9 de Abril de 2015 - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

9 de Abril de 2015

A missionária tarefa do bem

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

09 de Abril de 2015

A história do pastor que cuidava de viciados e acabou se tornando um deles, teve hoje aqui um novo capítulo. Há algum tempo, a equipe noturna do Barra localizou esse homem morando nas ruas de Fortaleza, mais precisamente na Praça do Ferreira, junto a outros indigentes. Contou sua história, a experiência como religioso evangélico e a disposição de tratar dos dependentes químicos, algo que ele conseguiu em meio a tantas dificuldades. Humano, como todo ser em vias de perfeição, ele próprio acabou sendo vítima da tentação desse mal. E caiu em desgraça. Nada que pudesse surpreender, pois todos estamos afeitos a isso, quando deixamos de nos cercar das defesas morais que temos à disposição.

Toda alma em caminhada pela Terra é passível de erro, devido a sua própria inferioridade. Errar sim, agora persistir no erro é algo inadmissível. Com a ajuda do programa e, principalmente, de voluntários cristãos, o pastor decidiu fazer uma limpeza. Mudar. E agora, consegue atingir um outro degrau dessa superação. Esse é mais um exemplo de que é possível corrigir pessoas. De que é possível se recuperar almas em conflito. Generosa é a mão que recolhe os que erram para cumprir a missionária tarefa do Bem. 

 

leia tudo sobre

Publicidade

A missionária tarefa do bem

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

09 de Abril de 2015

A história do pastor que cuidava de viciados e acabou se tornando um deles, teve hoje aqui um novo capítulo. Há algum tempo, a equipe noturna do Barra localizou esse homem morando nas ruas de Fortaleza, mais precisamente na Praça do Ferreira, junto a outros indigentes. Contou sua história, a experiência como religioso evangélico e a disposição de tratar dos dependentes químicos, algo que ele conseguiu em meio a tantas dificuldades. Humano, como todo ser em vias de perfeição, ele próprio acabou sendo vítima da tentação desse mal. E caiu em desgraça. Nada que pudesse surpreender, pois todos estamos afeitos a isso, quando deixamos de nos cercar das defesas morais que temos à disposição.

Toda alma em caminhada pela Terra é passível de erro, devido a sua própria inferioridade. Errar sim, agora persistir no erro é algo inadmissível. Com a ajuda do programa e, principalmente, de voluntários cristãos, o pastor decidiu fazer uma limpeza. Mudar. E agora, consegue atingir um outro degrau dessa superação. Esse é mais um exemplo de que é possível corrigir pessoas. De que é possível se recuperar almas em conflito. Generosa é a mão que recolhe os que erram para cumprir a missionária tarefa do Bem.