Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Mi – Festival Música da Ibiapaba

Homenageando Jackson do Pandeiro, o 15º MI chega com novo tom de voz reforçando laços com a região da Ibiapaba

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

27 de junho de 2019

De 20 a 27 de julho, a 15a edição do Mi – Festival Música da Ibiapaba celebra os 100 anos de Jackson do Pandeiro e realiza 90 oficinas e ações de formação musical, trazendo ainda novidades como os roteiros turísticos culturais e uma nova luz sobre as riquezas da Ibiapaba.

Para tocar toda a Ibiapaba. Um dos maiores festivais de formação musical do Brasil, o Mi – Festival Música da Ibiapaba chega aos 15 anos em 2019 com novo tom de voz. Realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), de 20 a 27 de julho, o Mi irá ocupar diversos espaços de Viçosa do Ceará, com shows, oficinas, rodas com mestres da cultura e encontro de bandas de música. Neste ano, celebrando os 100 anos de Jackson do Pandeiro, o festival traz novos ares ao preparar um roteiro turístico cultural para quem quer aproveitar as riquezas da Ibiapaba curtindo a boa música, visitando tanto pontos turísticos quanto patrimoniais, destacando a beleza dos famosos casarões de Viçosa.

Em seu debute de 15 anos, o Mi vem com novo tom e pretende usar a música como fio condutor desta união entre as riquezas da Ibiapaba: a cultura local, o empreendedorismo, a cidade e o patrimônio histórico, unindo riquezas materiais e imateriais. Viçosa do Ceará é palco do evento e toda a Ibiapaba é cenário e inspiração para esse novo tom de voz do Mi.

Todo o afeto, laços e histórias construídas ao longo desta trajetória do Mi serão celebrados nesta data especial para o evento em uma formação ainda mais engajada e integrada com a região, a exemplo da homenagem a Zé Músico, músico que faz parte da história de Viçosa, do reconhecimento e valorização da história e memória das culturas indígenas e da apreciação da cultura das dramistas que tanto ecoaram pelas ruas da região em décadas passadas, especialmente em Tianguá.

Oficinas

Com mais de 1.500 inscritos, 973 alunos e alunas foram selecionados para suas 89 oficinas. O Mi segue fortalecido em seu pilar de formação musical com coordenação pedagógica assinada por Heriberto Porto e Arley França. Uma novidade especial para esta edição, parte da contínua política de inclusão e acessibilidade do evento, são duas oficinas especiais pensadas para este público: Musicografia em Braile e Estratégias de ensino de música para crianças surdas, além de um atendimento especial de Musicalização para pessoas com Paralisia Cerebral.

Programação Musical

Tradição no evento, os shows, encontros de bandas e apresentações de professores, alunos e Mestres da Cultura já são esperados a cada edição. Ressaltando frutos de políticas públicas desenvolvidas pela SECULT voltadas para a música, a programação está sendo montada dando voz e luz a artistas que passaram por Porto Iracema das Artes, Porto Dragão, Vila da Música, Ceará Música, SEBAM, Mestres da Cultura, shows de professores além de artistas convidados.

Nesta edição, destacamos a abertura do evento com shows de Fausto Nilo e Marcus Caffe, que trará uma homenagem a Humberto Teixeira, além de outros nomes importantes que animam os 07 dias de evento. Ressaltamos a participação da Nação Tabajara, movimento de coletivos da região da Ibiapaba que ativam a cultura no território e do paraense Felipe Cordeiro, que apresentará sua sonoridade pop tropical que une a guitarrada do Pará, o carimbó, a cumbia e a música eletrônica.

Mestres da cultura

O Mi celebra, como em outras edições, a interação da música com a cultura popular tradicional e convida, para compor sua programação formativa, três mestres e mestras da cultura do Ceará, tesouros vivos reconhecidos pela Secult: Mestra Ana Maria (Tianguá – CE), Mestra Cacique Pequena (Aquiraz – CE) e Mestre Expedito Caboco (Juazeiro do Norte – CE).

Serviço:
15 º Mi – Festival Música da Ibiapaba

De 20 a 27 de julho, em Viçosa do Ceará
Publicidade

Homenageando Jackson do Pandeiro, o 15º MI chega com novo tom de voz reforçando laços com a região da Ibiapaba

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

27 de junho de 2019

De 20 a 27 de julho, a 15a edição do Mi – Festival Música da Ibiapaba celebra os 100 anos de Jackson do Pandeiro e realiza 90 oficinas e ações de formação musical, trazendo ainda novidades como os roteiros turísticos culturais e uma nova luz sobre as riquezas da Ibiapaba.

Para tocar toda a Ibiapaba. Um dos maiores festivais de formação musical do Brasil, o Mi – Festival Música da Ibiapaba chega aos 15 anos em 2019 com novo tom de voz. Realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), de 20 a 27 de julho, o Mi irá ocupar diversos espaços de Viçosa do Ceará, com shows, oficinas, rodas com mestres da cultura e encontro de bandas de música. Neste ano, celebrando os 100 anos de Jackson do Pandeiro, o festival traz novos ares ao preparar um roteiro turístico cultural para quem quer aproveitar as riquezas da Ibiapaba curtindo a boa música, visitando tanto pontos turísticos quanto patrimoniais, destacando a beleza dos famosos casarões de Viçosa.

Em seu debute de 15 anos, o Mi vem com novo tom e pretende usar a música como fio condutor desta união entre as riquezas da Ibiapaba: a cultura local, o empreendedorismo, a cidade e o patrimônio histórico, unindo riquezas materiais e imateriais. Viçosa do Ceará é palco do evento e toda a Ibiapaba é cenário e inspiração para esse novo tom de voz do Mi.

Todo o afeto, laços e histórias construídas ao longo desta trajetória do Mi serão celebrados nesta data especial para o evento em uma formação ainda mais engajada e integrada com a região, a exemplo da homenagem a Zé Músico, músico que faz parte da história de Viçosa, do reconhecimento e valorização da história e memória das culturas indígenas e da apreciação da cultura das dramistas que tanto ecoaram pelas ruas da região em décadas passadas, especialmente em Tianguá.

Oficinas

Com mais de 1.500 inscritos, 973 alunos e alunas foram selecionados para suas 89 oficinas. O Mi segue fortalecido em seu pilar de formação musical com coordenação pedagógica assinada por Heriberto Porto e Arley França. Uma novidade especial para esta edição, parte da contínua política de inclusão e acessibilidade do evento, são duas oficinas especiais pensadas para este público: Musicografia em Braile e Estratégias de ensino de música para crianças surdas, além de um atendimento especial de Musicalização para pessoas com Paralisia Cerebral.

Programação Musical

Tradição no evento, os shows, encontros de bandas e apresentações de professores, alunos e Mestres da Cultura já são esperados a cada edição. Ressaltando frutos de políticas públicas desenvolvidas pela SECULT voltadas para a música, a programação está sendo montada dando voz e luz a artistas que passaram por Porto Iracema das Artes, Porto Dragão, Vila da Música, Ceará Música, SEBAM, Mestres da Cultura, shows de professores além de artistas convidados.

Nesta edição, destacamos a abertura do evento com shows de Fausto Nilo e Marcus Caffe, que trará uma homenagem a Humberto Teixeira, além de outros nomes importantes que animam os 07 dias de evento. Ressaltamos a participação da Nação Tabajara, movimento de coletivos da região da Ibiapaba que ativam a cultura no território e do paraense Felipe Cordeiro, que apresentará sua sonoridade pop tropical que une a guitarrada do Pará, o carimbó, a cumbia e a música eletrônica.

Mestres da cultura

O Mi celebra, como em outras edições, a interação da música com a cultura popular tradicional e convida, para compor sua programação formativa, três mestres e mestras da cultura do Ceará, tesouros vivos reconhecidos pela Secult: Mestra Ana Maria (Tianguá – CE), Mestra Cacique Pequena (Aquiraz – CE) e Mestre Expedito Caboco (Juazeiro do Norte – CE).

Serviço:
15 º Mi – Festival Música da Ibiapaba

De 20 a 27 de julho, em Viçosa do Ceará