Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

processo do Campus Mobile

Pai de criança com autismo cria aplicativo para auxiliar no desenvolvimento de jovens diagnosticados com o transtorno

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

31 de Março de 2019

Na próxima terça-feira, 2 de abril, celebra-se o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. A tecnologia é uma grande aliada para o desenvolvimento de pessoas com autismo e foi pensando nisso que Ronaldo Cohin, de 35 anos, estudante de Ciência da Computação na Universidade Vila Velha, no Espírito Santo, e pai de um menino de cinco anos diagnosticado com a condição, resolveu apostar no desenvolvimento do aplicativo JADE para auxiliar crianças com o transtorno.

A plataforma é um jogo lúdico para as crianças. Enquanto os jovens se divertem, o aplicativo coleta dados que são rapidamente convertidos em relatórios específicos de comportamento, que indica um prognóstico do paciente além de medir o desempenho da criança em determinados espaços de tempo. Esses relatórios podem ser usados diretamente por médicos e terapeutas para analisar o desenvolvimento dessas crianças.

A ideia para a criação do JADE veio de um professor de Ronaldo, que usou da sua experiência como pai de uma criança com autismo e de imersões feitas na Apae para elaborar o conceito do aplicativo. Com isso, a solução foi indicada para participar do Campus Mobile, programa realizado pelo Instituto NET Claro Embratel, que tem o objetivo de identificar, estimular a formação de talentos universitários para atuação de conteúdos e novos serviços de telefonia móvel, além de contribuir para o desenvolvimento social do Brasil.

Durante o processo do Campus Mobile, o Instituto NET Claro Embratel e o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico da Universidade de São Paulo auxiliaram na construção do aplicativo, que foi vencedor da categoria de Facilidades do programa.

O aplicativo foi premiado com uma quantia em dinheiro e uma viagem para aprimorar seu projeto no Vale do Silício (CA), nos Estados Unidos, que contou com imersão nas principais empresas de tecnologia da região, como o Google, Facebook, Twitter e até mesmo na Universidade de Stanford.

O JADE chega a 16 mil usuários, e tem uma média mensal de 2.750 downloads por mês. Apenas 33% dos usuários do Jade estão no Brasil, todos os países da América possuem usuários do Jade além de boa parte dos países da Europa.

Publicidade

Pai de criança com autismo cria aplicativo para auxiliar no desenvolvimento de jovens diagnosticados com o transtorno

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

31 de Março de 2019

Na próxima terça-feira, 2 de abril, celebra-se o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. A tecnologia é uma grande aliada para o desenvolvimento de pessoas com autismo e foi pensando nisso que Ronaldo Cohin, de 35 anos, estudante de Ciência da Computação na Universidade Vila Velha, no Espírito Santo, e pai de um menino de cinco anos diagnosticado com a condição, resolveu apostar no desenvolvimento do aplicativo JADE para auxiliar crianças com o transtorno.

A plataforma é um jogo lúdico para as crianças. Enquanto os jovens se divertem, o aplicativo coleta dados que são rapidamente convertidos em relatórios específicos de comportamento, que indica um prognóstico do paciente além de medir o desempenho da criança em determinados espaços de tempo. Esses relatórios podem ser usados diretamente por médicos e terapeutas para analisar o desenvolvimento dessas crianças.

A ideia para a criação do JADE veio de um professor de Ronaldo, que usou da sua experiência como pai de uma criança com autismo e de imersões feitas na Apae para elaborar o conceito do aplicativo. Com isso, a solução foi indicada para participar do Campus Mobile, programa realizado pelo Instituto NET Claro Embratel, que tem o objetivo de identificar, estimular a formação de talentos universitários para atuação de conteúdos e novos serviços de telefonia móvel, além de contribuir para o desenvolvimento social do Brasil.

Durante o processo do Campus Mobile, o Instituto NET Claro Embratel e o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico da Universidade de São Paulo auxiliaram na construção do aplicativo, que foi vencedor da categoria de Facilidades do programa.

O aplicativo foi premiado com uma quantia em dinheiro e uma viagem para aprimorar seu projeto no Vale do Silício (CA), nos Estados Unidos, que contou com imersão nas principais empresas de tecnologia da região, como o Google, Facebook, Twitter e até mesmo na Universidade de Stanford.

O JADE chega a 16 mil usuários, e tem uma média mensal de 2.750 downloads por mês. Apenas 33% dos usuários do Jade estão no Brasil, todos os países da América possuem usuários do Jade além de boa parte dos países da Europa.