Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

investimento

Oi investe mais de R$ 216 milhões no Ceará de janeiro a setembro de 2019

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

21 de dezembro de 2019

A Oi investiu mais de R$ 216 milhões no Ceará de janeiro a setembro de 2019, um aumento de 66% em relação ao mesmo período do ano anterior. A operadora implantou rede de fibra ótica nas cidades de Fortaleza e Juazeiro do Norte e investiu na sua rede móvel com a modernização de 234 sites. A Oi oferece rede 4,5G nas cidades de Fortaleza, Maracanaú e Maranguape e cobertura 4G em 59 cidades do estado.

A Oi vem implementando com êxito seu plano estratégico de transformação com foco na massificação da fibra ótica no país e em negócios de maior valor agregado e com tendência de crescimento e visão de futuro. Nesse sentido, sua estratégia está direcionada para serviços como banda larga de alta velocidade com fibra (FTTH), incluindo IPTV e conteúdo OTT, soluções B2B (corporativas e empresariais) com foco em serviços integrados e TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação), soluções de atacado e crescimento da móvel com foco no segmento pós-pago e evolução para 5G.

Publicidade

Renda fixa x renda variável: entenda a diferença

Por Oswaldo Scaliotti em Investimento

28 de novembro de 2019

Para muitos investidores, uma grande dificuldade na hora de escolher os investimentos mais adequados ao seu perfil é identificar as melhores opções de renda fixa e de renda variável para formar uma combinação equilibrada e que garanta as melhores taxas de rentabilidade. Entender as características de cada uma dessas modalidades e os riscos envolvidos é fundamental para obter sucesso com os investimentos e também montar a carteira ideal.

Os investimentos de renda fixa são aqueles em que o investidor sabe, no momento da compra do ativo (prefixado) ou no momento do resgate do título (pós-fixado), qual será a sua remuneração. Nesse tipo, o investidor empresta seu dinheiro para uma entidade financeira, como os bancos ou o governo. Dentre os principais investimentos estão a caderneta de poupança, os títulos do Tesouro Direto (títulos do governo), os CDB’s (Certificados de Depósito Bancários), a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) e a LCI (Letra de Crédito Imobiliário).

Nos investimentos de renda variável, o investidor não sabe quanto vai render a sua aplicação, pois o rendimento oscila conforme as movimentações do mercado. Por isso, é preciso conhecimento para acompanhá-los de perto com muita atenção ou, ainda, contar com ajuda especializada, por ser um investimento bastante volátil. As ações da Bolsa de Valores, os fundos de ações, fundos imobiliários, contratos futuros, ETF’S (Exchange Traded Funds ou Fundo de Índice) são alguns dos investimentos principais da renda variável.

Independente da modalidade que o investidor escolher, tanto a renda fixa quanto a variável apresentam riscos: de mercado, de liquidez e de crédito.

A rentabilidade na renda fixa e na renda variável

A rentabilidade dos investimentos de renda fixa pode ser pré ou pós-fixada. No primeiro caso, o investidor sabe, na hora da compra do título, o quanto receberá de volta no seu vencimento. A rentabilidade é estimada com base no mercado futuro DI (Depósitos Interfinanceiros, referência sobre os comportamentos dos juros para o futuro). No segundo caso, a escolha do indexador que vai determinar a rentabilidade do investimento fica a critério do investidor, podendo ser:

  • o Certificado de Depósito Interbancário (CDI);
  • a taxa Selic;
  • ou o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

Na renda variável, a rentabilidade depende de fatores como:

  • a empresa ou o ativo;
  • cenário político e econômico, tanto nacional quanto internacional;
  • e o mercado de atuação da empresa/ativo.

Como o próprio nome indica, esses são fatores que variam com mais regularidade. Por isso, não é possível prever a rentabilidade da renda variável, que pode proporcionar grandes ganhos, mas também perdas.

Quedas na taxa básica de juros

Muitos têm se interessado pela renda variável devido às sucessivas quedas na taxa básica de juros, a Selic. Este fato tornou os títulos de renda fixa menos atrativos. A Bolsa de Valores brasileira registrou em março de 2019 o recorde de cadastro de pessoas físicas, chegando a um milhão. Esse número vem crescendo ao longo do ano.

Ajuda para quem deseja começar a investir

Para os iniciantes na Bolsa de Valores que não sabem por onde começar, é possível contar com ajuda especializada. Atualmente, o mercado oferece diversas opções (como cursos on-line, livros e palestras) para quem deseja se lançar no mundo acionário.

Por meio de um simulador de investimentos da Bolsa, por exemplo, é possível aprender a comprar e vender ações, com cotações reais e dinheiro fictício. Assim, o investidor consegue se sentir mais seguro quando for comprar ou vender suas ações de verdade.

O investidor, sobretudo o iniciante, pode se beneficiar muito de investir junto a uma plataforma de investimentos. Contar com o suporte especializado pode fazer a diferença no sucesso da estratégia.

 

Publicidade

Por que os brasileiros estão investindo por aplicativos?

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

22 de agosto de 2019

App Renda Fixa cresceu 200% nos últimos dois anos e ultrapassou 500 mil usuários interessados em investimentos

Os aplicativos chegaram para quebrar as barreiras dos investimentos e aproximar a população, investidores novatos e experientes, em um só lugar. O tema ainda é considerado difícil e longe da realidade de muitos brasileiros e as siglas CDB, LCI, RDB ou CRI levam para ainda mais distante a vontade de se aventurar no mercado financeiro. Apesar disso, a tecnologia tem transformado o setor em um monstro mais fácil de vencer.

Os números atuais mostram a evolução da cultura de investimento para os brasileiros e, para o App Renda Fixa, essas alternativas surgiram para incentivar a educação financeira da população, uma cultura que precisa ser implementada desde cedo, além de facilitar os investimentos, deixando tudo em um só lugar. Prova disso é que, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, os fundos de renda fixa bateram recorde em julho, somando mais de R$ 2,16 trilhões de patrimônio líquido e o setor bateu sua melhor marca, registrando aumento de 9% se comparado a julho do ano passado. Além disso, os dados divulgados apontam a poupança e fundos de curto prazo como principais investimentos dos brasileiros com menor poder aquisitivo.

“Vemos o mercado de investimentos no Brasil como muito promissor, ainda engatinhando quando comparado a outros segmentos. A tecnologia é um auxílio para tirar as pessoas da poupança e educá-las financeiramente, a fim de que façam uma melhor gestão de seus recursos”, explica Francis Wagner, CEO e fundador do App Renda Fixa.

Em decorrência desse movimento, o App Renda Fixa registrou um crescimento de 200% nos últimos dois anos. O app exibe de forma mais intuitiva e amigável aos que querem investir, principalmente pessoas que têm menos conhecimento desse mercado, coletando informações de 40 instituições financeiras parceiras, somando mais de 16 mil ativos.

O aplicativo, por exemplo, foi criado em 2015 para sanar uma dificuldade do CEO, que não encontrou outra plataforma que fizesse os comparativos e buscas de maneira fácil e rápida. Em meados de 2017, o fundador do aplicativo notou uma reversão na tendência do mercado, que trouxe muitos investidores principiantes com grandes problemas decorrentes da falta de conhecimento financeiro.

Com crescimento da busca dos brasileiros pelos investimentos e aplicativos, a marca lançou um novo site com layout simplificado para iniciantes, comparador de fundos atualizado, novas integrações e carteiras, e adição de mais índices. Além disso, adicionou novas instituições financeiras aos parceiros ao aplicativo: Portocred, Mongeral Seguros e Previdência, Mutual, IOUU, Pi, RCI e BMG, acrescentando desde investimentos mais tradicionais de renda fixa até investimentos mais arrojados e com maior risco.

Na visão de Francis, os aplicativos são recursos fundamentais diante do atual cenário econômico, no qual os brasileiros precisarão ficar mais atentos aos seus investimentos e se planejar para o futuro. “O Brasil inteiro recebe os efeitos positivos quando educamos pessoas a lidarem melhor com o seu dinheiro. Evoluímos como pessoas e também trazemos um pensamento mais crítico e conceituado, inclusive para aplicarmos na construção da nossa sociedade”, finaliza o CEO.

Sobre o Renda Fixa

Criado em 2014 por Francis Wagner, o App Renda Fixa é uma plataforma online de busca e comparação de opções de investimentos que coleta informações de instituições financeiras parceiras e exibe de forma intuitiva e amigável ao investidor, iniciante ou mais experiente. O aplicativo está disponível gratuitamente para Android, iOS, Web e Facebook App, e também permite acompanhar aplicações em tempo real e tirar dúvidas com especialistas, entre outras funcionalidades. Além disso, oferece cursos de educação financeira e consultores para organizar as finanças pessoais.

leia tudo sobre

Publicidade

MRV investiu R$65 milhões em urbanização no primeiro trimestre

Por Oswaldo Scaliotti em Análise

25 de junho de 2019

O fechamento dos investimentos em urbanização no primeiro trimestre de 2019 da MRV apontou mais um avanço em relação ao mesmo período dos últimos quatro anos anteriores. A construtora, maior da América Latina, investiu cerca de R$ 65 milhões nas mais de 150 cidades onde atua. A cifra reafirma o avanço da política institucional da companhia de investir no desenvolvimento das regiões que opera.

Os valores destinados para melhoria de infraestrutura pela construtora extrapolam os muros dos empreendimentos e são destinados para investimentos nas cidades como revitalizações de parques e praças, reformas de escolas e bens públicos em geral. Além de disso, o conceito dos lançamentos da MRV engloba toda uma infraestrutura local como pavimentação asfáltica, arborização, ciclovias e, em casos de parcerias com o poder público, a criação e instalação de novos postos de saúde e policiamento, creches, dentre outros.

Para o diretor executivo de produção da MRV, Homero Paiva, os valores destinados em urbanização fazem com que a chegada de um novo empreendimento seja positiva, uma vez que áreas urbanizadas trazem maior conforto e se valorizam no mercado. “O investimento em equipamentos públicos não é apenas um benefício, ele faz parte do nosso propósito, “construir sonhos de transformam o mundo”.

A construção civil é um setor que precisa promover o conceito de cidades sustentáveis e é isto que estamos buscando com este investimento ao impactar toda uma região que cresce e se valoriza”, explicou.

Sobre a MRV

Fundada em outubro de 1979, a MRV Engenharia é líder nacional no mercado de imóveis econômicos e a primeira construtora da América Latina a oferecer energia fotovoltaica para seu segmento de atuação. Presente em mais de 150 cidades de 22 Estados e no Distrito Federal, em seus 39 anos de atividade já lançou mais de 400 mil unidades. A companhia investe em responsabilidade social e mantém desde 2014 o Instituto MRV, organização sem fins lucrativos, voltada para promoção da transformação social do país por meio da educação.

Publicidade

Com investimento de R$ 8 milhões, Betânia Lácteos inova com lançamento no Brasil: bebida à base de iogurte que dispensa geladeira 

Por Oswaldo Scaliotti em Novos negócios

19 de junho de 2019

 

A novidade não precisa de refrigeração e destaca-se por sua formulação mais nutritiva, sem conservantes nem corantes artificiais, com baixo teor de açúcar e fonte de proteínas

Com a missão de oferecer uma alimentação mais nutritiva, saudável, prática e saborosa, a Betânia Lácteos, a maior fabricante de laticínios do Nordeste, lança em toda a região o Yogi&Leve – a primeira bebida desenvolvida a partir de iogurte (garantindo todos os seus nutrientes) sem a necessidade de refrigeração,  devido à sua tecnologia inovadora de dupla pasteurização.  Para trazer esse produto ao país, a empresa investiu R$ 8 milhões.

 

Trata-se do primeiro iogurte com essas características a ser lançado no Brasil e na América Latina. A formulação de Yogi&Leve foi desenvolvida na Suécia, a partir de cases de sucesso da China, com as parcerias estratégicas da Christian Hansen, referência mundial em soluções de fermentos lácteos, e da Tetra Pak, líder em soluções no mercado de envase de alimentos.

O Yogi&Leve é excelente alternativa para quem busca uma alimentação mais nutritiva e equilibrada: não contém conservantes nem corantes artificiais, é feito 100% com leite,  fonte de proteínas e possui baixo teor de açúcar.

A novidade chega para os consumidores nos sabores natural e morango, trazendo todas as características de um iogurte, com cremosidade e sabor surpreendentes. Já pode ser encontrado nos principais supermercados do Nordeste a um preço em torno de R$ 2,49. O produto também conta com uma embalagem inovadora, um importante lançamento no Brasil: a Prisma 200 ml, da Tetra Pak.

Segundo Bruno Girão, CEO da Betânia Lácteos, o objetivo é oferecer um produto que proporcione praticidade, conveniência e nutrição ao consumidor. “Hoje as pessoas passam boa parte do dia fora de casa e em trânsito, entre o trabalho, a academia, o lazer e a universidade. E estão cada vez mais preocupadas em se alimentar de maneira mais saudável fora de casa, o que para elas não é fácil. Com Yogi&Leve, elas terão uma opção de lanche nutritivo para consumir em qualquer lugar”, destac

 

Sobre a Betânia Lácteos

Fundada em 1971 na cidade de Quixeramobim, Ceará, a Betânia Lácteos conta com cinco fábricas localizadas no Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe, além de dez centros de distribuição. Maior indústria de lácteos do Nordeste e líder em leite UHT na região com 41% de share e vice-líder em iogurtes, movimenta uma cadeia produtiva 100% de origem local. Capta mais de 800 mil litros de leite por dia, de mais de 3,5 mil famílias produtoras de leite em 130 municípios nordestinos.  Atualmente, a Betânia Lácteos possui 2 mil colaboradores e está presente em 50 mil pontos de venda. Possui uma linha de produtos com mais de 120 itens, como leites pasteurizados, leites longa vida, bebidas lácteas, iogurtes, queijos, requeijões, leite em pó, creme de leite e leite condensado. A companhia tem orgulho de sua origem, de valorizar a família nordestina, alimentando o corpo e inspirando o coração.

 

Sobre a Tetra Pak

A Tetra Pak é líder mundial em soluções para processamento e envase de alimentos. Atuando próximo aos clientes e fornecedores, oferece produtos seguros, inovadores e ambientalmente corretos, que a cada dia satisfazem as necessidades de centenas de milhões de pessoas em mais de 160 países ao redor do mundo. Com mais de 24.000 funcionários, a Tetra Pak acredita na liderança da indústria responsável e na abordagem sustentável dos negócios. O slogan “PROTEGE O QUE É BOM™” reflete a visão de disponibilizar alimentos de forma segura onde quer que seja.

Publicidade

Oi investe mais de R$ 74,3 milhões no Ceará no primeiro trimestre de 2019

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

11 de junho de 2019

A Oi investiu mais de R$ 74,3 milhões no Ceará no primeiro trimestre de 2019, um aumento de 118% em relação ao mesmo período do ano anterior. A operadora oferece rede 4,5G nas cidades de Fortaleza, Maracanaú e Maranguape e rede de fibra ótica em Fortaleza. A companhia também investiu na sua rede móvel com a modernização de 47 sites no Estado. A Oi oferece cobertura 4G em 59 cidades do Ceará..

A Oi planeja investir R$ 7 bilhões de reais por ano até 2020, em todo o país, com foco na expansão de seu serviço de banda larga de fibra de alta velocidade (FTTH) e na rede 4G e 4,5G. Ao final de março, com o projeto de expansão de fibra de alta velocidade, a Oi alcançou um total de  1,7 milhão de casas passadas, com 145 mil clientes de fibra conectados, registrando uma taxa de ocupação de 8,7% das casas passadas.

Pelo terceiro mês seguido, desde que começou a fazer parte do índice do Netflix, a banda larga Oi Fibra ficou em primeiro lugar na medição de velocidade de internet, o que indica a melhora significativa da qualidade do serviço da companhia. O Oi Fibra oferece internet de até 200 Mega, por meio de FTTH. Com essa capacidade, o serviço possibilita a melhor experiência no consumo de diferentes tipos de conteúdo, como streaming de vídeos e jogos eletrônicos, através de diversas plataformas. O Oi Fibra também permite o acesso dos clientes aos serviços da Oi de TV por internet (IPTV) e de voz por internet (VoIP), com conta e atendimento integrados, o que gera economia e conveniência.

Publicidade

Pardal Sorvetes vai investir R$ 3,5 mi em energia solar, maior investimento do segmento no país

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

03 de junho de 2019

Um dos principais valores da Pardal Sorvetes, o de cuidar das pessoas, vai ganhar uma nova dimensão na história da empresa. Até o fim do segundo semestre, toda a fábrica da marca, que funciona no Eusébio, vai funcionar com energia solar, reduzindo a emissão de CO2 em cerca de 117 toneladas por ano e tornando a produção dos milhares de sorvetes, picolés e sundaes muito mais sustentável.

O investimento inicial para transformar a estrutura da fábrica será de R$ 3,5 mi, até agora o maior projeto em energia solar do Brasil no segmento de sorvetes e picolés, e o projeto deve ser concluído em um período de quatro meses, com início das obras previsto para o mês de julho. Com a reforma, a instalação terá 6.023,50 m² e terá cerca de 2.619 módulos fotovoltaicos garantindo uma potência instalada de 864,27 kWp.

“Após a mudança para funcionamento à base de energia solar, a Pardal será uma geradora de energia. No futuro, isso proporcionará a possibilidade de a empresa investir ainda mais em tecnologia, maquinários, contratação de funcionários e expansão para novos mercados, visto que nossa redução de custos deve ser de pelo menos 75% em energia”, explica o gerente de Marketing da Pardal Sorvetes, Erikson Nascimento.

Além da economia nos gastos, o ganho ambiental é enorme: com a redução de CO2, a empresa irá evitar a emissão de gases poluentes equivalentes ao funcionamento de 117 carros por ano, algo próximo ao impacto positivo do plantio de 613 árvores no mesmo período. Investir em energia limpa e renovável sempre foi um dos nossos maiores sonhos, porque reforça os nossos valores de cuidar das pessoas e do mundo em que vivemos”, completa Erikson.

Publicidade

Making Soluções investe R$ 100 mil em novas tecnologias para live marketing

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

30 de Maio de 2019

Criar e inovar são alguns dos princípios básicos do live marketing e por isso, a Making Soluções, agência de referência nacional neste segmento, busca diariamente oferecer o que há de mais novo no mercado para ativar os clientes. Pensando nisso, a empresa investiu R$ 100 mil em novas tecnologias e equipamentos visando projetar ações e eventos ainda mais modernos e inovadores. “Na Making, nós pensamos ativações personalizadas. Temos uma equipe altamente capacitada para apresentar um projeto de acordo com a necessidade do cliente e, para acompanhar esse time, é necessário buscar o que há de melhor no mercado”, explica a diretora da empresa, Andrea Monteiro.

Entre os recursos recém adquiridos estão produtos exclusivos como  Telas Touch de vários tamanhos, que traz possibilidade de exibir vídeos, realizar jogos e captar cadastros de consumidores em potencial, levando em consideração que a captação de banco de dados é um dos pontos mais trabalhados,  a mochila digital e até um caminhão de led para eventos de grande proporção.

Os últimos trabalhos da agência, que envolveram grandes marcas como Minalba Brasil, Marquise e 99 Pop, já utilizaram algumas das novidades oferecidas e apresentaram resultados positivos para os parceiros. Além disso, a Making é associada da Associação de Marketing Promocional – AMPRO, outro diferencial no mercado.

Publicidade

Via Sul Shopping investe em novas lojas

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

20 de Maio de 2019

Novas lojas incrementam o mix de operações do Via Sul Shopping. Nos últimos quatro meses, o shopping recebeu cinco novos espaços e se prepara para outros quatro, todos nos setores de acessórios femininos, alimentação, calçados femininos, livraria, centro automotivo, vestuário infantil, acessórios para celular e estúdio de tatuagem.

No Térreo está o quiosque Mania de Batata e as lojas Casa do Celular e Sonho dos Pés. O Piso 1 tem as operações Sonho de Biju, Tattoaria Carvalho e Unhas Flash. O Piso 2 tem a Plucky e ainda vai receber as lojas Best Books e Espaço Laser. A operação Doce Ideia fica no Piso 3, que também será ocupado pela Parmeggio. O térreo do Deck Parking (estacionamento externo) recebe uma unidade da Gerardo Bastos. A Polishop está em novo espaço, no Piso 1, ao lado da Marisa.

As aberturas confirmam a confiança do empresariado no varejo, conforme pesquisa divulgada recentemente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviço e Turismo (CNC). O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) cresceu 2,1% em março, comparado ao mês de fevereiro de 2019, e 10,9% em paridade com março de 2018.

Sobre o Via Sul Shopping

Inaugurado em 1º de dezembro de 2008 e localizado em um dos principais corredores econômicos de Fortaleza, a Avenida Washington Soares, o empreendimento conta com um mix diversificado com cinco âncoras, totalizando 121 lojas de diversos segmentos como grifes, mega lojas, farmácia, casa de câmbio, agência de viagem, clínica e academia de dança, além de seis salas de cinema, teatro com capacidade para 733 lugares, e estabelecimentos voltados para conveniência e serviços. O shopping possui 25.718m² de ABL, bicicletário rotativo e gratuito, 1000 vagas de estacionamento, incluindo espaços cobertos, garantindo segurança e comodidade para 800 mil veículos que circulam anualmente no empreendimento.

Publicidade

Oi investe mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

10 de Abril de 2019

A Oi investiu mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018, um aumento de 33% em relação ao ano anterior. A operadora implantou rede de fibra ótica em Fortaleza e lançou o 4,5G na capital e nas cidades de Maracanaú e Maranguape no último trimestre do ano, proporcionando uma melhor experiência dos serviços aos clientes. A companhia também investiu na sua rede móvel com a implantação de 217 novos sites e a modernização de outros 5 sites no Estado, no período de janeiro a dezembro de 2018. Além disso, cerca de 9 mil novas portas para o serviço de banda larga fixa foram implantadas. A Oi oferece cobertura 4G em 59 cidades do Ceará. A expansão da fibra ótica e do 4,5G são prioridades dentro do plano estratégico da companhia para 2019.

Publicidade

Oi investe mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

10 de Abril de 2019

A Oi investiu mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018, um aumento de 33% em relação ao ano anterior. A operadora implantou rede de fibra ótica em Fortaleza e lançou o 4,5G na capital e nas cidades de Maracanaú e Maranguape no último trimestre do ano, proporcionando uma melhor experiência dos serviços aos clientes. A companhia também investiu na sua rede móvel com a implantação de 217 novos sites e a modernização de outros 5 sites no Estado, no período de janeiro a dezembro de 2018. Além disso, cerca de 9 mil novas portas para o serviço de banda larga fixa foram implantadas. A Oi oferece cobertura 4G em 59 cidades do Ceará. A expansão da fibra ótica e do 4,5G são prioridades dentro do plano estratégico da companhia para 2019.