de Recolhimento da União (GRU) serão incluídas na Dívida Ativa da União e impedidas de ingressar no Bolsa Família, mesmo cumprindo os demais critérios de elegibilidade. Se ainda estiverem dentro do perfil, as famílias que quitaram o débito poderão ser selecionadas para retornar ao programa após um ano.

Em todo o Brasil, foram instaurados 2.663 processos administrativos para a cobrança. Até o momento, 748 casos foram pagos, o que representa R$ 927,3 mil.

Veja, por estado, o número de beneficiários notificados e os valores devolvidos:

UF Beneficiários Valor devolvido
AL 3 R$ 2.231,20
BA 81 R$ 108.306,57
CE 39 R$ 60.558,22
MA 30 R$ 33.028,62
PB 15 R$ 27.158,49
PE 94 R$ 104.214,79
PI 11 R$ 10.838,08
RN 14 R$ 12.492,13
SE 12 R$ 18.644,22
Total 299 R$ 377.472,33
Publicidade

GOVERNO RECUPERA R$ 377,4 MIL DO BOLSA FAMÍLIA NA REGIÃO NORDESTE

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

25 de junho de 2019

É a primeira vez que a União consegue reaver recursos de beneficiários que estavam recebendo indevidamente

O Ministério da Cidadania recuperou R$ 377,4 mil de 299 beneficiários do Bolsa Família na região Nordeste que estavam recebendo o dinheiro indevidamente. É a primeira vez que o governo federal consegue reaver recursos que estavam sendo pagos a pessoas que não atendiam mais aos critérios de elegibilidade do programa. O montante voltará agora aos cofres públicos da União.

A cobrança de ressarcimento de valores do Bolsa Família é fruto do cruzamento de dados realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), iniciado em 2018. O levantamento mostrou que as famílias tinham renda maior do que a declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Para o ministro da Cidadania, Osmar Terra, a inciativa mostra o empenho do Estado em combater as irregularidades e garantir que os recursos cheguem a quem realmente precisa. “É uma mudança na conduta em relação ao Bolsa Família, embora no universo do programa não seja uma quantidade muito grande. É uma ação educadora, inclusive, mostrando para a população que esse dinheiro é para ser aplicado em favor dos mais pobres, para quem não tem alternativa e, ao mesmo tempo, fazer justiça aos cofres públicos, não usando dinheiro público indevidamente”, avalia. Terra lembra ainda que o governo federal realiza todos os meses o cruzamento de informações com diversas bases de dados do governo federal.

As famílias que não apresentaram defesa e não pagaram a Guia de Recolhimento da União (GRU) serão incluídas na Dívida Ativa da União e impedidas de ingressar no Bolsa Família, mesmo cumprindo os demais critérios de elegibilidade. Se ainda estiverem dentro do perfil, as famílias que quitaram o débito poderão ser selecionadas para retornar ao programa após um ano.

Em todo o Brasil, foram instaurados 2.663 processos administrativos para a cobrança. Até o momento, 748 casos foram pagos, o que representa R$ 927,3 mil.

Veja, por estado, o número de beneficiários notificados e os valores devolvidos:

UF Beneficiários Valor devolvido
AL 3 R$ 2.231,20
BA 81 R$ 108.306,57
CE 39 R$ 60.558,22
MA 30 R$ 33.028,62
PB 15 R$ 27.158,49
PE 94 R$ 104.214,79
PI 11 R$ 10.838,08
RN 14 R$ 12.492,13
SE 12 R$ 18.644,22
Total 299 R$ 377.472,33