Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
imortal Archives - News Maranguape 
Publicidade

News Maranguape

por Dadynha Saturnino

imortal

Chico eterno: maranguapense será homenageado pela Tucuruvi, no carnaval paulista 2020

Por Dadynha Saturnino em carnaval

23 de novembro de 2019

Com o enredo “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”, o Grêmio Recreativo Cultural Social  Escola de Samba (GRCSES) Acadêmicos do Tucuruvi homenageará o maranguapense e eterno gênio do humor brasileiro Chico Anysio (1931-2012), em seu desfile no grupo de acesso do carnaval de São Paulo 2020, assinado pelo carnavalesco Dione Leite. Tucuruvi será a sexta Escola a passar no Sambódromo do Anhembi, no domingo, 23 de fevereiro.

 

“Faces de Anysio Chico, o eterno Chico. Sorrir é… e sempre será o melhor remédio”, uma homenagem a Chico Anysio. Divulgação

 

Sinopse

Abram alas, venham todos contemplar a caravana da alegria, o encontro da comédia com o comediante, do criador e criatura, através da arte do improviso fez de nossos lares o grande palco para o seu humor. Com sua trupe um Bufão da Commédia DellArte, sai da história para convocar toda a sua côrte, para juntos celebrarmos o imortal do humor brasileiro: um cabra da peste que encantou a todos com a sua proeza de interpretar.

Um dom? Um destino? Com certeza ele era muito mais, pois sua trajetória é ilustrada por personagens durante toda a sua vida, e quem fica a cargo de nos contar esta história é o nosso Bufão e sua corte da alegria que se divertem ao narrar este maranguapense nordestino. Dividido em quatro (04) setores, o enredo contará através de seus personagens as paixões, faces e legado do representante imortal do humor brasileiro. No primeiro, “O encontro da comédia e o comediante”, no segundo “O amado Chico que amava muito”, no terceiro “As faces de um povo” e no quarto e último “Um legado para a eternidade”.

Venham todos, reúnam as suas famílias, pois no nosso show do humor já vai começar, preparem as gargalhadas que irão ecoar, pois o mestre mais amado será coroado como o Rei desta folia, nosso eterno CHICO, pois “Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio.”

Dione Leite – carnavalesco.

 

Confira a letra do samba que vai embalar a passagem da Tucuruvi no Sambódromo do Anhembi.

“Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”.

(Fábio Jelleya, Henrique Barba, JC Castilho, Edu Borel, Newtinho, Wlad, Abílio Jr., Myngal, Digo e Leonardo Bessa).

 

Hoje eu vou pra galera
Deixa a tristeza pra lá!
Todo mundo reunido
Tá na hora, Chico city está no ar
De Maranguape, o menino
Lançou a flecha do destino
Pediu passagem com coragem e amor
De tão singular, se torna plural
Em seus personagens, traduz emoções
A alma refletida nas paixões

– Alô, Alô, quem é? – Fala Salomé!
– Bento Carneiro assustou o Coalhada,
O professor deu nota 10 pro Bozó
E o salário, ó… virou piada!

Pode correr a sacolinha
Não é justo levar nosso dinheiro
Em cada face do artista
O jeitinho brasileiro
Levou aos quatro cantos do país
Irreverência sem pudor
Amado Mestre, o povo aplaudiu
A escola mais querida do Brasil!
O rei do riso nos ensinou
O melhor remédio é sorrir
Eis o legado imortal
E a sua estrela vai brilhar no carnaval

Bate forte no peito uma saudade
O meu sorriso é especial
Um show de alegria vem aí!
É Chico Anysio, é Tucuruvi

 

Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba (GRCSES) Acadêmicos do Tucuruvi 

“Vou... peito aberto e sem medo, Zona Norte é o aconchego, todo mundo diz. Sentindo o puro ar da Cantareira, lá no meu Tucuruvi… meu povo é feliz… E sempre será”, trecho do hino de exaltação que define a Escola situada à Avenida Mazzei, nº 722, Tucuruvi. Há 43 anos forma e fomenta a cultura do samba no bairro paulista, levando também a população serviços sociais e de entretenimento. O Acadêmicos do Tucuruvi surgiu de um grupo de amigos que gostava de brincar e fazer folia no carnaval, saindo nas ruas do bairro do Tucuruvi com muito entusiasmo. Aos poucos, o descompromissado grupo foi adquirindo adeptos e terminou como Bloco estruturado. Sob a liderança de José Leandro, Oswaldo de Salva e Tininho, entre outros, o Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi foi fundado no dia 1º de fevereiro de 1976, tendo como símbolo um gafanhoto, já que em tupi Tucuruvi significa gafanhotos verdes.

Um fato que marcou a história da escola foi o seu primeiro desfile, em 1977:  carro alegórico era um gafanhoto que tinha como base uma Kombi coberta com tecido verde, uma realização inédita. A agremiação subiu para o Grupo Especial pela primeira vez em sua história 10 anos após sua fundação. O samba-enredo “Brasil em Aquarela” marcou a estreia da escola entre as grandes e ainda é recordado pelos sambistas paulistanos. Outros dois personagens da escola que também merecem destaque são o presidente Hussein Abdo El Selam, o Jamil, e o compositor Maurinho da Mazzei, vencedor de quase 40 sambas nas escolas e blocos de São Paulo.

Em 2011, a Tucuruvi conquistou o vice-campeonato no Grupo Especial, seu melhor resultado na história no Carnaval paulistano.

Fonte: LIGASP

 

Serviço

 

Desfile do Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba (GRCSES)  Acadêmicos do Tucuruvi 

Samba enredo: “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”

Dia: 23/02/20 (domingo)

Local: Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo – Sambódromo do Anhembi (Avenida Olavo Fontoura, Nº 1.209 – Distrito de Santana – São Paulo – SP)

Site: http://academicosdotucuruvi.com.br/

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=cfurEz_1pZc&feature=emb_logo

Facebook: https://www.facebook.com/AcademicosDoTucuruvi

Instagram: https://www.instagram.com/academicosdotucuruvi/

 

 

Publicidade

Chico eterno: maranguapense será homenageado pela Tucuruvi, no carnaval paulista 2020

Por Dadynha Saturnino em carnaval

23 de novembro de 2019

Com o enredo “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”, o Grêmio Recreativo Cultural Social  Escola de Samba (GRCSES) Acadêmicos do Tucuruvi homenageará o maranguapense e eterno gênio do humor brasileiro Chico Anysio (1931-2012), em seu desfile no grupo de acesso do carnaval de São Paulo 2020, assinado pelo carnavalesco Dione Leite. Tucuruvi será a sexta Escola a passar no Sambódromo do Anhembi, no domingo, 23 de fevereiro.

 

“Faces de Anysio Chico, o eterno Chico. Sorrir é… e sempre será o melhor remédio”, uma homenagem a Chico Anysio. Divulgação

 

Sinopse

Abram alas, venham todos contemplar a caravana da alegria, o encontro da comédia com o comediante, do criador e criatura, através da arte do improviso fez de nossos lares o grande palco para o seu humor. Com sua trupe um Bufão da Commédia DellArte, sai da história para convocar toda a sua côrte, para juntos celebrarmos o imortal do humor brasileiro: um cabra da peste que encantou a todos com a sua proeza de interpretar.

Um dom? Um destino? Com certeza ele era muito mais, pois sua trajetória é ilustrada por personagens durante toda a sua vida, e quem fica a cargo de nos contar esta história é o nosso Bufão e sua corte da alegria que se divertem ao narrar este maranguapense nordestino. Dividido em quatro (04) setores, o enredo contará através de seus personagens as paixões, faces e legado do representante imortal do humor brasileiro. No primeiro, “O encontro da comédia e o comediante”, no segundo “O amado Chico que amava muito”, no terceiro “As faces de um povo” e no quarto e último “Um legado para a eternidade”.

Venham todos, reúnam as suas famílias, pois no nosso show do humor já vai começar, preparem as gargalhadas que irão ecoar, pois o mestre mais amado será coroado como o Rei desta folia, nosso eterno CHICO, pois “Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio.”

Dione Leite – carnavalesco.

 

Confira a letra do samba que vai embalar a passagem da Tucuruvi no Sambódromo do Anhembi.

“Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”.

(Fábio Jelleya, Henrique Barba, JC Castilho, Edu Borel, Newtinho, Wlad, Abílio Jr., Myngal, Digo e Leonardo Bessa).

 

Hoje eu vou pra galera
Deixa a tristeza pra lá!
Todo mundo reunido
Tá na hora, Chico city está no ar
De Maranguape, o menino
Lançou a flecha do destino
Pediu passagem com coragem e amor
De tão singular, se torna plural
Em seus personagens, traduz emoções
A alma refletida nas paixões

– Alô, Alô, quem é? – Fala Salomé!
– Bento Carneiro assustou o Coalhada,
O professor deu nota 10 pro Bozó
E o salário, ó… virou piada!

Pode correr a sacolinha
Não é justo levar nosso dinheiro
Em cada face do artista
O jeitinho brasileiro
Levou aos quatro cantos do país
Irreverência sem pudor
Amado Mestre, o povo aplaudiu
A escola mais querida do Brasil!
O rei do riso nos ensinou
O melhor remédio é sorrir
Eis o legado imortal
E a sua estrela vai brilhar no carnaval

Bate forte no peito uma saudade
O meu sorriso é especial
Um show de alegria vem aí!
É Chico Anysio, é Tucuruvi

 

Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba (GRCSES) Acadêmicos do Tucuruvi 

“Vou... peito aberto e sem medo, Zona Norte é o aconchego, todo mundo diz. Sentindo o puro ar da Cantareira, lá no meu Tucuruvi… meu povo é feliz… E sempre será”, trecho do hino de exaltação que define a Escola situada à Avenida Mazzei, nº 722, Tucuruvi. Há 43 anos forma e fomenta a cultura do samba no bairro paulista, levando também a população serviços sociais e de entretenimento. O Acadêmicos do Tucuruvi surgiu de um grupo de amigos que gostava de brincar e fazer folia no carnaval, saindo nas ruas do bairro do Tucuruvi com muito entusiasmo. Aos poucos, o descompromissado grupo foi adquirindo adeptos e terminou como Bloco estruturado. Sob a liderança de José Leandro, Oswaldo de Salva e Tininho, entre outros, o Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi foi fundado no dia 1º de fevereiro de 1976, tendo como símbolo um gafanhoto, já que em tupi Tucuruvi significa gafanhotos verdes.

Um fato que marcou a história da escola foi o seu primeiro desfile, em 1977:  carro alegórico era um gafanhoto que tinha como base uma Kombi coberta com tecido verde, uma realização inédita. A agremiação subiu para o Grupo Especial pela primeira vez em sua história 10 anos após sua fundação. O samba-enredo “Brasil em Aquarela” marcou a estreia da escola entre as grandes e ainda é recordado pelos sambistas paulistanos. Outros dois personagens da escola que também merecem destaque são o presidente Hussein Abdo El Selam, o Jamil, e o compositor Maurinho da Mazzei, vencedor de quase 40 sambas nas escolas e blocos de São Paulo.

Em 2011, a Tucuruvi conquistou o vice-campeonato no Grupo Especial, seu melhor resultado na história no Carnaval paulistano.

Fonte: LIGASP

 

Serviço

 

Desfile do Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba (GRCSES)  Acadêmicos do Tucuruvi 

Samba enredo: “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”

Dia: 23/02/20 (domingo)

Local: Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo – Sambódromo do Anhembi (Avenida Olavo Fontoura, Nº 1.209 – Distrito de Santana – São Paulo – SP)

Site: http://academicosdotucuruvi.com.br/

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=cfurEz_1pZc&feature=emb_logo

Facebook: https://www.facebook.com/AcademicosDoTucuruvi

Instagram: https://www.instagram.com/academicosdotucuruvi/