Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Fiec

FIEC participa de planejamento estratégico da AECIPP

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

29 de agosto de 2019

A Associação das Empresas do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (AECIPP) está construindo o seu planejamento estratégico com a contribuição de empresas associadas e instituições parceiras. Na última quinta-feira (23/8), a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) esteve presente no primeiro encontro desta iniciativa, representada por Kassandra Morais, gerente de Segurança e Saúde para a Indústria do SESI Ceará, Eduardo Salsa, gerente executivo de negócios do Sistema FIEC, e Luis Carlos Sabadia, gerente do Museu da Indústria.

“Para o SESI e a FIEC, participar do Planejamento Estratégico da AECIPP é mais uma oportunidade de colaborar para o fortalecimento e desenvolvimento da atividade empresarial da região e do Estado. Esse foi o primeiro encontro, temos muito trabalho pela frente”, disse Kassandra.

A AECIPP é uma entidade empresarial, sem fins lucrativos, com atuação específica no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), com o objetivo de fortalecer e desenvolver a atividade empresarial nessa região, por meio do atendimento permanente dos legítimos interesses das suas empresas associadas.

Publicidade

Dinalvo Diniz é eleito presidente do Sinconpe/CE

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

07 de Maio de 2019

O Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado do Ceará (Sinconpe/CE) realizou nesta segunda-feira (06/05), na Fiec, a cerimônia de posse da nova diretoria, bem como a comemoração dos 6 anos do sindicato. A chapa única liderada pelo atual presidente do sindicato, Dinalvo Diniz, foi eleita no último dia 05 de abril para o mandato de quatro anos (2019-2023).

 

O evento contou com cerca de 80 empresários do setor da construção pesada, engenheiros e do novo presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, que fez um discurso exaltando a importância do sindicato para a federação e a sociedade cearense. “A parte de infra-estrutura é muito importante para o estado do Ceará como também para o Brasil, e é feita por vocês do Sinconpe. O sistema FIEC, através do observatório da indústria, está preparado para discutir, aprofundar e conhecer sobre o que está acontecendo no mundo no setor que o Sinconpe atua”, disse.

 

O presidente eleito destacou que continuará lutando pelo sindicato frente às dificuldade do setor. “Realizamos ações sempre em direção dos interesses da nossa categoria, mas estamos em um novo momento. A hora em que vivemos nos coloca numa posição de grande vulnerabilidade, a insegurança jurídica aliada a incerteza do cenário político e econômico”, pontua.

 

A diretoria será representada pelos próximos quatro anos pelo atual presidente, Dinalvo Diniz, pelo vice-presidente da área administrativa, Ananias Granja, e pelo vice-presidente da área financeira, Eduardo Benevides.

 

O engenheiro e consultor André Barbosa ministrou uma palestra sobre o tema “Os Desafios do Mercado de Infraestrutura e o Papel dos Associações Público-Privadas”. “Este assunto é de extrema importância para as empresas para perceber novas oportunidade de negócio, bem como para o poder público que perdeu sua capacidade de investimento.  É essencial para o crescimento da infraestrutura do estado e do país num momento de fraco desempenho econômico.

 

Sinconpe/CE

Em maio de 2013 nasce o Sinconpe/CE – Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado do Ceará. Essa organização surgiu através da necessidade das empresas locais de construção pesada em ter uma representação local em  decorrência das demandas. O Sinconpe/CE vem atuando ativamente em defesa dos interesses da classe, buscando melhorias de tabelas de preços e na qualidade das obras. Nossa missão é representar e defender os interesses do nosso segmento, com o desenvolvimento do setor da construção pesada.

Publicidade

LIDE Ceará e FIEC recebem Secretário Especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, em uma ação conjunta sobre a nova previdência

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

25 de Abril de 2019

A reforma da previdência vem sendo a principal pauta econômica do Governo Jair Bolsonaro. O tema interessa ao setor produtivo como um todo e é encarado como estratégico para o crescimento do país nos próximos anos. Diante desse cenário, o LIDE Ceará recebe, no próximo dia 10 de maio (sexta), juntamente com a FIEC, o Secretário Especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, para debater o “Novo Brasil e a Nova Previdência”. O evento acontece no Hotel Gran Marquise e é exclusivo para filiados e convidados das entidades.

“Está claro que temos um grande problema e este debate sobre a reforma da previdência é imprescindível para pensarmos o Brasil de hoje e dos próximos anos, inclusive no âmbito dos estados e municípios. Este é um tema que foi negligenciado por vários anos e obviamente não poderia passar abaixo do radar do Lide. Garantir a solvência do país e o futuro das próximas gerações é propósito que deve ser abraçado não somente pelo empresariado, mas pela sociedade como um todo”, ressalta Emília Buarque, presidente do LIDE Ceará.

 

Rogério Marinho

Rogério Marinho é Secretário Especial de Previdência e Trabalho, secretaria diretamente ligada ao Ministério da Economia. É economista. Exerceu mandatos de deputado estadual e federal, e na Câmara dos Deputados foi o relator da modernização trabalhista e do projeto que mudou as regras do FIES. Foi também vereador, Presidente da Câmara Municipal de Natal, Secretário Municipal de Planejamento e Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico.

 

 LIDE Ceará

O LIDE CEARÁ é um grupo de líderes empresariais multisetorial, independente, apartidário, com alta conectividade e com foco no desenvolvimento socioeconômico. O objetivo do grupo é ampliar o ambiente de negócios e as oportunidades, conectando e dando projeção para as empresas, debatendo temas diversos, influenciando e defendendo posicionamentos. O LIDE CEARÁ tem agenda mensal, de fevereiro a novembro, com conteúdo de altíssimo nível e acesso aos principais expoentes do país no campo empresarial e no poder público.

O LIDE nas unidades internacionais (China, Itália, Alemanha, Portugal, EUA, Argentina, Paraguai, dentre outras), representa um ambiente seguro para negócios e desenvolvimento, especialmente entre o mundo e a forte presença do grupo na América Latina, com destaque para o Brasil. A organização está presente nos cinco continentes.

Publicidade

Icapuí é o município do Ceará com maior queda nas exportações no primeiro bimestre de 2019

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

18 de Abril de 2019

Nos dois primeiros meses de 2019, Icapuí exportou US$ 7,3 milhões, figurando como o oitavo município que mais exporta no Ceará. Esse valor, no entanto, é 63,1% inferior ao exportado no mesmo período de 2018. Foi a maior queda entre os 20 municípios que mais exportam no Ceará. As importações, por sua vez, somaram US$ 488,5 mil no primeiro bimestre do ano, uma redução de 69,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. O saldo comercial foi positivo, com um superávit de US$ 6,8 milhões. Os dados são de estudo realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

O subgrupo que engloba “Melões, melancias e papaias (mamões) frescos” é o maior impulsionador das vendas ao exterior, com US$ 6,31 milhões. Logo em seguida, estão os crustáceos, com US$ 754,8 mil. Os principais destinos incluem Holanda, em primeiro lugar, com US$ 3,41 milhões, seguida de Reino Unido, com US$ 2,45 milhões.

Caixas e embalagens são os produtos mais importados pela cidade, registrando US$ 390,1 mil, no primeiro bimestre de 2019. Espanha, México, Israel e Tailândia são as principais origens das importações da cidade.

O PIB a preços correntes de Icapuí foi contabilizado pelo IBGE (2015) em R$ 228,1 milhões, sendo 61% englobado pelo setor de serviços, 27% pelo setor primário e 10% pela indústria. A esfera agropecuária é caracterizada principalmente pela produção de frutas como melões, caju e bananas, além de pescados como lagostas.

Saiba mais

O Centro Internacional de Negócios da FIEC apoia a internacionalização das empresas cearenses e promove ações estratégicas, de capacitação e relações institucionais, com o objetivo de impulsionar as exportações e importações da indústria do Ceará. Faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Observatório da Indústria formam o Sistema FIEC.

Publicidade

FIEC receberá em Portugal o Prêmio Valoris Mare 2019

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

05 de Abril de 2019

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará receberá no dia 6 de abril, no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, em Portugal, o Prémio Valoris Mare 2019. A outorga do Prêmio é justificada pelo presidente dos Prémios Excellens Mare, Miguel Marques, pela FIEC, “de forma pioneira a nível mundial no universo das federações de indústria, ter definido no conjunto das suas estratégias, uma rota estratégica específica para a economia do mar, que visa sinalizar caminhos de construção do futuro, num horizonte temporal até 2025. Para a implementação da rota estratégica da economia do mar foi constituída uma sólida equipa técnica, que já produziu o estudo socioeconômico que caracteriza a economia do mar do Estado do Ceará e o estudo de tendências que analisa em detalhe a evolução das indústrias do mar. De forma bastante inclusiva, envolvendo a comunidade marítima e todas as entidades relevantes, já começou a implementação no terreno da estratégia pioneira que visa gerar valor através do mar.”

O prêmio será recebido pela FIEC, representando o presidente Beto Studart, por Sampaio Filho, líder do Observatório da Indústria da FIEC. Como parte da programação em Portugal, Sampaio Filho esteve quinta-feira com Rui Pinto, diretor operacional e ex-comandante de navio/veleiro, no terminal de Cruzeiros de Lisboa, considerado o melhor e mais moderno da Europa. Gerido por nove colaboradores e com segurança terceirizada, o equipamento portuário possui design inovador icônico, destacando-se pela segurança e agilidade. Sampaio participou ainda de almoço com Carlos Rodriguez, empreendedor com experiência internacional em construção de portos e indústria naval, com negócios concentrados na ilha da Madeira, mais precisamente na zona franca de exportações, onde sua empresa, a SDM é responsável pelo registro internacional de navios.

Nesta sexta-feira, a programação de Sampaio Filho como representante da FIEC marca visitas a Universidade e a Biblioteca Joanina, em conjunto com os diretores da universidade e representantes da NOAA (EUA), Marine Institute (Irlanda) e PLOCAN (Espanha). Já no dia 6,antes da entrega do Prêmio, Sampaio conhecerá a incubadora de empresas da Figueira, reúne-se com diretores da Desporto Náutico Escolar e em seguida fará uma apresentação sobre o Observatório da Indústria da FIEC.

Publicidade

Parceria firmada entre Sindialimentos, Fiec, Sebrae e Adagri trará benefícios para produtores de aves e de entreposto de ovos

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de Março de 2019

Presidente do Sindicato das Indústrias da Alimentação e Rações Balanceadas no Estado do Ceará (Sindialimentos), André Siqueira continua em intenso ritmo para alcançar conquistas para produtores do Estado. Dessa vez, parceria firmada com Fiec, Sebrae e Adagri vai ajudar produtores de aves. A partir de agora, a união destas entidades com o Sindialimentos permitirá a elaboração de plantas arquitetônicas e memoriais descritivos para construção de abatedouros de aves e entreposto de ovos.

Sendo assim, um produtor que pretende construir um abatedouro ou entreposto, ele poderá solicitar ao sindicato as plantas do projeto gratuitamente, por e-mail, e já aprovadas pela Adagri. “Ele não precisará mais fazer investimento, contratar projetista, terá diminuição de tempo e gastos e tudo já estará aprovado, simplesmente, para ser colocado em prática. Uma medida interessante, que trará facilidade para os projetos de quem deseja empreender nessa atividade. O Sindialimentos está sempre em busca de levar benefícios para produtores”, afirmou André Siqueira.

Os interessados podem solicitar os projetos pelo e-mail: sindialimentos@sfiec.org.br

leia tudo sobre

Publicidade

FIEC abre inscrições para Prêmio FIEC por Desempenho Ambiental

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

05 de Fevereiro de 2019

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do Núcleo de Meio Ambiente (Numa), abriu inscrições para a 15ª edição do Prêmio FIEC por Desempenho Ambiental.

Este ano, as indústrias cearenses podem concorrer em três categorias: produção mais limpa; reuso de água; e educação ambiental e integração com a sociedade.

Através desta premiação, a FIEC busca estimular, reconhecer e divulgar as ações e o comprometimento da indústria cearense com as questões ambientais.

Numa sociedade globalizada, com alta competitividade entre empresas e elevado nível de informação, os consumidores têm amplo poder de escolha, razão pela qual já não é suficiente oferecer simplesmente um bom produto. É necessário vender, também, a imagem da empresa. As ações praticadas em favor do meio ambiente e da comunidade passam a ser exigência da sociedade, incentivando, dessa forma, o contínuo processo de inovação, dentro das empresas, para que produzam cada vez mais, usando cada vez menos recursos.

Saiba mais

Poderão participar empresas do setor industrial, classificadas em (a) micro e pequena empresa, (b) média empresa e (c) grande empresa, filiadas aos Sindicatos do Sistema FIEC, que tenham implantado projetos de melhoria de qualidade do meio ambiente. Cada empresa poderá concorrer com projeto referente a qualquer das modalidades de seleção.

Veja o regulmento AQUI.

Informações: (85) 3421.5923

Publicidade

Exportações cearenses atingem maior volume da história com US$ 2,32 bilhões

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de Janeiro de 2019

Seguindo as expectativas, 2018 quebrou recordes e se consolidou como o ano mais expressivo na história das exportações do Ceará. O estado contabilizou US$ 2,32 bilhões vendidos ao exterior, o que representa um crescimento de 10,7% ante 2017 (US$ 2,1 bilhões). No comparativo com 2015, o valor das exportações de 2018 mais que dobrou, sendo 122,9% superior ao contabilizado três anos atrás (US$ 1,04 bilhões). Os dados são do estudo Ceará em Comex, realizado pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC.

Em dezembro, de acordo com o estudo, manteve-se a alta performance exportadora do estado, com um crescimento de 36,7%. Os US$ 259,9 milhões vendidos ao exterior no último mês do ano representam o segundo melhor resultado mensal de 2018.

Terceiro maior exportador do Nordeste, o Ceará representou, no acumulado de 2018, 12,55% das exportações da região. O saldo da balança comercial cearense, no período analisado, porém, manteve-se deficitário em US$ 205,4 milhões.

Caucaia e Aquiraz foram os municípios com os maiores percentuais de crescimento entre 2017 e 2018. O primeiro apresentou um aumento de 74,2%, partindo de US$ 46,2 milhões para US$ 80,5 milhões, garantindo o posto de sexta maior cidade exportadora do Ceará. Aquiraz, por sua vez, ocupa a 8ª posição e saltou de US$ 31,4 milhões em 2017 para US$ 48,4 milhões em 2018, uma variação positiva de 53,8%. São Gonçalo do Amarante (US$ 1,3 bilhão), Sobral (US$ 144,5 milhões) e Fortaleza (US$ 144,2 milhões) se mantém como municípios líderes nas vendas externas cearenses.

O setor de “Máquinas, aparelhos e materiais elétricos, e suas partes” merece destaque nas exportações cearenses, com variação positiva de 140,9% em relação à 2017, totalizando US$ 65,3 milhões em 2018. Outros setores da pauta exportadora do estado também exibiram aumentos consideráveis justificando a performance positiva do estado. É o caso do líder em exportações “Ferro fundido, ferro e aço”, que cresceu 28,5%, chegando a US$ 1,37 bilhão. Os segmentos de frutas e de pescados também contribuíram de forma bastante positiva, com acréscimos de 9,3% e 14,2% respectivamente. O setor de calçados cearenses, mesmo com redução de 15,4% em suas exportações, manteve seu posto em segundo lugar no ranking, contabilizando US$ 264,5 milhões.

Quanto aos principais produtos (NCM) exportados pelo Ceará em 2018, os semimanufaturados siderúrgicos somam US$ 1,3 bilhão, representando 57,9% do total das exportações. Ainda no segmento, destaque para o subsetor de produtos com 0,25% ou mais de carbono em sua composição, que exibiu aumento expressivo de 7.736,2%, partindo de US$ 2 milhões para US$ 158 milhões. A exportação de componentes utilizados em usinas de energia eólica também foi um forte impulsionador para as exportações, crescendo 146,8% e chegando a marca de US$ 63,2 milhões. As castanhas de caju mantêm-se como um dos carros chefes do comércio exterior do estado, os frutos chegaram a cifra de US$ 94,1 milhões e são o terceiro maior produto exportado pelo Ceará em 2018. “Melões frescos” é outro setor de alimentos bastante exportado pelo Estado, apresentando aumento de 17,9% nas vendas ao exterior da fruta, contabilizando US$ 62,9 milhões.

A parceria com os Estados Unidos o consolida como maior destino das exportações do estado, com US$ 858,8 milhões, representando 36,9% do total. Os norte-americanos mais que dobraram suas compras do Ceará entre 2017 e 2018. A Coréia do Sul conquista a segunda posição, com um aumento de 92,1% nas vendas externas cearense, contabilizando US$ 180,9 milhões. Turquia e México vêm em seguida com valores aproximados no ranking de US$ 143,1 milhões e US$ 141,5 milhões, respectivamente. Dos 10 maiores destinos das exportações do Ceará, quatro são países europeus e todos esses exibiram aumento nos valores no período analisado, sendo eles: Alemanha (42,3%), Reino Unido (34,5%), Holanda (8,6%) e ainda de forma mais expressiva as vendas para a Polônia, com um avanço de 182,6%.

Sobre o CIN
O Centro Internacional de Negócios auxilia as empresas na inserção no mercado internacional, promovendo a cultura exportadora no Estado do Ceará. O CIN faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC, que junto com Serviço Social da Indústria – SESI Ceará, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Ceará e Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará formam o Sistema FIEC.

Publicidade

Governo do Ceará reúne prefeituras em seminário para atração de investimentos

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de novembro de 2018

Alternativas para desenvolver o Ceará de ponta a ponta por meio da geração de emprego e renda nas mais diversas regiões do Estado foram tema discutido na última quarta-feira (21), no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC). O local sediou a primeira edição do Seminário Sobre Atração de Investimentos para Prefeituras do Estado do Ceará, realizado pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (SDE) e Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece).
Com apoio da FIEC, do SEBRAE-CE e da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), o evento contou com a presença de aproximadamente 70 municípios cearenses representados por prefeitos, secretários e/ou assessores ligados ao desenvolvimento econômico de suas localidades.
A parceria com as prefeituras municipais para melhorias na educação, com o programa Educação na Idade Certa, e na segurança por meio das câmeras de monitoramento e ampliação do efetivo policial no interior do estado, foram destacadas pelo secretário-chefe da Casa Civil, Nelson Martins. De acordo com ele, agora, o grande desafio é na área do desenvolvimento. “A Adece, a SDE e a própria Aprece, junto com o Governo e com a FIEC, pretendem estreitar mais as relações com os municípios para a atração de empresas. Muitas vezes, empresas não querem ir para um local sem estrutura. Essa parceria, assessoria e capacitação, além da melhoria nos incentivos, poderão fazer com que o desenvolvimento aconteça. É um desafio, mas se alcançarmos, teremos uma melhoria na redução das desigualdades no nosso Estado e, evidentemente, gerar emprego e renda”, disse.
Também presente na abertura do evento, o presidente da FIEC, Beto Studart, destacou o Observatório da Indústria, lançado recentemente pela Federação das Indústrias, como ferramenta disseminadora de informações das atividades econômicas e do potencial de cada município. “A FIEC é apenas uma promotora do desenvolvimento. Essa interação serve como elo entre o cidadão, empresário, empreendedor e a autoridade, que é o prefeito. Esse ambiente, que já está muito bem criado pelo governador Camilo Santana, precisamos estender para os municípios de tal forma que possamos promover o desenvolvimento que o Estado precisa”, completou.
A descentralização da economia e a criação de emprego e renda nos municípios do interior do estado foram pontuadas pelo titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (SDE), César Ribeiro. Conforme o secretário, o Governo do Estado está trabalhando para que as cidades com Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM) mais baixo  tenham incentivo do Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) de forma automática, dentro do decreto, a partir de 75%. “Com isso, vamos buscar trazer e criar condições para que esses investimentos não fiquem somente na Região Metropolitana, mas no Interior do Estado”, disse.
Site para atrair investimentos é lançado
O evento protagonizou ainda o lançamento de um site do Governo do Ceará, desenvolvido pela Adece e voltado exclusivamente a atrair investimentos para o território cearense. Por meio do endereço eletrônico http://invest.adece.ce.gov.br, o empreendedor poderá ter acesso a informações dos municípios, suas potencialidades, setores mais propícios para investimento, além de guias de incentivos fiscais e demais informações.
“O grande desafio é criar a ambiência de negócios. Esse seminário vem justamente para auxiliar as prefeituras a fazerem isso. Criamos uma ferramenta, um site voltado para o  investidor, onde vamos disponibilizar as condições de cada município. Eles terão a possibilidade de apresentar sua política de desenvolvimento econômico e o que têm de melhor oferecer. A intenção da Adece é criar essa ambiência. Ela estando pronta, fica mais fácil a atração de novos negócios e de, principalmente, manter os já existentes”, explicou o presidente da Adece, Eduardo Neves.
Auxílio aos prefeitos
A primeira edição do Seminário contou ainda com as palestras “Como obter dados econômicos e sociais sobre o município por meio de estudos realizados pelo IPECE”, proferida pelo analista de Políticas Públicas do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE), Cleyber Medeiros; “Empresa Simples”, realizada pela presidente da Junta Comercial do Ceará (Jucec), Carolina Monteiro; “Como os municípios podem se preparar para atrair investimentos”, ministrada pelo presidente do Conselho Regional de Economia Ceará (CORECON-CE), Lauro Chaves Neto; além da apresentação dos cases de sucesso dos municípios de Pacajus e Juazeiro do Norte, por meio de seus secretários de Desenvolvimento Econômico, Roberto Cariri e Michel Araújo, respectivamente.
A instalação do Fórum Cearense de Dirigentes Municipais de Desenvolvimento e Inovação, conduzida pelo superintendente do SEBRAE-CE, Joaquim Cartaxo, foi outro momento importante do evento. Já a ferramenta Observatório da Indústria, foi apresentada aos gestores municipais pelos representantes da FIEC Sampaio Filho e Guilherme Muchale.
Publicidade

Experiência de Medellín é tema do próximo Ideias em Debate com Aníbal Gaviria

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

23 de outubro de 2018

Medellín. na Colômbia, era a metrópole mais violenta do mundo na década de 90. Hoje, é uma das mais inovadoras do planeta e exemplo de como os investimentos em segurança pública podem transformar a realidade de um lugar. Para falar sobre essa transformação, o ex-prefeito da cidade colombiana, Aníbal Gaviria, é o convidado da próxima edição do Fórum Industrial Ideias em Debate, que acontece em 24/10, às 18h30, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas neste LINK. Haverá tradução simultânea.

Gaviria foi prefeito de Medellín de 2012 a 2015, tornando a cidade destaque no cenário mundial, como referência em planejamento urbano. A cidade colombiana recebeu o título de “Cidade Mais Inovadora do Planeta” em 2013. Foi também governador do estado de Antioquia (2004 a 2007), sendo considerado o melhor governador da Colômbia. É professor da Universidade de Berkeley, na Califórnia.

O Fórum Industrial Ideias em Debate é uma iniciativa da FIEC que promove a reflexão acerca de vários assuntos de impacto para indústria cearense, trazendo personalidades de diversas áreas para apresentar informações atualizadas ao setor produtivo, visando seu fortalecimento. Entre os nomes que já participaram das edições anteriores, Ciro Gomes, Leandro Karnal, Maílson da Nóbrega, Marco Antonio Villa, Augusto Cury, Miriam Leitão, Mário Sérgio Cortella, Mauro Benevides Filho, Clóvis de Barros Filho, Ricardo Boechat, Bráulio Bessa, Dráuzio Varela, Ricardo Amorim, Carlos Alberto Sardenberg, Deltan Dallagnol, Cristiana Lôbo, Eduardo Giannetti da Fonseca , Zeina Latif e Paulo Rabello de Castro, entre outros.

Rota Setorial da Segurança Pública

Nessa edição do fórum, a FIEC lança a Rota Setorial da Segurança Pública, uma iniciativa do presidente Beto Studart, que reúne um panorama do setor no Ceará e caminhos possíveis para a superação de gargalos, esboçando uma visão de futuro com uma agenda convergente de ações. A Rota foi construída coletivamente com a participação de especialistas do meio acadêmico, empresarial, do governo e do terceiro setor.

As Rotas Estratégicas Setoriais, projeto do Observatório da Indústria da FIEC, sinaliza rumos para a construção do futuro, com horizonte temporal de 2025, para cada um dos setores e áreas identificados como mais promissores para a indústria do Ceará. Já foram estruturadas 13 rotas envolvendo várias áreas como energia, logística, eletrometalmecânica, entre outras.

Serviço:
Fórum Industrial Ideias em Debate com Aníbal Gaviria
Data: 24 de outubro de 2018 (quarta-feira)
Horário:18h30
Local: Auditório Waldyr Diogo, na FIEC (Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota –Fortaleza – CE)
Inscrições*: CLIQUE AQUI

*A realização da inscrição não garante reserva de assento.

Publicidade

Experiência de Medellín é tema do próximo Ideias em Debate com Aníbal Gaviria

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

23 de outubro de 2018

Medellín. na Colômbia, era a metrópole mais violenta do mundo na década de 90. Hoje, é uma das mais inovadoras do planeta e exemplo de como os investimentos em segurança pública podem transformar a realidade de um lugar. Para falar sobre essa transformação, o ex-prefeito da cidade colombiana, Aníbal Gaviria, é o convidado da próxima edição do Fórum Industrial Ideias em Debate, que acontece em 24/10, às 18h30, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas neste LINK. Haverá tradução simultânea.

Gaviria foi prefeito de Medellín de 2012 a 2015, tornando a cidade destaque no cenário mundial, como referência em planejamento urbano. A cidade colombiana recebeu o título de “Cidade Mais Inovadora do Planeta” em 2013. Foi também governador do estado de Antioquia (2004 a 2007), sendo considerado o melhor governador da Colômbia. É professor da Universidade de Berkeley, na Califórnia.

O Fórum Industrial Ideias em Debate é uma iniciativa da FIEC que promove a reflexão acerca de vários assuntos de impacto para indústria cearense, trazendo personalidades de diversas áreas para apresentar informações atualizadas ao setor produtivo, visando seu fortalecimento. Entre os nomes que já participaram das edições anteriores, Ciro Gomes, Leandro Karnal, Maílson da Nóbrega, Marco Antonio Villa, Augusto Cury, Miriam Leitão, Mário Sérgio Cortella, Mauro Benevides Filho, Clóvis de Barros Filho, Ricardo Boechat, Bráulio Bessa, Dráuzio Varela, Ricardo Amorim, Carlos Alberto Sardenberg, Deltan Dallagnol, Cristiana Lôbo, Eduardo Giannetti da Fonseca , Zeina Latif e Paulo Rabello de Castro, entre outros.

Rota Setorial da Segurança Pública

Nessa edição do fórum, a FIEC lança a Rota Setorial da Segurança Pública, uma iniciativa do presidente Beto Studart, que reúne um panorama do setor no Ceará e caminhos possíveis para a superação de gargalos, esboçando uma visão de futuro com uma agenda convergente de ações. A Rota foi construída coletivamente com a participação de especialistas do meio acadêmico, empresarial, do governo e do terceiro setor.

As Rotas Estratégicas Setoriais, projeto do Observatório da Indústria da FIEC, sinaliza rumos para a construção do futuro, com horizonte temporal de 2025, para cada um dos setores e áreas identificados como mais promissores para a indústria do Ceará. Já foram estruturadas 13 rotas envolvendo várias áreas como energia, logística, eletrometalmecânica, entre outras.

Serviço:
Fórum Industrial Ideias em Debate com Aníbal Gaviria
Data: 24 de outubro de 2018 (quarta-feira)
Horário:18h30
Local: Auditório Waldyr Diogo, na FIEC (Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota –Fortaleza – CE)
Inscrições*: CLIQUE AQUI

*A realização da inscrição não garante reserva de assento.