Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
escola de samba Archives - News Maranguape 
Publicidade

News Maranguape

por Dadynha Saturnino

escola de samba

Chico eterno: maranguapense será homenageado pela Tucuruvi, no carnaval paulista 2020

Por Dadynha Saturnino em carnaval

23 de novembro de 2019

Com o enredo “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”, o Grêmio Recreativo Cultural Social  Escola de Samba (GRCSES) Acadêmicos do Tucuruvi homenageará o maranguapense e eterno gênio do humor brasileiro Chico Anysio (1931-2012), em seu desfile no grupo de acesso do carnaval de São Paulo 2020, assinado pelo carnavalesco Dione Leite. Tucuruvi será a sexta Escola a passar no Sambódromo do Anhembi, no domingo, 23 de fevereiro.

 

“Faces de Anysio Chico, o eterno Chico. Sorrir é… e sempre será o melhor remédio”, uma homenagem a Chico Anysio. Divulgação

 

Sinopse

Abram alas, venham todos contemplar a caravana da alegria, o encontro da comédia com o comediante, do criador e criatura, através da arte do improviso fez de nossos lares o grande palco para o seu humor. Com sua trupe um Bufão da Commédia DellArte, sai da história para convocar toda a sua côrte, para juntos celebrarmos o imortal do humor brasileiro: um cabra da peste que encantou a todos com a sua proeza de interpretar.

Um dom? Um destino? Com certeza ele era muito mais, pois sua trajetória é ilustrada por personagens durante toda a sua vida, e quem fica a cargo de nos contar esta história é o nosso Bufão e sua corte da alegria que se divertem ao narrar este maranguapense nordestino. Dividido em quatro (04) setores, o enredo contará através de seus personagens as paixões, faces e legado do representante imortal do humor brasileiro. No primeiro, “O encontro da comédia e o comediante”, no segundo “O amado Chico que amava muito”, no terceiro “As faces de um povo” e no quarto e último “Um legado para a eternidade”.

Venham todos, reúnam as suas famílias, pois no nosso show do humor já vai começar, preparem as gargalhadas que irão ecoar, pois o mestre mais amado será coroado como o Rei desta folia, nosso eterno CHICO, pois “Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio.”

Dione Leite – carnavalesco.

 

Confira a letra do samba que vai embalar a passagem da Tucuruvi no Sambódromo do Anhembi.

“Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”.

(Fábio Jelleya, Henrique Barba, JC Castilho, Edu Borel, Newtinho, Wlad, Abílio Jr., Myngal, Digo e Leonardo Bessa).

 

Hoje eu vou pra galera
Deixa a tristeza pra lá!
Todo mundo reunido
Tá na hora, Chico city está no ar
De Maranguape, o menino
Lançou a flecha do destino
Pediu passagem com coragem e amor
De tão singular, se torna plural
Em seus personagens, traduz emoções
A alma refletida nas paixões

– Alô, Alô, quem é? – Fala Salomé!
– Bento Carneiro assustou o Coalhada,
O professor deu nota 10 pro Bozó
E o salário, ó… virou piada!

Pode correr a sacolinha
Não é justo levar nosso dinheiro
Em cada face do artista
O jeitinho brasileiro
Levou aos quatro cantos do país
Irreverência sem pudor
Amado Mestre, o povo aplaudiu
A escola mais querida do Brasil!
O rei do riso nos ensinou
O melhor remédio é sorrir
Eis o legado imortal
E a sua estrela vai brilhar no carnaval

Bate forte no peito uma saudade
O meu sorriso é especial
Um show de alegria vem aí!
É Chico Anysio, é Tucuruvi

 

Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba (GRCSES) Acadêmicos do Tucuruvi 

“Vou... peito aberto e sem medo, Zona Norte é o aconchego, todo mundo diz. Sentindo o puro ar da Cantareira, lá no meu Tucuruvi… meu povo é feliz… E sempre será”, trecho do hino de exaltação que define a Escola situada à Avenida Mazzei, nº 722, Tucuruvi. Há 43 anos forma e fomenta a cultura do samba no bairro paulista, levando também a população serviços sociais e de entretenimento. O Acadêmicos do Tucuruvi surgiu de um grupo de amigos que gostava de brincar e fazer folia no carnaval, saindo nas ruas do bairro do Tucuruvi com muito entusiasmo. Aos poucos, o descompromissado grupo foi adquirindo adeptos e terminou como Bloco estruturado. Sob a liderança de José Leandro, Oswaldo de Salva e Tininho, entre outros, o Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi foi fundado no dia 1º de fevereiro de 1976, tendo como símbolo um gafanhoto, já que em tupi Tucuruvi significa gafanhotos verdes.

Um fato que marcou a história da escola foi o seu primeiro desfile, em 1977:  carro alegórico era um gafanhoto que tinha como base uma Kombi coberta com tecido verde, uma realização inédita. A agremiação subiu para o Grupo Especial pela primeira vez em sua história 10 anos após sua fundação. O samba-enredo “Brasil em Aquarela” marcou a estreia da escola entre as grandes e ainda é recordado pelos sambistas paulistanos. Outros dois personagens da escola que também merecem destaque são o presidente Hussein Abdo El Selam, o Jamil, e o compositor Maurinho da Mazzei, vencedor de quase 40 sambas nas escolas e blocos de São Paulo.

Em 2011, a Tucuruvi conquistou o vice-campeonato no Grupo Especial, seu melhor resultado na história no Carnaval paulistano.

Fonte: LIGASP

 

Serviço

 

Desfile do Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba (GRCSES)  Acadêmicos do Tucuruvi 

Samba enredo: “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”

Dia: 23/02/20 (domingo)

Local: Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo – Sambódromo do Anhembi (Avenida Olavo Fontoura, Nº 1.209 – Distrito de Santana – São Paulo – SP)

Site: http://academicosdotucuruvi.com.br/

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=cfurEz_1pZc&feature=emb_logo

Facebook: https://www.facebook.com/AcademicosDoTucuruvi

Instagram: https://www.instagram.com/academicosdotucuruvi/

 

 

Publicidade

Da Major para a Sapucaí: maranguapense Morgana Camila desfilará pela União da Ilha no carnaval 2019

Por Dadynha Saturnino em Pessoas

20 de novembro de 2018

A Rua Major Agostinho, tradicional corredor cultural localizado no Centro de Maranguape, ficou pequena para Morgana Camila, que acaba de ser confirmada como uma das cearenses que desfilarão na Marquês de Sapucaí pela Escola de Samba carioca União da Ilha, no carnaval 2019. O convite surgiu de Severo Luzardo, carnavalesco da Escola que apresentará o enredo sobre o Estado do Ceará, intitulado “A peleja poética entre Rachel e Alencar no avarandado do céu”. “Sentimento de gratidão por poder representar essa gente que mesmo diante de muita dificuldade consegue ser feliz e acima de tudo, fazer o outro feliz! Povo do bem, valente, gentil e hospitaleiro que traz no sangue o dom da alegria!”, adiantou a maranguapense sobre representar nossa gente e nosso Estado em importante evento.

 

Arrasa na Sapucai: maranguapense Morgana Camila é presença confirmada na União da Ilha 2019

 

 

A União da Ilha terá vários nomes importantes da cultura cearense no desfile, como Ivanildo Nunes, Lindemberg Fernandes, Expedito Seleiro (moda), Zé Tarcisio, Dim Brinquedim e Assis Filho (artes). “Convidamos agora a Morgana Camila, pois entendi que ela “luta pelo sorriso e a felicidade de seu povo”, e essa premissa foi a que norteou todo o meu trabalho. Acredito num Ceará pra cima, vibrante, vencedor, feliz. Assim será o desfile”, pontuou Severo sobre a participação de Morgana. “Esta energia positiva entrará na avenida junto com as 12 mil peças de artesanato que estão sendo feitas aí (no Ceará) para o desfile”, complementou.

 

 

Ensaio Show

 

 


 

Já nesse sábado (24), Morgana estará na quadra da União da Ilha compondo a comitiva cearense formada por políticos, empresários, estilistas entre outros convidados, participando do evento “Uma noite no Ceará“.  Na programação, apresentação das fantasias das alas comerciais 2019, desfile das “Angels da Ilha” (uma ala formada só por mulheres em 2019), baterilha dos mestre Keko e Marcelo Santos, presença da rainha Gracyanne Barbosa, Ito Melodia e carro de som, com sambas inesquecíveis e o de 2019 e também a apresentação em homenagem ao Ceará com a participação de todos os segmentos da escola que busca o inédito título de campeã do carnaval carioca.

 

Arrasa, arrasa, arrasa na Major

 

Recentemente, a maranguapense virou fenômeno na internet após viralizar nas redes sociais narrando vídeos do desfile cívico da terra natal de Chico Anysio, somando mais de sete milhões de visualizações. Ela foi parar no Programa Gente na TV, da TV Jangadeiro, em reportagem exclusiva da apresentadora Lorrane Cabral  (produção Dadynha Saturnino), no Programa João Inácio Show, da TV Diário e no quadro “famosos da internet”, no Programa Eliana, do SBT. Em suas narrações, Morgana utiliza bordões como “Arrasa, arrasa, arrasa na Major”, “Adoro, adoro, adoro esse close”, “Que tombo, Maranguape”, “Bicha, tu arrasa”, “Receba essa oferenda, Brasil”, “É pra sangrar os olhos da Cléopatra, Brasil”, “Receba esse tiro, Brasil”, “Cata esses chanelzíneos incríveis”, “Que se abram as catacumbas do sucesso”, “Descolaaa a retina da concorrência”, “Receba esse close televisivo”, “Não tem pra roxo, kerydaaa, minha cor agora é fúcsiaaaaaa”, “Adoro esse fuá”, “Mais um embarque de sucesso”, “Morra atropelada na BR”, “Quem tem limite é barragem de açude”, “Você quer brilho, você quer glamour”, “Chora nesse close” e “Que tombo essa coreó”, entre outros que passam de 80 bordões, caíram no gosto popular e de diversos famosos como o comediante Marcus Majella e originou a música “Arrasa na Major“.

 

 

Redes Sociais

 

Siga Morgana Camila nas redes sociais:

Facebook 

Instagram

Youtube

Sua música

Publicidade

Filho de Maranguape, Chico Anysio será homenageado no carnaval carioca com o samba enredo “Ao mestre do riso com carinho: as caras do Brasil”.

Por Dadynha Saturnino em carnaval

16 de Janeiro de 2013

Escola de Samba Paraíso do Tuiuti, carioca de São Cristovão pertencente ao grupo Série A no Carnaval do Rio de Janeiro 2013, homenageará o cearense de Maranguape Chico Anysio, com o samba enredo “Ao mestre do riso com carinho: as caras do Brasil.” A apresentação será no sábado, nove de fevereiro, prevista para às 22:00hs.

GRES Grêmio Recreativo Escola de Samba Paraíso do Tuiuti. Folder Divulgação

Sinopse 

Quis Deus que Chico Anysio descansasse, para alegria de todo o céu e tristeza nossa! Mas este, definitivamente, não é um enredo de morte ou homenagem póstuma, mas um enredo de vida! Porque muito, muito além da despedida terrena, há uma vida inteira de dedicação ao humor, à alegria e ao entretenimento. Uma vida inteira em celebração à gaiatice e ao fazer rir com criações únicas e sem apelações gratuitas, aproveitando-se apenas da inteligência e da sensibilidade de um gênio.

Hoje, nesta merecida homenagem, vamos vencer a tristeza e fazer da alegria o nosso troféu. No lugar da dor e do lamento, vamos imaginar, neste momento, a chegada de Chico Anysio no céu! Se aqui na Terra o nordeste vestiu luto e o Brasil todo sofreu, em contraste houve uma festa na Mansão Superior. Muitos risos e gargalhadas, uma euforia danada para a chegada do mestre do humor.

Sim, porque no céu houve imensa alegria quando correu o aviso: “Afinem os clarins e trombetas, porque está chegando ao paraíso o grande gênio do riso”. Vocês não imaginam o rebuliço que a notícia causou. Eram tantos anjos, arcanjos, querubins e, assim meio de mansinho, também foram chegando Oscarito, Grande Otelo, Zezé Macedo e Nair Belo. Eram tantas almas agradecidas, uma alegria sem igual, que o céu parecia um carnaval.

E o humorista querido, cearense reluzente, não chegou sozinho, veio com ele muita gente. Havia personagens de montão, cada um mais diferente, todos filhos legítimos do coração. Azambuja, Coalhada e Pantaleão. Painho, Salomé e Bozó. Bento carneiro, Justo Veríssimo, Haroldo, Tavares e Popó. Nem mesmo os anjos do céu conseguiam explicar como que tanta gente era filho de um homem só. Certamente os anjos não sabiam ou ainda não haviam descoberto, que apesar da saudade deixada na Terra, Chico ainda vive entre nós.

Chico vive em cada sorriso estampado no rosto do nosso povo, na irônica abordagem, no humor inteligente e na riqueza das imagens dos seus 209 personagens. Chico vive porque não se limitou a viver, mas a montar vidas diversas, raramente parecidas, geralmente às avessas. Não apenas tipos de corpo inteiro, materializados através de suas diferentes faces, mas outros tantos memoráveis criados em parcerias infindáveis com o povo brasileiro. E vive o escritor, o compositor, o pintor, a genialidade; porque o talento é a nossa alma, é o espírito que nos faz imortal e, dessa forma, sobrevive ao corpo porque pertence à eternidade.

Hoje, querido Chico, deixe que o céu fique um pouco mais triste sem sua presença e venha matar nossas saudades! Venha para receber deste povo, que sempre foi sua inspiração, esta merecida homenagem e os legítimos aplausos. Chico vive!

Agradecimentos à:

Rodrigo Ferreira pela pesquisa e apoio, Elano Paula e Rouxinol do Rinaré pela inspiração.

Obs: Já li algumas vezes e ouvi outras tantas que Chico Anysio era Ateu.
Mas vejam se não tenho razão: quem viveu transmitindo alegria, morrendo não estará com Deus?

Cid Carvalho

Carnavalesco

Fonte:  Samba Rio Carnaval 2013

“Ao mestre do riso com carinho: as caras do Brasil”

Samba enredo de autoria de André Kaballa, Leandro Kfé, Júnior Santana, Thiago Meiners e Sônia Cabral.

O céu está em festa

Milhões de acordes vão anunciar
Os anjos a receber
O professor que acabou de chegar
Em Maranguape, a história traçada
Sua voz ecoou nas madrugadas
Sucesso nos palcos, venham ver
A Escolinha ganha as telas da TV
A alegria é o seu dom, um ideal
A marca do meu Carnaval

A comédia está no ar… quero ver que tá aí
Coalhada e Bozó para nos divertir (bis)
Azambuja diz no pé, Salomé vai te levar (ô)
E o Painho traz axé pra nos guiar

Chico… Vem “compor” o meu sorriso
Um artista genial a encantar o “Paraíso”
Um talento verdadeiro
A alma do brasileiro
Sonha Tuiuti…
É no seu sonho que eu vou viajar
Seu espírito imortal
É mais uma estrela a brilhar
Receba os aplausos dessa gente
Ao mestre com carinho, vou cantar

Escola de samba, raiz de verdade
Sou comunidade, eu sou Tuiuti (bis)
A força do povo… me leva
É Chico Anysio na Sapucaí

SERVIÇO

GRES Grêmio Recreativo Escola de Samba Paraíso do Tuiuti – Série ALocalizada no bairro do São Cristovão, no Rio de Janeiro/RJ, a Escola foi fundada em cinco de abril de 1954. Tem como Escola-madrinha a Mangueira, é presidida pelo carnavalesco Renato Ribeiro Martins (Thor). Seu símbolo é a coroa e as suas cores são o azul-escuro e o amarelo. Seu carnavalesco é Cid Carvalho (da Mangueira) e a Rainha da bateria a modelo, apresentadora e ex-BBB Mayra Cardi.

Carnaval do Rio de Janeiro 2013

Sábado 09/02/13 às 22:00hs

Sambódromo – Marquês de Sapucaí

Publicidade

Filho de Maranguape, Chico Anysio será homenageado no carnaval carioca com o samba enredo “Ao mestre do riso com carinho: as caras do Brasil”.

Por Dadynha Saturnino em carnaval

16 de Janeiro de 2013

Escola de Samba Paraíso do Tuiuti, carioca de São Cristovão pertencente ao grupo Série A no Carnaval do Rio de Janeiro 2013, homenageará o cearense de Maranguape Chico Anysio, com o samba enredo “Ao mestre do riso com carinho: as caras do Brasil.” A apresentação será no sábado, nove de fevereiro, prevista para às 22:00hs.

GRES Grêmio Recreativo Escola de Samba Paraíso do Tuiuti. Folder Divulgação

Sinopse 

Quis Deus que Chico Anysio descansasse, para alegria de todo o céu e tristeza nossa! Mas este, definitivamente, não é um enredo de morte ou homenagem póstuma, mas um enredo de vida! Porque muito, muito além da despedida terrena, há uma vida inteira de dedicação ao humor, à alegria e ao entretenimento. Uma vida inteira em celebração à gaiatice e ao fazer rir com criações únicas e sem apelações gratuitas, aproveitando-se apenas da inteligência e da sensibilidade de um gênio.

Hoje, nesta merecida homenagem, vamos vencer a tristeza e fazer da alegria o nosso troféu. No lugar da dor e do lamento, vamos imaginar, neste momento, a chegada de Chico Anysio no céu! Se aqui na Terra o nordeste vestiu luto e o Brasil todo sofreu, em contraste houve uma festa na Mansão Superior. Muitos risos e gargalhadas, uma euforia danada para a chegada do mestre do humor.

Sim, porque no céu houve imensa alegria quando correu o aviso: “Afinem os clarins e trombetas, porque está chegando ao paraíso o grande gênio do riso”. Vocês não imaginam o rebuliço que a notícia causou. Eram tantos anjos, arcanjos, querubins e, assim meio de mansinho, também foram chegando Oscarito, Grande Otelo, Zezé Macedo e Nair Belo. Eram tantas almas agradecidas, uma alegria sem igual, que o céu parecia um carnaval.

E o humorista querido, cearense reluzente, não chegou sozinho, veio com ele muita gente. Havia personagens de montão, cada um mais diferente, todos filhos legítimos do coração. Azambuja, Coalhada e Pantaleão. Painho, Salomé e Bozó. Bento carneiro, Justo Veríssimo, Haroldo, Tavares e Popó. Nem mesmo os anjos do céu conseguiam explicar como que tanta gente era filho de um homem só. Certamente os anjos não sabiam ou ainda não haviam descoberto, que apesar da saudade deixada na Terra, Chico ainda vive entre nós.

Chico vive em cada sorriso estampado no rosto do nosso povo, na irônica abordagem, no humor inteligente e na riqueza das imagens dos seus 209 personagens. Chico vive porque não se limitou a viver, mas a montar vidas diversas, raramente parecidas, geralmente às avessas. Não apenas tipos de corpo inteiro, materializados através de suas diferentes faces, mas outros tantos memoráveis criados em parcerias infindáveis com o povo brasileiro. E vive o escritor, o compositor, o pintor, a genialidade; porque o talento é a nossa alma, é o espírito que nos faz imortal e, dessa forma, sobrevive ao corpo porque pertence à eternidade.

Hoje, querido Chico, deixe que o céu fique um pouco mais triste sem sua presença e venha matar nossas saudades! Venha para receber deste povo, que sempre foi sua inspiração, esta merecida homenagem e os legítimos aplausos. Chico vive!

Agradecimentos à:

Rodrigo Ferreira pela pesquisa e apoio, Elano Paula e Rouxinol do Rinaré pela inspiração.

Obs: Já li algumas vezes e ouvi outras tantas que Chico Anysio era Ateu.
Mas vejam se não tenho razão: quem viveu transmitindo alegria, morrendo não estará com Deus?

Cid Carvalho

Carnavalesco

Fonte:  Samba Rio Carnaval 2013

“Ao mestre do riso com carinho: as caras do Brasil”

Samba enredo de autoria de André Kaballa, Leandro Kfé, Júnior Santana, Thiago Meiners e Sônia Cabral.

O céu está em festa

Milhões de acordes vão anunciar
Os anjos a receber
O professor que acabou de chegar
Em Maranguape, a história traçada
Sua voz ecoou nas madrugadas
Sucesso nos palcos, venham ver
A Escolinha ganha as telas da TV
A alegria é o seu dom, um ideal
A marca do meu Carnaval

A comédia está no ar… quero ver que tá aí
Coalhada e Bozó para nos divertir (bis)
Azambuja diz no pé, Salomé vai te levar (ô)
E o Painho traz axé pra nos guiar

Chico… Vem “compor” o meu sorriso
Um artista genial a encantar o “Paraíso”
Um talento verdadeiro
A alma do brasileiro
Sonha Tuiuti…
É no seu sonho que eu vou viajar
Seu espírito imortal
É mais uma estrela a brilhar
Receba os aplausos dessa gente
Ao mestre com carinho, vou cantar

Escola de samba, raiz de verdade
Sou comunidade, eu sou Tuiuti (bis)
A força do povo… me leva
É Chico Anysio na Sapucaí

SERVIÇO

GRES Grêmio Recreativo Escola de Samba Paraíso do Tuiuti – Série ALocalizada no bairro do São Cristovão, no Rio de Janeiro/RJ, a Escola foi fundada em cinco de abril de 1954. Tem como Escola-madrinha a Mangueira, é presidida pelo carnavalesco Renato Ribeiro Martins (Thor). Seu símbolo é a coroa e as suas cores são o azul-escuro e o amarelo. Seu carnavalesco é Cid Carvalho (da Mangueira) e a Rainha da bateria a modelo, apresentadora e ex-BBB Mayra Cardi.

Carnaval do Rio de Janeiro 2013

Sábado 09/02/13 às 22:00hs

Sambódromo – Marquês de Sapucaí