Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

trabalhadores terceirizados

Sem salários há 45 dias, trabalhadores terceirizados do Município de Fortaleza decretam greve

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

28 de agosto de 2017

Cerca de 300 trabalhadores interditaram a rua e ocuparam a frente da Prefeitura de Fortaleza exigindo uma solução para o atraso salarial que atinge a categoria de asseio e conservação, prestadora de serviços ao município por meio das empresas Fortal e Mais Serviços. São 45 dias de atraso e sete mil trabalhadores atingidos. A situação ficou ainda mais dramática com o anúncio das terceirizadoras Fortal, Mais Serviços, Rent e Vespa, de que 1.600 trabalhadores serão demitidos.

Os trabalhadores decretaram greve, na manhã desta segunda-feira (28/08), durante assembleia realizada na sede do Seeaconce – Sindicato dos Empregados em Empresa de Asseio e Conservação, Locação e Administração de Imóveis Comerciais, Condomínios e Limpeza Publica do Estado do Ceará. São merendeiras, zeladores, porteiros e pessoal de serviços gerais.

Participam do ato puxado pelo Seeaconce na manhã desta segunda-feira o Sindicato dos Vigilantes do Ceará, o Sindicato dos Rodoviários (Sintro), Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios (SintracondCE), Sindicato Apeoc e as Centrais CTB e Conlutas. Na quarta-feira, dia 30, haverá nova manifestação em local a ser definido pelo Seeaconce.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Sem salários há 45 dias, trabalhadores terceirizados do Município de Fortaleza decretam greve

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

28 de agosto de 2017

Cerca de 300 trabalhadores interditaram a rua e ocuparam a frente da Prefeitura de Fortaleza exigindo uma solução para o atraso salarial que atinge a categoria de asseio e conservação, prestadora de serviços ao município por meio das empresas Fortal e Mais Serviços. São 45 dias de atraso e sete mil trabalhadores atingidos. A situação ficou ainda mais dramática com o anúncio das terceirizadoras Fortal, Mais Serviços, Rent e Vespa, de que 1.600 trabalhadores serão demitidos.

Os trabalhadores decretaram greve, na manhã desta segunda-feira (28/08), durante assembleia realizada na sede do Seeaconce – Sindicato dos Empregados em Empresa de Asseio e Conservação, Locação e Administração de Imóveis Comerciais, Condomínios e Limpeza Publica do Estado do Ceará. São merendeiras, zeladores, porteiros e pessoal de serviços gerais.

Participam do ato puxado pelo Seeaconce na manhã desta segunda-feira o Sindicato dos Vigilantes do Ceará, o Sindicato dos Rodoviários (Sintro), Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios (SintracondCE), Sindicato Apeoc e as Centrais CTB e Conlutas. Na quarta-feira, dia 30, haverá nova manifestação em local a ser definido pelo Seeaconce.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti