6 de setembro de 2019 - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

6 de setembro de 2019

A amarrotada bandeira do Brasil

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

06 de setembro de 2019

O Brasil celebra os 197 anos da Independência.

É um registro importante que está vinculado ao fim do jugo português e deu início ao processo de nossa emancipação.

Comemorada tradicionalmente pelos setores militar e educacional, a data introduziu mais recentemente manifestações desvinculadas desse perfil, como o Grito dos Excluídos numa forma de dar visibilidade ao grosso da população.

Em todo o País, os símbolos marcantes da chamada Semana da Pátria eram estabelecidos pelas demonstrações de apreço aos nosso símbolos. Um deles, no entanto, parece ser desrespeitado na esquina das ruas Marcondes Pereira e Tibúrcio Cavalcante.

A bandeira nacional, bastante amarrotada, rasgada e desgastada, é uma demonstração de falta de apreço de alguma entidade que, infelizmente, desconhece as noções para hasteamento do pavilhão nacional.

Uma outra leitura desse desgaste da bandeira pode sugerir uma ligação com o momento desta Nação, em meio a várias crises, inclusive a econômica, que reflete principalmente o desemprego, o aumento da pobreza e no aprofundamento da miséria, quando mais de 13 milhões de brasileiros sem emprego, vivem ansiando por uma verdadeira independência.

leia tudo sobre

Publicidade

A amarrotada bandeira do Brasil

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

06 de setembro de 2019

O Brasil celebra os 197 anos da Independência.

É um registro importante que está vinculado ao fim do jugo português e deu início ao processo de nossa emancipação.

Comemorada tradicionalmente pelos setores militar e educacional, a data introduziu mais recentemente manifestações desvinculadas desse perfil, como o Grito dos Excluídos numa forma de dar visibilidade ao grosso da população.

Em todo o País, os símbolos marcantes da chamada Semana da Pátria eram estabelecidos pelas demonstrações de apreço aos nosso símbolos. Um deles, no entanto, parece ser desrespeitado na esquina das ruas Marcondes Pereira e Tibúrcio Cavalcante.

A bandeira nacional, bastante amarrotada, rasgada e desgastada, é uma demonstração de falta de apreço de alguma entidade que, infelizmente, desconhece as noções para hasteamento do pavilhão nacional.

Uma outra leitura desse desgaste da bandeira pode sugerir uma ligação com o momento desta Nação, em meio a várias crises, inclusive a econômica, que reflete principalmente o desemprego, o aumento da pobreza e no aprofundamento da miséria, quando mais de 13 milhões de brasileiros sem emprego, vivem ansiando por uma verdadeira independência.