O plantio do mal - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

O plantio do mal

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

06 de Fevereiro de 2018

A violência da cidade pode até deixar uma impressão ruim, a ponto de pessoas evitarem sair à noite para atender ao lazer, restringindo a ida aos compromissos. Na verdade, não podemos nos ater a esse tipo de neurose, ainda que estejamos em meio a uma violenta onda de insegurança. É necessário lembrar que a criminalidade é apenas um ponto sofrível em meio a extensa rede de bênçãos que a vida nos promove.

Diante do fato infeliz provocado por aqueles que ainda persistem no mal, há milhares de vidas buscando o bem estar de si e dos outros; seja pelo estudo; pelo trabalho; pela troca de gentilezas e pelo exercício voluntário do amor ao próximo.  Isso é significativo.

Se há falhas no sistema que nos dá segurança pública e as operações de combate ao mal ainda são precárias, é preciso lembrar que o agente mais poderoso na edificação de um mundo melhor é você.Somos todos nós.  Na competência do que pensamos. E do que fizermos.

Por isso, não espere cair do céu as respostas pela melhoria da vida e do mundo, se você é peça importante na edificação desse mister. Somos nós os construtores do nosso destino. E o que fizermos em favor do bem, iremos obter os resultados satisfatórios. Porém, tudo o que se fizer em relação a sentimentos negativos, como fomentar ódio, inveja ou ciúme, teremos como resultado a expansão desse plantio do mal que tanto desagrada a tudo e a todos. Pense nisso.

Publicidade aqui

leia tudo sobre

O plantio do mal

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

06 de Fevereiro de 2018

A violência da cidade pode até deixar uma impressão ruim, a ponto de pessoas evitarem sair à noite para atender ao lazer, restringindo a ida aos compromissos. Na verdade, não podemos nos ater a esse tipo de neurose, ainda que estejamos em meio a uma violenta onda de insegurança. É necessário lembrar que a criminalidade é apenas um ponto sofrível em meio a extensa rede de bênçãos que a vida nos promove.

Diante do fato infeliz provocado por aqueles que ainda persistem no mal, há milhares de vidas buscando o bem estar de si e dos outros; seja pelo estudo; pelo trabalho; pela troca de gentilezas e pelo exercício voluntário do amor ao próximo.  Isso é significativo.

Se há falhas no sistema que nos dá segurança pública e as operações de combate ao mal ainda são precárias, é preciso lembrar que o agente mais poderoso na edificação de um mundo melhor é você.Somos todos nós.  Na competência do que pensamos. E do que fizermos.

Por isso, não espere cair do céu as respostas pela melhoria da vida e do mundo, se você é peça importante na edificação desse mister. Somos nós os construtores do nosso destino. E o que fizermos em favor do bem, iremos obter os resultados satisfatórios. Porém, tudo o que se fizer em relação a sentimentos negativos, como fomentar ódio, inveja ou ciúme, teremos como resultado a expansão desse plantio do mal que tanto desagrada a tudo e a todos. Pense nisso.